1. Spirit Fanfics >
  2. Love is Love - Haikyuu!! >
  3. 08 - Surtos internos

História Love is Love - Haikyuu!! - Capítulo 11


Escrita por:


Notas do Autor


Hey! Hey! Hey!
Não sei o que falar então.... Espero que gostem e boa leitura!

Capítulo 11 - 08 - Surtos internos


Fanfic / Fanfiction Love is Love - Haikyuu!! - Capítulo 11 - 08 - Surtos internos

« Point of view Kageyama »

Estou achando que toda a minha preocupação no começo da semana foi atoa... Até que dividir o quarto com o Hinata não foi tão desesperador quanto pensei, e parei de ter os sonhos estranhos. Então tudo correu bem até agora, apesar das brigas e provocações ocorrerem a praticamente todo o momento. Mas, isso prova que está tudo normal.

Mas bem, até que ele é organizado, menos mal. A única coisa que eu estranhei foi que ele ficou fora ontem a tarde inteira e antes de ontem. Fico pensando o que ele estava fazendo, ou onde estava. Ele me pareceu bem nervoso nos últimos dias, mas não sei o porquê.. será que pergunto a ele?

Sou interrompido no meio de meus pensamentos pela porta sendo aberta e uma cabeleira ruiva adentrar o quarto. Mais uma vez ele havia passado a tarde inteira fora e só voltou agora, enquanto eu ficava aqui no dormitório estudando. Me levanto da mesa onde estava estudando e vejo ele andar pelo quarto com a mão frente a boca, quieto e sem falar nada. Estranho.... isso não é do feitio dele.

─ O que aconteceu? ─ Pergunto confuso, parado no meio do quarto. ─ Por que ficou a tarde inteira fora e agora tá com a mão na frente da boca?

Ele apenas fica me olhando e demora a responder, parecia hesitante quanto ao que iria falar ou fazer.

─ É que... eu fui resolver algum coisas no médico. ─ Ele estava falando estranho e não me encarava...ué. Mais estranho ainda.

─ Você 'tá doente?

─ Não. ─ Ele diz sentando na cama.

─ Então porque foi no médico? ─ Pergunto cruzando os braços. ─ E eu ainda não entendi o porquê de estar tampando sua boca.

Ele, que antes estava de perfil para mim, virou de frente e tirou a mão da frente da boca devagar, revelando parecer ter um relevo em sua boca. Não vejo nada de muito impressionante e levanto uma das sobrancelhas, ele parece estar nervoso.

─ Não ri.. ─ Ele diz devagar, fazendo o mínimo de movimentos com a boca.

Ele parecia bem nervoso e seu rosto estava vermelho, olhando para o chão e pensando algo que eu não fazia idéia do que era. Ele fecha seus olhos por um breve instante e os abre novamente.

Antes que eu pudesse raciocinar qualquer coisa, ou perceber, sua boca se entreabre devagar e um sorriso pequeno com os dentes a mostra se forma em seu rosto.... Revelando brackets com borrachinhas da cor vermelha.. Meu deus ele colocou aparelho.

MEU DEUS ELE FICA BONITO DE APARELHO.

Calma Kageyama, segura seu coração ou ele vai sair pela boca. Calma mundo, vai devagar porquê eu não estou aguentando essa flechada em mim, acho que vou desmaiar.

Eu praticamente paralisei, com certeza com uma cara de idiota, mas eu não sabia como reagir. Não sabia se surtava, se desviava o olhar, se desmaiava, se ficava vermelho ou se fingia não ter achado nada demais; e no final eu não fiz nenhum dos citados a cima, só fiquei parado igual um pateta e acabei pensando mais alto do que deveria. Eu sou uma anta mesmo, UMA ANTA.

─ Você ficou uma graça. ─ Disse baixo sem perceber, mas provavelmente ele ouviu, dava para ver no rosto dele.

─ Que?! ─ Disse surpreso.

─ Hã? A-ah... Eh.... Eu..a... Nada! ─ Sorrio amarelo, tentando disfarçar. ─ Não ficou tão ruim assim. ─ Digo rápido, me virando de costas para ele e fujindo para o banheiro. ─ Vou tomar banho. ─ E fecho a porta com certa força.

─ Você sabe que esqueceu sua roupa e toalha né? ─ Ouço do outro lado da porta.

Eu sou um jumento, não é possível. Tô começando a duvidar de que tenho um cérebro dentro do crânio.

Saio do banheiro na velocidade da luz e pego uma roupa, qual nem prestei atenção na hora, e uma toalha, voltando para "a zona segura".

