1. Spirit Fanfics >
  2. Love is Beautiful >
  3. Desentendimentos

História Love is Beautiful - Capítulo 9


Escrita por:


Notas do Autor


Tem uma surpresa nesse cap

Capítulo 9 - Desentendimentos


Bom... Agora eu tenho 15 anos... E isso não é para muitos! Geralmente quando se tem 15 anos todo mundo pensa em transar - bom pelo menos a maioria que já não fez né! - ou fumar ou até mesmo dirigir um carro. O último eu confesso... Eu quero muito! 

Mas mudando um pouquinho o assunto... Estamos no primeiro grau e bem... Minha vida tá meio conturbada. Por que eu brigo com a Miyeon o tempo todo agora pelo simples fato de que ela não confia nem um pouco em mim! Já falei a ela várias e várias vezes que eu sou fiel a ela e nunca a trairia mas ela acredita em mim? Não! Prefere continuar com as brigas 

- Pode parar aqui - lá vem mais uma briga 

- O que foi dessa vez Miyeon? 

- Quem era aquela que tava com você? 

- Quer dizer a Ryujin? Primeiro que ela tem namorada e segundo... É uma amiga minha e terceiro eu cansei desse seu ciúmes idiota Miyeon! 

- Ah é ciúmes?! Você que fica sassaricando pras meninas da sua escola! 

- Vai se fuder Miyeon! Eu cansei tchau! Tô indo pra escola! - ponho a mochila nas costas e saio de casa pisando fundo 

- Vixi... O que aconteceu dessa vez? 

- Você acredita que ela ficou com ciúmes da Ryujin!? Que veio só me trazer em casa ontem!? 

- Tá... A Miyeon está realmente passando dos limites

- Não ela não tá passando! Ela já passou completamente! Sabe o quanto isso está me sufocando?! 

- Se acalma Shuhua

- Como é que eu posso me acalmar Soyeon?! Ela tá muito mais muito insuportável! - já estávamos no ônibus indo pra escola e quando chegamos eu estava tão distraída que acabei batendo em uma aluna 

- Olha por onde anda Shuhua! - Soyeon me alerta, eu ainda caída no chão com a aluna de cabelos lilás pegando algumas coisas

- Não eu quem tenho que me desculpar... Eu que não- Shuhua?! 

- Moonbyul?! 

- Ei Moon! O que foi? - uma garota alta de cabelos loiros se aproxima de Moonbyul e sorri - Quem é ela?

- Deixa que eu me apresento... Jeon Shuhua! Prazer!

- Ah... Kim Youngsun... Pode me chamar de Solar!  - começo a reparar nos traços das duas... Principalmente em Moonbyul... ela estava mais alta, tinha a pose mais séria e os cabelos estavam de outra cor. Ela também havia posto um piercing na sombrancelha o que a deixava com um ar mais despojado 

- O que faz aqui?

- Eu estudo aqui - ela me olha confusa 

- Bom eu não sabia... Que bom te ver - ela não parecia mais esnobe. Vejo o momento em que Solar entrelaça sua mão a de Moonbyul e então eu entendo o relacionamento das duas - Depois nos falamos... Agora nós precisamos ir 

- Ah... Ok tchau - elas fazem um pequeno aceno e continuam o caminho pelo corredor 

- Aquela era a Moonbyul? 

- Era... Ela tá bem diferente - sinto uma presenca atrás de mim e me viro bem a tempo de ver Jungkook tentar me assustar 

- Porra! Estraga toda a vez! 

- Você faz muito barulho - seguro seu nariz e voltamos a andar em direção a sala. Quando chegamos vemos uma dr acontendo 

- Mas Minnie meu amor eu não fiz isso! 

- Ah não o que é isso então?! - ela põe o celular na cara da Yuqi

- Aí minha nossa senhora do Photoshop - Soyeon bate a mão na cabeça e vai até elas, pega o celular  e começa a analisar - Isso aqui é Photoshop Minnie! É só a loca da Yeji querendo mexer com o seu psicológico! 

- Ok ok - ela sorri pra Yuqi que faz biquinho - Me perdoa?

- Perdoo mas só dessa vez! - a aula começa

...

Bem agora que acabamos as primeiras três aulas e fomos pro refeitório, posso finalmente falar direito com Moonbyul 

- Hey! Querem sentar aqui? - ela pergunta de forma simpática coisa que surpreende a todos nós 

- Pode ser né? - Yuqi pergunta pra mim e eu assinto

- Então vamos! - ela sai empurrando todos nós até a mesa em que Moonbyul, Solar e suas amigas estavam 

- E aí?

