História Love in trouble (Jikook) - Capítulo 22


Escrita por: ~ e ~lavigne22

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Got7
Personagens BamBam, Jackson, JB, J-hope, Jimin, Jin, Jinyoung, Jungkook, Mark, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V, Youngjae, Yugyeom
Tags Jikook
Visualizações 83
Palavras 2.436
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Lemon, Mistério, Romance e Novela, Suspense, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


OIOIOIOI GENTNEY
Turu bom com vcs?? Espero do fundo do meu kokore que zim <3
Como sempre boa leitura e até as notas finais :)
*Desculpa os erros e as merdas que eu escrevo e não desiste da fic*
(Leiam as notas finais)

Capítulo 22 - XXII


Fanfic / Fanfiction Love in trouble (Jikook) - Capítulo 22 - XXII

Pov. Junior 
Já havia se passado uma semana dês de que vi o Yoongi na rua, pesquisei mais sobre a morte dele e procurei a placa do carro onde eu tinha visto ele entrando, comecei a passar mais vezes pelos locais onde havia visto ele, consegui vê-lo muitas vezes nos mesmos lugares, mas nunca tive coragem de ir falar com ele, só que dessa vez foi diferente, encontrei ele sentado em uma cafeteria da rua onde o via sempre, tomei coragem e fui até a mesa sentando na sua frente.
    ⁃    Como você não morreu? O que aconteceu? Você sabe o quanto o Jimin sofreu por sua causa?- Perguntei não obtendo nenhuma resposta.
Ele continuou calado apenas me olhando sem expressão alguma, continuei fazendo perguntas até que ele se pronunciou.
    ⁃    Cala a boca! Como você é chato, a pessoa não pode nem mais vir tomar um café.- Ele falou revirando os olhos e pegando a xícara de café que havia sob a mesa.
    ⁃    A pessoa que deveria estar morta!- Falei contradizendo o que ele havia dito.
    ⁃    Mas não estou! Quer dizer, para algumas pessoas eu estou morto e pretendo ficar com essa concepção.- Ele falou em um tom de ameaça.
    ⁃    E se alguém mais além de mim descobrir que você não morreu realmente e que está aqui?! E se esse alguém fosse o Jimin!?- Antes ele não estava com nenhuma expressão no rosto mas logo mudou ao ouvir as minhas palavras, sua expressão agora era de raiva.
    ⁃    Se o Park Jimin sonhar que eu estou vivo, eu juro que não vou deixar nem você dar adeus a ele! Não ouse abrir a boca para contar algo a ele.- Ele apontou o dedo no meu rosto.
    ⁃    Isso é uma ameaça Yoongi? Fique sabendo que eu não tenho medo de você!- Tirei o dedo dele.
    ⁃    Pois você deveria ter.- Ele falou se levantando.- Não sabe com quem tá se metendo.
Ele chamou a garçonete e entregou o dinheiro a mulher, falando que podia ficar com o troco, já estava saindo quando se virou pra mim.
    ⁃    Junior, esse é o único aviso que eu te dou.- Entrou no carro e saiu dali me deixando sentado naquela mesa pensando em como contaria pro Jimin, mas as palavras dele não saiam da minha mente.
Ele não teria coragem de me matar... Eu acho.
Pov. Jimin
O Jungkook havia marcado com alguns dos nossos amigos do trabalho para o bar para falarmos sobre o caso do JB que estava causando o maior transtorno na empresa, havia saído junto com o Jackson e Mark estava muito constrangido por que o Jackson já havia visto eu e o Jungkook se beijando na sala da empresa.
    ⁃    Como anda o seu relacionamento com o Jimin?- O Jack falou assim que entramos no carro, com um sorriso.
    ⁃    A gente não tem nada sério...- Tentei argumentar algo, mas logo o Mark me interrompeu.
    ⁃    Para, nem começa com esse negócio que vocês não ter nada sério por que eu sei que tem! Vocês só ficam um com outro, não pega mais ninguém então é claro que isso é um relacionamento!- Fiquei sem graça em saber que o Jungkook só estava ficando comigo, mas eu não posso me iludir.
