História Love Live! Rainbow Voice - Capítulo 8


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Got7, Love Live! School Idol Project
Personagens Jackson, JB, Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Visualizações 5
Palavras 1.760
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Ficção, Musical (Songfic), Romance e Novela, Universo Alternativo, Yuri (Lésbica)
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Feliz aniversário pro Jin

Capítulo 8 - Show


Taiyo Kousaka

Eu acordei me sentindo relativamente mais leve, falar sobre a minha mãe ontem a noite para as meninas me deixou mais aliviada, é como se eu tivesse tirado um peso das costas. Me arrumei e desci, o Jin estava na cozinha, logo o beijo de ontem veio em minha mente, me fazendo corar.

- Bom dia Jin-senpai - cumprimentei o mais velho o fazendo notar minha presença.

- Bom dia Tay, dormiu bem? - ele perguntou se aproximando de mim.

- Dormi sim e você? - respondi tentando controlar as batidas de meu coração.

Eu havia passado metade da noite pensando em nosso beijo.

- Também - ele se aproximou mais ainda - Posso? - eu apenas assenti, sentindo seus lábios contra os meus.

O beijo dele tinha um leve gosto de cereja, e era tão bom, apoiei minhas mãos em seu peitoral e ele colocou as dele em minha cintura me puxando mais para perto. Havíamos esquecido completamente de que alguém poderia aparecer. E foi exatamente isso que aconteceu, ouvimos uma tosse forçada atrás de nós, e nos afastamos rapidamente.

Olhei para trás e vi a Sakura, rindo baixo, ainda bem que era só ela, eu sabia que ela não iria me zoar, como as outras.

- Eu sei que vocês se amam e tal, mas façam isso em um lugar mais reservado - ela disse me fazendo corar.

- No-nós não estávamos fazendo nada de mais - respondi meio brava e corada.

- Vou fingir que acredito Hugttan - debochou.

- Nyah, não me chame assim - falei brava me virando e indo para a cozinha.





(Semanas depois)





Micaelly Vargas

As últimas semanas se passaram de maneira relativamente rápida, não demorou muito para que o dia do nosso comeback chegasse, a Tay aparentemente era a mais calma junto com a Jovana, mas isso não significa que elas não estejam animadas. 

- Bum, bum, bum o nosso dia chegou - Brenda falou animada enquanto saltitava à nossa frente.

- Hoje será um ótimo dia meninas - Tay falou calma enquanto mostrava uma de suas cartas.

- O que mais você viu? - perguntei, já entrando na sala onde faríamos algumas fotos. 

- Mais nada de interessante - a líder respondeu.

Os staffs nos ajudaram durante nosso dia, tiramos fotos e ensaiamos muito, no final da tarde, nós já estávamos na parte de trás do palco, prestes a entrar no palco.

- Vamos dar o nosso melhor meninas - Tay falou quando fizemos o sinal de L e juntamos as mãos formando uma estrela - Ichi (1)

- Ni (2) - Sakura.

- San(3) - Eu.

- Yon(4) - Lu.

- Go (5) - Brenda.

- Roku (6) - Sandra.

- Nana (7) - Jovana.

- Hachi (8) - Gaby.

- Kyu (9) - Polly.

- Abraçando um futuro brilhante - falamos juntas agora apontando para o centro da nossa roda - Love Live Sunshine - levantamos nossas mãos animadas.

Subimos ao palco e logo demos início a nossa performance.



- Eu nem acredito que estamos aqui - a Brenda falou olhando para os fãs.

 - Se tu não acredita imagina nós - a Tay disse fazendo a multidão rir.

 - Acho que podemos cantar a música que nos representava antes de vir pra BigHit, né garotas? - pergunto com as olhando e elas assentiram.

Nos posicionamos uma ao lado da outra e de costas para o público, a música agitada começou a tocar, nós começamos a cantar e dançar juntas.


 - Oh Yeah, Oh Yeah, Oh Yeah

Isshin itchou! / Um passo, um pulo!

