História Love in two lives - Capítulo 27


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Amor, Drama, Revelaçao, Romance, Tragedia
Visualizações 51
Palavras 677
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Festa, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Linguagem Imprópria, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Oii meus amores
Tudo bem? Espero q sim se não melhoras

Espero q gostem
Desculpa os erros
Comentem o q estão achando
Boa leitura😘😘

Capítulo 27 - Acaba acertando...


No último capítulo

Saio de casa as pressas, pego o carro do Arthur e começo a dirigir até o lugar, espero que eu esteja certa.

Agora

POV MARI

Começo a dirigir até o restaurante,  acredito que lá seja onde tudo começou porque foi lá onde eu e o Marcos nos  reencontramos.

Eu estava dirigindo o mais rápido que conseguia enquanto torcia mentalmente para dar tempo de eu chegar até lá e impedir que ele faça alguma coisa com o Artur.

Chego no local e sem pensar nas consequências ou se tinha alguém vendo eu dou um chute forte na porta que se abre no mesmo momento, entro e começo a revirar o local abrir todas as portas e olhar em todos os cantos. Já tinha olhado toda a parte debaixo onde é o restaurante na parte de cima é aonde meu chefe mora.

Ouvi ele falando com alguns funcionários hoje de manhã que ia sair e só voltaria daqui a dois dias, mas como ele não avisou o resto das pessoas eu achei que isso não ia acontecer, mas eu estava enganada porque quando eu subi para a parte de cima não tinha ninguém ali.

Vanessa- Olha só quem resolveu aparecer, decidiu se render?- Ela? Não, não pode ser ela. Eu tinha certeza que seria o Marcos.- Ja sei, deve estar pensando que seria o Marcos vindo atrás de você, mas ele não iria tão longe assim pra ter o que quer ja eu... Irei até onde for necessário.- ela pega uma arma e aponta pra mim.

Eu- Por favor não faz isso eu só quero impedir que o Artur se machuque.- falo com a voz rouca de tão nervosa que eu estava. Por que essas coisas tem que acontecer comigo?

Vanessa- E eu também quero isso, mas o único jeito de isso acontecer é ele ficando COMIGO.- ela fala alto e atira, mas não em mim e sim em um vaso que estava atrás de mim por sorte eu desviei.

Eu- Ele não quer ficar com você, por que não aceita logo isso?

Vanessa- Porque o que eu quero eu consigo! Mas fique tranquila se você cooperar eu não vou te matar.

Eu- Cooperar com o que? Com você sequestrado o meu namorado e obrigando ele a ficar com você?- ela sorri sínica pra mim e logo depois se aproxima.

Vanessa- Agora você pensa assim, mas se não quiser ele bem longe de você eu sugiro que mude de ideia.- ela sai da sala que era onde estávamos.

Eu deveria fugir e pedir ajudar, mas se eu fugir com certeza nunca mais verei o Artur e ele vai pensar que eu desisti dele. Eu poderia ligar pra polícia, mas não vejo nada nessa casa que sirva pra alguma coisa.

Ja sei. Ela com certeza não tem só aquela arma, vou procurar as outras e pegar uma para atirar nela ou pelo menos para assusta-la.

POV ARTUR

Vejo Vanessa entrar no quarto e vindo em minha direção, quando ela chega bem perto ela me solta e me deixa sair naquela cama.

Eu- O que esta fazendo?

Vanessa- Você não queria ser solto? Esta sendo. Vamos.- ela fala me puxando até a sala. 

Chegamos na sala e logo quando entramos alguém atira, passou raspando na Vanessa, mas acabou acertando a parede. Quando eu olho para frente vejo que quem atirou foi a Mari.

Vanessa- Larga a arma!

Eu- O que você vai fazer se eu não largar?- ela fala tentando ficar confiante, mas dava pra notar que ela estava muito nervosa.

Vanessa- Eu vou atirar e não sei em quem vai ser. - a Mari larga a arma no mesmo momento.

POV VANESSA

Ela ja tinha largado a arma então estavam os dois em minhas mãos, óbvio que eu vou atirar nela porque com ela morta nada poderá atrapalhar eu e o Artur.

Eu miro, me preparo que por fim atiro.

A bala estava indo perfeitamente na direção dela, mas o Artur consegue se soltar de mim e se joga na frente então a bala acaba acertando…

Continua



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...