História Love in hell ( imagine bts ) - Capítulo 16


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Anjos, Bruxas, Bts, Demonios, Hoseok, Jeon Jungkook, J-hope, Jimin, Jin, Lobisomem, Lucifer, Magia, Namjoon, Rap Monster, Sete Pecados Capitais, Suga, Taehyung, Vampiros, Yoongi
Visualizações 174
Palavras 2.721
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Harem, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Canibalismo, Estupro, Linguagem Imprópria, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


OOOeee ^^
Mais um capitulo pra vocês:3 espero que gostem
*


*


*



*



*



*



*



* BOA LEITURA ^-^
Ah desculpa os erros ortográficos >.<

Capítulo 16 - Eu o matei?! Não...Apenas se defendeu


-TAEHYUNG – nós assustamos a ouvir uma voz que parecia familiar 

-Rukia? –Tae fala assustado e sai de cima de mim

-O que é isso Taehyung? – um sorriso maligno cresce em seu rosto

-Não é nada que você esta pensando – ele passa seu braço na boca para tirar o resido do sangue

-Como homem você nunca muda mesmo, e olha alguém não vai gostar de saber disso – ela vem ate mim – você esta bem? – disse com uma voz inocente

-Ah s-s-sim

O que esta acontecendo aqui?

Vaidade- Isso é um problema, consegue sentir?

Preguiça-Logico ela emana isso

-Eu estou adorando isso – disse uma voz masculina emitindo ira

Caramba um dialogo na minha cabeça agora? Que divertido né

-Venha vou te fazer um curativo- ela me ajuda a levantar – e você Taehyung vá se limpar e chame os outros

Ele apenas sai do quarto, Rukia cuida dos meus curativos com a maior delicadeza e estávamos quietas, AAAAAH SILENCIO.

-O que aconteceu Rukia?

-Nada baixinha- ela sorri seu sorriso me fazia ficar calma como anestesia – vá dormir amanhã terá aula, e já esta tarde – ela beija minha testa e sai do quarto.

Fico parada tentando entender o que aconteceu.

Ira- VAI ATRÁS DELA GAROTA

Vaidade- Você não saberá a resposta se ficar esperando ela cair do céu

Preguiça- Isso realmente seria  difícil

Fiz o que eles me disseram, desci as escadas e vi que não tinha ninguém.

A onde eles estão?

Vaidade- Entra naquela portinha ali

Sinto meu olhar sendo direcionado a uma portinha que tinha de baixo da escada, sem pensar duas vezes entrei lá e fechei a porta.

-Nossa isso precisa de uma limpeza

É um quarto cheio de poeira e teias de aranha, moveis bem antigos por sinal e ninguém entrava aqui á anos. Ouso vários passos descendo a escada e a voz da Rukia.

-Todos estão aqui né, bom vocês já sabem que o nosso Kookie foi atacado pelos Trueblood, agora eles estão querendo algo que é nosso e irão fazer de tudo pra telo, explica para nós o aconteceu Kookie.

-Eu... Eu não me lembro- a voz do  Kookie parecia confusa

-Que maravilha, tomou algo lá né?

-Talvez

-Bom estamos entrando em uma guerra e temos que estar cientes que não é só Trueblood e nós, os Graymark e Lilith estão envolvidos agora, e se o todo poderoso ficar sabendo vai querer matar a mestiça sem hesitar, ele não pode saber que tem um mestiço assim aqui na terra... Vamos entrar nessa guerra e vencer

-Rukia, eles são mais fortes que nós – Jimin fala e parecia um tanto que preocupado.

-As coisas não estão certas, Kookie esta apaixonado por você, e lembra-se do que era pra acontecer? Vocês estarem apaixonados por ela e com isso conseguiria acha-la... Ela esta sabendo de tudo – ela anda um pouco – quem esta contando as coisas pra S/n?! – sua pessoa emitia uma ira incontrolável

Ira- Quem será? – a ira ri

-Shiiiu - murmurei baixinho

-Não estamos contando nada pra ela- disse Jin

-Verdade... – Rukia não deve estar bem – você por exemplo. Falo pra ela sobre feiticeiros, isso não é nada?! – ela bate os pés no chão pra afastar sua ira – vocês não iram tirar os olhos dela, pedido de Lúcifer, não tirem os olhos dela e não vai ser uma briguinha besta que vai fazer isso, vocês são pecados... São o mal, sabem disso né?

