História Love Killer (michaeng) - Capítulo 7


Escrita por:

Postado
Categorias Red Velvet, TWICE
Personagens Chaeyoung, Dahyun, Irene, Jihyo, Joy, Jungyeon, Mina, Momo, Nayeon, Personagens Originais, Sana, Seulgi, Tzuyu, Wendy, Yeri
Tags Dahmo, Michaeng, Nahyo, Satzu
Visualizações 309
Palavras 1.101
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Lemon, LGBT, Mistério, Romance e Novela, Terror e Horror, Violência, Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Cross-dresser, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 7 - Te amo Chae mas pare de matar.


           "Jeon Jungkook"

Era um nome que Chaeyoung estava presente a apagar da vida de Mina e da sua também, o moreno encotrava-se deitado no sofá tirando um cochilo, a Son pulou a janela porque ele tinha sido burro o suficiente para não se sertificar de que tudo estava trancado, a morena se aproximou  do homem e apontou uma arma em sua direção mas ao invés de atirar na cabeça do mesmo a Son asertou a mão do Jeon que acordou grianto e olhou para Chaeyoung que tinha um sorriso sádico nos lábios, o  mais velho correu mas a coreana deu outro tiro asertando dessa vez a canela de Jungkook que caiu no chão e começou a se arrastar enquanto Chaeyoung o seguia andando bem devagar só para causar mais desespero no maior.

A Son adorava essa sensação de domínio e quanto mais medo sua vítima demonstrar mais Chaeyoung tinha prazer em tortura-la. A morena agarra o moreno pela gola da camisa.

-Mina me contou o que fizeram com ela.-Chaeyoung disse baixo no ouvido do maior.

-Vai me matar? -Jungkook pergunta assustada e a baixinha ri alto e apontou o cano da arma na testa do mesmo.

-Puxar o gatilho e esplodir a sua cabeça seria legal -deu um tiro no chão que passou raspando na orelha  do homem -Mas o dia hoje está bem tedioso e eu quero me divertir um pouco.

Chaeyoung amarrou Jungkook do mesmo jeito que ele avia amarrado Mina, a Son abriu a gaveta e tirou uma faca de lá e se aproximou fazendo um corte no maxilar do mais velho.

-Vai ficar me cortando?

-Vai ficar fazendo tantas perguntas?

A mais nova começou a dar varias facadas na barriga do outro, Chaeyoung fez um corte no braço do Jeon deixando seu sangue escorrer em uma taça de vinho que avia pego. A Son passou a borda da taça pelos lábios de Jungkook.

-VOCÊ É LOUCA.

-Sim -riu enquanto levava a taça até a boca saboreando o líquido -Isso é muito bom sabia.

-MONSTRO -gritou o Jeon já com suas bochechas encharcadas por lágrimas.

-Sabe quantas vezes eu já ouvi essa palavra?-Chaeyoung disse brincando com a faca na pele do maior fazendo pequenos desenhos -Isso não me afeta nem um pouco, pelo contrário eu adoro quando me chamam de monstro, adoro quando dizem o quam ruim eu sou.

Chaeyoung virou de costas para guardar a taça e Jungkook acabou se soutando e saiu mancando da sala escondendo-se no armário de seu quarto.

-Quer brincar? -Chaeyoung disse alto a mesma amava esse joguinho de gato e rato -Vou contar uma coisa sobre esse jogo -o Jeon tremia a rezava por sua vida -Eu sempre ganho minha presa -a Son abriu a porta do armário enfiou a faca na parte superior da cabeça de Jungkook, e como a faca era grande e Chaeyoung avia usado tanta força que a ponta da lâmina saiu no queixo do moreno.

-O QUE ESTÁ ACONTECENDO AQUI? -um garoto entrou na casa -SON CHAEYOUNG O QUE FEZ COM O JUNGKOOK.

-Ele fez a Mina chorar, ele mereceu Jimin.

