História Love in trouble (Jikook) - Capítulo 23


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Got7
Personagens BamBam, Jackson, JB, J-hope, Jimin, Jin, Jinyoung, Jungkook, Mark, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V, Youngjae, Yugyeom
Tags Jikook
Visualizações 112
Palavras 1.586
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Lemon, Mistério, Romance e Novela, Suspense, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


OIIIIII GENTNEY
Como vcs estão?
Esse cap ñ tem tanta coisa bombástica mas dá pra relevar
Espero que gostem e até as notas finais...
* Desculpa os erros e não desiste da fic*

Capítulo 23 - XXIII


Fanfic / Fanfiction Love in trouble (Jikook) - Capítulo 23 - XXIII

Pov. Jungkook
Levantei da cama e fui até o banheiro para tirar minha cara de sono e tomar um banho, voltei para o quarto vestindo apenas uma cueca boxe, o Jimin ainda dormia e não quis acorda-lo. Fui pra sala, peguei o meu notebook e comecei a fazer uma pesquisa que já era para eu ter começado a um bom tempo. A morte do pai do Jimin não podia ser apenas uma coincidência, havia algo ligado entre a morte dos meus pais, e eu precisava descobrir que ligação era essa que os dois casos tinham.
Fiz uma ligação para o Jackson.
- Alô?- Sua voz era de sono.
- Preciso de um favor.- Fui direto ao assunto.
- Jungkook, que horas são?! 05:00!!!
- Eu preciso que você pesquise nos arquivos antigos da empresa sobre o incêndio em quem meus pais morreram. 
- Que? Por que você resolveu saber mais da morte dos seus pais depois de tanto tempo?- Ele parecia muito confuso.
- Vai fazer ou não esse favor para mim?
- Parece que você fica surdo quando quer algo.- Ele resmungou.- Vou fazer isso sim, mas só por que você é meu amigo.
- Obrigado, agora pode voltar a dormir.- Falei e logo depois desliguei o telefone voltando a mexer no notebook.

