1. Spirit Fanfics >
  2. Love In The Storm >
  3. Bem vindos a Village

História Love In The Storm - Capítulo 4


Escrita por:


Notas do Autor


Oiii chuchus ... 😍
Eu tô me cagando de ansiedade, esse capítulo promete.

A música dessa capítulo vai ser uma que eu amo muito, e ela se encaixou perfeitamente no momento que eu estava escrevendo. 😍

Musica: Lil Xxel - LMK ( https://www.youtube.com/watch?v=PSZrxv2FJ58 )
Divirtam-se.😊😊



Boa leitura.

Capítulo 4 - Bem vindos a Village


Fanfic / Fanfiction Love In The Storm - Capítulo 4 - Bem vindos a Village

Point Of View - Nola Hills

 

Estacionei à frente da boate que logo na entrada tinha um enorme letreiro neon em letras itálicas ‘Village”, tinha uma fila imensa e tudo estava muito iluminado, lá de fora dava pra ouvir a música abafada da boate, todos estavam animados e eu olhei pra Verônica que logo entendeu minha referência a enorme fila, ela riu e pegou no meu braço me arrastando logo para a entrada onde estavam dois seguranças enormes. 

_ Boa noite Senhoritas - O homem vestido todo de preto disse seriamente. 

_ Verônica Sanchez e Nola Hills - disse ela rapidamente ao homem que analisou no Ipad e liberou nossas entradas. Aposto que essas duas vagabundas já tinham confirmado minha presença e eu nem sabia. 

_ Foi presente do crush amiga, entrada vip, relaxa - eu estava indignada como aquela garota era sonsa, mas até que o ambiente estava animado. 

 

(Play na música LMK - Lil Xxel) 

Entramos em um enorme salão com luzes por toda a parte, algumas amarelas circulavam sobre o lugar, outras roxas faziam caminho contrário causando flashes de luz por conta da enorme bola espelhada no teto. Estava cheio, era uma barulheira danada, eu agradecia por ter deixado o casaco no carro pois ali já estava ficando um calor infernal.

Passamos com certa dificuldade sobre as pessoas que dançavam loucamente na pista, e sentamos ao bar. Eu olhava o ambiente fascinada, a decoração era maravilhosa as luzes giravam rapidamente causando grande impacto com o globo espelhado no teto o local estava lotado, calor humano eu amo isso. Assim que voltei minha atenção para Verônica, a morena foi puxada por um homem alto para um abraço levei um susto e já ia me levantando quando vi que era algum amigo dela, talvez fosse o crush. Vero cochichou alguma coisa com o homem que olhou pra mim imediatamente e pareceu ficar sem graça. 

_  Nola Hills, a predadora do mercado de publicidade, Verônica fala muito de você - ele estendeu a mão e eu o cumprimentei. 

_ Gentileza sua - Eu sorri de forma simpática. 

_ Prazer ? - Perguntei pois não sabia o nome do dito cujo, Verônica não havia contado nada, não dava nem pra retribuir fingindo que ela também falava sobre ele.

_ Dylan Smith - o garçom colocou duas marguerita na minha frente e eu olhei espantada, como ele sabia que eu queria aquilo? Olhei de volta para Dylan que sorriu e acenou pro garçom - É por minha conta. - É claro ele pediu a mesma coisa pras duas por que com certeza Verônica havia falado algo sobre. 

_ É um prazer Sr. Smith, muito obrigado pela gentileza.  - estendi o drink em direção de Verônica que sorriu e me deu um beijo na bochecha. 

_ Estou tão feliz que você veio. - Ela dizia animada, Vero estava inquieta, algo ali estava acontecendo e eu não sabia. 

_ Que agitação é essa. - perguntei franzindo a testa. Ela se aproximou de mim e disse no meu ouvido.

_ Acho que ele vai me pedir em namoro - olhei pra ela espantada e ainda não crendo que ela tinha me carregado ali para segurar vela. 