KAGEYAMA TOBIO VOCÊ NÃO PENSA, SIM, VOCÊ NÃO PENSA. Será que tem algum buraco no chão aqui perto para eu me enfiar e nunca mais sair? Se tiver irei agradecer até meu último segundo de vida. Começo a bater na parede com a palma da minha mão, enquanto encostava devagar minha testa nas lajotas geladas.

Reprocessando o que aconteceu... Hinata colocou aparelho, eu quase tive um ataque do coração de tanta beleza e falei em voz alta QUE ELE TINHA FICADO UMA GRAÇA. Não que seja mentira, mas poderia ter guardado para mim e evitado a vergonha alheia, né?!

Viro de costas para a parede e deslizo nela até sentar no chão, colocando minhas mãos na frente do rosto.

─ AAAAAAAAAHHHH. ─ Sim, eu gritei no meio do banheiro.

« Point of view Hinata »

Abro um sorriso mínimo e ele não diz nada, apenas fica em silêncio me olhando. Meu deus, será que ficou muito feio? Será que ele paralisou de tanta feiúra? Eu sabia que não deveria mostrar! Pra começo de conversa eu nem queria colocar essa coisa, mas minha mãe me obrigou... Fica feio, dói meus dentes e nem dá para comer bala com ele.

Derrepente ele fala baixo algo que me surpreendeu, e acho que ele nem percebeu quando falou só pelo jeito que ele ficou logo em seguida.

─ Você ficou uma graça.

É isso mesmo Japão? Kageyama Tobio me elogiando? Será que o mundo vai acabar hoje?

Nesse momento até um tomate maduro teria inveja de mim e de Kageyama, acho que ele já se tocou do que falou. Tá bom, eu fiquei feliz.... MUITO FELIZ. Leves surtos internos.

─ Que?! ─ Digo surpreso, sorrindo internamente.

─ Hã? A-ah... Eh.... Eu..a... Nada! ─ Ele sorrio amarelo, tentando disfarçar. Você não me engana não hein Bakayama. ─ Não ficou tão ruim assim. ─ Ele diz rápido e vermelho, se virando de costas e correndo para o banheiro. ─ Vou tomar banho. ─ E fechou a porta.

Ele fugiu para o banheiro? Meu deus, Kageyama fungindo de algo, essa é nova para mim. Volto a sentar na cama e um sorriso enorme se abre em meu rosto, enquanto colocava as mãos no rosto. Fico parado por alguns segundos surtando internamente, para não transparecer o quão feliz eu estava, enquanto pulava pelo quarto. Porém percebo que já estava perto da hora do treino, e meu nervosismo e medo voltam com tudo, pois provavelmente terei que mostrar para todo mundo do time que coloquei aparelho.

Vou até o guarda roupa e procuro meu uniforme, quando derrepente ouço um grito do banheiro. Tá bom, o Kageyama tá tendo um treco lá no banheiro também.

Espera.... Se vai ter treino, porque ele está indo tomar banho? Vou até a porta do banheiro e dou algumas batidas nela.

─ Kageyama.... Já tá na hora do treino, por que você vai tomar banho? ─ Não ouço nada do outro lado. ─ E você não pegou o uniforme.

Alguns segundos depois vejo a porta se abrir e revelar um Kageyama totalmente vermelho indo em direção ao guarda roupa e pegando seu uniforme, voltando para o banheiro.

bom então, vou esperar. Fico sentado na cama com minha muda de roupa, enquanto mexia no celular. Como será que Kenma está depois de começar a dividir o dormitório com Kuroo?

Alguns minutos depois o moreno sai do banheiro e eu corro até lá, tomando seu lugar. Troco de roupa, escovo os dentes e saio de lá, indo até minha bolsa e a pegando, vendo Kageyama fazer o mesmo e logo saímos do quarto.

O caminho todo foi em silêncio e eu tentando juntar coragem para mostrar para todos a "novidade". Minhas mãos tremem um pouco e começam a suar, e Kageyama parece perceber.

─ Por que está tão nervoso? É só um aparelho. ─ Ele diz, ainda meio sem graça pelo o que aconteceu no dormitório.

─ Eu sei mas.... Sei lá, ficou feio. Eu não gostei. ─ Digo olhando para o chão enquanto andava.


Notas Finais


VOCÊS TAMBÉM NÃO ACHARAM QUE ELE FICOU UMA GRAÇA DE APARELHO?
FICOU A COISA MAIS FOFA DO MUNDO, MEU DEUS!

Kageyama e Hinata tão fofos. 🤲🏻🥺

Quem amou? 🤡

Enfim, dêem coraçãozinho, comentem e tals.
Bom dia, boa tarde, boa noite! 💗


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...