1. Spirit Fanfics >
  2. Love is Love - Haikyuu!! >
  3. 09 - Nada demais

História Love is Love - Haikyuu!! - Capítulo 12


Escrita por:


Notas do Autor


Último capítulo de hoje amigos, espero que aproveitem!
Boa leitura!

Capítulo 12 - 09 - Nada demais


Fanfic / Fanfiction Love is Love - Haikyuu!! - Capítulo 12 - 09 - Nada demais

« Point of view Kageyama »

─ Eu sei mas.... Sei lá, ficou feio. Eu não gostei. ─ Ele diz olhando para o chão enquanto andávamos.

Acho que posso me esforçar para ser menos grosso ou arrogante com ele..

─ Se isso serve de consolo... eu não achei que ficou feio, até que combinou com você. ─ Digo colocando a mão na nuca, olhando ele de soslaio e vendo ele sorrir.

Tá bom, acho que não foi tão ruim assim... eu consegui. Mesmo que seja um pouco estranho.

─ Sério?

Paro de andar e viro de frente para ele, que faz o mesmo e fica me olhando com a boca entreaberta. Seguro seu rosto pelas bochechas, fazendo sua boca formar um biquinho, parecendo um peixe.

─ Sério. As borrachinhas vermelhas que ficam juntas aos brackets combinam com o seu cabelo e pele. ─ Termino dando um tapinha em sua bochecha esquerda e sorrindo leve, fazendo as mesmas tomarem novamente uma cor rosada.

Mesmo que eu esteja morrendo de vergonha, ignoro esse fato e volto a andar até o ginásio junto do garoto atrás de mim, com o rosto quente.

Agora eu tenho certeza... Gosto dele. Acho que brigas e implicâncias são normais em todos os relacionamentos, mesmo que isso aconteça praticamente toda hora com a gente.

Chegamos no ginásio e depois de muita enrolação, entramos. Todos já estavam lá, em uma rodinha no meio da quadra. Nos aproximamos sem entender e novamente Hinata pôs a mão na boca, nervoso.

─ Oi gente.. ─ Ele fala e toda a atenção se concentra nele.

─ Vai fazer cena, idiota? ─ Digo impaciente e um pouco ansioso.

─ Cala a boca, emo. ─ Ele diz me lançando um olhar mortal.

EMO? DA ONDE ELE TIROU ISSO? Eu não sou Emo. Retiro o que disse sobre começar a ser legal com ele, não está sendo merecedor desta dádiva.

─ EMO? ─ Pergunto furioso e incrédulo do que havia acabado de ouvir, e Tsukishima solta aquela risada irritante que dá vontade de dar um soco nele de sempre.

─ Enfim.. Tenho uma novidade para contar pra vocês. ─ Ele começa a falar, mas é interrompido por Nishinoya.

Eu não tinha percebido antes mas... ele tá usando um tênis de criança que pisca? Ele começa a se ostentar por causa do tênis e percebo que Asahi estava fazendo uma cara de "eu não acredito que ele tá fazendo isso", então chego perto.

─ Como isso aconteceu? ─ Pergunto ainda olhando para Nishinoya e Hinata conversando sobre o tênis.

─ Eu também não sei... A gente foi no shopping comprar joelheiras novas para ele e acabamos dando de cara com esse tênis, ele insistiu que precisava comprar, que era "caso de vida ou morte". O pior foi que eu tive que ajudar ele a pagar, porque era muito caro. ─ Ele diz, fazendo a cara de quem estava sofrendo que sempre faz.

─ Uau, ele parece uma criança. ─ Digo em um tom desanimado.

─ HEY! Eu ouvi isso aí hein! Retire o que disse, esse é o tênis mais maneiro que eu já vi em toda a minha vida. ─ Nishinoya grita, apontando para mim com uma cara desafiadora.

─ Você está zombando do tênis incrível do Noya-san? ─ E Tanaka continua, fazendo aquela feição de psicopata que costuma fazer.

─ Nãão, claro que não. O tênis dele é incrível. ─ Digo em deboche.

─ É bom mesmo. ─ Noya responde com o rosto levantado em superioridade enquanto sorria satisfeito, me fazendo revirar os olhos.

─ Mas, afinal, porque você tá com a mão na frente da boca, Hinata? ─ Kuroo pergunta, surgindo ao meu lado e cruzando os braços

─ Era sobre isso mesmo que eu iria falar.. ─ Hinata começa, tirando a mão da frente da boca e sorrindo. ─ Eu coloquei aparelho. ─ Termina, apontando para a própria boca.

