1. Spirit Fanfics >
  2. Love Is In The Air >
  3. Capítulo 3

História Love Is In The Air - Capítulo 5


Escrita por:


Notas do Autor


Boa Tarde Babys

Capítulo 5 - Capítulo 3


Fanfic / Fanfiction Love Is In The Air - Capítulo 5 - Capítulo 3

<<NARRADO POR MARGÔ>>

Estava tentar estacionar o carro, cheguei quase atrasada, logo no primeiro dia de trabalho como diretora, que vergonha, mas no instante que estava procurando uma vaga, pude perceber que havia uma elegante mulher parando, não consegui ver seu rosto, para que eu pudesse passar, só vi uma silhueta passando ao lado do carro, afinal de contas eu estava procurando uma vaga para estacionar, depois que consegui estacionar, senti que havia uma alguém me olhando, ao ver, pude perceber que era uma mulher muito bonita e muito atraente por sinal, que ficou com as maçãs do rosto rosada ao ver que eu a retribuir o olhar, dando um sorriso singelo, que me retribuiu envergonhada e fugiu do meu olhar. Depois disso tratei de me arrumar, coloquei um blaize preto por cima do vestido colado da cor vermelha, estava um pouco atrasada, mas antes disso, peguei dinheiro para comprar um café. Ao sair do automóvel, fui em direção a lanchonete, mas percebo que esqueço de algo e volto para o carro, era o bendito do celular, passei alguns minutos procurando, em tudo que era canto, mas não o encontrei.

 

Eu: Ahh... Que dro...! Acho que esqueci uma coisa aqui!

 

Ao me erguer, percebo que duas crianças querem atravessar a rua, então saio e as ajudo.

 

Eu: Mais olhem para os lados antes de atravessarem a rua ok? - digo aumentando a voz.

Xx: Obrigada senhora! - diz o menino, atravessando a rua com a irmã.

 

Trato logo de voltar para o carro, depois de alguns minutos finalmente encontro o celular que estava jogado na poltrona de trás do carro e sai. E sem querer piso em algo, quando tiro o pé, era a chave de uma mulher, sabia pela identificação que havia na chave, tinha o nome e a foto da Regina e da filha.

 

Eu: Hum... Acho que alguém perdeu essa chave - olho e vejo a foto de duas moças - Essa moça deve está preocupada procurando está chave! - respiro fundo - Vou procurar e devolver - continuo com a chave na mão.

 

Até que minutos depois, minha vista se volta para a mesma mulher, que me encantou por sinal, a olhando bem, ela é muito bela, branca, alta, de cabelos longos, passou não muito perto de mim, se direcionando certamente para o seu carro, ao ficar a observando, pude perceber, que a mesma estava procurando algo dentro do seu carro e até no chão, não sei o que era exatamente, então, me encostei na parede, enquanto bebia o café, a observava, enquanto ela resmungava enquanto abria a bolsa e novamente jogando as coisas no para-brisa do automóvel, fone de ouvido, seus batons, rímel, e sombras, e seu óculos, mas sem sucesso os colocando novamente dentro da bolsa olhando no chão pela décima vez e escuto ela falar.

 

Morgana: Ai meu Deus! A competição da minha filha já esta para começar ! E eu estou aqui procurando a porcaria da chave! O meu bebê deve esta me procurando por lá. - dizia irritada irritada, tirando os fios que caíram em seu rosto.

 

Me deslumbrei com a sua beleza, sem que ela pudesse me ver, me sentei em uma cadeia, que dava a vista a ela, ao olhar para a chave vejo a foto da mesma, então decido me próxima, aparentemente ela não notou a minha aproximação, pois estava juntando suas coisas, ao se ergue esbarra em mim, ficando sem jeito,me olhando, e eu também fiquei da mesma forma, por alguns minutos, nós duas ficamos se olhando, minha nossa, que mulher linda, pé sei, parecia que meu corpo não estava na terra e que sim, em outro planeta, mas disfarcei bem, quando finalmente consigo falar, ela continua me olhando, ainda com aquelas bochechas rosadas, sem jeito, lhe entregando a chaves, me retribuindo um singelo sorriso.

 

Eu: É... Esta aqui a sua chave! - digo calmamente.

Morgana: O... Obrigada! - me agradece, olhando com aqueles olhos esverdeados, que me fascinou.

