História Love Hurts - Ziam Mayne - Capítulo 7


Escrita por:

Postado
Categorias One Direction
Personagens Harry Styles, Liam Payne, Louis Tomlinson, Niall Horan, Personagens Originais, Zayn Malik
Tags Loving Can Heal, Mayne, Zayntops, Ziam
Visualizações 31
Palavras 1.650
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Hey hey hey
Boa leitura!
❤💛❤💛

Capítulo 7 - Podemos Sonhar


Fanfic / Fanfiction Love Hurts - Ziam Mayne - Capítulo 7 - Podemos Sonhar

Deixe para lá, eu vou achar alguém como você

Não desejo nada além do melhor para vocês também

Não se esqueça de mim, eu imploro

Vou lembrar de você dizer:

"Às vezes o amor dura, mas, às vezes, fere"

- Someone Like You, Adele

- Você acha que as pessoas são feitas uma para as outras? Digo, como se fossem predestinadas uma às outras? - Liam perguntou da cozinha para o amigo que estava na sala. Depois de algum tempo o mesmo terminou de digitar no seu celular e se encaminhou até a cozinha.

- Olha, Liam… espera isso é cappuccino? Me dê! - E pegou antes que Liam o respondesse. - Voltando à sua pergunta. Acredito que tudo acontece por algum motivo, não acho que seja tudo uma série de coincidências. Se você pensa que algo aconteceu porque deveria ter acontecido, provavelmente está certo. Isso é o certo, seu coração acreditar tanto que você deveria ter conhecido essa pessoa, que o faça pensar que o destino os uniu.

Payne refletiu por alguns instantes.

- Onde aprendeu a falar de forma tão filosófica? - Questionou.

- Aprendi com a vida.

- A vida deveria ensiná-lo que essa calça de moletom creme não combina nada com essa camisa da mesma cor.

- E você deveria cuidar da sua. - Bufou, mas riu em seguida.

- Qual é, Niall! Estou brincando.

- Eu também. Você sabe. Mas está frio. - O louro defendeu-se.

Liam deu de ombros e preparou um cappuccino para si, já que Niall havia "roubado" o seu.

A manhã estava fria novamente, sequer parecia que o dia anterior tinha sido quente. Ultimamente o clima estava mudando de repente constantemente, o que era estranho pois sempre fora um lugar com as estações em ordem. De todo modo, tudo estava uma bagunça na vida de Liam.

Ele foi até a sala onde Niall outra vez digitava algo no celular (provavelmente estava conversando com alguém, ou procurando skins para seus jogos para comprar, ele não entendia muito bem). Liam não conseguia entender por quê o garoto gastava dinheiro de verdade com um jogo, mas não falava nada.

- Vou sair com Zayn hoje. - Pigarreou.

Niall levantou o olhar para Liam.

- Legal. Shawn pode vir para cá?

Liam franziu a testa.

- Quem é esse? - Perguntou um tempo depois.

- Um amigo. A gente vai jogar. Basta você dizer sim, sim?

- Se a mamãe chegar aqui…

Niall rolou os olhos

- Deixe comigo, Pain.

- Você sabe que não gosto que…

- Shh… vai descansar a beleza para sair mais tarde. Não se estresse, Pain.

Liam iria falar algo, mas muito provavelmente não iria adiantar. Niall é um teimoso e adora provocar, ele não iria dar esse gosto ao garoto. Simplesmente foi para o seu quarto fazer o que o louro sugerira, mas estava sem sono. Ler poderia fazê-lo se acalmar.

Niall estava em sua casa pois se conhecem desde que eram crianças, e nos feriados da faculdade, ele sempre ficava na casa de Liam. Normal. Quase irmãos.

Payne pegou um livro em uma estante em seu quarto. Não lia há muito tempo. Ele soprou a poeira e abriu o livro, primeira página..

Para Liam, alma de mi vida.

Ele sentiu os poros da sua pele se abrindo, e um frio tomou conta do seu corpo momentaneamente. Sua cabeça começou a doer incrivelmente, o que fez ele largar o livro e parar de ler naquele momento, quando sequer tinha iniciado. Toda vez que ele iria ler aquele livro, algo dava errado.

Acabou dormindo e acordou depois de ter um sonho estranho. Sonhou que estava andando sobre toda aquela neve, quando via muito sangue e então ele ouvia um tiro, depois outro; ele se aproximava e via apenas uma mão e alguém chorando, mas não conseguia identificar seu rosto. O contraste do sangue era belo, mas ali, no chão… era ele.

Como ele mesmo já havia pensado: estranho. Verificou as horas em seu celular e foi ver o que Niall estava aprontando.

- Esse jogo é estúpido. - Disse.

- Você também é e eu não falo nada. - Replicou Niall.

- Puff.. Você já almoçou?

- A pergunta correta seria: quantas vezes eu já almocei. - Disse dando ênfase no "quantas vezes".

- Hum, okay, vou ver se como algo, daqui há uma hora Zayn vem me buscar e eu perdi a noção por tanto tempo que dormi. Tive um sonho estranho…

Iria prosseguir se Niall não tivesse começado a falar com o seu laptop. Ótimo, partida online. Niall era a pior pessoa jogando online porque não parava de xingar e ao mesmo tempo tentava ajudar o time. Era o único momento que Liam via o mesmo bravo; irritado; xingando…

No entanto, às vezes ele levava a sério demais, é Liam também se estressava com isso. E o bom disso é que quando Niall começou seu show Liam não estava mais ali.

- Você quer ouvir outra estação? - Perguntou Zayn para Liam enquanto dirigia levando-o para sua casa.

