História Love is strange - Capítulo 10


Escrita por:

Postado
Categorias The Vampire Diaries
Personagens Bonnie Bennett, Caroline Forbes, Elena Gilbert, Enzo, Giuseppe Salvatore, Jeremy Gilbert, Matt Donovan, Rebekah Mikaelson, Sheila Bennett
Tags Bonenzo, Bonnie, Delena, Enzo, The Vampire Diaries, Tvd
Visualizações 17
Palavras 2.007
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Mais um..♥️

Capítulo 10 - A dança




PV Enzo

Finalmente tinha conseguido arrastar a Bonnie até o canto da pista de dança, não tinha pessoas lá e a iluminação era escura, era perfeito para passarmos um tempo juntos sem preocupações. Quando chegamos, puxei ela pela cintura, ligando nossos corpos e coloquei seus braços em meu ombro.

- Bonnie Bennett, você disse que dançaria comigo..- Exclamei ao vê-la parada, apenas presa a mim.

- E eu estou dançando...- Rebateu.

- Não, você não está...- Exclamei, ela revirou os olhos e se aproximou mais, enrolado os braços em volta do meu pescoço, então começou a seguir os movimentos de meus pés.

- Feliz...? - Perguntou.

- Um pouco...- Falei dando um pequeno sorriso. - Acho que não conseguimos terminar a conversa de hoje mais cedo..

- Enzo... você não pode simplesmente esquecer o que aconteceu...? - Perguntou, com um brilho suplicante em seus olhos.

- Não, porque eu não quero esquecer...- Exclamei, ela suspirou e desviou o olhar. - O que eu te falei hoje era sério Bonnie....eu não consigo esquecer seus lábios, seu gosto, o calor do seu corpo no meu..- Falei pressionando nossos corpos. - Não consigo esquecer, porque sempre que estou assim... perto de você, não consigo me controlar..

- Enzo..por favor...

- Tudo bem, prometo esquecer isso, se você disser que não sente o mesmo... que seu coração não acelera quando estamos juntos assim, que você não pensa naquele beijo o tempo todo e que não adoraria repeti-lo...- Exclamei me aproximando de seu rosto. Podia sentir sua respiração ficar mais pesada, o coração pulsando contra seu peito e o leve tremor em seu corpo.

- Droga, Enzo...odeio que esteja certo..- Exclamou, não contive o largo sorriso que se formou em meu rosto.

A girei conforme a música, então a puxei prendendo suas costas em meu peito, passando o braço por sua cintura. Ela balançava com a música, então deixou a cabeça cair para o lado, tirei seu cabelo do caminho e deixei beijos em seu pescoço, ouvindo-a suspirar. Era um momento tão bom, parecia tudo tão leve, sem preocupações...e ainda tinha uma mulher incrível em meus braços... estava perfeito.






PV Caroline

Havia voltado do banheiro com Elena, para encontrar Bonnie, mas ela não estava no bar, onde deveria estar, então decidimos andar para tentar encontra-la. Tentei sair um pouco da multidão para ter uma visão melhor, mas acabei esbarrando em alguém.

- Me desculpe, eu est...- Tentei me desculpar mas perdi as palavras ao olhar o homem em quem esbarrei. Alto, loiro, olhos verdes brilhantes e um corpo claramente definido.

- Está tudo bem, é quase impossível não esbarrar com alguém aqui..- Falou dando um pequeno sorriso.

- É, bem...eu só estava tentando me afastar um pouco dessa gente toda, estou procurando uma amiga..- Exclamei.

- Bom...eu estou procurando meu irmão..- Falou sorrindo novamente.

- Pelo visto todo mundo some nesse lugar...- Elena gritou através do som, atrás de mim.

- Eu acho melhor continuarmos... desculpe mais uma vez... é...

- Stefan... Stefan Salvatore..- Completou, antes que eu pudesse perguntar seu nome.

- Caroline Forbes..- Exclamei estendendo a mão, ele logo pegou a sacudindo. - E essa é a Elena...- Falei fazendo um sinal com a cabeça e a mesma acenou de volta.

- Foi um prazer conhecê-la, agora eu tenho que ir... se o Enzo tiver ido embora eu juro que vou chutar a bunda dele...- Exclamou olhando para a multidão, como a procura de alguém, então minha ficha finalmente caiu.... não podia ser tanta coincidência. Stefan se afastou na multidão, então puxei Elena até o canto, onde estava mais vazio.

- Você ouviu o nome dele..? - Perguntei.

- Stefan Salvatore...eu acho..- Falou parecendo confusa.

- Exatamente...E ele disse que estava procurando o irmão, que coincidentemente se chama Enzo e também sumiu, assim como a Bonnie...- Falei, ela franziu a testa parecendo pensar.