_ Você é uma cretina, não me contou absolutamente nada. - reclamei frustrada.

_ Calma, amanhã faremos uma noite do pijama na minha casa e eu conto tudo -  ela riu e me olhou com uma cara de emoção. Vero estava toda apaixonadinha. 

Começamos a conversar animadamente, o ambiente estava ótimo e eu confesso que por um instante achei bom ter vindo, estava me fazendo bem sair e esfriar a cabeça. As pessoas dançavam animadas coladas umas às outras, a música era energética e me fazia ter vontade de dançar, é por isso que eu não podia vir, maioria das vezes eu vou parar fazendo striptease em alguma mesa. Confesso que o futuro namorado de Vero não estivesse ali eu a puxava pra dançarmos como antigamente, mas a morena estava distraída demais com o crush e os dois conversavam animadamente eu não queria atrapalhar. Até agora nenhum sinal de Jane, não estava ruim ficar ali com eles, me incluíam do assunto, mas eu queria deixá-los mais a vontade. 

Mais alguns drinks e eu comecei a ficar levemente alterada. Eu não costumo ser fraca para bebida, mas acho que não bebo há tanto tempo que o álcool subiu mais rápido que o esperado. Eu estava gostando de ficar ali e para relevar o amor melado do casal eu comecei a beber mais do que eu deveria, eu já não lembrava de compromisso nenhum, só olhava para as pessoas me sentindo no paraíso. 


 

Point Of View - Jordan Price

Alguns passos adiante adentramos no local estava uma loucura, o som era de estourar os tímpanos as luzes era de deixar qualquer um desnorteado. Confesso que eu não estava mais acostumado com ambientes assim. Tudo que Ashley aceitava ir era em festas beneficentes e festas de lançamento que eram sempre um saco cheio de gente esnobe onde tudo é uma guerra pra ver quem é o superior. 

Eu sou dono de uma das empresas mais conhecidas do país, mas eu vim do Brooklyn, até meus 15 anos eu sempre estava no gueto misturado com a galera do hip hop e mesmo sendo dono de um Império não perdi minha essência. E aquela boate tinha a decoração toda de grafites e artes de diversas formas e cores nas paredes, dava um contraste que me deixava meio perturbado sem nem beber. Aquele lugar me fez lembrar da juventude.

 

O som era tão alto que fazia o chão vibrar, segui Michael até o bar e pelo caminho algumas mulheres se esfregavam em mim tentando me puxar pra dançar e eu admito que estava um tanto espantado, nem lembrava mais a sensação de estar em uma balada.  Com muito custo chegamos até o bar e pedimos duas cervejas. 

_ Gostou? - Michael perguntou quase gritando, era quase inaudível o que ele falava.

_ É bem animado - respondi dando um gole na cerveja que havia acabado de chegar. 

_ Esse lugar é sensacional - ele disse se virando de frente pra pista de dança. 

Eu olhava todos os cantos do lugar e admirava a energia do lugar, as pessoas dançavam despreocupadas, outros bebiam sem parar, um grupo de garotas viraram tequila do outro lado do bar e agora uma negra muito bonita com o corpo extravagante cheio de curvas com cabelo chanel chegava perto de Michael alisando seu corpo e dando um beijo em seu pescoço, Michael riu de forma cafajeste e logo surgiu uma outra mulher loira que me fez lembrar de Ashley apesar de ser bem diferente próxima a mim, ela pousou a mão em meu ombro e eu olhei um pouco sem entender o que estava acontecendo. 

_ Oi gatinho. - Ela falou próximo ao meu ouvido. - Tá curtindo? - eu afirmei enquanto ela se aproximava. Eu por impulso afastei meu corpo. 

_ Eu tô tranquilo gata! - Eu disse firmemente e ela logo entendeu o recado, se afastou puxando a amiga que olhou para Michael mordendo os lábios e ele rapidamente se virou furioso. 