O garoto virou-se para olhá-lo quando não havia entendido o que ele tinha dito.

- O quê?

- Perguntei se quer ouvir outra música. Ou essa está boa?

- Nah, está ótima.

A verdade é que ele não estava dando atenção à música, nem saberia qual estava tocando, se Zayn não falasse sobre ele querer ou não ouvir, ele talvez nem notasse que estava tocando The Scientist da banda Coldplay. Uma de suas músicas favoritas.

Liam estava pensando na vida: que rumo a sua estava tomando; por que de todos os lugares onde ele poderia estar naquele momento, ele estava justamente com Zayn.

Durante o trajeto eles conversaram sobre coisas aleatórias e se divertiram bastante quando uma música que ambos conheciam tocava e eles acabaram cantando juntos.

- Zayn Malik feat Liam Payne. Seria ótimo. - Liam brincou saindo do carro quando Zayn estacionou.

- Sim, seria. - Zayn sorriu de um maneira que derreteria qualquer coração.

Ele fechou os olhos e colocou a língua entre os dentes. "Estou reparando muito em pequenos detalhes." Observou Liam para si e logo seus pensamentos se dissiparam quando o menor lhe mostrou as várias tintas que tinha.

- Você comprou mesmo isso? Quer mudar, hein?

Realmente, era uma mudança radical para alguém como ele, mas estava fazendo-o se sentir bem. Ter Liam ali o fazia sentir-se bem

- Estou nervoso. - Confessou.

Payne massageou os cabelos de Zayn, demorando mais que o necessário ali.

- Eu vou dormir assim, cara!

Liam se assustou e percebeu o que estava fazendo.

- Oh, me desculpe… er, eu...

- Está tudo bem. Se acalme.

- Seu cabelo é.. hum, muito bom. Você vai deixá-lo crescer mais?

- Sim, já tive cabelos longos uma vez. Depois cortei e doei. Acho que vai ficar legal se eu pintar.

Liam podia contrariar, aquilo não parecia muito com ele, pelo seu jeito e tudo mais, mas não o fez. Às vezes as pessoas só queriam colorir a vida. Se colorir por fora, mesmo que por dentro fosse tudo escuridão.

Depois do teste de mecha, tudo ficou bem e Liam iniciou o processo.

- Você tem certeza que quer mesmo essa cor? - Perguntou Liam incerto.

Zayn apenas balançou a cabeça afirmando.

Quando tudo estava pronto Zayn foi até o espelho e ficou se admirando lá, rindo.

- Você é oficialmente meu novo cabeleireiro. - Informou a Liam sorrindo. - Estou lindo.

- Sim, você está. - O maior sabia que sua face estava vermelha naquele momento, pois foi uma afirmação muito aleatória e verdadeira. Por mais que achasse aquilo, quisesse dizer aquilo, saiu sem que ele percebesse.

- Você é adorável. - Zayn se referia a recente coloração da face de Liam. Caminhou até ele para abraçá-lo, e sem notar de quem partiu a iniciativa, seus lábios estavam colados. Mas com a mesma rapidez com que aquilo aconteceu, acabara.

Eles sentiam vergonha de mais para dizer qualquer coisa.

- Okay gente, isso é normal. Acontece.

- Mas que p-…

- Shh…

- Há quanto tempo está aqui, Louis? Como entrou?

Louis deu de ombros.

- Harry e eu estávamos passando pela sua rua, e resolvemos parar para te dizer um "Olá".

Liam que até então estava calado resolveu perguntar:

- E onde está Harry?

- No carro. - Louis disse calmamente. - Está sentindo dores e então eu só vim ver se você estava bem, Z. Vejo que está.

Louis era um ótimo amigo, em quem Zayn confiava de olhos fechados, mas as vezes ele se aproveitava disso para lançar todo o seu "veneno" em quem quer que fosse.

- Não sei como Harry te suporta. - Vociferou o Malik.

- Não sei como vocês dois me suportam, e nem como eu me suporto. - Riu. - Tchau. Até depois, Zen.

- Você também tem apelidos que não gosta? -Liam perguntou envergonhado vendo a expressão de Zayn depois que Louis dissera aquilo e partira.

- Yeah… - Suspirou.

- Essa cor realmente combina com você.

- Obrigado.

Depois de conversarem sobre livros e filmes adaptados dos livros eles comeram e marcaram de um dia assistir alguma adaptação de Nicholas Sparks, o autor favorito de Zayn.

- Provavelmente o livro será melhor. - Comentou ele. - Mas de todas as adaptações, eu acho que Dear John segue relativamente parecido. Ou Safe Heaven.

- Escolhemos isso por mensagem? - Ergueu uma sobrancelha.

- Sim. - Zayn disse apenas.

Quando foi levá-lo em casa, resolveu trazer aquele assunto à tona. Uma hora ou outra eles teriam que falar. Não iriam fingir que aquilo não aconteceu, por mais rápido que o momento tivesse sido. Às vezes os momentos tinham muito tempo, mas nada se levava para a vida. E alguns com um curto período eram realmente significantes. A quantidade não era o que definia se algum momento era bom, e sim a qualidade.

- Liam… - Zayn começou baixinho. - Me desculpe, pelo que aconteceu lá em casa. E me desculpe por Louis.

Eles estavam em frente à casa de Liam agora.

- Por que você está pedindo desculpas? Digo, não precisa. - Disse todo atrapalhado. - Não precisa se desculpar por ter me beijado quando…

- Quando? - Zayn perguntou realmente curioso.

- Não quando eu queria que você repetisse.

E foi o que Zayn fez.


Notas Finais


Queria um feat Z+L sim! ❤💛


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...