-Sim – todos falam em coral

-O certo era mata-la... – ela bufa

-Me matar? De novo isso... – murmurei meio perplexa

-Porém o coração do rei esta amolecendo, me falem a regra, a primeira regra – nenhum deles responde-a  – O AMOR, O AMOR ENFRAQUECE... Ela falou isso hoje pra vocês, já se esqueceram?

Ela começa a andar e bate a porta da frente com força, essa é mesmo a Rukia?

Vaidade- Todos quer dar uma boa impressão  na primeira vez

-Olha vocês até que estão me ajudando

Preguiça- Disso sabemos, agora vamos dormir

-Oushii, vão dormir então.

Preguiça- Não da, você tem que dormi pra conseguirmos dormi, é bem chato isso

- Graymark, já ouviu falar, sinto que já mais a onde?

Fico com essa pergunta me corroendo por dentro, na verdade não só ela, muitas do tipo. Por que eu? Um anjo? Pecados? Mestiços?

-Tudo tão surreal difícil de acreditar, mais tento mostrar a todos que acredito alias, diz eles que são monstros, e só acredito vendo... Bom eu vi, vi de verdade o mundo que não queria... Eu acho que não queria, na verdade só quero uma vida normal, uma família normal, ter amigos normais e tentar não me apaixonar e me entregar pra um deles, mais é difícil.

Vaidade- O que deu em você? – ela parecia preocupada

-Eu sinto que estou ficando louca com isso, não sei no que acreditar, poderia estar com esquizofrenia, posso estar ouvindo vozes, vendo coisas... Quem sabe? – sento no chão abraçando meus joelhos

Vaidade-  Não se decaia assim

-Do que você esta falando? Você não é orgulhosa?

Ira- Carregamos os pecados dentro de nós, mais isso não quer dizer que toda hora somos assim, digo estou calmo agora, percebeu?

Preguiça- Você deve estar com sono

Dou uma risada fraca.

-O que estão querendo?

Vejo meu anjo na minha frente.

-Queremos te ajudar, estamos aqui pra ser sua plataforma, pra te ajudar a suporta tudo isso.

-Não esta mais dando certo

-É verdade,  digo eu não sabia que iria cuidar de você mais o todo poderoso viu que gostei de você e aqui estou, e quero te ajudar – ele estende a mão – venha você tem aula amanhã, não vamos parar de viver depois de saber  toda verdade. Temos que viver intensamente pense assim – ele sorri gentilmente pra mim

-Isso... Temos que viver  intensamente– sorri

-No que esta pensando? – ele pergunta assustado e me levanto sozinha

-Já vivi o mundo de verdade, por que não voltar á ele.

-Você vai fugir?!

-Talvez... - Sem olhar pra trás abri a porta e não vi ninguém na sala pra minha sorte

Subi pro meu quarto e quando passo pelo corredor  e vejo que todas as portas fechadas e luzes apagadas, estão dormindo... Ainda bem.

Entro no meu quarto, e pego a mochila da escola e coloco, trocas de roupa, quite medico, lanterna, fósforo, e o livro do mal, mesmo que não queira viver esse mundo ele ainda me persegue, e coloco outras coisas na bolsa.

Coloco uma calça de moletom, o all star surrado e uma blusa e por baixo uma regata branca.

Desci as escadas e fui à cozinha, fiz uns quinze sanduiches e coloquei na bolsa, pego na gaveta umas três facas.

-Verdade... O canivete

Subo novamente pro meu quarto e pego o canivete que ganhei do Hobi, desci novamente e abro a porta com cuidado pra não fazer barulho e por incrível que pareça ela estava aberta.

-Pronto... Livre estou – ri fraco

-Tenho dó de você – ouso uma voz masculina e sua mão tampando minha boca

PUTA QUE PARIU NADA DA CERTO PRA MIM.

Sinto-o injetando um liquido amarelo no meu braço com uma agulha, e sinto meu corpo mole, foi tudo tão rápido, eu vou morre?

S/n Off

Taehyung ON

Acordo com o alarme do meu celular e me levanto e sinto todo meu corpo doer.

-Merda... Bebi pouco sangue, preciso de mais.

-BOM DIA- Hobi grita abrindo minha porta e estava com um enorme sorriso

-Bom dia... Tem sangue na cozinha?- pergunto indo em sua direção

-Ah sorte sua, Lúcifer acabou de chegar com uns pacotinhos de sangue pra você e o Suga.

Desci a escada e vejo Lúcifer, ele foi o pai que sempre quis, cuida de mim independente das minhas ações e se preocupa comigo não só comigo com todos os meninos.

-Tae – ele me entrega duas bolsas de sangue de hospital

-Bom dia, cadê a S/n?

