História Love in Many Translations - Capítulo 11


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin)
Visualizações 1
Palavras 647
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Ficção, Lemon, Mistério, Sobrenatural, Suspense
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá, desculpa sumir..

Aliás já avisando que não tenho muito tempo pra aparecer frequentemente.. mais é isso aí, bjin e n desistam de mim.

Boa leitura.

Capítulo 11 - 011


Fanfic / Fanfiction Love in Many Translations - Capítulo 11 - 011


-Taehyung-

{08:52 AM}

Acabei de sair afoito da merda do quarto.. eu me sinto confuso com tudo que está acontecendo, ta tudo, mais frequente, não quero que ela se destancie de mim e nem eu dela.

Em meu conciente só as palavras duras de um amigo velho.

"-Eu disse pra não fazer questão de chegar perto dela, de se envolver com ela, você não entende o perigo não?

Foi o segundo pior momento com ele.

"- Eu ouvi que você conhece a história de cima a baixo e de um lado ao outro mais.. tenta entender que o sentimento que você nutre não pode ser recíproco."

Ou seja eu estou completamente  perdido.

Eu ja fiz tanto por ela, e ver as pessoas normalmente fazerem suas coisas e ela desde tão pequenininha ja tinha sérios problemas e não podia fazer muito.

Eu quero poder ver ela se levantar e deitar bem, sem culpa, sem peso, sem lamurias, sem choros contínuos aos quais ela não se lembra pela manhã, quero ver ela trocar de sabor favorito de sorvete e também de cor preferida eu quero que ela fique bem apenas. Tenho medo de seus esquecimentos, talvez ela deixe a nós pelo simples fato de se esquecer.. 

Okay que ela ainda não teve esse tipo de crise, no máximo a troca de preferência em coisas muito marcantes pra ela como cores favoritas quando criança, brincadeiras, nomes, mas sempre algo parecido acontece, e o que menos quero é ter que ser trocado de posto por um motivo tão supérfluo desse.

Porém tenho que me manter firme até lá, espero que a conversa de Jeon não seja uma merda como sempre e que o Sr.Jung não tome providências equivocadas por conta de um suposto sumiço e o envolvimento de Seoky com Mary.

Oque de fato arranca uma dúvida, ela se esqueceu ou apenas resolveu o passado?

Mary não deveria ser tão apegada ao Seoky, pelo que ele fez e ela teve uma mudança tão repentina sobre a relação deles... mais enfim. 

Desperto com o sino clássico de lojinha de cafeteria.

E ali mesmo estava ele, Jeon se direcionando ao caixa, oque me faz pensar que ele tomou uma atitude estranha, porque pelo máximo que sei de Jeon é que ele jamais tomaria café.

Jeon sai da frente do caixa e se direciona a minha mesa com um sorriso, meio que profissional?  Eu apenas o retribuo.

Após se acomodar com o tablet em mãos ele faz suas anotações e envia um vasto relatório e logo uma vídeo chamada é iniciada, arrumo meus fios.. por mais que ele esteja somente do meu lado e ainda afastado, prefiro não passar má impressão, e assim escuto SeokJin falar por vastos minutos. Tudo se encerra, tivemos até um papo bom, mais Jeon arrumou rapidamente a postura e cortou contato visual comigo, sem entender tomo uma posição confortável e assim que olho pra frente, vejo Jung se sentar com nossos pedidos em mãos.

2 expressos um com açúcar e o outro sem.

Jung nos comprimenta, e nós o reverenciamos a respeito.

Apresentando a proposta em mãos e Jeon com a sua eu duvidei, quis não optar por máxima decisão, cheguei a pedir um tempo, ao qual fui bem correspondido, 3 meses o suficiente pra 1 única decisão, porém muito tempos pra varias soluções se alastrarem.

Eu senti medo pelos "empurrões" e impressões que podia estar passando no momento que encarava dois seres normais, mais sendo convincido de coisas incomuns.

Medo, era a palavra que poderia não so designar minha situação mais a de todos ali.

"Primeiramente, eu te peço perdão."

A única coisa que me veio em mente depois de sair educadamente, e caminhar pelas ruas sem forças pra respirar.

Porque algo assim deveria ser pedido, aliás feito.

Eu jamais saberia como lidar, tudo por conta de um suposto homem.

Queria questionar primeiramnete meus superiores, mais eu injustamente fui acoonado a largar o cargo.

Querendo ou não eu o faria, e quanto mais tempo demorar pior a situação ficará.

Esse é o destino Kim Taehyung.



Continua...



Tempo


Notas Finais


Pequeno, mais cheio das teoria.
Contém conteúdo mesmo sendo tão pequeno.

Enfim espero que tenham gostado, me desculpem erros de ortográfica de sintaxe de Português em geral.

E sim eu vou tentar postar mais esse mês.

---

Sobre a fic eu tenho uma coisa a dizer. Se preocupem tb com as últimas palavrinhas. <33


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...