- E o que isso tem a ver..?

- Meu Deus, Elena...ele é irmão do Enzo, o que significa que ele está aqui...e se a Bonnie sumiu, tenho certeza que tem a ver com isso..- Exclamei.

- Aahh...Agora faz sentido..- Exclamou.

- Olha, se o Enzo for parecido com o irmão...a Bonnie se deu muito bem..- Falei sorrindo.

- Pelo visto todos daquela família são muito gatos...- Falou.

- Como assim..? Você conhece o outro Salvatore..? - Perguntei levantando a sobrancelha.

- Não, eu só... esbarrei com ele no aeroporto quando fui levar minha tia. Eu nem sabia quem ele era, minha tia que reconheceu depois. É gato, mas é um idiota, espero que o Enzo e esse tal de Stefan sejam diferentes..- Falou cruzando os braços, me fazendo sorrir.

- Tá legal, vamos continuar...- Exclamei a puxando, voltando para a multidão.






PV Bonnie

Eu estava completamente perdida no momento, com o corpo colado ao Enzo, sentindo seu calor, seu cheiro e os beijos que ele deixava em meu pescoço, não podia ser melhor. Nós estávamos dançando a um tempo...e quando digo dançando, quero dizer apenas com os corpos colados, tentando explorar cada parte um do outro, enquanto balançavamos com a música. Eu estava de costas para ele, presa pelo braço que circulava minha cintura, seu queixo em meu ombro, com sua mão livre deslizando por todo caminho que conseguia em meu corpo, eu estava me segurando para não gemer em seus apertos.

- Você não faz ideia do quanto eu te quero, Bonnie Bennett...- Sussurrou em meu ouvido, a rouquidão de sua voz enviou arrepios por todo o meu corpo.

- Ah...eu acho que faço..- Exclamei me apertando mais contra seu corpo e sua rigidez, o ouvindo grunhir em meu ouvido.

Então me virei em seus braços, até ficar de frente para ele e poder olhar em seus olhos, eles estavam brilhando com luxúria, sorri passando os braços em volta de seu pescoço, sentindo seu aperto em minha cintura. Não foi preciso palavras, nossos olhares conversavam entre si, o desejo entre nós era evidente, tanto pelos olhos, quanto pelo nossos corpos. Até que o espaço entre nós acabou, quando juntamos nossos lábios... não sei ao certo quem se moveu primeiro, mas eu com certeza não queria parar. Foi tão incrível como o primeiro, seus lábios macios e quentes, acariciando os meus com tanta ternura, nossas línguas se buscando com necessidade, seu gosto...como era bom.

- Deus...isso é tão bom..- Exclamei, quando paramos para recuperar o fôlego, vendo um sorriso se formar em seu rosto, seus olhos brilhavam quando voltou a juntar nossos lábios. Nossos corpos ainda se movendo com a música, a colisão entre nossos corpos enviava um calor pelo meu estômago. Sua mão desceu pela minha cintura, até minhas nádegas, apertando e juntando ainda mais nossos corpos, me fazendo suspirar entre os beijos...com os olhos fechados, eu sentia que podia voar...ou talvez já estivesse voando, até uma voz nos interromper de repente.

- Enzo...? - Um homem o chamou atrás dele, Enzo não parecia querer romper o beijo, mas o empurrei levemente para se afastar e virar para o homem.

- Stefan...eu estou ocupado..- Exclamou, sem soltar minha cintura, eu tentei me afastar mas ele aumentou o aperto.

- Eu percebi...- Falou sorrindo, ele era muito bonito aliás, cabelos e olhos claros, um sorriso brilhante.

- Ah... Stefan, essa é a Bonnie... Bonnie, esse é Stefan..meu irmão..- Enzo falou nos apresentando. Stefan deu um leve aceno com a cabeça e eu correspondi, mas estava travada....ele disse irmão..? Deus, o que ele vai pensar quando souber que sou sua assistente..? Enzo disse que não conhecia ninguém aqui...e aparece logo o irmão.

- Eu só queria ter certeza que você não tinha ido embora...vou deixar vocês a sós...- Falou sorrindo, então se afastou no meio das pessoas.

- Onde estávamos..? - Enzo perguntou sorrindo, enquanto juntava nossos corpos novamente.

- Eu...eu preciso ir, minhas amigas devem estar me procurando..- Falei colocando a mão em seu peito, o impedindo de nos aproximar mais.

- Fica só mais um pouco..por favor..- Exclamou apertando minha cintura.

