História Love Dream Camren AOB G!P - Capítulo 104


Escrita por:

Postado
Categorias Fifth Harmony, Justin Bieber, Once Upon a Time, Shawn Mendes
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Justin Bieber, Lauren Jauregui, Normani Hamilton, Regina Mills (Rainha Malvada), Shawn Mendes
Visualizações 190
Palavras 971
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Ficção, Ficção Adolescente, Ficção Científica, LGBT, Mistério, Romance e Novela, Sci-Fi, Sobrenatural, Suspense, Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 104 - The Orange Is The New


Pov Lauren

- Isso só pode ser brincadeira. – Resmungo observando os dois brutamontes a minha frente me levando sabe-se Deus lá para onde.

- Foi mais fácil do que nós pensávamos. – Eles trocam sussurros tão mal quanto Lara.

- Cala a boca idiota. – O moreno diz dando um tapa na cara do outro. – Presta atenção na missão. – Ele diz sério.

- Para onde vocês estão me levando? – Pergunto com medo.

- A minha flor, você vai passar alguns dias na cadeia, até termos autorização para dar fim em você. – O outro diz, recebendo mais um tapa na cara.

- Ai, para de me bater seu merda. – Reclama agora realmente irritado.

- Então para de falar com ela! – O outro diz exaltado. – Foco na missão, não podemos errar, falta pouco agora.

- Não vejo a hora de receber meu pagamento, e nunca mais vera sua cara de otário. – O homem diz e por incrível que pareça o outro não diz mais nada.

Eles descem do carro logo me tirando de qualquer forma e fazendo minha ficha na delegacia.

- Quem é o delegado? – Pergunto para todos os homens ali, mas nenhum me responde, apenas ignoram minha existência.

Me levam até uma das celas, me jogando ali, sem ao menos retirar as algemas, e eu torcia que Camila me encontrasse.

( - )

- Ainda bem que você apareceu. – Disse aliviada vendo Camila acompanhada de Jane correr desesperada em minha direção.

- Eles me fizeram esperar meia hora para vir te ver. – Ela diz e eu me levanto apoiando o corpo da forma que podia já que continuava algemada.

- Não se preocupe a Kristen vai dar uma entrevista e explicar o que houve e a Jane por sorte está aqui além de testemunha, ela conseguiu trazer copias do seu caso, já que fazia parte da investigação.

- Escuta, eu preciso que vocês tomem cuidado com o que vão dizer, eles, os policiais que me prenderam deixaram escapar que estão sendo pagos para me ferrar. – Digo nervosa.

- Eles precisam de algo para te acusar, e manter longe da presidência. – Jane diz baixo. – Ele está tentando assumir o controle do seu pais, por isso montei uma operação com alguns colegas nossos, que suspeitaram de desvios de verbas entre outras coisas desde que ele assumiu a chefia.

- Quanto tempo mais vou ter que ficar aqui? – Digo agoniada.

- Mais algumas horas, vou pedir que soltem seus braços, por favor não faça nada que possa ser usado contra você. – Jane sai e fico conversando com Camila que me conta que Josh melhorou e que logo o mandante seria preso.

- Não parece tão "logo" como eu gostaria. – Resmungo.

( - )

- Eae, conseguiu me liberar? – Vejo Jane voltar com uma careta.

- Contratamos um advogado, o filho da puta mexeu alguns pausinhos e eles tem provas falsas, vamos precisar reunir os dados que temos para entrar em defesa, pode levar algumas horas. – Ela diz, e eu me sinto irritada.

- Jane, tenho certeza que ele quer me deixar longe da minha família para tentar algo contra eles. – Observo Camila discutir com um dos guardas, sabia que ela irritada ficava uma fera. – Então não saia de perto deles de jeito nenhum, sim? – Pergunto e ela acena.

- Na verdade, eu tenho um plano. – Ela me conta os detalhes e eu acabo pensando que era a melhor jogada a se fazer. – Praticamente temos certeza que é isso que ele quer, e a melhor forma de pega-lo seria dando de bandeja seu prêmio. – Ela diz seria e eu concordo.

- Você tem razão, será que ela vai concordar? – Vejo Camila se aproximando.

- Claro que vai, é melhor do que ver você aqui. – Diz e mudamos o assunto.

- Amor, vá para casa com Jane, ela vai te explicar toda a situação e o que faremos. – Peço e vejo ela relutante. – Por favor, as crianças precisam de pelo menos uma de nós duas lá.

- Eu volto para te ver amanhã. – Se aproxima das grades me roubando um selinho.

- Eu te amo. – Digo chateada por estar ali e ela responde antes de eu ver sua forma saindo.

( - )

Enquanto eu ficava deitada olhando a parede suja, uma sombra aparece me fazendo erguer o olhar.

- Ora, quem está aqui? – Vejo a silhueta do meu pesadelo parar bem na minha frente.

- Filho da puta! – Digo brava me levantando. – Tem coragem de vir aqui, apenas porque não posso socar essa sua cara cínica. – Digo vendo ele sorrir em deboche.

- Ah, não se preocupe em gastar energias, você precisará delas. – Ele diz misterioso.

- O que você quer aqui, você já quebrou a cara uma vez, quer tentar a segunda? – Meu ar soa confiante, mas sei que sem minhas lembranças, apenas as informações de Camila são vagas demais.

- Você deu sorte, porque na época eu estive envolvido com gente que só me atrapalhou, mas agora. – Ele tem um ar confiante. – As coisas mudaram, não será um simples fim que eu vou te dar, já que você fez o favor de sobreviver, vou ter que assumir tudo isso, comandar o pais e arrumar as merdas que você fez, conquistar o apoio dos outros países e iniciar a revolução.

Acho que esse cara anda assistindo muito filme, se acha que vai me vencer na minha fanfic.

- Você acha que vai ganhar a luta com essas acusações? – Acabo rindo de nervoso.

- Claro que não. – Ele finge pensar. – Eu vou te matar, mas de forma que não fique restos. – Ele aponta em minha direção. – Para atrapalhar os meus planos, e quem sabe, não roubo o seu maior tesouro? – Ele deixa no ar dando as costas e indo embora.

- Volta aqui, eu ainda não terminei de te xingar mentalmente! – Grito mas ele não se abala.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...