- E aí o que? - Moonbyul pergunta com a sombrancelha arqueada da Yuqi

- Você mudou... Não é mais esnobe! 

- Ei! Eu nunca fui esnobe! Só meio...

- Idiota, egoísta e convencida? - uma da amigas dela que possuía os cabelos azuis diz 

- Valeu por me lembrar Wheein...

- De nada... A propósito eu sou Jung Wheein! Prazer - ela sorri de forma fofa e cutuca a garota morena ao seu lado - Se apresenta

- Não me cutuca assim Wheepup - ela diz com um biquinho fofo - Mas eu sou Ahn Hyejin prazer! - ela sorri simpática

- Vai demorar bastante pra nos apresentarmos se for um por um então esses são, Soyeon, Jungkook, Soojin, Minnie e Yuqi! E eu sou a Shuhua!

- Prazer! - as duas dizem juntas 

- Moonbyul foi ela que... 

- Foi Solar

- Eu o que? 

- A Moon disse que você quebrou o pulso pra salvar uma amiga 

- Ah... Eu fiz isso sim! Eu e a Yuqi pra tirar a Minnie de um lago congelado! - ela sorri de forma fofa

- Que legal! É uma má atitude pelos motivos certos

- Por que má? 

- Por que vocês poderiam ficar com sequelas - dou um sorriso culpado pra Yuqi 

- A Shuhua ficou - dou de ombros 

- Pinos - viro a mão - Mas nem é visível então eu tô de boa - pego meu suco da bandeja - Mas o que fez você mudar tanto  Moonbyul? 

- O que não... Quem! - ela ri da fala de Wheein - @/ Agradeça a melhor amiga dela! E a ex-peguete da melhor amiga dela 

- Cala a boca Jung Wheein! - solar começa a ficar vermelha - Isso já faz tempo! 

- Mentira - Moon diz de olhos fechados recebendo um olhar desacreditado de Solar

- Ela tem razão Sun... É mentira sua - Hyejin diz rindo - Quando bebem sempre acabam na cama uma da outra 

- Mas não é de propósito!

- Mas ainda acontece! Apenas aceita Sun - elas se abraçam 

- Injusto - a garota loira faz um biquinho bem fofo 

- Como assim? - Jungkook, o mais curioso do nosso grupo, pergunta 

- Bem... Wheein e Solar já ficaram mas foi algo passageiro... Questão de uns 4 meses - Moonbyul começa explicando - E foi quando a solar me conheceu, eu até então era só a "colega de apartamento da Wheein" 

- Mas aí nós começamos a nos aproximar e bem... Aqui estamos - ela diz levantando a mão e mostrando a aliança prateada 

- Você saiu da casa das suas mães? 

- Eu e Wheein queríamos vir fazer um curso aqui mas acabou que ficamos pra fazer o colegial, os pais da Wheein tinham um ap aqui perto e eles cederam pra gente... Nós 4 moramos juntas! 

- As vezes da vontade de nos estrangularmos? Dá um pouquinho mas relevamos - solar diz dando de ombros - Agora falem de vocês

- Posso? 

- Não Yuqi você começa a tagarelar

- Não começo não!

- Se você não tagarelar te compro pão doce -  os olhos da garota brilham ao ouvir a fala de Soojin 

- Bom... Eu namoro essa linda garota do meu lado - ela sorri pra Minnie - Todos nós aqui nos conhecemos quando menores... Da turma Shuhua e Soyeon foram as mais novas a entrar - olho pros lados e encontro três criaturas vindo até nós... Lá vem as três patetas

- Yuqi segura um pouco aí por que lá vem bomba -  aponto pro trisal que já se aproximava e ela ri vendo a cara confusa das outras quatro na mesa 

- Vixi... Qual será a treta de hoje?

- Não sei Soyeon... Eu realmente não- aí! - sinto um roxo se formar no meu braço - Não bate nela! Dói em mim! 

- Foi mal aí Shuhua mas essa... Idiota não escuta a gente!

- Claro que não! Vocês duas foram as inconsequentes e imaturas! 

- Ahn? Nós imaturas? Ah mas eu vou dar na cara dela agora - Jiwon iria pra cima de Yiren se eu não a segurasse pela cintura

- Não bate nela por que dói em mim - digo bem simples e a largo 

- Obrigado

- Não pense que te salvei, lembra que quanto mais longe ficamos menos eu sinto de você - ela arregala os olhos - Tá mas agora sentem e expliquem... O que foi dessa vez?

