História Love Dream Camren AOB G!P - Capítulo 95


Escrita por:

Postado
Categorias Fifth Harmony, Justin Bieber, Once Upon a Time, Shawn Mendes
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Justin Bieber, Lauren Jauregui, Normani Hamilton, Regina Mills (Rainha Malvada), Shawn Mendes
Visualizações 336
Palavras 1.161
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Ficção, Ficção Adolescente, Ficção Científica, LGBT, Mistério, Romance e Novela, Sci-Fi, Sobrenatural, Suspense, Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 95 - Não consigo viver sem você


Pov Camila

Meu corpo inteiro estava dolorido. Mas eu sentia como se tivesse tirado um peso das minhas costas, ao lembrar o jeito entregue que fizemos amor durante a semana.

Lauren estava dormindo de barriga para cima, roncando baixo devido o cansaço que eu sabia que ela sentia. Sorri observando seu corpo e as marcas por toda a pele, das nossas inúmeras tentativas de liberar o prazer acumulado.

Ela tinha sido o sonho de consumo de qualquer ômega, cuidadosa com todos os detalhes, enquanto eu dormia me dava banho e sempre se preocupando em me alimentar, o que me fez se possível ama-la ainda mais.

Me levantei, indo até o banheiro e analisando os arranhões pelo meu corpo e eu sabia que arderia quando tentasse tomar banho.

Tomei o banho mais rápido da minha vida, voltando ao quarto para observa-la dormir. Me deitei ao seu lado, sentindo meu peito se inchar de felicidade e eu torcia para que nós duas nos acertássemos.

( - )

Pov Narrador

Os dias passavam cada vez mais tranquilos para a família Jauregui. Lauren se acostumava cada diz mais com a vida de casada, para a alegria de Camila

O modo atencioso que Lauren tinha com a ômega, fazia com que suspiros fossem emitidos por Camila por todos os lugares. No trabalho, em casa, na escola quando levava as crianças, onde estivesse seus pensamentos a traiam, fazendo com que ela lembrasse dos momentos que vinha tendo com sua mulher.

Ela e Lauren depois da noite de amor que tiveram se agarravam em todos os lugares, em horas até um pouco inapropriadas. Quase sendo pegas pela filha, diversas vezes.

- Você adora a sensação de perigo, não é? – Camila diz enquanto começava a mexer nas panelas preparando o café da manhã.

- E a culpa é minha, de você ter essa bunda deliciosa? – Lauren diz, enquanto esfregava a sua ereção nas nádegas da menor.

- Para, as crianças podem aparecer. – Camila reclama, não querendo de fato que a maior se afastasse.

- Não parece que você quer que eu pare. – Provoca, mas logo se afasta quando escuta os passos apressados da sua filha.

- Má, Má! – Lara chamada eufórica e Lauren rapidamente se senta, para esconder a ereção em baixo da mesa.

- Oi filha. – Sorri nervosa, e observa a ômega rir de seu desconforto.

- Eu encontrei um passarinho. – A garotinha tinha um pequeno pardal nas mãos, um filhote.

- Aonde? – A alfa questionou curiosa, observando se o bichinho estava vivo.

- No quintal, perto da minha casinha. – Ela diz, entregando o bicho de forma delicada para a mãe. – Cuida dele? – Pergunta querendo que o mesmo voltasse a pular.

- A mamãe não sabe o que ele tem, vai ter que levar ele no médico. – Lauren diz, e se levanta pedindo ajuda com o olhar para Camila.

- Nós iremos tomar café e vamos até um veterinário, tudo bem-querida? – Pergunta para Lara que confirma.

- Você vai ficar bem, a Má vai cuidar de você. – Lara saiu com o passarinho nas mãos, enquanto conversava com o mesmo o consolando.

- As vezes eu me acho a supergirl. – Diz brincando observando a filha.

- Ela te venera, não estrague isso. – Camila diz colocando o café da manha na mesa.

