História Love Maze;- Jikook - Capítulo 28


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin)
Tags Jikook, Romance, Traição, Yaoi
Visualizações 69
Palavras 421
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção, Hentai, LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 28 - 28


Fanfic / Fanfiction Love Maze;- Jikook - Capítulo 28 - 28

Como não tinha intenção de trabalhar para Jeon Jungkook, Jimin não saberia explicar por que anotou em sua agenda o número do telefone que constava da gra- vação da secretária-eletrônica. A mensagem tinha um tom puramente comercial, mas só o fato de ouvir de novo aquela voz bastou para que Jimin se sentisse bem mais alegre. A mensagem dizia: "Aqui fala Jeon Jungkook, sr. Jimin. Tenho um assunto urgente para conversar com você. Irei a Sacramento esta tarde e tomarei a liberdade de passar por sua casa, onde espero encontrá-lo. Caso queira entrar em contato comigo, estou sempre em minha propriedade". Em seguida, acrescentava o númereo do telefone. Assunto urgente... Encontrar um jardineiro podia mesmo ser algo de tanta urgência para um homem como ele? Talvez fosse para alguém como tia Elaine, para quem até os menores caprichos exigiam urgência, mas jamais para um sujeito tão simpático como Jungkook; ele, certamente, teria assuntos muito mais importantes para tratar.

Mas alguns homens eram assim mesmo! Decerto Jungkook estava acostumado a conseguir tudo o que queria sem lutar muito. Para ele, "urgente" era resolver aquela situacão, para não ter que pensar mais no caso.

Jimin desejou que ele tivesse a maior sorte do mundo e que conseguisse ajeitar a situação. Se não arrancassem o capim que crescia no canteiro das roseiras, logo ele espalharia muitas outras sementes, que acabariam cobrindo tudo, sufocando as plantas. Pobres rosas! Será que apesar do que havia prometido, ele ia se meter a podá-las?

Durante o resto da tarde, Jimin não conseguiu interessar-se por nenhum programa de televisão, nem por revistas. Sua idéia estava fixa naquelas rosas ameaçadas de morte.

Foi na manhã seguinte que ele decidiu tomar conta do canteiro. Mas apenas daquele caneiro e de nenhum outro, porque insistia em não trabalhar para Jeon Jungkook em tempo integral, por mais que ele precisasse de um jardineiro. De certa maneira, percebia agora que ele havia feito chantagem para que Jimin tomasse aquela decisão, mas a vida das roseiras era mais importante do que suas antipatias. Qualquer estrago às plantas demoraria para ser reparado, ao passo que, se ele quisesse mesmo, seria capaz de esquecer logo de Jeon Jungkook.

Demorou uma eternidade em frente ao telefone, antes de discar o número dele. No íntimo, queria ouvir novamente a voz dele. Portanto, foi com alívio e desapontamento que ouviu, do outro lado do fio, a sra. Yoonjin explicando que o sr. Jungkook não estava.

- Oh, sim - murmurou Jimim, confuso, ignorando se aquele não seria um aviso para que ele esquecesse a decisão tomada.




...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...