Oh yeah! Oh yeah! oh yeah!

Hora makenai yo ne? / Ei, não vamos perder, sabia?


Kuyashii na mada no brand / É frustrante, ainda somos sem marca

Shiraretenai yo no brand / Ninguém nos conhece, somos sem marca

Nanimokamo kore kara atsui kibun / Tudo começa nesse sentimento apaixonado


Tanoshii yo demo no brand [do you know?] / Estamos nos divertindo, mas ainda somos sem marca (Você sabia?)

Harikitteru nda no brand [do you know?] / Estou me animando, sem marca (Você sabia?)

Dakara [oide] koko de deau tame ni [yes, I know!] / Então (venha) para que possamos nos encontrar aqui (Sim, eu sei!)


Mezasu basho wa (takai) / O lugar pelo o qual buscamos é (Alto)

Ima yori takaku (doko made?) / Mais alto do que o de agora (O quão longe?)

Chansu no maegami o / Essa chance não virá duas vezes, então

Motte hanasanai kara / (Pegue-a) Não a deixaremos ir, então

Gyutto hanasanai kara / (Fortememente) Não a deixaremos ir, então

Oh yeah! Kiseki no niji o wataru nda / Vamos cruzar o arco-íris de milagres


Kabe wa (hi hi hi) kowaseru mono sa (hi hi hi) taoseru mono sa / Barreiras (Olá, olá, olá) Podem ser demolidas (Olá, olá, olá) Podem ser derrubadas

Jibun kara motto chikara o dashite yo / Conjure mais coragem dentro de você

Hi hi hi kowaseru mono sa hi hi hi taoseru mono sa / (Olá, olá, olá) Elas podem ser demolidas (Olá, olá, olá) Elas podem ser derrubadas

Yuuki de mirai o misete / Com coragem, mostre-me nosso futuro!

Oh yeah! Oh yeah! oh yeah!

Un makenai kara! /Sim, não vamos perder!


Kurushii mune wa no good (hurry-up!) /Desistir não é bom (Se apresse!)

Akirametara no good (hurry-up!)/A dor no seu peito não é boa (Se apresse!)

Sou sa (tsuyoku) nareba kanau omoi (yes, I go!) /Sim, se pudermos nos tornar (Fortes), nossos sentimentos podem virar realidade (Sim, lá vou eu!)


Negau basho wa (tooi) / O lugar que desejamos é (Longe)

Madamada tooku (doko ka na?) / Ainda está muito, muito longe (Onde é?)

Janpu de chikaku nare /  Chegue mais perto com um pulo

Kyou no senobi no kimi to / Enquanto você alcança

Gutto senobi no boku de /  (Fortemente) E eu alcanço também.

Oh yeah! Ano hi no chikai sagasu nda / (Oh Yeah) Vamos procurar plea promessa que fizemos naquele dia.


Yami o hi hi hi fukitobasou yo hi hi hi oiharaou yo / A escuridão (Olá, olá, olá) Vamos soprá-las pra longe (Olá, olá, olá) Vamos levá-la pra longe

Jibun kara ima o kaereba ii no sa / Você pode mudar o presente dentro de você mesma

Hi hi hi fukitobasou yo hi hi hi oiharaou yo / (Olá, olá, olá) Vamos soprá-las pra longe (Olá, olá, olá) Vamos levá-la pra longe

Yuuki de mirai o misete / Com coragem, mostre-me o nosso futuro

Sou da yo kakugo wa dekita / É isso mesmo, estamos preparadas!


Oh yeah! Oh yeah! oh yeah! oh yeah!

Oh yeah! Oh yeah! oh yeah! oh yeah!


Kabe wa hi hi hi kowaseru mono sa hi hi hi taoseru mono sa / Barreiras (Olá, olá, olá) Podem ser demolidas (Olá, olá, olá) Podem ser derrubadas

Jibun kara motto chikara o dashite yo / Conjure mais coragem dentro de você

Hi hi hi kowaseru mono sa hi hi hi taoseru mono sa / (Olá, olá, olá) Elas podem ser demolidas (Olá, olá, olá) Elas podem ser derrubadas

Yuuki de mirai o misete / Com coragem, mostre-me nosso futuro!