-Parece que ela já foi – Jin desce as escadas – ela parece ter feito sanduiches pro seu almoço

-Mais esta cedo – Lúcifer disse preocupado – eu disse pra ficarem de olho nela

-Senhor Billy – Yumi chega e cumprimenta o mesmo

-Bom dia, Yumi tenho que ir agora – ele sai pela porta da frente.

Subo pra beber meu sangue e Yumi nem percebeu que segurava bolsas de sangue, apenas fui pro meu quarto e as bebi, já me sentindo melhor vou tomar um banho rápido e coloco o uniforme, sai junto com os meninos pra escola, chegando à mesma, todos os alunos estavam estranhos.

-Parece que vencemos – Hannel  fala passando por nós

-Como assim Hannel?! – Jimin pergunta preocupado

-Cadê a mestiça? – ela fala seguindo seu caminho

-Temos que procurar ela-  Namjoon disse se afastando de nós

Todos se afastam e apenas eu fiquei ali parado, como assim? Lúcifer tem que saber disso.

-Você pensa tão alto Taehyung – ouso a voz da Lilith

-A onde você esta?

-Não te interessa, mais é melhor acharem minha filha o mais rápido.

-Não vou fazer isso por você, vou fazer isso por Lúcifer.

-Ter certeza que é por ele? Ou é pra você mesmo?

A ignoro e entro na escola a procura da Hannel.

-Bruxa maldita vou colocar fogo em você

-Tão ingênuo – me viro e vejo a puta da Hannel na minha frente

-O que você fez? – seguro argola da sua blusa a fazendo se levantar um pouco

-Eu? Queria, mais pra sua informação só atacamos o Kookizinho – ela fecha os olhos- queria tanto sentir o sangue dela, é doce?

-Quem foi? – tento ignorar seus comentários desnecessários

-Só posso dizer que não foram os Trueblood

-Solta minha irmã cara – um garoto grita e logo me empurra, fazendo-me cair no chão.

-Foi você? – me sinto alterado

-Ta lou... - ele começa a olhar o chão do nada

-Alessandro, me fala – Hannel tenta chamar sua atenção – me fala o que viu.

- Lu.. a  d-de sangue... Eles já têm um sacrifício- ele falava sem parar de olhar o chão

-Eles quem? – perguntei me levanto

-É quem são? – Hannel refez minha pergunta

-Kannibalen... Kannibalen... - ele volta ao normal – eles vão mata-la não deixa Hannel – ele se joga nos braços da mesma assustado

-O que aconteceu, Hannel?

-Olha, só queria o sangue dela, então vou te contar- ela abraça o tal do Alessandro- ele vê o futuro.

-Bruxos não consegue fazer isso

-Eu sei, porém ele consegue, lembra-se da lua de sangue que aparece em dois anos, bom tem uma nova raça... E pelo que sei eles querem a vida eterna e pelo nosso caso, ou pelo que entendi, não querem reencarnar só três vezes como um humano normal.

-E iram tentar usar o método das bruxas?

-É o que parece, mais iram comê-la viva até sua morte.

-O que tem a ver com a lua de sangue?

-O ritual deles parece funcionar melhor esse dia, não sei.

-Sabe onde eles estão?

-Não, esse é o problema.

-Vou procurar informações

Começo a andar nos corredores.

Como bruxas(os) eles não reencarnam, apenas somem infelizmente a magia faz isso, já os humanos têm três vidas. Voltando ao assunto principal as bruxas tem que beber numa taça o sangue de um mestiço no qual seria o poderoso da região em quanto ouve seus gritos de dor, só assim podem ter a chance de viverem mais algumas vidas.

O mais comum é nascer na família de bruxos novamente mais começamos a perceber um raro fenômeno, eles podem sem querer cair numa família de humanos normais, não que sejam monstros e nem param de ser humanos.

Taehyung Off

S/n On

S/n acorda! – ouso uma voz feminina

-O que? – abro meus olhos estava no banco de trás de um carro e logo em seguida tampo a boca

Vaidade- Tenta conversar pela mente como fazia antes

O que aconteceu?

Vaidade- lembra ontem á noite?

Tento me levantar, pois estava deitada no banco de trás, sinto minha cabeça doer.

Não sei direito, por que minha cabeça doe?

Preguiça – Eles te pegaram quando tentou fugir

Tentei fugir?

Ira – Sabia, eu disse pra vocês alguém á fez ficar daquele jeito.

Do que estão falando, eu lembro que fiquei meio louco sim, mais por quê?

