História Love is Blind - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Kim Taehyung (V)
Tags Kookv, Taekook, Vkook
Visualizações 7
Palavras 957
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Festa, Ficção Adolescente, Fluffy, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oiee, quem ler comenta o que achou, eu sou leiga total aqui, nem capa e essas coisas sei fazer direito gente, kkkkkkk, mas vamos lá.

Capítulo 2 - Keep Going


Fanfic / Fanfiction Love is Blind - Capítulo 2 - Keep Going

Não demoraram a chegar ao tal bar, que Jungkook ficou sabendo depois que se chamava BlackBear, não fazia ideia do motivo, já que os garotos disseram não haver nada correlato a ursos no local, talvez fosse apenas uma confusão de letras na hora de escrever "beer" ou ironia mesmo, para deixar os clientes confusos.

Os garotos arrastaram Jeon até uma mesa e sentaram ao redor da mesma empolgados.

- Kookie, eles servem porção de costelas de cordeiro fritas, você quer que eu peça uma? - Jimin cutucou o amigo com o cotovelo.

- Oh, não acredito Jimin! - Jungkook adorava as costelinhas de cordeiro fritas, quase pode sentir o gosto da comida predileta na língua ao relembrar o sabor delicioso do prato que dominara sua infância e adolescência. - Peça duas, uma é só minha, a outra vocês podem dividir, e eu também quero uma batida doce de saquê com morangos.

- Não é justo, vou ter que ficar no refresco, alguém me lembre o motivo de eu ter me voluntariado para vir dirigindo? - Jin colocou as mãos no próprio peito e disse falsamente indignado.

- Hyung, todos sabem que você usa a desculpa de vir dirigindo para não beber, porque não gosta! - Yoongi apontou para o outro dando risada.

- Min Yoongi, não estrague meu disfarce, obrigada! - Jin cruzou os braços.

Jimin que assistia a cena, ser encarregou de fazer os pedidos a um garçom do bar.

 

A noite estava sendo deveras agradável para Jeon, mas a bebida lhe subia fácil e depois de quatro doses de saquê diferentes, já estava meio aéreo e um pouco zonzo.

- Jimin, vamos dançar? - convidou.

- Você por um acaso aguenta ficar em pé? - disse divertido, enquanto os amigos riam do estado em que o Jeon se encontrava, balançando o corpo de um lado para o outro lentamente.

- Eu vou fazer a pose da garça pra você ver que eu tô bom. - Jeon tateou a mesa devagar e levantou-se pronto para realizar sua pose que iria comprovar sua sobriedade, mas o amigo o pegou pela mão.

- Vem, vamos dançar Kookie. - Jimin ria afetuosamente para o amigo enquanto este se deixou ser guiado pelo amigo até um lugar onde a música soava mais alta e faziam os pulmões vibrarem com a batida constante.

Jeon segurou nos ombros do amigo para conseguir mais apoio, e este o mantinha com a postura firme segurando sua cintura enquanto dançavam alegremente.

Dançaram tanto que quando Jeon chegou em casa os pés estavam moídos por usar o mesmo sapato por tanto tempo e de pular feito um louco, se despediram dos amigos e entraram em casa.

- Jimin, me ajude só a chegar até o quarto, sim? - Jungkook pediu ao amigo.

- Tudo bem Kookie, hoje você se divertiu, não? - Jimin bagunçou os cabelos do amigo com os dedos. - Fiquei muito feliz de te ver assim hoje.

- Obrigada Chimchim, hoje foi ótimo! - abraçou o amigo enquanto rumavam até o quarto do Jeon.

- Você até arrasou alguns corações, vi um moço que olhou pra você a noite toda lá! Ele era um gato, acho que você iria gostar... - o amigo brincou, enquanto ajudava o outro a tirar os sapatos e a camisa.

- Ainda bem que ele só olhou, porque você sabe como eu sou tímido, seria muito provável eu morrer de nervosismo se ele viesse falar comigo. - Jungkook disse compenetrado.

- Você precisa muito perder toda essa insegurança que te bloqueia tanto, Kookie, mas você sabe que a única pessoa que pode fazer isso é você, - Jimin pegou sua mão e enlaçou seus dedos. - mas saiba que eu estou aqui para tudo que você precisar, e eu não quero que você se sinta mal com isso. Já te disse milhões de vezes que te amo e você sabe bem!

- Eu sei Chimchim, obrigada por tudo. Eu sou muito grato a você, por absolutamente tudo nessa vida. - Beijou a mão do amigo num gesto de carinho.

As conversas eram frequentes entre os dois e Jeon amava muito essa relação que havia formado com o amigo, era sempre muito construtivo e saudável as discussões que os dois tinham muitas das vezes, e ajudavam positivamente na auto-estima de cada um, sempre fortalecendo a amizade.

- Eu sei biscoitinho. - Apertou o nariz do outro. - Agora vai dormir porque você hoje superou todo mundo!

- Boa noite hyung.

- Boa noite.

 

A manhã seguinte trouxe consigo um ar mais gelado e ventos um pouco mais fortes, indícios de um inverno que estaria por vir mais a frente. Contudo, não era algo que faria Jungkook deixar de ir a praia para presenciar o nascer do sol. Assim que o despertador o acordou, vestiu se com um conjunto de moletom quente, e uma touca, colocou os calçados nos pés e saiu.

Caminhou pelas ruas despreocupado, sabia decor o caminho para a praia.

Assim que seus pés afundaram na areia, Jeon forrou o fino pano no chao, e acomodou-se, não sabia ao certo porque fazia isso todos os dias, mas o fazia bem, era algo que gostava verdadeiramente. Era o seu momento sozinho, onde pelo pouco tempo que esperava o sol nascer, pensava em tudo, e em nada, esvaziava a mente ao passo que seu interior inteiro era preenchido pela sensação de paz e sossego. Talvez fossem as memórias que assolavam sua mente quando ia até a praia, boas e cheias de vida, vibrantes e coloridas, que o fizessem voltar até lá todos os dias para que essa parte de si, não se perdesse, para que mantivesse tudo de bom que se lembrava e continuasse a ser assim. Apenas talvez.


Notas Finais


Gente, tem um detalhe muito importante que eu vou falar assim que o Taetae aparecer na história então tenham paciência comigo, por isso ele ainda não apareceu direito. Enfim o final desse capítulo, foi ó uma beleza, pra não dizer outra coisa kkkkk


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...