Continuei a procurar, eu não conseguiria sossegar até não descobrir tudo sobre o que realmente aconteceu no dia da morte dos meus pais e sobre a morte do pai do Jimin. Passei horas procurando várias coisas, mas nada se encaixava com o pouco que eu sabia, só parei de procurar quando ouvi um barulho que vinha do quarto, o que era sinal que o Jimin já havia acordado e eu não queria que ele soubesse sobre isso. Desliguei o notebook e fiquei apenas mexendo no meu celular tentando disfarçar o que estava fazendo.
O Jimin pode me interpretar mal por estar duvidando do que ele havia me contado, mas não era isso, eu quero saber o que realmente aconteceu com os meus pais.
Quero descobrir a verdade por trás de tudo o que aconteceu.
Pov. Jimin
Acordei meio dolorido, minhas nadegas doíam como se eu estivesse sido espancado.
Foi praticamente isso que aconteceu...
Olhei para o lado em busca do Jungkook, mas não o achei sob a cama, levantei da mesma depois de muito custo e fui tomar um banho pra ver se conseguia acordar o meu corpo, mas não deu muito certo pois continuava cansado, vesti uma cueca e uma calça moletom que havia deixado a um tempo na casa do Jeon e saí do quarto a procura do mesmo.
- Bom dia dorminhoco.- A voz do moreno ecoou pela sala.
- Bom dia, que horas são?- Perguntei apertando os olhos por conta da claridade que vinha da varanda do apartamento.
- Já são quase 11 horas, você dormiu bastante.- Ele riu da minha situação e veio até mim.- Eu realmente te deixei acabado né?!
- Aish, um pouco...- Falei fazendo cara de bravo, mas pela expressão que formou-se em seu rosto eu só conseguia ser fofo.- Por que você não me acordou?
- Por que você parecia bastante cansado e você fez muito esforço ontem.- Ele sorriu perverso- Pelo visto eu realmente deixei bastante marcas em você.
- Cala a boca Jungkook!- Fiquei sem graça ao olhar no espelho e ver meu pescoço devastado por marcas roxas.- Puta merda, como é que eu vou sair na rua assim? Me diz Jeon Jungkook.
- Calma amor, nada que uma base não resolva.- Ele ria de mim.
- Você só tá rindo porque não é com você! Queria ver se fosse você que estivesse parecendo que acabou de voltar da série The Walking Dead!
E foi aí que eu fiz a maior burrada da minha vida.
O Jungkook começou a rir sem parar e criava piadas com a minha situação, eu tentava me segurar para não rir, mas não dava pra não se contagiar com a sua risada um pouco escandalosa, ele só veio parar de me zoar depois que eu disse que não iria mais falar com ele.
- Mochi... Não fica assim, foi só uma brincadeirinha.- Ele me abraçava enquanto eu ficava de braços cruzados com cara fechada.
Continuei calado por alguns segundos enquanto ele olhava fixamente pra mim e foi quando ele roubou um beijo meu, me deixando completamente vulnerável ao mesmo. Não consegui me controlar e retribui o beijo dele de forma suave como se nada mais importasse além de nós.
- Eu sabia que você não iria resistir aos meus encantos.- Disse convencido. 
- Me poupa tá!?- Falei me soltando dos seus braços e indo em direção a cozinha.- Tem o que pra comer?
- Você vai ter que esperar até a hora do almoço.- Me puxou pra fora da cozinha.
- Que? Não, eu estou com fome.- Puxei meu braço que estava sendo segurado por uma das suas mãos.
- Pois é, eu também estou.- Ele se virou pra mim e cruzou os braços.- Eu decide esperar você acordar para que tomássemos café juntos, mas a Bela Adormecida parece que demorou demais pra acordar, né?
- Você estava esperando eu acordar?- Involuntariamente descruzei os braços me rendendo novamente a ele.
Droga! Por que sou tão vulnerável a ele?
- Claro que eu estava Jimin.- Ele foi para o quarto e eu o segui.- Vem, vamos comprar as coisas pro jantar.
Já tinha esquecido desse jantar que o Jungkook havia inventado pra poder conhecer o namorado da Sun Hee. Botei uma blusa e sai junto com ele, fomos andando mesmo já que o mercado era praticamente do lado do condomínio onde o Jungkook morava, começamos a comprar as coisas, mas não estava dando certo pois vê toda aquela comida só me dava mais fome e minha barriga já estava dando sinais de que eu poderia a qualquer momento comer algo ali mesmo no mercado, Jungkook pareceu perceber meu desespero por comida e adiantou as compras levando logo tudo para o caixa eletrônico e pagando tudo logo saindo dali.
- Para a sua sorte já são 11:30.- Ele disse olhando em seu relógio de pulso.
Dei graças a Deus e continuei andando pela rua, mas estava de cabeça baixa e não vi quando alguém se esbarrou em mim.
- Desculpa, não estava olhando pra frente.- Falei me agachando para pegar as coisas que haviam caído da sacola.
O cara não disse nada apenas se abaixou e me ajudou a botar tudo de volta, por um milésimo de segundo nossas mãos se tocaram e uma sensação conhecida invadiu todo o meu corpo me fazendo olhar para o rosto dele, mas ele continuava de cabeça baixa e estava com um capuz, então não consegui ver muito do seu rosto até que ele olhou rápido pra mim e se levantou.
Aquele olhar era único, o olhar por qual eu me apaixonei há muito tempo, mas não era possível ele estar ali na minha frente.
Me levantei rápido e tentei novamente olhar para ele, porém apenas me entregou a sacola e saiu andando sem dizer uma palavra e eu fiquei ali apenas vendo ele desaparecer no meio da multidão e pensando se poderia ter alguma chance dele ainda estar vivo e o que eu faria se isso fosse verdade. 
- Jimin?- Uma voz ecoou pela minha cabeça.- Está tudo bem?- Jungkook me tocou tentando me tirar do transe.
- Huh? Estou, só me distrai. Vamos voltar logo pro apartamento que eu ainda estou com fome.- Sorri forçado.
Voltamos para casa e preparamos o almoço comendo logo em seguida, ficamos o resto da tarde deitados no sofá assistindo. No final da tarde começamos a preparar as coisas para o jantar, cozinhamos topokki e Lamen que era coisas fáceis de fazer. Fui o primeiro a começar me arrumar já que demorava mais por causa do meu cabelo que eu não conseguia encontrar uma forma certa pra deixar e não conseguia escolher uma roupa.
- Jimin, você sabe que é só um jantar simples né?- Jungkook saiu do banheiro já pronto.- Não sei pra quê se arrumar tanto.
- Não estou me arrumando muito, só não sei se essa roupa tá boa.- Falei ainda olhando no espelho.
- Está ótima, você fica lindo de qualquer jeito.- Ele colocou suas mãos nos meus ombros e beijou me pescoço logo chegando perto do meu ouvido.- Principalmente quando está completamente nu para mim.
Me arrepie todo por suas palavras e percebi pelo espelho que meu rosto estava completamente vermelho.
- Aigoo. Não me deixa constrangido assim!- Falei fazendo ele rir.
Saímos do quarto e ele recebeu uma ligação.
-  A Sun Hee vai se atrasar um pouco por causa do engarrafamento, mas daqui a pouco está chegando.
Concordei com a cabeça e sentei no sofá pegando meu celular e vendo varias mensagens e ligações do Junior, quando fui retornar as ligações a campainha tocou e o Jungkook pediu pra eu abrir. Não respondi e levantei do sofá indo em direção a porta abrindo a mesmo e me deparando com a Sun Hee.
- Oi Jimin!- A Sun Hee me abraçou assim que me viu.
Cumprimentei ela e logo vi o seu namorado parado na porta, fui cumprimenta-lo.
- Oi, sou o Jimin.- Estendi a mão para que ele apertasse.
- Olá Jimin, sou o Yoongi.- Meu corpo gelou ao vê-lo novamente.
Ele me olhava com luxuria, meu corpo estava completamente paralisado e eu não sabia mais o que fazer, apenas sentir.
Sentir uma enorme confusão dentro de mim...


Notas Finais


EITAAA POHAAA YOONGI
Que treta viu?! Mas eu estou asdorando, e vcs??
Comentem oq vcs acharam desse cap e oq vcs acham que vai acontecer no próximo akkkak
I love u vcs e até o próximo cap
Beijus de luz <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...