- Não! D-deixa pra lá é... Vergonhoso - Jiwon fica olhando pros próprios dedos 

- Vou resumir - Sihyeon junta as mãos - Não somos mais virgens 

- QUE?! - gritamos nós seis ao mesmo tempo 

- Calma! Querem anunciar em um alto falante?! - pergunta Yiren séria - O resto da Coreia ainda não sabe 

- O que acontece é que - Sihyeon respira fundo - Eu não quero passar meu cio com as duas 

- E por que? - Soyeon pergunta curiosa e um estalo de memória bate na minha cabeça

- Não me diz que é pelo que eu tô pensando

- Acertou miserável - ela abaixa a cabeça olhando pro mesmo ponto que eu e e tão escuto sua voz dizer na minha cabeca um número: "24,2" 

- Ô MEU TÁ MAIOR! Ganhei a aposta! - digo rindo da cara de ódio de Sihyeon

- Quanto?!

- 25,3! Há na sua cara! - ela faz um biquinho fofo e eu continuo rindo 

- Pelo menos eu não sou virgem!

- E quem disse que eu sou?! - pergunto séria 

- Como assim?! Viada conta tudo! Você e a Miyeon...

- O que?! Não! - faço que não com as mãos - Meu tio foi comigo numa boate...

- Você traiu a Miyeon!? 

- Não foi bem trair... Eu meio que...

- Broxou?

- Não! Jungkook! Sério que pensou que eu fosse broxar?

- Ah sei lá... Eu broxaria 

- Mas agora explica isso 

- Foi rápido... - digo com receio - Meio que umas 4 vezes 

- Má que porra! - Soyeon bate a mão na mesa - Coitada da Miyeon! 

- Não foi de propósito

- Ah foi sim Shuhua! - Yuqi diz extremamente séria - E você vai falar pra ela nem que seja arrastada pelas orelhas

- Ah... Mais brigas de novo não - abaixo a cabeça - É por que na hora eu não pensei direito, eu e a Miyeon estamos brigando a cada 20 minutos e na hora eu só... Descontei - abaixo a cabeça

- Mas foi errado - Moonbyul se pronuncia - Não é justo com ela... E nem com você mesma... Se não estão bem... Dêem um tempo! Não faça isso com a garota!

- A Moon tem razão Shuhua... Eu e ela já demos um tempo também... E agora olha só pra nós! Estamos bem! 

- Hm - jogo a cabeça na mesa e me levanto vendo suas caras preocupadas - Eu... Preciso pensar então se me dão li enca - pego os pãezinhos que eu comprei e saio andando a passos lentos do refeitório. Quando me dói por mim estou no terraço sentada em um dos pequenos muros que ali possuía 

- Você também vem aqui pra pensar? - escuto uma voz bastante conhecida por mim mas que eu não ouvia faz um longo tempo

- O que faz aqui?

- Uma amiga - ela diz séria - A Yeji na verdade 

- Ah - abaixo a cabeça - Quanto tempo em Lia 

- É faz realmente muito tempo - ela estava mais alta que antes e também bem bonita, sua expressão era sorridente - O que você tem? 

- Eu... Traí minha namorada 

- O que?! - ela diz com as sombran arqueadas - Por que?

- Nós estávamos brigando muito e na hora eu não pensei! Argh que ódio! Ódio de mim! 

- Ei não fique com ódio! Fale pra ela!

- Mas e se ela não me perdoar? - sinto meus olhos arderem 

- Aí Shuhua... Eu não posso te dizer 

- E por que não?

- Você me perdoou? - ela ri vendo minha cara sem reação - Foi o que pensei 

- Eu... Não parei pra pensar assim

- Eu sei... Mas assim que tudo acabar apenas pense um pouco e talvez vocês se reconciliam - ela pisca pra mim e sai do terraço... Fico lá pensando pelo resto do dia...

...

- Com quem veio?

- Sozinha Miyeon - respiro fundo e me sento no sofá, meu tio ainda estava trabalhando - Eu preciso te falar uma coisa... Senta aqui - bato no assento ao meu lado e mesmo receosa ela se senta 

- O que foi? Você vai acabar com o que temos não é? Eu sabia 

- O que?! Não! Depois do que eu disser acho que você que vai querer terminar o que temos - murmuro baixo só para eu ouvir - Miyeon eu... Ah... Te traí - ela abaixa a cabeça e começo a ouvir seus soluços... Isso quebra meu coração em pedaços 

- Você... F-fez oque?! - ela levanta os olhos de onde já caiam lágrimas 

- Eu... Eu não pensei na hora! Estávamos brigando a cada 20 minutos e eu não... Eu tava cansada!

