1. Spirit Fanfics >
  2. Love Inside Out >
  3. Decepção

História Love Inside Out - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Olá, apenas mais uma Fic de minha autoria. Espero que usufruam ao máximo, obrigado por lerem!

Capítulo 1 - Decepção


Capítulo 1 - Cloud



   Eram exatamente 6:30 da manhã e o meu despertador não parava de tocar, aquele barulho é tão irritante que uma das minhas vontades era de estraçalhar esse troço em pedaços, imagino que não sou o único a ter essa vontade. Não é irônico? Alguém comprar um aparelho eletrônico para acordar nas horas exatas e no fim das contas o comprador sempre ficar irritado assim que o aparelho desperta? Enfim, vai entender... 


    - Cloud, está na hora, não vai se atrasar - Gritou a minha mãe com aquela tonalidade de voz que apenas as mães têm, autoritária e ameaçadora ao mesmo tempo. 


  - Estou indo!? - Gritei de volta e depositei toda a minha força nas pernas para me manter firme no chão. Andei como um morto-vivo em direção à porta. Estava vestido com um pijama listrado, preto e branco e foi assim mesmo que fui até a cozinha. No fundo não estava com a mínima vontade de ir à escola, tinha os meus motivos e um deles se chamava "Chloe", sério, essa garota andou me enfeitiçando só pode, não consigo parar de pensar em como ela me fazia tão bem em uma distância absurda.


- Cloud? - Disse a minha mãe analisando aquela cara de bobo apaixonado. - Já sei, pensando na... Como é que eles dizem mesmo? Ah sim, lembrei, a Crush! 


-H-Hã?! Que Crush o quê... Só estava pensando no quanto a senhorita aí gosta de invadir o momento dos outros. - Debochei e logo que vi ela se inclinando para o lado na intenção de pegar algo me levantei e corri até o meu quarto novamente, nem cheguei a tomar o café da manhã. Após alguns minutos finalmente saí do meu local de repouso para ir até o campo de guerra também conhecido como Escola.


Durante o caminho fiquei cantarolando uma música que estava tocando no meu fone de ouvido, não me recordava o nome do som, porém aproveitei ao máximo enquanto não chegava até o meu destino.


- Sai da frente porra!? - Uma voz familiar me chamou atenção, ou melhor, e tem como não chamar?


- Mas que m-... - Sou atingindo em cheio por uma bicicleta desgovernada. Como esperado me espatifei no chão e a primeira coisa que fiz foi verificar o meu celular para ver se não tinha sofrido nenhum dano, e para a minha felicidade ele estava intacto. - Cara, você é maluco? - Perguntei me levantando com um pouco de dor.


- Mals aê Cloud - Finalmente reconheci a voz, era o Klynt, um amigo de infância.


- Por favor não me apronte uma dessas Klynt, e se eu tivesse morrido? Como você iria dar essa notícia para a minha mãe? Eihn? - Fiz um leve drama e no fim dei risadas. Klynt fez o mesmo e a partir dalí fomos para a Escola juntos, passamos boa parte do tempo falando sobre os Animes da temporada. O tempo pareceu passar tão rápido e finalmente chegamos.



- Até mais Cloud, te vejo na saída. Aliás, cuidado para não se apaixonar novamente, lembra o que aconteceu da última vez que isso veio a acontecer? - Klynt tinha razão, a última vez que isso ocorreu eu fui impiedosamente iludido e "traído", bom, isso fica para a futura história de como eu me fodi no amor. Me despedi de Klynt e fui até a minha sala. Assim que coloquei o pé no local já pude ter a oportunidade de ver Chloe, aquele cabelo e aqueles olhos claros me deixavam maluco, alguém me segura, eu vou desmaiar. Okay, consegui me recompor, por algum motivo minhas mãos passaram a ficar trêmulas e a cada passo que eu dava o barulho do tênis no chão parecia estar mais intenso, vocês devem estar se perguntando o que me fez ficar assim? Maaasss, vocês já sabem a resposta.


- Bom dia turma, como vocês passaram o final de semana? - Perguntou o professor de Filosofia, Brandon, assim que entrou na sala de aula. O Brandon era um cara gente boa, mas as suas aulas eram bastante tediosas.


- Se você considerar bom passar o fim de semana inteiro servindo de escrava, então foi "bom" - Disse Chloe. A mesma tinha uma personalidade forte, sempre me perguntei o que exatamente me chamou a atenção nela, o sorriso? Enfim, mais uma pergunta inquestionável. 


As aulas tiveram inicio e duraram em cerca de alguma horas, assim que o sinal do intervalo tocou todos os alunos se levantaram e recolheram seus materias, bom, todos menos eu. Sempre fui o tipo do cara que preferia aproveitar o tempo livre fazendo algo produtivo, ou seja, ler alguns livros, apesar de não ser lá tão produtivo era algo que me cativava bastante. Enquanto todos os alunos saíam Chloe se levantava e sentava sobre a carteira. Ela parecia estar esperando alguém. Nesse momento só estávamos eu e a maior, minha mente dizia para eu puxar algum assunto já o meu corpo dizia que o melhor era ficar em silêncio. Droga!? Que tremenda confusão interna!? Depois de tanto pensar tomei uma decisão e respirei fundo, no mesmo instante em que eu abri a boca para emitir o "Oi" um garoto entra na sala e caminha até ela. De início fiquei me questionando quem era aquele cara, um físico nem tanto chamativo, porém a face compensava a falta de atenção que o corpo causava. 


- Pensei que mais uma vez iria fugir de mim - Disse o garoto soltando uma risada breve. Fiquei apenas observando ambos de forma cautelosa, não gostaria que algum deles me visse assistindo o que rolava alí, principalmente a Chloe. Parecia tudo normal, eles conversavam sobre um determinado assunto que não soube identificar, quando o inesperado aconteceu, assim né, inesperado para a minha pessoa. O rapaz segurou no rosto de Chloe e sem pensar duas vezes a beijou. Naquele momento eu vi o meu mundo que nem sequer chegou a existir desmoronar.


"Cuidado para não se apaixonar novamente". Lembrei do que Klynt havia me dito antes, por quê as coisas sempre acabam assim? Mas que porcaria. Me levantei e segui em direção à saída, não suportei ver a cena que me destruiu por inteiro.


     [Continua...]




Notas Finais


Até o próximo capítulo!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...