Vaidade-Ficou sabendo de toda a verdade

Podem me contar?

Ira- Primero você tem que sair desse carro

Como faço isso?

Preguiça- Sua mochila esta como travesseiro tenta pegar o canivete

Eu coloquei no bolso da calça

-Procurando isso? – ouso uma voz masculina o cara que esta dirigindo esta segurando meu canivete

-Devolve!

-Shiiiu quieta – uma voz feminina sussurra no meu ouvido, o banco de trás abaixa mostrando que na verdade era tipo uma limusine.

Afasto-me um pouco da mulher que pelo que percebi estava me comendo com os olhos, uma mulher magra com bastante corpo si é que me entende, loira de olhos castanhos escuros.

-O que vocês querem de mim?

-Sua carne – ela morde o lábio inferior – poderia fazer uma coisa com ela? – ela pergunta para o cara que dirigi

-Só não arranque pedaços

-O que vai fazer comigo?! – ela se aproxima mais e começo a recuar

-Grite mais, sua voz é doce, será que sua carne também é? – ela abre um sorriso insano

Ela puxa meu cabelo com força me jogando no chão da limusine e ficando por cima de mim, segurando meus dois braços em cima da cabeça.

-ME SOLTAAA – começo a me debater, porém se sucesso como sempre.

-Adoro isso – ela sorri

Ela abre minha blusa e levanta á regata que usava deixando minha barriga amostra, ela aperta minha cintura com toda sua força, parecia que iria arrancar a mesma.

-AAAAGH – grito de dor e volto a me debater

-Você é sensível, gostei disso em você.

Ela para de aperta minha cintura e leva sua boca a onde apertou, lambe a mesmo... Qual é todo mundo quer me morder agora é?

-NÃO... PORFAVOR NÃO

-Você nem sabe o que vou fazer

Apenas gritei de dor quando sinto seus dentes mordendo minha barriga, ela parecia usar toda a sua força mais para quando sente meu sangue em sua boca.

-Tom... - ela me solta se levanta – acho que sem querer

-MIA, ELES VÃO NÓS MATAR SABE DISSO NÉ? – ele grita

-Tom... Desculpa mais eu quero mais- ela vem pra cima de mim na mesma posição, e lambe a onde avia mordido.

-AAAAAH –  grito me debatendo novamente

-MIA – ele parece parar o carro e vai pra parte de trás da limusine

Antes que ele entrasse no carro ela volta a morder no mesmo lugar que já avia mordido, e o tal do Tom voa pra cima dela á socando e assim eles iniciaram uma briga.

-Se levanta – ouso a voz do meu anjinho e meus olhos correm até a onde ele estava – na bolsa

Vou até a mesma sem me importa com a dor, e começo a procurar uma das três facas que coloquei na bolsa e pra minha sorte achei uma de cortar carne.

-O QUE PENSAR QUE ESTA FAZENDO? – ouso a voz de Tom e logo me viro a ele

Vejo que ele estava em cima da mulher e a mesma parecia estar morta, ele apenas vem pra cima de mim.

Desvio-me quando ele vem correndo até minha direção e enfio a faca em suas costas o fazendo arfar. Ele fala algo que parecia alemão e o empurre fazendo-o cair de costas, isso fez a faca entrar mais em seu corpo, e vejo sair sangue de sua boca.

-Morreu? – pergunto pro nada ainda olhando-o

Apenas procuro meu canivete em seus bolsos e quando acho suspirei aliviada, vejo que os olhos do cara mexiam e sem pensar duas vezes enfio o canivete em seu peito.

-G-g-gente eu-eu o-oo matei?– disse com a voz tremula

-Calma... Fique calma, vamos sair desse carro e cuidar do seu machucado.

Vi meu anjinho e fiz o que ele disse, tiro a faca e o canivete do corpo do cara e as limpo em suas roupas, as guardo em minha bolsa e coloco a mesma, procuro algo no carro que poderia me ajudar e acho gasolina.

Com o galão de gasolina despejo o carro tanto dentro quando fora e acendo um fosforo e o jogando no mesmo, e começo a andar na longa estrada que era apenas iluminada pela lua e andava no caminho oposto que o carro ia já um pouco afastada ouso o mesmo explodir.

-O que eu fiz foi errado?

-Você apenas se defendeu – meu anjinho caminhava ao meu lado naquela longa estrada rodeada de enormes árvores  negras

 

 

 

 


Notas Finais


Espero que tenha gostado ^-^


O que esta acontecendo com a nossa, S/n?! 0.0


Boa Noite >.<


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...