- Falasse comigo Shuhua! - ela se levanta do sofá - Mas ao envés disso você me traiu?! 

- Miyeon eu... - tento encostar nela mas ela se afasta 

- Não encosta em mim! Como você pode?! - começo a soluçar 

- Eu... - sinto uma enorme falta de ar e começo a hiperventilar 

- Shuhua você tá bem? 

- Bom...binha - digo quase perdendo a consciência - C-cozinha - desamarro a gravata e abro minha camisa de botão 

- Onde na cozinha?! 

- G-gaveta - me sento no chão e tiro meu sutiã agora ficando apenas com a camisa de botão 

- A-aqui - ela diz desesperada e me entrega a bombinha de ar...tento puxar mas não consigo 

- T-tá vazi- - sinto minha consciência ir se esvaindo e vejo o olhar desesperado de Miyeon que pega a bombinha de minhas mãos e corre pra cozinha, volta com ela e segura em meus lábios... Assim que ela aperta eu sugo como se minha vida dependesse disso e então minha consciência volta 

- Desde quando?

- O que? - pergunto respirando fundo 

- Você tem essas crises

- Desde que a Minnie tentou se matar naquele lago - digo dando mais uma sugada na bombinha 

- Por que não me falou? 

- Estávamos ocupadas de mais brigando pra eu te contar - digo ainda respirando fundo - Me des... Desculpa eu ter te traído Miyeon... Eu estava frustada mas devia ter... Ido falar com você 

- Entendi - ela diz - Mas não muda o que fez

- Eu vou entender se quiser terminar comigo - abaixo a cabeça com a mão sobre meu peito

- Eu não quero terminar com você - ela levanta meu queixo - Pessoas cometem erros por mais que o seu tenha sido grave... Não posso mentir eu também te traí mas não foi propósito - sua mão acaricia meu rosto e eu sorrio - Me perdoa e eu perdoo você 

- Eu já te perdoei - beijo sua mão e ela se senta sobre meu colo e enrola os braços pelo meu pescoço, aproximo meu rosto do seu e nos beijamos de forma calma até o ar nos faltar 

- Sabe... Tá meio difícil de me controlar com você desse jeito - ela diz com um sorriso malicioso e só então me lembro que havia tirado o sutiã e estava com a camisa aberta, acabo ficando vermelha e ela ri 

- Miyeon não... Lembra o que eu disse? Você tem que ter dezes- - sinto sua língua pelo meu pescoço e acabo segurando um gemido 

- Ah Shuhua você não sabe o quanto eu tento me controlar perto de você por causa dessa sua regra - ela continua descendo os beijos até parar em meus seios - Sabia quetodas as minhas amigas já perderam a virgindade? Cogitei tanto te trair mas... Eu desejava o seu corpo e somente o seu... Queria te marcar todinha - assim que eu iria falar qualquer coisa ela abocanha meus seios  e eu jogo minha cabeça pra trás 

- Mi-Miyeon... Ah! Eu sou sensível aí! 

- Melhor ainda - ela diz alternando entre lamber, morder e chupar meu seio enquanto com o outro massageava com a mão livre 

- Ahn... - mordo meus lábios e sinto o leve gosto de sangue mas resolvo ignorar - Vai... Ficar marca 

- Melhor ainda... Assim prova que você tem dona - ela desce os beijos pelo meu abdômen e eu me arrepio - Hm... Você gosta quando eu toco aqui? - ela arranha meu abdômen e eu acabo soltando um gemido sôfrego vendo ela sorrir 

- G-gosto... Ah - ela segura em meu membro por baixo da saia que eu vestia - nem me perguntem como eu visto saia! Por que eu posso - o que me faz estremecer

- Shuhua por favor... Me deixa te tocar... Te sentir - ela faz um biquinho sem soltar minha parte íntima e eu né sinto derreter - Por favor... Eu... Preciso disso... De você 

- Ah Miyeon... Com você pedindo assim como eu posso negar? - ela sorri e começa a fazer alguns movimentos leves por cima da minha saia o que me faz suspirar 

- Eu te amo Shuhua - sorrio 

- Eu também te amo mas... Você não está com muita roupa não? - ela ri

- Estar eu estou mas... Espera um minuto - ela sai de cima de mim e eu suspiro frustrada - você devem estar se perguntando... Cadê a Shuhua que só iria ficar com a Miyeon quando ela tivesse 16? - bom meus amigos essa Shuhua se foi no momento que ela fez aquele biquinho pra mim - Voltei 

- O que você foi pegar? 