- Eu sinto muito, Enzo...mas realmente preciso ir...- Exclamei, então me aproximei colocando um beijo em sua bochecha e me afastei, em direção ao bar. Ainda o ouvi me chamar por cima do som, mas continuei andando.

Eu precisava me afastar, precisava voltar a realidade antes de perder o controle. Por mais que eu adorasse estar assim com ele, tenho que impor limites... Nunca me senti assim com ninguém, completa, dependente do seu toque, seu cheiro... tão entregue, só de olha-lo e sentir seu corpo tão perto, minhas pernas enfraqueciam, eu tinha que me acalmar. Vi Elena e Caroline perto do bar, olhando para as pessoas dançando, provavelmente me procurando, então me aproximei.

- Bonnie, finalmente... você sabe o tempo que estamos te procurando..? - Elena perguntou me entregando um copo.

- Desculpem... Eu...eu me perdi..- Falei rapidamente, tomando um gole da bebida em meu copo.

- Sei...se perdeu com o Enzo né..? - Caroline perguntou sorrindo, arregalei os olhos franzindo o cenho.

- Vocês viram a gente..? - Perguntei.

- Aah... não falei que ela estava com ele..- Caroline exclamou se virando para Elena.

- Não acredito, Bonnie..- Elena exclamou animada.

- Vocês podem me explicar..? - Perguntei cruzando os braços.

- Nós esbarrando com o irmão dele...disse que estava procurando o Enzo, então não foi difícil adivinhar o motivo do seu sumiço..- Caroline falou com um sorriso presunçoso no rosto. - O que você estava aprontando..?

- Nós só... estávamos dançando. Ele me ajudou com um idiota bêbado no bar, então me chamou para dançar...- Falei terminando minha bebida. As duas trocaram olhares, com sorrisos no rosto.

- Aham.. sabemos..- Elena exclamou rindo, me fazendo revirar os olhos.

- Nós podemos ir agora..? Tenho que acordar cedo amanhã...e vocês me prometeram que seria rápido..- Exclamei.

- A única que realmente aproveitou foi a senhorita..- Caroline exclamou.

- Concordo com a Care, mas também concordo com você... está na hora de ir..- Elena falou. Nós assentimos, esperamos Caroline terminar sua bebida e passamos pela multidão, até a porta. Assim que saímos, senti alguém segurar meu braço.

- Bonnie...espera...- Enzo exclamou, então me virei para ele, com as sobrancelhas arqueadas. - Você não estava pretendendo ir sem se despedir, não é..? - Perguntou dando um pequeno sorriso. Abri a boca para responder, mas ouvi Caroline limpar a garganta atrás de mim.

- Nós vamos te esperar no carro, Bon...leve o tempo que precisar...- Exclamou sorrindo, olhei para ela a advertindo, mas a mesma só sorriu e saiu arrastando a Elena.

- Me desculpe, eu só estava com pressa..- Falei me virando para ele.

- Tudo bem, eu só te peço uma coisa...por favor, não finja que nada aconteceu...- Falou voltando a colocar as mãos em minha cintura.

- Não vou...- Exclamei. - Até porque isso seria impossível. - Sorri passando os braços em volta de seu pescoço, vendo um sorriso se formar em seu rosto também.

- Então....eu te vejo amanhã..? - Perguntou me puxando contra seu corpo.

- Claro, Sr. St John...- Exclamei sorrindo, então juntei nossos lábios em um último beijo. Claro que eu ainda estava confusa, com as mesmas inseguranças rodando em minha cabeça, mas era incrível como ele fazia eu me esquecer de todas elas. Então nos separamos, relutantemente, com sorrisos no rosto.

- Boa noite, Bonnie Bennett...

- Boa noite, Enzo...- Exclamei o observando entrar, então voltei para o carro de Caroline, onde as meninas já me esperavam.

- Bonnie Bennett....mas que homem é esse... acho que eu até perdi o fôlego..- Caroline exclamou, fingindo se abanar.

- Acho que ele já tem dona, Caroline..- Elena falou sorrindo no banco detrás.

- Deixem de bobeira... podemos ir..? - Perguntei, tentando conter um sorriso.

- Mas e aquele lance de "Isso é errado, ele é meu chefe"..? - Elena perguntou.

- Bom... tecnicamente, fora da empresa ele não é meu chefe..- Exclamei sorrindo.

- É isso aí, amiga... aproveita essa maravilha de homem, porque se você não fizer...eu já estou na fila..- Caroline exclamou antes de dar a partida.

Ainda estava muito confusa sobre tudo, como isso iria funcionar, se é que eu queria que isso funcionasse, mas tudo que eu sei agora... é que eu quero ele, então não há mal nenhum em aproveitar. 








Notas Finais


Espero que estejam gostando... :)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...