História Love in a forced marriage--alfas e ômegas - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias IKON
Personagens B.I, Bobby, Chanwoo, Donghyuk, Jinhwan, Junhoe, Yunhyeong
Tags Bobby Ikon, Bts, Exo, Got7, Ikon, Imagine Ikon
Visualizações 4
Palavras 2.631
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Famí­lia, Ficção, Romance e Novela, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Estupro
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


B
O
A
-
L
E
I
T
U
R
A

Capítulo 3 - Almoço -- mudança


Fanfic / Fanfiction Love in a forced marriage--alfas e ômegas - Capítulo 3 - Almoço -- mudança

¨no outro dia¨

Novamente meu lindo e maravilhoso despertador estava a me atormentar levantai da cama vos com vida comprometida com a cópia de coelho risonha metida a dá uma de estraga prazeres que logo logo ele iria chegar se já não tivesse na sala, coloquei uma roupa qualquer (foto na capa) peguei minha mochila e discretamente deixei meu celular escondido lá pra que ele não visse eu não ia ficar sem ele e sem meus amigos por causa de um garoto mal amado e lodo depois desci, minha animação foi de 1 a 0 pra ir pra escola quando eu vi o garoto cuja estragará minha vida daqui alguns meses

Bb: você está atrasada

-e você e um chato sabia disso

Bb: parece que você gostou da minha voizinha de ontem

-vamo logo

Bb: não vai tomar café?

- não....Alias, pensei que você iria me levar pra escola não cuidar da minha vida

Bb: você gostou mesmo da minha voz de ontem né

-vamos por favor -sorriu e fomos pra escola

¨na escola¨

Estávamos na frente da escola já, ele so estava pegando minha mochila no banco de trás

Bb: toma -fala jogando minha mochila na no meu colo, so saio carro sem nem da tchau pro mesmo

Bb: ei- gritou logo me viro com aquela cara de tedio

-que é?

Bb: você acha mesmo que vai com essa roupa?

-não acho como tenho certeza que vou

Bb: não ta muito- ele queria poder pronunciar algo mais tava entalado

-curto? Desenhado? Nem ligo sempre vim assim não pense que e so por que você ta aqui

Bb: você vai vestir isso por cima da roupa- fala com um braço na janela segurando um pano cinza sla, peguei o mesmo e era um casaco de lã

-e seu?

Bb: é, e você vai vestir, não vai andar assim

-mais e horrível

Bb: combina com você, bom vou vir te busca pra te levar pra casa dos meus pais pra um almoço e se eu ver você sem esse casaco você já sabe ne

-eu já tenho casaco não preciso do seu

Bb: me da o seu

-não

Bb: anda logo eu não quero ter que ir ai e buscar

-afs-tiro a blusa e o entrego 

Bb: pronto não tem mais- saiu com o carro me deixando na calçada da escola com aquele treco nas mãos meu celular tocou era mensagem no grupo eu ia ter que responder depois, agora eu tenho que colocar essa coisa estilosa do senhor coelho risonho, coloquei e olha eu fiquei parecendo uma batata mais do que pareço eu prometo que vou matar ele quando tiver oportunidade, espero que seja logo

Logo se passam os horários e me arrependi e a primeira vez que eu venho de saia pra escola SIM era só por causa do guri lá ;-; e agora até os alunos que faziam bullying estavam me olhando muito ou era só impressão, parece que o casaco do Bobby não fez efeito mesmo logo bate o sinal corri pro pátio da escola e me sentei num banco perto de uma arvore e mandei uma mensagem no grupo mesmo sabendo que só o Noah le e o jackson iriam responder por que eles estudam atarde

Grupo ON

ontem

Le: nossa já era pro jantar te terminado não?

Noah: verdade

Jackson: eu ligo pra ela voltar aqui

Unnie: ok

Le: enquanto isso nois fica aqui fazendo vários...NADA

Unnie: exato

Noah: melhor coisa...

Le:...