- Isso aqui - ela diz e mostra o meu pacote de camisinhas fechado - que eu havia comprado semana passada - e sorri travessa - 25,2? 

- 25,4 pra ser mais exata mas prefiro que fique um pouco mais apertada - ela ri e tira sua blusa - okay agora eu quase babei - e logo após seu sutiã. Sem esperar pela sua reação abocanho seus seios escutando seus gemidos manhosos - Você é só minha - deixo um chupão em seu pescoço - vai ficar bem marcado - Ok? 

- O-ok... Ah! - ela joga a cabeça pra trás 

- Você é linda - aperto um pouco mais sua cintura e a sinto rebolar sobre o meu colo, me fazendo suspirar. Tiro seu shorts juntamente a sua calcinha e então a deito sobre o tapete - Tem certeza? 

- Só vai logo com isso! - ela diz já um pouquinho alterada pela minha demora em cuidar dela - calminha Miyeon não tenha pressa.

Calma - desço meus beijos lentamente até chegar em seu íntimo onde deixo alguns selares escutando seus suspiros impacientes. Sem mais demorar começo a chupa-la com maestria escutando um gemido um tanto agudo por parte dela - Doeu?

- Um pouco - ela diz com algumas pequenas lágrimas nos olhos - Mas por favor não para - entrelaço minha mão na dela 

- Se doer você aperta minha mão - ela concorda e eu volto ao trabalho árduo que estava fazendo em sua intimidade escutando agora gemidos mais baixos e roucos 

- Shuhua... Ah - ela aperta minha mão de leve - Não para

- E eu não pretendo mesmo - círculo seu clitóris e endureço a língua escutando um grito alto dela e minha mão ser apertada com força - Calma já vai passar - sinto um leve gosto de sangue em minha língua e entendo o que é... Tiro minha boca do local e a troco por dois dedos meus vendo Miyeon derrubar algumas lágrimas

- Tá doendo muito 

- Quer que eu pare? 

- Q-quero - tiro imediatamente meus dedos de sua entrada e vejo aos poucos ela se acalmar

- Melhor? 

- S-sim - ela se senta sobre meu colo - Será que você... Pode tentar mais uma vez? - sorrio pra ela 

- Posso - a levanto um pouco e posiciono meus dedos no mesmo local. Assim que eles passam sem muita dificuldade ela fecha os olhos e respira fundo segurando com força - arranhando - meus ombros. Depois de longos minutos sem saber se ela estava bem sinto ela rebolar e sorrio começando a movimentar meus dedos 

- Ah... Isso é bom 

- Eu sei que é - lentamente ela se move na mesma sincronia que meus dedos.

Quando vejo que já estava perto de seu primeiro orgasmo começo a ajudá-la com os movimentos. O aperto sobre meus dedos dentro dela se intensifica cada vez mais e os arranhões nas minhas costas estavam cada vez mais frequentes mas eu não me importava. Quando ela finalmente teve seu tão precioso orgasmo a senti relaxar e sua cabeça se deitar sobe emeus ombros 

- Isso foi intenso - enrolo suas pernas sobre minha cintura e subo com ela pro meu quarto a deitando na cama, fecho a janela um pouco e removo minha camisa, minha saia e minha cueca logo depois coloco a camisinha 

- Doeu me av- - ela me puxa pra um beijo e enrola suas pernas novamente na minha cintura 

- Você fala demais sabia? 

- Então por que não vem me calar? - ela sorri e volta a me beijar enquanto segura em meu membro e o posiciona em sua entrada me puxando pra mais perto e, consequentemente, me fazendo entrar com tudo nela e nos fazendo gemer em uníssono 

- Ah... - ela sorri - Se mexe 

- Com você... C-como as pernas pressionando... Minha cintura não dá - digo comum pouco de dificuldade pela excitação. Ela afrouxa um pouco o aperto e então eu consigo começar a me movimentar vendo ela fechar os olhos  e morder os lábios.

Novos arranhões sai feitos em minhas costas mas eu nem me importo mais... Só me importo em deixar Miyeon confortável e a proporcionar o maior prazer possível.