_ O que você fez brother, não é possível que está dispensando as mulheres mais gatas da festa. - ele dizia indignado dando um gole em uma dose de uísque que chegou logo depois da cerveja. 

_ Mano eu não vim aqui pra pegar ninguém, eu vim só tomar beber um pouco - falei descontraído, dei um gole na cerveja e logo peguei o uísque e deu uma golada sentindo o líquido ardente entrar em atrito com o gelado da cerveja em minha garganta. 

_ Fala sério Price, dê um passo pra liberdade meu chapa, agora é momento de você tomar uma decisão sobre Ashley. - Ele falava seriamente e eu ria despreocupado. 

Se fossem outros tempos eu já estaria jogado na pista de dança, mas agora eu tinha responsabilidades e nem podia me dar o luxo de viver como um jovem, a mídia sempre estava em cima pra seguir cada passo de pessoas importantes e comigo não seria diferente. 

_ Curti aí Michael, não se preocupa comigo - coloquei a mão no ombro dele e ele deu de ombros.

Poucos minutos depois Carlos, Juan e Ethan chegaram ao bar, eles eram amigos nossos que também trabalhavam na empresa, todos deram referência a mim de forma respeitosa mesmo que estivessemos fora da empresa. Aquilo sempre me irritava mas não adianta a hierarquia traz consigo certos detalhes que podem ou não agradar. Enfim. 

 

Subimos em direção a mesa do camarote onde dava para ver a pista de dança de forma bem ampla. O ambiente agora é mais escuro as luzes agora refletiam mais a pista de dança, sentamos a mesa e começamos a beber ainda estava cedo dava para curtir bastante. 

Era doses atrás de dose, cerveja atrás de cerveja e a essa hora já não havia mais Jordan Price dono da Industry Price, agora eu estava ali apenas bebendo com amigos e ninguém falava a respeito da empresa ou qualquer coisa do gênero, o assunto eram mulheres e as próximas festas que estavam por vir. 

Todos conversavam animadamente, as músicas eram animadas e variadas desde as mais atuais as mais antigas, também tocava com certa frequência alguns mixes de hip hop misturado com música eletrônica e eram os momentos que a pista de dança virava o fervo. Olhei para baixo vendo toda a galera pular freneticamente, parecia um amontoado de formiga aquela gente toda.

 

(Pause a música) 

Após algumas horas, eu já estava totalmente tomado pela bebida, mas ainda assim estava consciente e estava bem tranquilo. As luzes refletiam no lustre fazendo minha cabeça dar leves rodadas, Michael falava algo sobre a mulher que havia beijado ele mais cedo e eu olhava para a pista de dança Estava tocando uma música da Beyoncé e a pista estava cheia mas não tanto como há alguns minutos atrás, parece que o povo tinha se espalhado um pouco pela boate. 

As mulheres dançavam e atrás de algumas estavam homens feito urubus em cima delas, nas laterais haviam palcos pequenos nas alturas com pole dances e mulheres dançando de forma provocante, eu olhava fascinado para todo o ambiente recheado de luxúria. Em alguns pontos locais da boate havia cortinas pretas onde de acordo com os meninos eram quartos privados para a diversão. Eu voltei meu olhar para a pista de dança e foi naquele momento que eu vi uma mulher…

Entre várias mulheres uma me chamou certa atenção, ela parecia estar acompanhada com uma amiga, as duas dançavam em perfeita sincronia passos que pelo que pude perceber ser do clipe da música, a morena dançava de forma sensual, ela usava uma calça de cintura alta e uma blusa leve branca que se destacava com a luz negra e seu decote exibia parte de seus seios fartos pela movimentação que ela fazia. Ela dançava de uma forma tão sensual, parecia que estava entregue e livre de qualquer problema.Ela sorria e seu corpo se desmanchava na pista, ela estava radiante. Eu já estava excitado só de observar cada movimento que ela fazia, quem era aquela mulher? 

