História Love In That Way - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Shingeki no Kyojin (Attack on Titan)
Personagens Annie Leonhardt, Armin Arlert, Bertolt Hoover, Eren Jaeger, Erwin Smith, Historia Reiss, Levi Ackerman "Rivaille", Mikasa Ackerman, Personagens Originais, Ymir
Tags Attack On Titans, Shingeki No Kyojin, Ymir X Historia, Yumikuri, Yuri
Visualizações 144
Palavras 1.175
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ecchi, Ficção, Ficção Adolescente, Hentai, Lemon, Orange, Romance e Novela, Shoujo-Ai, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Agradeço desde já as pessoas que favoritaram!Isso me motiva muito!Ooooooolá pessoas!Trazendo aqui mais um capítulo,achei que ficou meio bosta,falem para mim!Ok?Esse ficou mais demorado,por causa que eu vou deixar com +/- 1.000 palavras cada cap.,"vai demorar mais para fazer?" Vai,masssss espero que gostem e falem se estiver muito demorado!Um beijo no kokoro e boa l-e-i-t-u-r-a!

Capítulo 3 - Cap.3-Escola


Fanfic / Fanfiction Love In That Way - Capítulo 3 - Cap.3-Escola

*Ymir-On*

Hoje moro com meu pai desde o acontecimento.

Depois disto ele nos confortava,conforta,falava e até hoje fala pra não termos raiva de nossa mãe,mas não dá…simplesmente eu queria que aquele monstro morresse,e aconteceu,mas ainda tenho raiva…

Para saber mais sobre minha família: Paulo (pai),Patrícia (esposa de meu pai),Maya (minha irmã mais velha),Chris (caçula,meio-irmão).

Meu pai como divorciado namorava uma mulher de seu trabalho,até que depois de 4 anos que começou a namorar ,à pediu em casamento.Patrícia foi morar com meu pai.Depois minha mãe faleceu e fomos morar com ele,sua esposa e o filho de Patrícia.

Hoje o nosso relacionamento é bom mas estranho,porque quando olho para Patrícia eu lembro de minha mãe,cabelos ondulados e castanhos,quase louros,olhos verdes amarelados e pele pálida.

Já Chris é um cara muito legal, não se parece quase nada com sua mãe,só os cabelos e os olhos,mas os traços do rosto e corpo são muito diferentes.

Maya (a melhor irmã do mundo.) e eu somos paressidísimas ,ela tem os olhos mais claros e é mais femenina que eu.

Meu pai tem olhos marrons/âmbar,é mais bronzeado que eu e Maya.Tem cabelos pretos e é alto.

…………………………………………………………………………………………


Vou até o guarda roupa correndo,pego algumas roupas,calça jeans preta,camiseta preta de uma banda que gosto,camisa vermelha chadrez por cima.Nem arrumo meu cabelo.Perfume masculino.Uma bota preta de salto baixo,quase sem salto.

Vou correndo até a cozinha.

/por quê aquela merda daquele despertador velho só me acorda na hora errada?Já é a terceira vez que me acorda na hora errada para algum "compromisso importante"./ ,penso.

Já era 07:05 e a aula começa as 07:15,fui correndo tomar café.

-Bom dia! -Cumprimento todos e vou correndo pegar uma maçã. -Maya me passa a maçã,por favor?

-Atrasada no primeiro dia hein mana?Esse ano faça favor de ser alguém! -me fala entregando a maçã.

Maya sempre fala para eu estudar,mas nunca consegui depois do "trauma"…Essa foi a razão de eu ter repetido 2 anos seguidos,foi uma merda,não tinha e nem tenho amigos,apenas Maya e Chris,no máximo Annie que é minha colega.Eles me apoiaram muito e esse ano vou estudar o máximo que conseguir.

………………………………………………………………………………………

Meu pai entendeu a situação do porquê ter repetido 2 anos então me contratou um professor particular,e me colocou no basquete da escola,parei de ir para escola por 1 ano,e o professor não funcionou,no final fiz as provas em uma escola para passar de ano e não passei…até que meu pai falou para o professor que não iria gastar dinheiro de bobeira,e que o problema não era disciplinar,e sim psicógico...

Então meu pai me contratou uma psicóloga que me ajudou muito,me ajudou com a escola,com a minha opção sexual.Me descobri ser homossexual.Ajudou no meu trauma e com a minha personalidade.

Até hoje faço sessões com ela,mas não com a mesma frequência,e apenas com alguns problemas que tenho.

Parei de ir também para construir um pouco de caráter,para não ficar dependendo de pessoas para resolver meus problemas pessoais.

Às vezes vou até ela para perguntar o porquê de algumas características de minha personalidade serem arrogantes,ela fala que é o próprio jeito e que eu não sou acostumada a ficar com amigos e outras pessoas a não ser minha família.