Eu sentia meu orgasmo cada vez mais perto mas eu tinha que me segurar afinal Miyeon ainda não estava satisfeita 

- Shu... Ah... Eu vou... Ah! - sinto suas paredes começarem a apertar meu membro e consequentemente isso me faz quase explodir de tanta pressão. Sinto finalmente suas pernas relaxarem e então me permito relaxar as minhas sentindo tudo que eu estava segurando a alguns longos minutos 

- Isso sim foi intenso - assim que eu tento me levantar sinto uma enorme dor... Ah não! - Miyeon eu acho que nós formamos um nó

- Você acha? Por que eu tenho certeza - ela diz e me puxa pra mais perto - Espera alguns segundos - sinto o nó se desfazer e saio de dentro dela, tiro a camisinha - jurava que ela tinha estourado cara -e a deposito no lixo do banheiro, volto até o quarto e vou lá em baixo pegar nossas roupas afinal... Meu tio estava pra chegar - Shu? 

- Oi? - digo ainda mas escadas e assim que entro no quarto, seguro em sua mão e a guio ao meu banheiro. Ligo o chuveiro e entro  com ela... Em meio aos beijos e alguns carinhos nem escutamos as batidas na porta e ela sendo aberta 

- Más que porra é essa?! - meu tio diz sério parado na porta enquanto nos olha vamos perplexas - As duas na sala agora - e ele fecha a porta... Fudeu galerinha!

Saímos do banheiro e eu lhe entrego minha camisa de botão, um shorts e uma calcinha enquanto eu estava com uma cueca azul marinho e uma camisa branca gola V. Quando descemos meu tio estava sério 

- O que eu disse pra vocês? - ele estava sério - Sem beijos e sem banho juntas na minha casa! 

-  Mas papai-

- Sem mas Cho Miyeon! 

- Poxa tio se acalma - ele me olha feio - Você sabe como é ser adolescente e querer beijar não sabe? - ponho a mão na cintura de Miyeon e a puxo pra mais perto de mim - pois vi seu desconforto em se sentar e não queria que meu tio percebesse - ele me olha feio pela atitude da mão na cintura mas não a tiro do lugar 

- Tá! - ele bufa - Mas sem banho junto! - assentimos e então Miyeon se levanta e me ajuda a levantar 

- Tio nós estamos cansadas e hoje foi um dia longo... Podemos subir? - pergunto e ele sorri

- Podem mas... Amanhã teremos outro assunto pra conversar - ele diz com uma expressão.... Curiosa... Hm... Quero saber mais sobre este tal "assunto" mas assim que vi Miyeon coçar os olhos minha vontade sumiu 

- Vem meu amor - passo ela pela minha frente e sorrio pro meu tio que suavisa a expressão e sorri como forma de desejar uma boa noite, então eu subi e encontrei Miyeon na minha cama com os olhos fechadosas meio incomodada por causa do calor. Abro a janela e deixo o vento entrar afinal minha janela tinha tela então não precisava me importar com insetos.

Deito ao seu lado e ela me abraça pelo pescoço escondendo seu rosto ali

- Boa noite meu amor - beijo sua cabeça e fecho meus olhos 

...

Abro meus olhos sentindo a leve brisa de verão entrando pela janela e o Sol quentinho da manhã sobre meu corpo o que me permitia acordar lentamente com aquela sensação é familiar em meu peito... - amor - foi o que pensei ao ver o motivo desse calor no meu peito com os cabelos espalhados pelo meus braços e os seus braços enrolados em meu pescoço. Não teria como eu levantar e eu nem queria!

Mas seria forçada a sair do meu conforto ao ouvir batidas bem leves na porta e ela sendo aberta pelo meu tio que entra com um sorriso terno e de forma silenciosa

- Bom dia - ele diz sussurrando ao perceber que Miyeon ainda dormia 

- Uh... Bom dia - digo ainda meio sonolenta 

- O café tá pronto só vim avisar - concordo de leve com a cabeça e ele sai do quarto 

- Meu amor - passo a mão sobre suas costas 

- Hmmm me deixa dormir mais Shuhua 

- O café da manhã tá pronto vamos - ela murmura mais algumas coisas desconexas e vira pro outro lado 

- Hmmm - suspiro e beijo sua cabeça, sua testa e seu pescoço a vendo bufar e abrir os olhos lentamente

- Tá tá eu vou - ela levanta e se espreguiça, vem pra próximo deim e me dá um selinho levantando e indo até o banheiro do meu quarto... Ela sai uns 10 minutos depois com um sorriso e o rosto completamente limpo. Nego de leve e vou ao banheiro, assim que saio ela está me esperando. Ponho minhas pantufas e então descemos encontrando meu tio e um cara... Quem é? 

- Bom dia garotas! - ele diz com um sorriso mínimo... Gostei dele! 

- Uh... Bom dia! Desculpe se parecer rude mas... Quem é você? 

- Ryan... Ryan Chou - ele sorri - Prazer! 