Unnie:....

Jackson: gente ela deve ta muito ocupada porque ela não responde minhas ligações

Unnie: oshi, sera que ela ta com aquele cara lá?

Jackson:  pior que eu liguei...será que ela ta bem? :(

Le: agora e melhor agente esperar, não e muito bom agente insistir não

Noah: verdade

Le: boa noite gente meu appa ta mandando e eu e dormi bjs

hoje

Jackson: bom dia!!

le: hello

Noah: Alô Alô

Le: tudo bumbum?

Jackson: Ss

Le: sei sabe alguma coisa da sn?

Noah: desculpe fui tomar café

Noah: eu to bem

Noah: sobre a sn ela deve ta na escola né, pelo menos la ela vai ter sossego 

Oi gente...

Le: a bela adormecida acordou 

Infelizmente sim... to na escola, bobby que me trouxe

E vamos dizer que eu por eu mesma fiz merda

Jackson: já? Puts

Le: kk o que se fez sn??

Então não sei porque mais eu vim com roupa curta pra escola...

Ele me obrigou a usar um casaco de lã cinza dele que parece mais que era do avô dele

E antes tava todo mundo me olhando, agora eu to aqui na entrada da escola esperando

Ele

noah: sn acho que você ta gostando dele em kk

le: kkk

ha sai vey

Jackson: não quer confesar ok ne kk, ollha sn tenta ficar perto de gente sla, não sei no que posso te ajudar a distancia

Não tudo bem, vou fazer o que falou depois eu mando notícias

Jackson: não precisa se preocupar com isso, fica bem

Vou tentar tchau

Grupo off

Bobby ON

Deixei sn na escola confesso que garota e insuportável, e vai ter que aprender como que um ômega age já que não aprendeu isso em casa, vai ter que aprender comigo e do pior jeito

Logo estava na empresa dei bom dia pra recepcionista que já nem me dava a atenção de antes, por que agora meu pai com certeza avia tratado de falar pra todos da empresa que eu estava noivo. E agora vou ter que busca diversão em outro lugar ou seja naquela garota sem graça, enfim.

 Já estava na minha sala, e sabe o que eu odeio nela? O ar-condicionado, e frio demais e pra variar eu dei o meu pra criança lá, agora eu vou ter que ficar com frio mesmo, olho prum lado da sala e vejo minha bolsa de trabalho em cima da mesma o casaco da sn, já que não tem reunião hoje. Me levanto indo até o casaco e pegando o mesmo e vestindo ficou um pouco apertado, talvez eu tenha ficado que nem um pinguim andando mas ok, estava aquecendo, volta a me sentar confesso que o mesmo tinha um bom cheiro, era forte e bem do, tento me concentrar no trabalho mas juro que não estava conseguindo com aquele cheiro

~Quebra tempo~

11:09

Mas que merda, não consegui agendar nada e já tenho que sair, pego minha bolsa tranquei minha sala e corri pra fora da empresa, percebo uns olhares estranhos, mais fingi nem ligar pra eles entrei no meu carro que estava no estacionamento e dei partida no mesmo

-Na escola-

-Sn era só o que me faltava em garota- sai do carro vendo ela com alguns garotos quem estavam se “engraçando” com ela, percebo que ela me vê e fica com uma cara estranha, mais estranha do que já tem, os garotos mexiam nos cabelos dela e falavam coisas certamente não eram coisas boas, puxo a mesma pelo braço mole dela e levo até o carro, enfiando a mesma la e logo entro no mesmo

-me fala o que deu em você? -olhei pra mesma que olhava pros garotos que estavam rindo e ela também estava segurando

-se ta rindo de que em?

