História Love Dream Camren AOB G!P - Capítulo 103


Escrita por:

Postado
Categorias Fifth Harmony, Justin Bieber, Once Upon a Time, Shawn Mendes
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Justin Bieber, Lauren Jauregui, Normani Hamilton, Regina Mills (Rainha Malvada), Shawn Mendes
Visualizações 271
Palavras 938
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Ficção, Ficção Adolescente, Ficção Científica, LGBT, Mistério, Romance e Novela, Sci-Fi, Sobrenatural, Suspense, Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 103 - Em busca de descobertas


Pov Lauren

Escuto meu telefone tocar de forma estridente, quando o alcanço vejo quatorze ligações perdidas do Josh, antes que eu consiga retornar ele liga de novo.

- Lauren eu preciso falar com você. – Josh disse com uma voz nervosa pelo telefone.

- É sobre o caso? – Questiono preocupada.

- Sim, tenho novidades e preciso te contar pessoalmente, não confio nas linhas de telefone. – Ele diz e posso ouvir barulhos de carro ao fundo.

- Acho melhor você desligar, está dirigindo. – Tento traze-lo de volta a realidade, mas é teimoso.

- Lauren! – Sua voz muda para uma nervosa. – Tem alguns caras me seguindo, não vou ir direto até a sua casa, avise a Jane que o alvo 1237 está de olho nela e por favor, peça para todas tomarem cuidado. – Ele desliga me deixando nervosa.

- Josh! – Tento dizer mas já era tarde, ele não me atenderia mais.

- O que foi? – Camila me questionava, atenta aos meus movimentos.

- Josh pediu para eu avisar a todos que ficássemos em alerta, provavelmente ele está para aprontar algo.

Depois de avisar a todas eu passei a andar de um lado a outro nervosa. Precisei sair com Camila para pegar algumas coisas no seu estúdio e a todo momento eu olhava para os lados apavorada.

- Amor, você precisa se acalmar. – Ela pede me olhando nos olhos. – Está me deixando nervosa também e as crianças podem entrar na pilha. – Ela diz me trazendo a realidade e eu suspiro alto.

- Eu só não quero que algo aconteça com vocês. – Confesso meu medo.

- Não vai, Kross está fazendo a nossa segurança. – Ela diz apontando o guarda costas.

- Ok. – Digo e observo seu telefone tocar e ela atender mudando seu rosto de calma para nervosa.

- Onde ele está? – Diz me deixando preocupada.

- Eu estou a caminho. – Ela desliga agora me encarando em choque.

- Não me deixa nervosa, diz quem era? – Pergunto tocando seu braço.

- Era do hospital, Josh deu entrada em estado grave. – Ela diz já pegando suas coisas para fecharmos o estúdio e irmos ao hospital.

- Onde estão as crianças? – Digo atrapalhada.

- Estão na escola, vou pedir que Kristen busque e fique de olho nelas. – Diz, mando mensagens enquanto eu dirijo para o local.

- Ele disse que tinham homens o seguindo. – Falo nervosa. – Não creio nisso. – Nego sem acreditar que ele tinha se ferido.

( - )

Entro no hospital quase derrubando a recepcionista no chão pela demora dela em me dizer qual andar ele estava. Recebi a informação que ele estava em estado grave, o carro tinha capotado algumas vezes.

Disquei o número de Jane torcendo para ela estar bem, e confirmo minhas suspeitas pouco depois.

- Eu estou com medo. – Jane confessa passando a sussurrar. – Ele é mais esperto do que eu pensava. – Ela desabafa. – Vou viajar com a Maura, preciso estar perto de vocês, para por ele na cadeia eu mesma, Josh e eu estávamos investigando desvios de verbas e contrabando de armas e ele estava envolvido em tudo isso, é pior do que imaginávamos Lauren. – Ela diz e eu começo a me arrepiar.

- O que ele tanto quer comigo. – Digo inconformada.

- Olha é difícil dizer... – Ela para um pouco e penso que a ligação caiu mas retorna a falar. – Talvez ele queira algo que você tenha. – Ela chuta e eu paro para pensar, era uma possibilidade.

- Cada vez mais eu fico maluca. – Digo irritada. – Por favor venham e tomem cuidado, eu não quero mais que alguém saia ferido nessa história toda.

- Quando eu chegar eu aviso você, eu irei com alguns amigos, que estão investigando o caso, espero que a gente consiga pega-lo. – Diz desligando em seguida.

- Amor? – Camila me chama e eu a abraço.

- Oi. – Digo ainda olhando para o meu amigo deitado naquela cama inerte.

- Vamos embora, não adianta ficarmos aqui, pedi que a enfermeira nos avisasse caso o quadro dele mude.

- Tudo bem.

( - )

Chego em casa e encontro as crianças brincando distraídas.

- Esqueci de te dizer amor, a Jane vai passar alguns dias aqui, para ajudar nas investigações que o Josh andava fazendo, eles estão perto de pega-lo. – Digo a puxando para o meu colo.

- Espero que consigam.

- Eu também, toda essa tensão, o medo de algo acontecer está acabando comigo. - Deixo um selinho nela, que me abraça.

Algumas batidas são dadas na porta, até que eu me levanto vendo que ninguém ali queria levantar para abrir.

- Para que ter filhos se não servem para abrir a porta? – Resmungo e vejo dois policiais parados.

- Senhora Jauregui? – Um deles pergunta e penso dizer que não sou eu, mas lembro que agora eu tinha assumido a identidade verdadeira.

- Pois não. – Observo eles se olharem e depois o moreno alto diz.

- A senhora está presa por falsidade ideológica e por forjar sua própria morte, preciso que nos acompanhe, qualquer coisa dita pode ser usada contra a senhora. – Ele diz, me algemando antes que eu possa reagir.

- Mas... – Começo a dizer recebendo o olhar assustado dos meus filhos atrás de mim.

- Má! – Lara grita e Camila a pega no colo e em resposta ao seu tom assustado eu sinto as lágrimas começarem a embaçar a minha visão.

- A Má já volta amor.  - Tento consola-los.

- Crianças já para o quarto. – Camila diz e se aproxima de mim. 

– Amor, eu vou te tirar de lá. – Ela corre para pegar sua bolsa, enquanto eu entro no carro vendo todos os meus filhos me observarem pela janela da sala.

 

 


Notas Finais


Cosplay Paola Bracho


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...