- Muito prazer! - ela responde sorrindo. Nos sentamos a mesa e eu já pego minhas panquecas com cobertura, meu pãozinho e meu café com leite 

- Quantos anos ela tem? 

- Pode me chamar de Shuhua! E essa ao meu lado é a Miyeon!

- Ok! Mas... Quantos anos tem Shuhua? 

- Eu tenho 15... Por que?

- Ah nada... É que a minha filha tem a mesma idade que você! - ele sorri e eu também

- Qual o nome dela? 

- Chou Tzuyu - ele sorri... Esse nome me doa familiar

- Vocês vem de onde? 

- Taiwan - meu coração para na hora e eu sorrio de orelha a orelha... Meu tio entende de imediato e também sorri 

- O que foi Shu? 

- Lembra a minha melhor amiga de quando eu era menor? 

- A que fazia aquelas vitaminas estranhas mas gostosas pra eu tomar?

- Isso! 

- Sim! 

- Acho que é ela... - só faltava uma confirmação... - Tio... Por acaso ela tem uma amiga chama Park Jihyo? 

- Tem sim! No grupo delas chamam ela de-

- Omma Hyo eu sei - sorrio. Acontece que antes do meu tio se casar e se mudar de Taiwan comigo e Miyeon pra Daegu nós morávamos em uma casa super linda e de frente pra nossa casa tinha a casa da Tzuyu que era uma garota sorridente e divertida e que me fazia sorrir. Com o tempo nos tornamos amigas inseparáveis mas infelizmente quando eu me mudei como não tínhamos celular acabamos perdendo o contato. Ela tinha um grupo com mais outras 8 garotas, o Twice bonde e bem por mais que Tzuyu não acreditasse uma delas mais precisamente a Jihyo tinha alguns sentimentos muito mais muito do escondido por ela. Jihyo sempre foi a típica garota que acha que gosta de garotos mas sabe que só gosta de meninas e não quer acreditar

- Então você reconheceu? - essa voz... Não creio! - Achei que não fosse reconhecer criatura 

- Tzuyu!!!!!! - corro até ela e abraço forte

- Teu pau tá na minha perna sai - ela diz com uma carinha de nojo. Tzuyu estava mais alta e seus cabelos agora eram um castanho bem mais bem escuro 

- O teu também tá na minha e eu não tô reclamando - ela ri 

- É sério me larga se não eu vou te bater

- Bate que eu gosto vai... Mas bate no rosto 

- Você assim me faz morrer de tesão - ela começa a encarar minha boca e eu a dela

- Continua me olhando assim e eu te beijo - quando estávamos nos aproximando sinto alguém me segurar 

- Ok ok chega de se seduzirem por hoje - dente de coelho! Ela veio junto?! Assim que olho lá pra fora vejo o Twice bonde inteiro parado na frente da minha casa. Saio lá pra fora e vejo os olhares das meninas

- Cresceu hein?! 

- Não foi só na altura! - diz Jeongyeon a garota de cabelos curtos rindo 

- Yah! Para de olhar pras minhas genitais!

- Você que tá de cuequinha apertadinha 

- Talvez por que eu durma assim?! - quer saber não vou aguentar isso sozinha não - SOYEON! 

- Que é demônio?! Vai acordar tua mãe! 

- Vai você acordar a Soojin!

- Tô muito bem acordada brigado demanda - Soyeon fica vermelha na janela e eu rio 

- Nada que uma transa não resolva né? 

- C-cala a boca! Tô descendo - fudeu véi vó apanhar... Quando escuto a porta dela abrir minha vontade é correr mas não dá tempo e ela segura minha orelha - Da próxima vez que você me acordar assim juro que te mato 

- E ela é? - Chaeyoung, a mais baixinha do grupo, pergunta 

- Jeon Soyeon irmã da Shuhua - todas levantam as sombrancelhas surpresas - Adotiva 

- Ata por que não tem como ela ser esse tribufu e você ser maravilhosa!

- Depois que eu me arrumar você vai ver o tribufu - digo séria e entro de volta em casa em meio aos olhares confusos delas

...

Quando termino de me arrumar e desço estão todos lá fora conversando 

- Chegay! - digo na porta de casa

- Viado por essa eu não esperava - Chaeyoung diz de boca aberta 

- Eu avisei - digo rindo - Mudei um pouco o estilo 

- Caralho... Eu e você na esquina topa? - Sana, vulgo a mais assanhada do grupo, diz se aproximando e eu seguro a cintura de Miyeon

- Tô muito bem acompanhada Sannie - dou um selinho em Miyeon

- E você também Sana - Tzuyu diz séria... Será que elas duas? Meu casal já era?

