História Love Dream Camren AOB G!P - Capítulo 98


Escrita por:

Postado
Categorias Fifth Harmony, Justin Bieber, Once Upon a Time, Shawn Mendes
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Justin Bieber, Lauren Jauregui, Normani Hamilton, Regina Mills (Rainha Malvada), Shawn Mendes
Visualizações 314
Palavras 1.057
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Ficção, Ficção Adolescente, Ficção Científica, LGBT, Mistério, Romance e Novela, Sci-Fi, Sobrenatural, Suspense, Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Como vocês são uns amorzinhos comentando, ai vai mais um

Capítulo 98 - Surprise


Pov Lauren

- Você acha que ela vai gostar? – Questiono Normani que está comigo andando pelo shopping em busca de algo para nossas esposas.

- Você já foi mais confiante no seu taco. – Ela diz em deboche.

- É, quando eu tinha memórias, muita grana e era presidente. – Respondo revirando os olhos. – Agora eu sou só uma pintora de quadros, mãe de quatro filhos que não sabe dizer "não". – Reclamo.

- Vamos beber e a gente conversa. – Ela diz me puxando até a praça de alimentação e pedindo duas cervejas.

- Diz logo o que está te irritando. – Ela pede, enquanto dá um gole da sua bebida.

- Aff. – Resmungo por todos me conhecerem muito bem. – Eu não consigo controlar os meus ciúmes. – Confesso.

- Ciúmes? – Ela diz me olhando em deboche. – Para de ser tonta, a Camila te venera.

- Ela anda trocando mensagens com alguém, cheia de segredos. – Digo tentando não parecer uma adolescente com os hormônios a mil.

- Olha não deveria te dizer isso, mas seu aniversário de casamento está chegando, e é quase certo que ela está planejando algo. – Eu olho surpresa, para ela que ri. – A pessoa com quem ela está "traindo" você, é a minha esposa, que essa hora deve estar fazendo uma conta enorme no seu cartão de crédito, então trate de seguir meu conselho e comprar o presente que eu te disse. – Ela diz em puro tédio.

- Que amiga em. – Digo irônica.

- Você deveria me agradecer. – Ela ri. – Era para eu te deixar aí, se corroendo em ciúmes. – Debocha.

- Tomara que você esteja certa. – Digo analisando a ideia que ela tinha me dado e resolvo seguir seu conselho.

( - )

Pov Lauren

- Está tudo pronto? – Camila me questionou pela décima vez, em menos de quinze minutos.

Se ela estava nervosa? Estava quase pulando pela casa, arrancando os cabelos. Agora eu agradecia a Normani por ter me alertado, ou então eu estaria surtando junto com ela.

- Amor. – Parei em sua frente, a puxando para perto de mim. – Se acalma. – Disse distribuindo beijos por seu rosto.

- Você me pede calma, mas sabemos o que irá acontecer. – Ela diz ansiosa.

Eu sorrio reparando em cada expressão que ela fazia.

- Vai ser muito bom, não vejo a hora. – Pisco e vejo ela corar.

- Não sei como me deseja tanto. – Ela se faz de inocente.

- Eu sei porque eu te desejo tanto, porque você sempre esteve em meus sonhos literalmente. – Digo rindo.

- Conversou com os nossos filhos? – Ela pergunta, sabendo que agora me deixava como a carrasca da história.

- Sim, disse que se eles não se comportassem era uma semana sem doces escondido. – Falei tentando não rir da cara indignada que ela fez.

- Quando eles estiverem aprontando, você quem vai resolver. – Disse passando na minha frente, sem deixar de rebolar, atraindo meu olhar para ela.

- Anda. – Se vira para me dizer e eu obedeço claro.

( - )

Pov Narrador

Elas estavam deitadas na areia da praia, enquanto observavam os diversos casais curtindo o fim de semana. Tinham alugado uma das casas ali, e aproveitavam o fim de semana para trocar carícias, e se conhecerem ainda mais.

- Não acredito que elas davam em cima de você. – Camila diz quando Lauren confessa que as clientes, a cantavam.

- Eram só velhas assanhadas amor. – Lauren diz rindo da careta da menor.

- Não gostei disso. – Camila faz bico e a maior se vira na toalha que estavam deitadas, subindo em cima da menor, e roubando diversos beijos.

- Já passou, agora você tem todo meu corpinho para você. – Pisca.

- Acho bom. – A ômega, alisa as costas nuas da sua esposa, deixando mordidas leves em seu ombro.

- Amor? – Lauren questionou sentindo seu corpo diferente.

- Lauren?! – Camila está em choque, sentindo as emoções da esposa, e percebe que depois de anos, Lauren está entrando em cio.

- Ah! – A maior geme, e acaba esfregando sua ereção em Camila, que ao perceber, se desvencilha dela e se levanta sobre o olhar atento da sua esposa.

- Camila! – Lauren geme alto, chamando atenção de outras pessoas. – Volta aqui. – Lauren pede com a voz rouca.

- Vem! – A ômega começa a correr em direção a casa que alugaram, com sua esposa atrás dela agitada.

Isso é uma grande surpresa. – Camila pensa, confusa se estava excitada ou assustada.

Ela é facilmente alcançada pela alfa, que tenta derruba-la para transarem ali na varanda da casa.

- Não amor. – Camila tenta traze-la até a realidade. – Vamos entrar! – Pede vendo os olhos da sua esposa mais escuros.

- Eu preciso de você. – Lauren diz, enquanto vai arrancando suas roupas.

Em um gesto de distração, Camila escapa e entra. Lauren geme em frustação, e quando consegue alcançar Camila, ela está na porta do quarto, abrindo a porta de forma atrapalhada.

- Vem aqui! – A voz da alfa soa forte, fazendo Camila parar os movimentos.

Ela consegue por fim empurra a porta que se abre, e entra sendo erguida pelos braços fortes da alfa, que a joga na cama, subindo por cima dela enquanto rasga suas roupas.

- Nossa! – Ela ainda consegue gemer, quando sente sua excitação tomar conta de si.

Lauren não agia de forma consciente, apenas era guiada por seu instinto em ter e dar prazer a sua ômega.

Agarrou seu membro, guiando para a entrada de Camila, que abriu as pernas dando espaço para sua alfa se movimentar. O gemido alto que Camila emitiu, foi abafado por beijos selvagens, e mordidas eram distribuídas pelo ombro da maior que sorria em satisfação, vendo o brilho de suor pingando de ambas.

- Isso amor, assim. – Camila conseguiu dizer, embriagada no prazer que Lauren distribuía em ambas.

Quando ambas alcançaram o ápice, Lauren urrou forte, prendendo o corpo da menor em baixo de si, com seus braços. Ficou diversos segundos ejaculando forte dentro da ômega, que com os espasmos da maior, também chegava ao orgasmo.

Lauren continuava a estimular a ômega, deixando diversas lambidas, e chupões no pescoço de Camila. A ômega sabia que bastava o nó se desfazer que sua alfa, já dura dentro de si, voltaria com tudo.

- Eu te amo. – Lauren diz unindo seus corpos mais uma vez, mexendo em sincronia junto com Camila.

- Eu também, nunca duvide disso. – A ômega, diz, ofegante.


Notas Finais


Eita


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...