Já me assumi para a minha família e para eles não foi novidade,já que suspeitavam que quando saíamos todos juntos à um lugar, como shopping,eu quando avistava uma garota de minha idade bonita (do meu ponto de vista),olhava de um jeito diferente,bem diferente.Apesar de usar algumas roupas masculinas,isso não queria dizer nada,era só o jeito que eu olhava para uma garota,e Maya me observava trocando olhares com várias garotas aparentemente bonitas em vários lugares.

Maya me apóia e sempre fala para pegar o telefone de alguma,mas nunca tenho coragem (pode parecer que não,mas sou muito tímida,muito…).

Chris já tentou ajudar dando telefones de amigas dele para mim,mas só servia de enfeite para os meu contatos…

Em questão ao meu pai e Patrícia,eles foram super compreensivos,e falaran que só queriam me ver feliz.

Eles são os melhores pais que alguém pode ter,são um casal perfeito,não brigam,trabalham juntos,se divertem e são um casal "jovem" ,pai: 44 e Patrícia: 40.

Isso é um exemplo de casal que eu levo.Eu amo meu pai mais do que tudo que existe.Nós nunca brigamos e somos uma família unida.

…………………………………………………………………………………………

-Sim,infezlimente…esse alarme não desperta na hora certa! -falo com raiva do alarme,mas começo a rir depois.

-Pelo jeito a única opção é comprar outro. -Chris diz,às vezes essa moleque não usa a cabeça…

-Acho que vocês não têm uma coisa chamada c-é-r-e-b-r-o,é só pegar o celular!-meu pai diz rindo.

Meu pai tem razão,eu acho que não tenho cérebro,e acho que o Chris também não tem…

-Você acha?Eu tenho 100% de certeza que eles não têm! -Maya Maya…você vai ver o cérebro que eu vou esmagar,ainda tem que concordar com o papai?Hunf.

-Ahhh Maya eu achei que você ia me defender desta ofensa direta que me fizeram! -digo fazendo voz aguda imitando Chris.

-Para Ymir!Você sabe que eu não tenho a voz tão fina assim! -Chris engrossa a voz.

-Aham…até o Anderson Silva tem a voz mais grossa que a sua! -caio na gargalhada quando falo.

-Parem já vocês dois! -Patrícia diz rindo.

…………………………………………………………………………………………

Termino meu café,escovo meus dentes e vamos até o elevador para ir na garagem.Cada um em um carro,eu vou de carro com a Maya e o Chris,já que Maya trabalhava ela tem seu próprio carro.

Eu tenho uma Harley Davidson 883 que ganhei quando fiz 16 (sou emancipada então posso pilotar),é uma moto que só uso quando preciso e quando todos já estão usando usando um veículo.Mas a moto é só minha,só minha,é minha filha,ela se chama Spike. (sim eu dei um nome à minha moto.)

-Tchau filha! -meu pai vem e se despede de Maya ,eu e Chris.

-Tchau pai! -eu e Maya falamos em coro,depois nos se olhamos,foi até engraçado.

-Tchau Tio Lô! -sim,Chris chama o meu pai de Lô.

Não tem coisa mais fofa.Ele tem 15 anos mas pareçe e tem cabeça de criança de 5 anos…

-Own!Que fofo! -eu e Maya falamos em coro e começamos a rir.

-Deixa o menino gente!Eu adoro quando ele me chama de Tio Lô! -diz meu pai brincando.

-O-obrigado Tio Lô! -Chris adentra o carro.


Entramos dentro do carro

-Como eu gosto desse moleque! -Esfrego a mão na cabeça de Chris e falo tirando sarro.

-Então,vamos? -Maya pergunta,mas já sabia a resposta.

-Não…eu vou ficar aqui em casa. -falo sendo sarcástica.

-Vá se catar Ymir! -ela fala rindo.Adoro tirar ela do sério…

…………………………………………………………………………………………

Chegamos na escola,comprimentamos o Manuel,eu e Chris perguntamos o local de nossas salas e fomos até a escadaria.

-Ymir eu fico por aqui!Tchau mana! -ele fala,me abraça e segue o caminho para sua sala.Ele estuda no 1°B e eu no 2°A.

-Tchau mano!Até depois! -me viro,ando,subo as escadas.

Eu começei a estudar aqui depois de me mudar,achei muito legal,só que eu não tenho nenhum amigo até agora,apenas,apenas mesmo colegas como a Annie,que não estudava comigo mas faz basquete comigo (apesar dela ser baixinha),nunca me abri muito com ela,mas ela é legal.

É difícil ser uma pessoa fechada...

Subo as escadas,e vou andando até a sala 2°A.

-2°A,2°A,aqui. -vou andando e reparo cada vez estalos mais fortes contra o chão…


Notas Finais


Obrigado por mais uma leitura!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...