História Love in Adventures - Imagine Mark Lee - Capítulo 10


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Histórias Originais, Neo Culture Technology (NCT)
Personagens Jaemin, Jeno, Jisung, Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Mark, Personagens Originais, RenJun
Tags Criaturas Sobrenaturais, Jeno, Jisung, Mark, Mi-cha, Renjun
Visualizações 23
Palavras 1.000
Terminada Não
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 10 - 10 - Battle


Fanfic / Fanfiction Love in Adventures - Imagine Mark Lee - Capítulo 10 - 10 - Battle

Battle

Mi –O que vc faz aqui Jaemin?!

Jaemin –Então vc está realmente bem... Que bom.

Ele se aproxima de mim.

Jaemin –Seu pai está surtando lá embaixo, vc precisa voltar agora, ele estava pensando em mandar a guarda real vir te achar.

Mi –Só pensando mesmo, porque ele não pode fazer isso.

Jaemin –Seu tio também está preocupado.

Mi –Essa é nova.

Jaemin –Sua prima-

Mi –Ela ainda tá viva? Merda.

Eu digo sarcástica.

Mi –Diga ao meu pai que estou bem, mas tenho assuntos para resolver agora e não posso voltar ainda.

Jaemin –Mi-

Mi –Diga que eu voltarei em brevê, estarei indo a escola. Mas não amanhã, porque é sábado ;>.

Jaemin –Creio que não poderei fazer isso, preciso levar vc até lá.

Jaemin ergue a mão para segurar meu braço.

Mark –Ela fica.

Mark coloca o braço na minha frente me protegendo.

Mi -*suspiro* Diga uma coisa para meu tio... Meu outro ‘eu’ está mal, se eu voltar agora destruirei aquele lugar.

Jaemin –Que?

Mi –Apenas diga, ele vai entender.

Jaemin fica com uma cara de desentendido.

Mi –Vai logo! Ou quer que eu escreva para vc lembra?

Jaemin –Seria útil.

Eu reviro os olhos e vou pegar um papel e uma caneta, escrevo a carta e entrego a Jaemin, que a pega e logo some.

Jisung –Ainda bem que acabou.

Mi –Nem começou... Mark vc descobriu sobre o lobisomem?

Mark –Sim, ele... Está morto.

Mi –Ok, isso facilita minha vida... Levem-me a sua aldeia.

Jeno –Depois do que ouve acho melhor mantermos um pouco de distancia, por enquanto.

Mi –Serio? Eu sei o caminho.

Começo a ir para a porta.

Mark –Eu vou com vc.

Mark vem ao meu lado.

Mark –Vai fazer merda, né?

Mi –Depende do seu ponto de vista.


-Na vila-

Mi –Tá, agora.

Eu olho para o segurança.

Mi –A vossa senhoria poderia abrir o portão, para que eu possa passar e falar com seu pequeno lobo desprovido de senso... Filh-

Mark me para antes de eu terminar.

Mark –Abra o portão por favor.

Ele abriu o portão e nós entramos, já de cara eu vi o lobo e fui até ele.

Líder –Vc de novo?

Ele me olha e logo vê Mark ao meu lado.

Líder –Eu achei sua demônia irmão, me deve uma. E me deve seu respeito, após tentar me enfrentar.

Mark olha para o lado.

Mi –Que lindo papo em família, mas tenho assunto pendente com vc.

Líder –Tem?

Mi –Vc machucou meu amigo.

Eu o olho.

Mi –Por isso... Amanhã, as XX:XX, na planície ao lado do bosque, eu e vc vamos batalhar, só eu e vc. Se não aceitar, acredite que não vou facilitar para vc.

Líder –Por que eu deveria lutar com uma garota demônia?

Mi –Porque essa garota, vai acabar com isso que vc chama de ego e destruí sua autoestima, sobre ser o melhor lobo.

Ele me olha e arqueia as sobrancelhas.

Mi –Aceite logo.

Líder –Ok.

Mark vira me olhando assustado.

Líder –Vai ser divertido, e irmão... Vc é fraco ainda.

Mi –Até amanhã.


VISÃO MARK

Mi-cha vai indo embora.

Mark –Não deveria ter feito isso... Ela quer realmente te matar.

Eu digo e sigo Mi-cha em seguida.


VISÃO MI-CHA

-Na base-


Eu vou para o quarto onde Renjun estava, e volto a estudar o livro de feitiços.

Livro:

Transferência de dor:


“ O objetivo é passar a dor de uma pessoa para o seu alvo, todos os machucados e fraturas irão para a outra pessoa [...]
Passo um: Leve sua cobaia para uma caldeirão, ou um lugar onde possa o colocar e encher de água.
Ingredientes: Lágrimas de... [...] e por ultimo e mais importante, sangue de seu alvo.
[...] As roupas da cobaia irão sumir por conta do feitiço, então cuidado para não ver o que não quer.”


Eu olho para Renjun.

Mi –Vc só me dá trabalho viu.

Me levanto e vou atrás das coisas que preciso.

-De noite-

Os garotos já tinham ido para casa e eu fiquei ali com Renjun ainda. Virando um quadro, abriu-se a passagem secreta que leva ao porão da casa.
Vou até Renjun o pego no colo.

Mi –Tu é pesado viu? Não quero usar minha força de demônio, só pra te carregar.

Levo ele até o porão.

-Dia seguinte-

VISÃO MARK


Eu levanto e vou direto para o campo onde a Mi-cha disse que ia lutar com Heredy.

Ao chegar lá, já vejo Mi-cha de um lado e Heredy do outro com seus amigos ao lado longe.
Quando Mi-cha me vê ela sorri para mim, mas logo vira o rosto para Heredy e fecha a cara.

Peri –Vamos começar.

Peri um dos amigos do meu irmão diz.

Peri –Preparados?

Heredy –Sempre.

Ele diz sorrindo convencido, e Mi-cha apenas confirma com a cabeça.

Peri –Comecem!

Ele diz e Heredy se transforma em lobo e vai correndo até Mi-cha, que continua parada.
Ele chega até ela e a ataca, a mesma desvia, mas é quase acertada, ele a ataca de novo e ela acaba recebendo o golpe na cara, deixando as garras de Heredy ferirem seu rosto, que não se regenera.
Ela parecia um pouco assustado com aquilo, olhou para ele e em um movimento rápido segurou o pescoço dele e o jogou com toda força no chão, fazendo abri um buraco. Heredy tenta a atacar de novo e ela da um soco nele o fazendo desacordar, mas conhecendo ele, ele com certeza vai acordar logo. Ela abre a boca dele e... “Ela arrancou o canino dele?!” Ela arrancou o canino dele e tirou algo do bolso, colocando onde estava o dente. “Ela está pegando o sangue dele... Por que...?”.

Ela se levanta e sai andando, meu irmão acorda rapidamente com mais raiva.

Heredy –Volte aqui! Vc vai pagar pelo que fez!

Ele grita para Mi-cha.

Mi –Já fiz o que queria, podemos continuar outro dia. Considere como sua vitória, isso não me importa.

Ela diz e some.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...