-MERECEU O CARALHO AQUELA NERD NÃO PRESTA PARA NADA, ELA NÃO QUIS DAR PARA MIM, BEM QUE MERECEU SER ESPOSTA PARA TODOS.

Chaeyoung puxou a faca e foi para cima do Park o apunhalando várias vezes  a menor jogou o mais velho no chão, a Son apertou as pálpebras de Jimin até arrancar seus olhos os esmagando como facilidade, em seguida Chaeyoung arrancou a cabeça do Park e o amarrou de ponta cabeça no ventilador de teto.

Chaeyoung saiu do quarto e se limpou, em seguida saiu da casa.
























Mina estava parada em frente ao prédio da escola, a japonesa criava coragem para entrar, a Myoui respirou fundo e entrou sendo resebida com risadas e vários xingamentos como: vadia, puta, piranha, entre outros. A morena saiu correndo e se trancou em uma das cabines do banheiro, Mina escorregou lentamente pela porta até sentar no chão abraçou seus joelhos deixando as lágrimas caírem, a morena não entendia o por que de tanta implicância que os alunos tinham para com ela, a Myoui foi tirada de seus pensamentos com uma batida na porta.

-Me deixa em paz.

-Mina é a Chaeyoung, abre por favor -a Son pediu e logo a porta foi aberta.

A Japonesa pulou nos braços da Son, Chaeyoung sentou no chão e pôs a cabeça de Mina em seu colo e ficou acariciando seus cabelos.

-Não se preocupa com isso meu amor -Chaeyoung disse e a Myoui sorriu ao ouvir a Son chamá-la daquela forma -Eu vou dar um jeito em todos eles assim como fiz com o Brian e o Jungkook -a morena mais nova disse baixo mas Mina ouviu.

-Como assim você deu um jeito no Jungkook e no Brian?

-Eu fiz eles se arrependerem -Chaeyoung fala e se levanta saindo do banheiro deixando Mina confusa.

No final do dia a Myoui saiu correndo para casa jogou sua mochila na cama e pegou seu celular, Mina abriu o Google para procurar informações sobre o Jeon, a japonesa tinha sertesa de Chaeyoung estava escondendo algo.

A Myoui ficou chocada com o que achou, Jeon Jungkook tinha sido encontrado morto em sua casa um dia depois de Mina ter contado tudo para a Son, a japonesa procurou pelo nome de Brian e o mesmo também avia sido encontrado morto.

Mina ligou os pontos em sua mente e e se sentou na cama a Myoui não estava acreditando que a Son avia matado os dois garotos, Mina e tirada de seus pensamentos com o som da campainha, desceu as escadas e abriu a porta dando de cara com Chaeyoung.

-Oi Mi....

-Você matou o Brian e o Jungkook -a maior disse incrédula.

-Ele não são os primeiros e muito menos os últimos.

-Por que está fazendo isso?

-Porque eu te amo -Chaeyoung selou seus lábios aos da japonesa.

-Você é uma assassina -Mina enpurrou a son mas a mesma reagiu e a jogou no sofá.

-Não fuja de mim Myoui Mina -Chaeyoung disse autoritária.

-Chaeyoung você está me assustando.

-Eu assusto muitas pessoas e adoro isso, mas eu nunca faria mal a você -a Myoui ficou em silêncio -Eu já disse que te amo Mina mas e você, você me ama?

-Não eu não te amo -mentiu -Você precisa de ajuda -Mina se aproximou e segurou suas mãos -Se você fizer o tratamento e começar a se recuperar talvez aí eu possa......

-Não preciso de ajuda, escute você vai ser minha Mina -a japonesa se afastou -Não se preocupe não vou te forçar a nada, mas não vou deixar ninguém te machucar.

Chaeyoung saiu da casa e Mina passou as mãos pelos cabelos a Son só queria proteger a maior, porém a pequena fazia isso de um jeito ruim.


"Eu te amo Chaeyoung, mas pare de machucar as pessoas"





Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...