    ⁃    É claro que ele está ficando com outras pessoas...- Falei.
    ⁃    Claro que não Jimin, ele gosta muito de você.- Ele insistiu.- Eu sou amigo dele, sei quando ele gosta de alguém.
    ⁃    Se você insiste quem sou eu pra discordar.- Dei de ombros.
Durante o caminho todo o Mark e o Jackson ficaram cantando as músicas que passavam no rádio, ri muito com eles.
    ⁃    Chegamos.- Jackson falou estacionando em uma vaga e desligando o carro.
Descemos do carro e entramos no bar e a primeira coisa que eu vi foi o Jungkook sentado em uma mesa no canto do bar junto com o Tae e o Hoseok, fiquei com um pouco de ciúmes mas logo passou assim que ele abriu o maior sorriso ao me vê, já fazia uma tempo que nós não tínhamos nos visto mesmo no trabalho, estava muito corrido então não dava muito.
    ⁃    Oi! - Ele veio até mim e me deu um abraço junto de um beijo no canto da boca.
Respondi sem graça por sua ação na frente de todos, me sentei e começamos a discutir sobre o caso do JB, havia passado um tempo e eu já estava ficando entediado com todo aquele trabalho e foi aí que tive a ideia de me divertir um pouco, já que o Jungkook estava sentado do meu lado depositei minha mão sob sua cocha esquerda subindo lentamente até sua virilha e passando a mão sob seu pênis coberto, ele que estava falando algo totalmente chato engoliu seco tentando se controlar e logo voltou a falar, mas com um tom de voz abafado. 
Continuei massageando o seu pênis de forma discretas e sutil para que ninguém percebesse o meu ato perverso, suas falas travavam cada vez mais quando eu o tocava e aquilo estava me divertindo muito, parei um pouco pra beber o copo de vodka que tinha na mesa e percebi que o Jungkook sorria sapeca para mim logo pegando o seu copo e fazendo um gesto para que nós brindássemos, todos pegaram seus copos e se posicionaram.
    ⁃    Um brinde à nós!- Jungkook falou olhando pra mim e depois se virou pro meu copo fazendo o brinde repetindo isso com o copo dos outros, bebemos de uma vez e eu só senti minha garganta queimando, coloquei o copo sob a mesa fazendo careta, já fazia um tempo dês de que tinha bebido.
    ⁃    Mais uma rodada.- Falei com o garçom me referindo a vodka.
    ⁃    Agora sim, essa reunião tá ficando boa!- Hoseok sorriu olhando pra mim fazendo todos darem risada.
Começamos a beber, depois de um tempo nós não sabíamos mais do que estávamos falando apenas o Mark que não bebeu muito pois tinha que voltar dirigindo. Fomos sair do bar quando o garçom avisou que já ia fechar, nos despedimos do Tae e o Hoseok que resolveram ir pra casa andando e o do Mark junto do Jackson que já estava capotado dentro do carro, eles têm sorte de que no dia seguinte ninguém precisaria acordar cedo pois era sábado. Jungkook dirigiu pois estava mais sã que eu, demorou um tempo até que chegamos na casa dele, e a primeira coisa que fiz foi me jogar na cama dele, naquele momento eu só queria dormir.
Pov. Jungkook
Havia acabado de chegar do bar e confesso que havia bebido um pouco demais, o Jimin se jogou na minha cama e fez uma arma com os dedos simulando um tiro em sua cabeça, ri com o ato dele e me joguei sob o mesmo.
    ⁃     Amanhã nós podemos fazer um jantar, chamar a Sun Hee e eu aproveito pra conhecer o "namorado" dela.- Falei fazendo aspas com os dedos.
    ⁃    Gostei da ideia.- Ele sorriu fofo.- Estou com muita vontade de dormir.
    ⁃    Percebi, mas você não vai se safar tão fácil assim.- Ele que estava todo deitado apoiou seus cotovelos no coxão me olhando com uma cara confusa assim que ouviu minhas palavras.
    ⁃    Não entendi.- Ele falou inocente.
    ⁃    Tem certeza?- Fui engatinhando pela cama logo subindo em cima dele fazendo deitar totalmente.- Você me provocou lá no bar e eu não pude fazer nada, mas agora eu posso fazer o que eu quiser contigo.- Ele abriu um sorriso safado.
