História Love Killer (michaeng) - Capítulo 9


Escrita por:

Postado
Categorias Red Velvet, TWICE
Personagens Chaeyoung, Dahyun, Irene, Jihyo, Joy, Jungyeon, Mina, Momo, Nayeon, Personagens Originais, Sana, Seulgi, Tzuyu, Wendy, Yeri
Tags Dahmo, Michaeng, Nahyo, Satzu
Visualizações 277
Palavras 882
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Lemon, LGBT, Mistério, Romance e Novela, Terror e Horror, Violência, Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Canibalismo, Cross-dresser, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 9 - Vai sentir minha falta?


(Japão)

-Porque me chamou aki? -Miamoto pergunta alterado.

-Eu quero terminar com você -Momo disse seria, finalmente tinha criado coragem para dizer está frase.

-Terminar comigo, não, você é minha e vai ser assim você querendo ou não -o mais velha deu um tapa na cara da Hirai e saindo.

Momo se jogou no sofá e ficou encarando o této.

"Dahyun mandou mensagem"

Dh Oi Momori, tudo bem com você.

Mm : Oi dah, não, não tô nada bem.

Dh : O que aquele filho da puta fez dessa vez?

Mm : Me bateu, por eu quis terminar o namoro.

Dh : Não se preocupe, vou bater nele.

Mm : Como se você não mora aqui?

Dh : Eu não te contei estou  indo  tirar férias no Japão, e vou ficar em   um   hotel na sua cidade.

Mm : Tá    brincando,     vamos     nos conhecer pessoalmente.

Dh : Chego aí em dois dias.

           Mensagem off

Momo  bloqueiou  voutou a encarar o této   mas  dessa  vez  com  um  sorriso,  a morena    ainda    não   tinha   entendido   o porquê   de    tanta   felicidade,   mas  isso não importava o que realmente importa é  que a Kim a deixava feliz.

Dahyun observava a foto do perfil de Momo, no início seu plano era apenas usar a Hirai  para  atingir  seu  alvo, mas  depois que a japonesa  começou  a  se  abrir  com ela e a contar o quão idiotas Miamoto era a Kim começou a sentir pena da mesma e quanto  mais   Momo   demonstrava   estar triste, maguada e  com  claros  indícios  de um  relacionamento  abusivo,  mas  a  Kim sentia raiva, e  vontade  de  estar  perto  da Hirai. Recentemente a Kim concluiu que sentia algo pela mais velha mesmo nunca tendo a visto pessoalmente.

(Dois dias depois)

Dois dias aviam se  passado  Dahyun chegaria  ao  Japão  hoje  e   as  vduas   já tinham  marcada  um  lugar  de   encontro,  Momo  estava uma pilha de nervos, a Hirai queria muito impressionar a  mais  nova  e até agora não tinha decidido o que vestir, qual   maquiagem   usaria,  qual  penteado faria   e   a   casa   estava   uma   bagunça. Momo   ficou   ainda   mais   desesperada quando o  relógio  apitou  14:00  ela  tinha marcado o encontro as 14:30  e  japonesa ainda  estava  de  toalha  olhando  para as roupas espalhadas em sua cama.

Dahyun  avia  chegado  ao  shopping que Momo tinha comentado a Kim se sentou em um banco que tinha ali perto e ficou esperando Momo.

45   minutos   aviam   se   passado   e Dahyun    já   estava   quase   dormindo  no banco  quando  ouviu  alguém   gritar    seu nome olhou para o lado e  viu  uma  Momo correndo em sua direção.

-DESCULPA    DAHYUN    EU    FIQUEI MUITO    NERVOSA    E    NÃO   CONSEGUI DECIDIR O QUE VESTIR.

-Calma  está  tudo  bem  não  precisa gritar  -a  mais  nova  sorriu  -Eu   te   deixo nervosa?   -a   menor   sorriu   maliciosa   e Momo corou.

-N-não f-foi isso que eu quis dizer, e para de me olhar assim -a menor riu e Momo a puxou para dentro do shopping.

[...]




(Coreia)

Sana arrumava suas malas, a Chou avia prometido levá-la de volta para o Japão.

-Você está arrumando as malas? Nós só vamos amanhã -Tzuyu entra no quarto.

-Eu sei, mas já quero deixar tudo pronto -virou-se para a morena.

-Quer ficar longe de mim não é?-a Chou enfiou as mãos nos bolsos e abaixou a cabeça -Eu sei que eu fui uma babaca mas eu realmente me arrependo e....-foi cortada por um beijo.

-Eu não quero ficar longe de você, só que você já comprou a passagen e eu tenho uma coisa muito importante para resolver -Tzuyu sorriu -A viagem é só amanhã a tarde então não vai fazer mau a gente brincar um pouco -Sana mordeu os lábios, e Tzuyu alargou mais ainda seu sorriso.

Ambas iniciaram um beijo quente, a Chou foi deitando a Minatozaki na cama devagar, a morena começou a distribuir chupões e mordidas pelo pescoços da japonesa, a loira levou as mãos até a barra da calça da Chou e começou a tira-la.

-Apressadinha você né -Tzuyu riu divertida.

-Sim, e é bom que eu não me arrependa.

-Não vai.

Tzuyu tirou a blusa da outra vendo que a mesma já estava sem sutiã, a morena nem pensou duas vezes antes de abocanhar os seios da japonesa dando leves mordidas enquanto Sana arfava e gemia, a Chou retirou sua camisa ficando só de cueca e tirou o short da loira junto com a calcinha. A morena mordeu a parte interna da coxa de Sana, e depois deu um leve sopro e em seguida passou a língua na íntima da loira fazendo-a se arrepiar.

-Não me torture Tzu, por favor -disse manhosa.

Tzuyu penetrou sua língua na íntima de Sana esplorando cada canto do sexo da japonesa que gemia alto e forçava a cabeça da Chou contrata sua intimidade. Não demorou muito para a Minatozaki gozar e Tzuyu sentir o gosto salgado de Sana.

-Ainda não acabou -sussurou no ouvido da japonesa e mordeu o lóbulo de sua orelha

A Chou tirou a cueca e se encaixou entre as pernas da loira começando a estoca-la devagar.

-Mas rápido Tzu.

A Chou obedeceu e começou a investir mais rápido e mais forte contra Sana que enlaçou as pernas na cintura da maior, a morena sentiu o interior da japonesa se apertar indicando que seu ápice estava próximo, Tzuyu aumentou o ritmo e não demorou muito para as duas gozarem. A Chou encostou sua testa na de Sana, a japonesa admirava os belos olhos negros que espreçavam muita tristeza.

-Vai sentir minha falta? -Sana pergunta acariciando o rosto da maior.

-Infelzmente sim.




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...