A morena continuava dançando ao ritmo da música, os cabelos grudados na testa pelo suor, ela alisava o corpo de forma sensual, jogava o cabelo para o lado e descia até o chão de forma fantástica.Ela tem um corpo esculpido pelos deuses, suas curvas ficavam enfatizadas com cada rebolada que ela dava e seu cabelo com cachos leves tampava seu rosto de acordo com cada movimento, a mulher é simplesmente linda, tinha um sorriso cheio de malícia no rosto e me indignou não tem nenhum homem próximo a ela. A verdade é que todos eles apenas babavam como eu. 

_ O que você acha Jordan? - Perguntou Michael tirando minha atenção da mulher. Pelo jeito não eram todos. 

_ O que? - os homens olharam pra mim dando altas gargalhadas, já estavam todos muito bêbados e eu já não estava diferente. Michael olhou pra pista de dança a procura do que me tirava a atenção e logo riu sacana pra mim. 

_ Acho que você foi fisgado por alguém lá de baixo - eu mandei um dedo para o homem - vamos ver se eu acerto - ele analisou bem a pista. - Opa, talvez seja aquela deusa dançando freneticamente ali no meio da pista. - ele apontou justamente para a mulher que continuava dançando de forma encantadora. 

_ Para de viajar eu já disse que estou tranquilo - Michael me conhecia bem, mas de fato eu não estava ali pra isso. 

_ Eu sabia - disse ele de forma convencida - Aproveita que ela tá lá e vamo descer pra pista, a garotada aqui está querendo ver a mulherada mais de perto. Menos o Juan que na verdade ele gosta da outra fruta, nada contra - Juan olhou com a sobrancelha arqueada e logo se pronunciou de forma engraçada. 

_ Pra glória e honra de Rupaul. - Todos riram com o comentário, Juan é um cara sensacional trabalha na nossa equipe como Gerente do Setor de Engenharia. 

_ E seu namorado Juan? - Perguntei lembrando do jovem que ele me apresentou na porta da empresa há uns meses atrás.  

_ Nem me fale daquela poc, ele simplesmente não serve pra mim - disse fazendo um gesto de redenção e não aparentava nem um pouco estar abalado pelo término. 

_ Então vamos? - Carlos disse se levantando seguido por todos. Eu permaneci sentado dando mais um gole no drink de hortelã que estava em cima da mesa. 

_ Vão vocês eu vou ficar aqui de cima observando - falei descontraído mas sem muito sucesso já que Michael ignorou o que eu disse me puxando pela camisa, alguns botões se abriram e eu fui me arrastando escada a fora, não tive tempo nem de recuar.

Em poucos segundos estávamos na pista de dança, a música alta invadia novamente minha cabeça e as luzes faziam a onda da bebida retornar, agora estava um calor infernal, Michael me empurrava levemente em direção a pista de dança, eu ria divertido com a interação dos homens que acompanhavam, Juan dançava mais que todas as mulheres da festa menos da morena que eu vigiava lá de cima, ele chamava atenção de todos que se contagiaram dançando com ele, a energia estava ótima.

Carlos e Ethan dançavam com duas mulheres que haviam acabado de se aproximar e Michael estava aos beijos com a mulher que estava beijando mais cedo. Eu dançava de um jeito solto, lembrava da minha infância e aquilo me deixava em estado nostálgico eu estava dançando animadamente porém por um solavanco que me deram no meu da pista acabei tomando mais a frente, como eu sou muito grande logo travei meu corpo pra não pagar o mico de derrubar alguém na balada, dei uma leve encostada em alguém e quando eu olhei era ela!

 


Notas Finais


Eita esse encontrão no meio do rolê vai dar em muita coisa....
Preparadxs para molhar um pouco a calcinha ?
Beijú.😘😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...