Comecei a retirar a camisa dele, beijei ele enquanto brincava com o seu bico do peito parei de beija-lo e fui dando chupões fortes no seu pescoço descendo até sua barriga deixando marcas roxas por onde passava, comecei a retirar seu cinto logo desabotoando sua calça e retirando-a com rapidez, sua cueca boxe já estava com um volume muito grande comecei a dar mordidas leves nas suas coxas fazendo ele soltar gemidos. 
    ⁃    Você é meu, Park Jimin!- Falei dando uma mordida mais violenta, fazendo ele deixar um pequeno grito escapar da sua boca.
Minha mão que estava parada na sua coxa deslizou até sua cueca tirando por completo, minha mão foi até sua ereção segurando-a pela base, apertando levemente.
Jimin mordeu os lábios como se estivesse segurando o gemido assim que minha mão subiu e desceu pelo seu pênis excitado, continuei assim por um tempo até que sua mão segurou a minha.
    ⁃    Estou sedento, Jeon. Deixe-me te sentir... Por favor.- Disse choramingando.
Sorri ao saber o quanto ele estava desesperado por mim.
Sentei na cama e ele começou a tirar minha calça com rapidez me deixando completamente exposto para ele, apalpou meu membro e deu um aperto tão intenso me fazendo urrar, Jimin recheava sua mão com o meu membro molhado do pre-sêmen brincando com minhas veias saltadas. 
Me questionei por várias vezes se conseguiria ficar daquele jeito por muito tempo, ter Jimin só pra mim segurando minha intimidade.
Oh my god!
Era como se implorasse para que eu gozasse nos seus dedos macios, Jimin colocou a língua pra fora tocando na minha intimidade molhada, sua boca fazia movimentos de vai e vem por toda a minha extremidade me fazendo ter uma vontade absurda de gozar mas eu não ia me render tão fácil assim ao Park Jimin, peguei em sua nuca subindo até o seu cabelo e puxando fazendo com que tirasse totalmente sua boca do meu pau molhado.
- Você está indo rápido demais, e eu não estou com pressa pra que essa noite acabe.- Falei sussurrando em seu ouvido fazendo ele soltar um pequeno gemido.
Voltei a ficar sentado puxando-o pra cima de mim, comecei a beija-lo e sua mão em direção ao meu pênis me masturbando, minhas mãos estalavam na sua bunda. Deitei ele na cama e fui em direção a sua coxa beijando-a, posicionei meus dedos em sua entrada e enfiei devagar fazendo um gemido alto sai de sua garganta logo entraram por completo deslizando pra fora e pra dentro com facilidade, não estava nem ai se era por estar muito molhado ou por algo do tipo.
- Jeon...- A voz do Park soava fraca.- Eu quero você.
- O que foi? Estou apenas te dando carinho.- Sorri safado.
- Isso não é suficiente... Eu só quero você.- Estava me implorando.
- Desculpe, mas eu não consigo entender. Seja mais especifico.- Falei fingindo não entende-lo.
- Hm...
Peguei novamente em seu cabelo o puxando pra perto de mim e fui em direção ao seu ouvido.
- Diga Jiminnie.- Dei um leve puxão em seu cabelo, fazendo ele arfar.
- Eu preciso de você! Eu quero você inteiro Jeon Jungkook.
- Eu poderia gozar só de ouvir você pedindo pra ser fodido.- Disse em seu ouvido fazendo o mesmo se arrepiar.
Retirei meus dedos de dentro dele e peguei em sua cintura fazendo com que ele ficasse de quatro, estalei um beijo em sua poupa antes de dar uma mordida feroz causando um alto gemido do Jimin, posicionei meu membro em sua entrada e puxei suas bunda contra mim fazendo meu pênis entrar seguindo de um gemido do Park.
- Jeon-ah