- Cadê os meninos? – Quis saber porque a casa estava muito silenciosa.

- Estão na casa da vizinha, lembra? – A ômega diz, e a alfa acena que sim.

- Oi família! – Kristen diz entrando na cozinha. – Hum, cheguei em boa hora. – Rouba um pedaço de bolo do prato da mãe e se senta na frente das duas.

- Acho que você anda engordando... – Lauren diz observando o rosto da filha mais inchado.

- Impressão sua. – A ômega diz disfarçando e devolve o pedaço de bolo que tinha partido e ia colocar em seu prato na travessa.

- Mamãe depois preciso conversar com a senhora, mas agora não dá, só vim dar um oi, e matar a saudades. – Diz e se despede da mãe saindo.

- Ela está aprontando. – Lauren diz estreitando os olhos enquanto observa a filha sair.

- Talvez seja impressão sua. – Camila diz, mas internamente pensa em se lembrar de conversar com a filha.

Assim que terminaram de comer, foram se arrumar para levar o filhote até o veterinário.

Camila sentia sua esposa cada vez mais entregue, tanto que elas se amaram de forma rápida, e em seguida trocaram caricias antes de finalmente ir atrás da filha para arruma-la.

- A Regina te deu banho? – Camila questiona observando a filha pronta.

- Sim! – Lara diz, pulando. – Mas não deixou eu dar banho no Fred. – Diz chateada.

- Fred? – Lauren pergunta já rindo de nervoso por dentro.

- É, ele é tão lindo mamãe, podemos ficar com ele? – A menor pergunta, sabendo que Lauren era mais fácil de convencer do que Camila.

- Vamos primeiro cuidar do machucado dele, ai pensaremos sobre isso. – Camila responde primeiro, antes que Lauren caia nas chantagens emocionais da filha.

- Chata. – Lara reclama baixo, mas todas podem ouvir.

- Tá vendo quem a sua filha puxou?! – A ômega diz fingindo estar irritada e vai em direção ao carro, sendo seguida por uma Lauren pensativa.

Elas dirigiram de forma calma até o pet shop que Camila costumava levar os seus cachorros.

- Dá ele pra mamãe, amor. – Camila pede e Lara entrega de forma delicada o animal, que se mantem imóvel.

- Será que ele ainda tem jeito? - A pequena pergunta agoniada.

- Vamos tentar ajudar, mas não quero você chorando viu. – Lauren diz, sabendo que a filha costumava fazer birras quando queria algo.

- Tudo bem. – A menor diz cabisbaixa, e a alfa ergue o olhar para sua esposa, que nega com a cabeça.

Depois dos procedimentos, foi descoberto que o animal tinha muitos órgãos internos afetados, ele iria morrer logo, então convenceram a filha a deixar ali para que ele fosse cuidado.

- Má, aquela não é a sua amiga do parque. – Lara apontou para a moça que até então elas tinham trocado telefone.

- Ah. – A alfa diz sem graça, ainda mais porque Camila acompanhou o olhar delas, fechando a cara de imediato. – É, é ela sim. – Sorriu querendo fugir dali com as duas.

Elas tinham ido até o canil em busca do cachorro e por não ter achado, a ômega ofereceu um pinscher de presente, quando Lauren disse que o cachorro sumido era de sua filha. Camila odiou a ideia, mas não pode fazer nada porque Lauren já tinha aceitado.

- Não vai cumprimenta-la? – A ômega questionou e observou o rosto da maior, para ver sua reação.

- Outro dia quem sabe, eu estou com fome, que tal irmos almoçar? – Perguntou e Camila sorriu internamente.

- Acho melhor, o clima daqui ficou meio pesado. – Provoca a maior que nada diz.

Ambas saem de mãos dadas do local, com Lara saltitante no meio delas, e a todo momento contando para as mães, as coisas que descobriu na escolinha.    



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...