Sou da yo kakugo wa dekita / É isso mesmo, estamos preparadas!


Oh yeah! Zenshinzenrei! / Com o corpo e a alma!

Oh yeah! Oh yeah! oh yeah! 

 

O público vibrou quando terminamos de cantar a música No Brand Girls, logo a música Wild Stars, executamos todos os passos com perfeição.

 - Uh - a Tay falou ao pegar uma banana no ar - uma banana - ela deu um sorrisinho.

 - De onde saiu isso? - Jovana perguntou confusa.

 - Sei lá - a Tay disse começando a descascar a banana, eu logo fui para o lado dela.

 - Deixa eu dar uma mordida - pedi sorrindo largo para a mais nova.

 - Eii, eu também quero, sou sua Marida - a Lu falou se aproximando, a caçula revirou os olhos e dividiu a banana em sete pedaços - Assim Tay, você sabe que quem jogou essa banana em tu, cometeu um ato racista né? - Lu comentou ao terminar de comer o seu pedaço de banana.

 - Eu sei - ela já estava na ponta do palco entregando a casca de banana para um staff jogar no lixo - Gamsahabnida - ela agradeceu ao staff e voltou para perto de nós - mas não é como se eu fosse chorar por isso, e eu realmente acho que pessoas que julgam os outros por serem o que são sejam negros, brancos, homossexuais, trans, pessoas de outras classes, gordos, magros, eu acho que se essas pessoas tratam os outros de forma má só por serem diferentes, essas pessoas devem procurar tratamento psiquiátrico, porque Helloow! Estamos em pleno século 21 e ainda existem pessoas com esse pensamento, eu sinto informar mas o ser inferior é você que julga alguém só por ela ser diferente ou ter condições de vida menores do que a sua, você precisa abrir a sua mente, porque se você quer ser respeitado, primeiro de tudo respeite o próximo - o público aplaudiu quando a Tay terminou de falar - ah e sobre a banana, pode jogar mais, eu num vou reclamar não, afinal é comida - ela levantou os braços e encolheu os ombros fazendo uma cara fofa e fazendo todos, sem exceção, caírem na risada.

 - Mais é uma gulosa mesmo - a Lu zombou.

 - Como se tu não fosse - ela debochou.

Depois de algumas músicas eu e as meninas resolvemos fazer alguns mini covers do BTS, em nosso show.

 - Agora só falta a Jovana cantar um dos Raps do Suga-senpai - a Sakura falou quando todas já havíamos cantado, uma parte de cada música solo dos garotos, incluindo a Tay que ao invés de cantar uma parte de Epiphany cantou de Trivia Love, já que do nosso grupo ela é a única que consegue fazer os raps do Namjoon.

 - Eu tenho um pouco de vergonha - eu e as meninas sabíamos que ela estava tímida porque o Suga provavelmente está vendo o show, já que a BigHit não colocaria nossos shows na Coreia no mesmo dia.

 - Canta, canta, canta - eu e as meninas começamos a falar repetidas vezes e logo fomos acompanhadas pelas fãs.

 - Tá, vocês venceram - a Jovana estava visivelmente envergonhada - eu canto.

Ela respirou fundo e começou a cantar o rap Agust D, a voz dela saia tão rápida que eu e as meninas ficamos de boca aberta.

 - Meu Yoongi - exclamamos juntas.

 - Fechem a boca se não entra mosquito - Jovana disse dando risada.

 - Misericórdia Jovana, como que tu consegue cantar isso? Se eu tento fazer isso, Iemanjá que me perdoe, mas é capaz de eu invocar o coisa ruim - Tay disse fazendo uma careta no final



Notas Finais


Música do CP.
No Brand Girls
https://youtu.be/nORjYWsNlC0


MV:
Wild Stars
https://youtu.be/QaJ9ApZFxoA


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...