Sn: minha blusa e confortável Bobby? –ta eu esqueci culpa dela

-sn cala a boca e para de rir- ela tentou mas não conseguiu ela não sabe como isso me afeta

-SN!!!-ela se encolheu e calo a boca, tirei o casaco dela e joguei no colo dela

-me dá o meu ai- ela tirou parecia até estar mais mole, me entregou e eu coloquei ele no banco de trás como de costume e ela vesti-o o dela, dei partida indo pra minha casa já que íamos almoçar lá hoje

SN ON  

Depois de tudo que eu passei na minha vida prometi a min mesma que não iria ser uma ômega comum mas olha eu aqui ficando calada perto de um alfa

 Não pode falar 

Não pode responder

Não pode rir

Não pode isso, não pode aquilo

Logo estamos na casa dos pais do Bobby, casa não é um bom termo e um casarão e gigante mas não chega a ser uma mansão

Bb: pode deixar sua mochila no carro-fala tirando o sinto e abrindo a porta faço o mesmo e saio do carro logo o seguindo, ele coloca o meu braço no dele, a vontade de tirar e grande mas a de não fazer os meus ouvidos doerem e maior, logo ele está abrindo a casa, vejo empregados correndo pra cá e pra lá o tempo topo isso me deixa até tonta acho que só ali tinha uns 15, logo ele anda mais e eu vou junto, ele cumprimenta todos os empregados com um sorriso no rosto até que chegamos acho que no jardim dos fundos e ele me solta ,amem jinsuis ,e corre pra abraçar uma senhorinha que estava no quintal ela retribui eles ficam conversando e ela o acariciando a cabeça até que me olha e bobby me chama.

Bb: essa e a sn, a noiva com quem te falei na ligação passada chin- falou meio tristonho me sinti um lixo mais olha não e so a sua vida que estão estragando não ta

Cn: ela muito bonita- vem ate min, eu estava um pouco atrás do Bobby, ele fez cara de deboche- posso conversar com você?-olhei pro Bobby ele fez sim com a cabeça, foi quando chegou outro empregado ele pediu com licença e saiu pra conversar com ele

Cn: olha você parece ser uma boa garota, mais pra ficar com o Bobby não pode ser somente boa tem que ser perfeita, ele não é aquela pessoa que você tenha paciência, com certeza não mas com o tempo vocês vão se adaptando uns com os outros, e criando um ambiente melhor, por favor seja paciente com o meu garoto- ela falou rápido como se aquilo fosse urgente, um pedido de socorro mas deu pra entender, fiz que sim sem saber agora o peso que carregava nas costas, logo ela faz um sinal pedindo pra que Bobby voltasse

Bb: o almoço ta pronto, vamos- acenti positivamente- daqui a pouco agente volta chin- deu um beijo na testa dela pegou minha mão e me puxou olhei pra ela a ultima vez e ela sorriu, Ok, estávamos na sala de jantar os pais do Bobby acabaram de se sentar

Cm: pensávamos que vocês não iriam vir mais

Bb: nos estamos aqui não estamos

Cm: estão...bom eu quero depois do almoço tratar de um acordo so estamos esperando o Hw- joo que não chegou

-sobre o casamento?-todos da casa me olharam os empregados assustados como se eu tivesse cometido um crime, acho que pelo fato do appa do bobby ta me olhando feio agora e a omma dele deve ta pensando que vai começar um News treta aqui de tão pálida que ela ta, so o santo do Ji won que não olhou, so se sentou na mesa ao lado do Chul-moo que estava na ponta da mesa e ao lado dele a senhora Hee, como eu sei os nomes deles? A sim minha mão mandou eu decorar -_-

Cm: ômega, vou fingir que não a escutei e deixar passar passivamente, para provar minha educação- ATA se você tem educação eu tenho três…esquece- sente se

Me sentei do lado do bobby e nenhuma palavra foi dita até que a campainha foi tocada revelando o meu appa, bem que ele podia se revelar protetor também e me tirar daqui né

Hw: olá, desculpe o atraso estava ocupado com algumas coisas da empresa e acabei esquecendo o almoço

Cm: não tem problema- fala e meu appa se senta logo os empregados servem o almoço todo mundo comeu caladinho, quer dizer so o bobby que ficava olhando pruns canto, mexia as pernas acho que estava mesmo tediante aquilo mas se eu fosse falar algo eu era crucificada o pessoa foi terminado então tirarão os pratos da mesa

Cm: vamos pro escritório?

