1. Spirit Fanfics >
  2. Love is The Key >
  3. Prólogo

História Love is The Key - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Olá galera, estou repostando essa história, mas de maneira diferente. Acho que depois de 4 anos minha escrita mudou muito e meus pensamentos também. Espero que gostem :)

Capítulo 1 - Prólogo


  Existem dias ruins, dias bons e dias péssimos. Foi em um desses dias péssimos que Cristy se perdeu pelo mundo.

As pessoas eram más, nada era como ela queria e sua família não era um exemplo de família afetiva. Vendo seus pais brigando todos os dias, seu irmão traindo a namorada que confiava cegamente nele e seu mundo desabando, Cristy começa a questionar-se sobre a realidade do amor.

Cristy sempre foi uma garota angelical, linda e diferente, mas ninguém era bom com ela, muito pelo contrário, eram gananciosos e cruéis.

E enquanto Cristy lia seu livro favorito chamado "jardim secreto", ela escutou sua mãe reclamando do início do corredor até chegar em seu quarto.

- Outra confusão na escola? Foi assim que eu te criei? - o tom em sua voz denunciava o desprezo que a mãe tinha pela menina. Em uma sociedade onde só existiam loiras, ter uma filha ruiva era como pagar um pecado.

Sua mãe nunca havia lhe dado atenção, Cristy se criou sozinha, vivendo por si mesma e crescendo, mas ela nunca teria coragem de dizer isso para sua mãe.

- A senhora fala como se fosse minha culpa! Elas ficaram zombando de mim o tempo inteiro desde que cheguei na escola. Eu não posso ouvir tudo isso calada - Cristy sentiu uma tristeza profunda encher seu coração e levantou da sua cama, encarando sua mãe.

- Sabe o problema? Você é diferente! Não é loira como elas, não é má como elas. Não pode continuar me causando problemas, não mesmo - ela me deu um tapa na cara.

- Marcela! - o pai de Cristy, Brian, estava se aproximando, horrorizado com a cena. Cristy olhou para o pai e sinalizou para que ele não se preocupasse.

- Você está certa, mas se prefere agir como alguém que não é, saiba que não considero mais a senhora como minha mãe. Não posso ser filha de uma pessoa assim - Cristy pegou seu livro e saiu correndo de casa, seu pai tentou ir atrás dela, mas não conseguiu alcançar.

Quando ela notou que estava longe o suficiente, começou a andar mais lento, sentindo seu corpo cansado. Ela não tinha percebido até esse momento o breu que se instalara no céu e que ela não tinha nenhum lugar para ir.

Andou por algumas horas, até que sentiu seus pés tocarem em algo macio, era grama. Como ela saiu apressada de casa, esqueceu seus sapatos, deixando seus pés machucados.

Deitou-se olhando para as estrelas, suspirou fundo, abraçou seu livro e ficou pensando em tudo que tinha mudado.

- O que eu faço agora? - e adormeceu em um local desconhecido.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...