Eu: É... Eu achei caído no chão, e como tem a sua foto e o seu nome! Achei mais fácil de te procurar ! - digo dando brincando com as mãos.

Morgana: Ahh.. Sim! Sim! Coloquei no caso de perder! Tem algumas identificações ai! - me dando um sorrindo de canto.

 

Antes de nós continuarmos a conversa, a mesma se assusta, preocupada ao ouvir anunciar o nome da menina, que estava com ela na foto.

 

" Daqui a alguns instantes, iremos abrir as competições com a nossa aluna de Hipismo, Júlia Bishop"

 

Morgana: Meu Deus... É agora! Tchau moça! E.... Obrigada pela chave! - diz me olhando e dando um tchau.

 

Ao ouvi esse nome, ela coloca a chave dentro da bolsa, e sai andando rapidamente, quase correndo, e ao mesmo tempo me agradecendo, enquanto, saio ao ver a hora, tratando logo de entrar na escola, perdendo a musa de vista, me direciono para a área a onde estavam os outros professores, sendo apresentada para os mesmo, e logo em seguida me sento. Procurando a bela mulher que havia perdido a chave, até que a encontro, sinalizando com a mão para um homem, fiquei me perguntando o que ele poderia ser dela, irmão, marido ou sei lá, tentei me concentrar na apresentação da pequena menina, montada em seu enorme cavalo branco.

 

<< NARRADO POR JULIA >>

Daqui a uma hora começa a competição de hipismo e eu estava nervosa, claro, seria a minha primeira competição e não sei como me sairia nisso, então decidir ir lá no estábulo novamente ver se a unicórnio estava bem, ela de certa forma era o meu familiar. Ela é muito linda, potranca grande, seus pelos eram brancos, que quando tocavam sol, brilhava, era macios e a crina era comprida, era forte. Quando me viu começou a rinchava, então fui vê-la.

 

Eu: Oi menina! Você está bem? Eu estava com saudades de você sabia! - peguei uma maçã - Pega! Trouxe uma maçã para você! É... Hoje é a nossa competição! Você esta preparada? Sim né! Eu também! Boa menina - digo fazendo carinho nela, parecia que ela me entendia, afinal de contas ela é minha familiar, deve entender.

 

A competição em que me destacava era de Hipismo, que é a arte de montar a cavalo, se destacava pelos saltos, corridas, adestramento, enduro equestre, volteio, atrelagem, Rédeas e pólo. Hoje notei que a minha mãe estava diferente, a chamei varias vezes, mas ela não respondeu, como já havia comentado, ela é muito reservada,ela nunca fala sobre seu passado, mesmo perguntando, ela sempre muda de assunto. Depois de tudo organizado, estava me preparando para montar, ao olhar para a plateia, vejo uma cadeira vazia, me deixando preocupada.

 

Eu: Cadê a minha mãe? Nossa ela estava ali a poucos minutos! Ai, ai, dona Morgana, a onde é que a senhora está!? - pergunto pensativa.

 

A treinadora percebe que estou preocupada e procurando alguém, resolve tentar me ajudar.

 

Alexia: Julia! Você está pronta? - me perguntando.

Eu: Sim, sim treinadora! Só estou esperando uma pessoa, que pensei que estava ai na plateia! - digo penteando o cabelo do cavalo.

Alexia: Quem Julia? - me perguntando, enquanto ajustava a cela no cavalo.

 

Depois de tudo pronto, montei e esperei, fiquei olhando para a plateia, pois euzinha iria iniciar a competição e estava nervosa, mais fechei os olhos e respirei e soltei o ar várias vezes profundamente, passando o nervosismo. Abri levemente os olhos, me mantendo firme, mesmo vendo que a minha mãe não estava lá.

 

Eu: Vamos... Estamos sim! Prontas para qualquer etapa né menina! - digo abraçando a minha égua.

 

Depois que eu entrei na arena, olhei novamente e pude perceber que meu tio havia vindo, ele estava animado por sinal, me dando um leve sorriso, e claro que retribui, acho que ele percebeu o meu nervosismo, dizendo algumas palavras, conformei positivamente com a cabeça, porém, pude perceber que a minha mãe estava chegando, pelo olhar do meu tio, me fazendo ficar mais tranquila, começando a apresentação.


Notas Finais


Espero que gostem


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...