Hw: vamos- os três “homens” que tinham ali se levantam e seguem pro andar de cima

Bb: vocês não vão vir?- falava comigo e com a omma acho que a omma dele ate se assustou, coitada a convivência aqui deve ser horrível, fiz que sim com a cabeça- estamos lá então, que saco- falou a última parte baixinho mas eu escutei

-vamos?- falei com a Hee

H: melhor agente ficar aqui

-mas chamou

H: deve ter sido ideia do Hw...- hw? Quem chama meu appa pelo primeiro nome, nem minha omma faz isso

-a senhora pode me deixar la no escritório então? Eu não posso deixar eles resolveirem essas coisas sem min

H: ok....- se levantou subindo as escada olhei pra suas pernas e vi manchas rochas, provavelmente causadas pelo marido, meu deus entrar nesse casamento vai ser a com certeza a pior coisa que já me aconteceu, estávamos na frente de uma porta de vidro preto ela abriu falou algo que não entendi e me deu passagem, logo me sentei do lado do appa

Hw: estávamos resolvendo aqui sn que você e o bobby vão morar juntos- per EOQ, não pode falar ne mas...sorry

-6 tomo o remédio direito? O (interrompida)

Hw: vem aqui- fala me puxando pra fora do escritório

Hw: olha sn sem tem que parar de falar pelo amor de deus

-mas (interrompida)

Hw: mas nada, vocês vão morar juntos agora isso e comum em alguns casamentos como seu

- appa, olha você quer que EU fique num lugar onde eu não possa conversar? Nem mexer no meu celular...

Hw: você não tinha nem ter esse celular, eu e sua omma tínhamos que te criar de outra forma

-nossa

Hw: vamos terminar logo com isso e parar de drama é so um casamento- falou andando já entrando

- “vamos terminar logo com isso e parar de drama é só um casamento” - remedei o mesmo com cara feia que me olhou com um olhar mortífero, depois então entramos de novo na sala de sentença de morte  

Cm: então vamos terminar logo- meu appa me olhou puxando uma cadeira pra me sentar e depois ele se sentou

Hw: claro Chu- sorriu e começaram a falar de algumas possíveis casas no final da cidade que estavam vagas no momento, tinham uma boa vizinhança e tals mas eu não estava nem ai já que mesmo se estivesse não iria importar também

~Quebra tempo~

  

Cm: então ate segunda feira- eles deram um aperto de mão so meu appa e o Chu moo sorrindo, e acredite se quiser esse cara já me tira do serio, eu tentei falar umas duas vezes nessa reunião de merda e ele não deixou, juro que se eu for fazer uma lista de pessoas que eu vo matar ele vai estar no topo da lista, por que a palavra RANÇO grudo na cabeça e não sai mais não em

Hw: ate.... Vamos sn?-

Bb: não precisa ela vai comigo

Hw: ok então, tchau- saiu do cenário

Bb: vamos- só me levantei e fiz que sim com a cabeça, logo estávamos no lado de fora da casa entrando no carro e o silencio reinava

Bb: chegamos- para o carro eu só tirei o sinto peguei minha mochila e sai, não fiz questão de olhar pra cara de ninguém e entrei em casa, subi as escadas num passo e logo estava no meu quarto novamente

Como minha vida e uma merda, pensava e esse pensamento não saia da minha cabeça por um simples fatos, meus amigos não estão aqui, só tenho um pouco deles, e logo o pouco deles vai ser tirado de min por causa de casamento, fala sério.

Só se eu tentasse esconder ele... quase impossível, mas pode dar certo e vai ser isso que eu vou fazer...


Notas Finais


espero que tenham gostado :)
te o próximo
(desculpa pelos erros de ortografia)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...