1. Spirit Fanfics >
  2. Love e Hate >
  3. Convite para jantar.

História Love e Hate - Capítulo 4


Escrita por:


Notas do Autor


Olá, seja bem vindo (a) ao meu mundo, onde os pensamentos se tornam realidade. Espero que goste da minha história.

Capítulo 4 - Convite para jantar.


Fanfic / Fanfiction Love e Hate - Capítulo 4 - Convite para jantar.

Depois da briga com minha mãe, não saí mais do quarto, nem para almoçar, só tomei um banho e coloquei um vestido branco curto soltinho. Meu relacionamento com ela não é dos melhores, ela foi embora quando eu era pequena e nunca nem me ligou. Até que um dia meu pai disse que eu precisava vir morar com ela. Não sei o motivo que a levou a ir embora, mas que mãe abandona a filha pequena?

Fico assistindo séries na Tv para matar o tempo e vê se esqueço do que aconteceu. Meu celular começa a tocar do meu lado, o pego e quase infarto ao ver o nome, Sr. Simmons piscando na tela.

(...)

S/N: - Percebeu que eu existo?

SR.S: - Não comece com suas provocações, estou sem tempo. 

S/N: E quando foi que o senhor teve tempo para mim pai? 

SR.S: - Eu...errr...filha me desculpe, eu sei que falhei com você.

S/N: - Tudo bem pai, por que ligou? 

SR.S: - Para saber como está. Se sua mãe está te tratando bem, e se precisa de alguma coisa.

S/N: - Estou bem, odeio minha mãe e preciso voltar para New York. 

SR.S: - O que aconteceu? O que ela fez?

S/N: - Aconteceu uma coisa na escola hoje, um garoto derrubou suco em mim e ela disse que a culpa era minha por não andar vestida como uma patricinha e fazer os meninos me odiarem.

SR.S: - O QUÊ? ELA FALOU ISSO? ESSA MALDITA! EM QUE ELA QUER TE TRANSFORMAR? EM UMA RÉPLICA DELA?

S/N: - Não sei pai, mas eu não vou deixar. 

SR.S: - Eu sei meu amor, você não puxou para ela, ainda bem.

S/N: - Verdade. 

SR.S: - Querida, tenho que ir agora, quando der eu ligo. Te amo muito filha.

S/N: - Te amo muito papai!

(...)

Desligo o celular sentindo uma dor no peito, mesmo que meu pai seja muito ausente, foi ele quem me criou, e eu o amo muito. Coloco meu celular de lado e me preparo para deitar, são apenas 19:00 horas, mas eu não quero ver a cara da minha mãe. 

- S/N! - Ela bate em minha porta, Reviro os olhos e vou abrir.

- Oi? - Pergunto seca.

- Tem um garoto te chamando aí, até que enfim em! - Ela me dá uma piscada.

Fecho a porta sem dizer nada e troco de roupa, caminho até a sala lentamente, não sei quem é, mas se for quem eu tô pensando, eu juro que...

- Jungkook? - Ele está em pé encostado na porta. Assim que me vê, vem andando em minha direção e me abraça forte.

-S/N eu fiquei tão preocupado com você, depois do que aconteceu, eu tentei te encontrar, mas não encontrei, então vim até aqui. - Ele fala com o rosto enterrado em meu pescoço. 

- Eu tô bem Jungkook. Não vai ser mais uma das idiotices do Taehyung que vai me abalar. - Digo me afastando dele lentamente. 

- Eu sei, e acho você a pessoa mais incrível do mundo. Te admiro muito S/N. - Ele fala olhando em meus olhos.

-Você sempre sabe o que dizer, obrigada por se preocupar comigo. - Digo sorrindo segurando a mão dele.

Jungkook se aproxima e beija delicadamente minha testa, fecho os olhos sentindo seu cheiro doce.

- Então? Você é o namorado da S/N? - Minha mãe pergunta aparecendo de repente na sala, nos separamos rapidamente e Jungkook tropeça no tapete e quase cai.

- Não precisa ficar com vergonha menino. Quem precisa é a S/N por ter um namorado gato e ainda se vestir como uma sem teto.

Jungkook fica sem jeito, me olha por um momento e depois encara minha mãe. - Com todo respeito Sra . Simmons, mas a S/N é a gatora mais linda que já conheci, e a roupa que ela preferir usar, não vai mudar minha opinião. 

Minha mãe fica com uma cara de cu enorme, me contenho o máximo para não sorrir da cara dela.

- S/N? - Ele se vira para mim. - Gostaria de jantar comigo?

Fico perplexa, não esperava esse pedido, fico parada o encarando, depois viro para minha mãe sorrindo debochada. 

- Eu adoraria jantar com você Jungkook. - Falo sorrindo. - Só preciso pegar o casaco.

Depois de pronta, sai do apartamento de mãos dada com Jungkook, deixando minha mãe na porta com uma cara péssima. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...