- Amor nao briga com ela - Jihyo diz e Tzuyu lhe olha confusa 

- A Dahyun vai levar chifre?

- Tô de boa Chewy... Já virei um alce - pera aí para tudo... É TETRA É TETRA! A JIHYO ASSUMIU! 

- Gente a Shuhua tá surtando - Soyeon diz rindo

- Como você sabe? 

- Quando a Shuhuloca surta ela fica parada desse jeito e a mão dela fica mexendo do nada ó! - a Yuqi aparece do inferno e segura minha mão mostrando ela mexendo sozinha 

- Se tu brotar do inferno de novo dou na sua cara mas ela tem razão - respiro fundo - É TETRA É TETRA! MEU CASAL PORRA! AAAAA! Surtei ;-; 

- Tá de boa você tinha o direito de surtar... Acompanha isso desde os 3 anos 

- Sim eu tinha - digo convencida

- Mas espera só um segundo Shuhua... Você disse que estava acompanhada?

- Sim eu estou  - sorrio - Lembra daquela neném gordinha chamada Miyeon? 

- Claro que eu lembro mas... Cadê? 

- Eu tô aqui - Miyeon diz indignada e Tzuyu abre a boca desacreditada 

- Não me diz que essa é a Miyeon? Cara como você tá gat- opa foi mal é sua irmã 

- E também é minha namorada - silêncio... Ficou tudo em completo e total silêncio até Sana começar a rir 

- Sério?! 

- Sim - puxo a garota ao meu lado pra próximo de mim e sorrio - Já faz alguns anos que estamos namorando 

- Fofo - Chaeyoung diz sorrindo - Parecem a gente né Mina? 

- Não não parecem - ela diz e nós a olhamos confusas - Elas são mais fofas 

- Ah valeu mas... Tzuyu seu tio tá tendo algo com o meu tio? É por isso que vieram?

- Na verdade não por que se fosse só por isso apenas eu e a Jihyo precisaríamos vir... Queríamos saber algo... Você toparia montar um time de basquete na sua escola? 

- Foi mal mas o negócio da nossa escola é vôlei - Soojin se aproxima de mim e sorri - Caso queira saber mais é só falar com Kim Jongin vulgo Kai e ele te explica melhor 

- Ah... É uma pena... É por que não é todo mundo que gosta de basquete e na nossa escola tem e é por isso 

- Mas na nossa apenas vôlei ou natação foi mal - Jungkook também aparece do além e eu acabo lhe socando pelo susto 

- Tem como não me assustar assim?! 

- Foi mal Shuhua... Só vim avisar que meu pai foi viajar... 

- O que significa... 

- Exatamente! Leu meus pensamentos!

- E quem é ele?

- Ele? É minha marida da licença - digo e abraço Jungkook de lado 

- E ela é meu esposo! - ele olha pra mim - Né mozão?

- Claro meu docinho de coco - sem mais alguentar Yuqi cai na gargalhada e nós dois também 

- Mas eu sou o melhor amigo da Shuhua - oxi vai dar treta... Do jeito que Tzuyu é ciumenta...

- Como assim melhor amigo?! - ela cerra os olhos séria

- Tem algum problema? - ele já toma uma pose séria

- Tem... Ela é minha melhor amiga! 

- Foda-se foi namorar perdeu a vez - agora os dois olhavam diretamente nos olhos do outro 

- Pelo menos eu tenho namorada - um coro de "uuuh" é escutado 

- Pelo menos eu não broxo 

- Pelo menos eu não tenho pau pequeno 

- Pelo menos eu tenho pai! - na hora que ele fala isso Tzuyu deixa algumas lágrimas cair 

- Pelo menos... A minha família me ama! - ela começa a chorar mais 

- Jungkook... Você não precisava ter dito isso - digo séria 

- Ué mas eu menti?! Ela não tem família! 

- Nesse caso eu também não tenho! Você esqueceu seu idiota!? Tenho que escrever adotada na testa?! - ele abaixa a cabeça 

- Me desculpa Tzuyu e me desculpa Shuhua... Eu só tô nervoso e descontei em você me perdoa - Tzuyu limpa as lágrimas e sorri 

- Não tem problema... Todo mundo sempre esquece 

- Mas é sério eu só estava nervoso - ele sorri - Todas estão convidadas da festa 

- Partiu festa porra! - Momo, uma das melhores dançarinas que eu conheço, diz e todos riem


Continua


Notas Finais


Demorou um pouco então se não tiver ficado bom desculpem, aceito críticas, sugestões e ideias


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...