Todos ficaram em silêncio, parecendo terem entrado em choque, com as bocas abertas.

─ É muito brilho para os meus olhos. ─ Digo sofrendo e logo Kuroo solta uma risada, dando alguns tapinhas em minhas costas.

─ Amigo... ─ Começa Nota, colocando o braço por cima dos ombros de Hinata e inclinando um pouco o corpo para frente. ─ Você ofuscou a beleza do meu tênis. ─ Ele diz com um rosto de falso sofrimento, enquanto colocava a mão no peito. ─ Eu lhe concedo a honra de tomar o meu lugar de cara maneiro.

─ Eu não ouvi isso. ─ Digo encarando a cena incrédulo.

─ É melhor fingir que não ouviu mesmo, com o tempo você acostuma. ─ Diz Asahi com um sorriso amarelo.

─ Foi bom você ter contado mesmo Hinata, vamos tentar tomar cuidado para não te dar uma bolada na cara. ─ Suga se manifesta, rindo um pouco.

─ O que tá acontecendo aqui? Estão fazendo uma reunião e não me chamaram? ─ Keishin chega brincando.

─ O Hinata colocou aparelho. ─ Diz Daichi apontando para o ruivo, que sorriu mostrando o aparelho.

─ Aah sim, vê se agora para de levar bolada na cara então. ─ O loiro diz rindo.

Depois de um tempo Yachi e Shimizu aparecem e o treino começa. Tudo seguiu normal e por incrível que pareça, em nenhum momento Hinata levou bolada na cara, ainda bem. Se passou a pausa para descansar e o final do treino, agora estamos no caminho dos dormitórios.

─ Viu? Eu falei. Não foi nada demais. ─ Digo abrindo a porta quando chegamos em frente ao dormitório.

─ Que bom, achei que eles iriam rir ou sei lá. ─ Ele diz larga do sua bolsa na cama.

─ Nah, eles são idiotas demais para zombar assim de alguém. ─ Largo minha bolsa em um canto aleatório do quarto no chão, e ele ri da minha fala.

─ Ei, podemos comer fora hoje? Não aguento mais comer a comida da cantina. ─ Ele diz se levantando após ter sentado em sua cama.

─ Pode ser, para mim tanto faz. ─ Finjo ter controle emocional e dou de ombros, o vendo pegar uma roupa aleatória e entrar no banheiro, para provavelmente tomar banho.

AI MEU DEUS, A GENTE VAI SAIR JUNTO PARA COMER? A GENTE VAI SAIR JUNTO PARA COMER! Eu pareço uma adolescente apaixonada daqueles filmes clichê falando desse jeito. Mas foda-se, a gente vai sair pra comer. ─ Penso andando em círculos pelo quarto.

Corro até o guarda roupa e tanto achar alguma roupa descente para usar, pegando uma calça jeans preta com rasgos nos joelhos, um all star preto de cano alto, uma camisa do Frajola ─ sim, eu gosto de Looney Tunes ─ e uma jaqueta jeans azul claro, junto de uma box preta, um bracelete de caveira porquê sou muito emo ─ zoeira ─ e uma corrente para prender na calça. Eu sei, eu sei, sou muito e-boy.

Depois de muito tempo, o garoto sai do banheiro. Meu deus, que coisa linda, será que eu estou vendo uma miragem? Ele estava vestindo um moletom rosa bebê, uma calça jeans preta e um all star branco de cano baixo. Simples e lindo, Kageyama você é um caso perdido.

Entro no banheiro e tomo um banho rápido ─ mas muito bem tomado para não ficar fedorento né ─, me visto e escovo os dentes. Saio e procuro meu perfume, dando apenas uma espirrada no meu pescoço, muito perfume me deixa com dor de cabeça.

─ Pronto. ─ Digo para o garoto, que estava sentado na cama vendo alguma coisa em seu celular, mas logo olha para mim.

─ Podemos ir em um restaurante de sushi aqui perto, as comidas lá são bem baratas. ─ Ele diz levantando da cama e guardando seu celular no bolso do moletom.

Pego meu celular em cima da escrivaninha e guardo no bolso da calça, seguindo o garoto que já estava na porta do quarto. Saímos e trancamos a porta, saindo da escola após chegar no portão de entrada.



Notas Finais


Ui ui ui, Kagehina saindo para comer em um restaurante. Lindos.
Vamos ver se vai acontecer algo empolgante no próximo capítulo, até lá!

Espero que tenham gostado.

Enfim, dêem coraçãozinho, comentem e tals.
Bom dia, boa tarde, boa noite! 💗


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...