O seu gemido me deu mais motivação gerando entocadas mais fortes, vê-lo naquele estado fazia minha intimidade pulsar de tanto prazer, meu pênis ocupava com dificuldade a cavidade gostosa e estreita do Jiminnie, seus lábios apertados nos dentes tentavam segurar gemidos que insistiam em sair, mas eram em vão pois a cada entocada que eu dava saia gemidos mais e mais altos tanto meus quanto dele, Jimin enterrava seus dedos no coxão da cama enquanto eu recheava-o, preenchendo cada espaço da sua intimidade.Segurava com força em sua cintura puxando-a para mim causando sons quando nossas peles úmidas se tocavam.
Os movimentos continuavam, a sua bunda já estava avermelhada dos tapas que eu havia dado ao recorrer do tempo, talvez ele pudesse acordar dolorido naquela manhã.
- Jeon... Mais forte.- Obedeci ao seu pedido entocando cada vez mais forte.
- Você é todo meu Park Jimin.- Beijei a poupa de sua bunda.
- Apenas seu Jungkook.- Respondeu em forma de gemido.
Em questão de alguns minutos gozei preenchendo toda sua extremidade, deixando um gemido agudo sair da minha boca, continuei dentro dele vendo sua expressão de cansaço.
- Achou que eu já tinha acabado com você?!- Segurei firme em seu pau massageando.
- Kook, eu não aguento mais...
- Só mais um pouco hyung.
Masturbei-o de forma agressiva, sentia seu pênis pulsar na minha mão, Jimin mostrava que já iria ter um orgasmo o que fazia com que eu acelerasse cada vez mais os meus movimentos até que aconteceu, seu liquido quente escorria pela minha mão e seu corpo jogado na minha cama mostra o completo e prazeroso orgasmo.
Cai em seu lado tentando estabilizar minha respiração e o Park parecia fazer o meus, olhei para ele e vi que estava com uma das suas mãos em cima do seu abdômen e seus olhos estavam fechados, sua boca estava entreaberta e mesmo todo suado e acabado o Jimin conseguia ser a pessoa mais perfeita que eu havia conhecido, seu jeito era esplêndido, e a cada dia a mais que eu passava com ele, eu tamanha certeza do quão eu gostava daquele homem, e ele demonstrava que sentia o mesmo, o que me fazia sentir como se fosse o cara mais sortudo da face da terra.
Eu não sei o que faria sem o Park Jimin. 
- Jeon - Ele me tirou dos pensamentos
- Hm?
- Não me abandone... Por favor.- Ele ficou de bruços me olhando.
- Isso nunca veio em minha mente, por tanto, isso não vai acontecer!- Falei selando nossos lábios.
Jimin sorriu e deitou-se virando sua cabeça para a enorme janela do meu quarto, peguei um pano úmido e limpei o sêmen e o suor que estavam em seu corpo seguidamente peguei um cobertor e o enrolei deitando ao seu lado.
Ficar ali com ele me fazia bem, me fazia sorrir e era exatamente o que eu estava fazendo.
Sorrindo
Estava que nem um bobo sorrindo enquanto olhava para ele, levei minha mão até seus cabelos e comecei a acariciar-lo, o mesmo virou-se para mim e sorriu.
- Você fica ainda mais lindo quando sorri Kook.- Falou deitando em meu peitoral nu.
- Você fica lindo de qualquer jeito.- Retribui o elogio deixando-o vermelho logo abaixando a cabeça e fechando os olhos.
Nada mais importava se eu estivesse com ele.
Agora eu tinha certeza.

- Eu te amo Park Jimin.- Dei um beijo em sua testa e apaguei de vez.


Notas Finais


OLEOLEOLEOLA JIKOOKAS JIKOOKAS!!
QUEM ASDOROU O LEMON COMENTAAAA AEEEEE
QUEM AMA/ODEIA O YOONGI COMENTAAAAA VAI PORRAAAA
Que saudade que eu tava de vocês!!! Desculpa ter demorado 2 semanas pra postar... Ocorreu muitos problemas e deu muita merda, juro que pensei que a fanfic fosse acabar...
MAS!!!
Não acabou e isso é oq importa! O importante é que pra compensar a demora tá aí um cap de 2 MIL palavras e cheio de amor para vocês <3
COMENTEM ESSE NEGOCIO PRA EU SABER SE TÁ BOM OU NAUM!!
Espero muito que vcs tenham gostado e prometo que vou tentar escrever melhor pra vcs pq algo me diz que vcs não estão satisfeitos com oq eu escrevo... Bom.
I love u vocês, até o próximo cap
Beijus de luz


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...