1. Spirit Fanfics >
  2. Love me again >
  3. Eu quero o divórcio!

História Love me again - Capítulo 41


Escrita por: Sunshine_Sun

Notas do Autor


Ei meus amores, olha eu de novo. Leiam a nota final.

Espero que gostem, ok!?
Boa leitura.

Capítulo 41 - Eu quero o divórcio!


Fanfic / Fanfiction Love me again - Capítulo 41 - Eu quero o divórcio!

Toquei a campainha novamente, logo ouvi a chave virando e a porta se abrindo.

-Você? - Laura disse assim que atendeu a porta. – O que você está fazendo aqui? – Franzi a testa. Será que não contaram a ela sobre a reunião?

- Os meninos não chegaram? Não te contaram? – Ela apenas suspirou, fazendo uma careta.

- Niall, você tem visita – Ela disse ainda segurando a porta.

- Quem? – Niall disse vindo da cozinha com um balde de pipoca. – Eai, cara! Entra aí – ele veio até a porta - Aqui a pipoca, minnie

- Obrigada, Ni - a Laura  pegou o Balde de pipoca, indo se sentar no sofá, olhei para a tv e vi que eles estavam prestes a assistir um filme.

- Eu te ajudo, cara – Niall pegou algumas das sacolas de minha mão.

- Cadê o Louis e o Liam?

- Ainda não chegaram, mas já devem estar a caminho também. – Logo ouvimos um carro chegar buzinando. – A lá, já chegou o aparecido – Niall disse se referendo ao Louis

- E aí, seus viados – ele saiu do carro

- É o Louis? – Laura pulou do sofá correndo para fora da casa. Parecia uma criança recebendo a mãe quando acaba de chegar do mercado. Sorri vendo a felicidade dela. – Já pegou seu carro, Lulu

-Claro, querida. Depois da carona de hoje, não quero ficar sem carro nunca mais – Louis disse abrindo a porta do passageiro. – Vão ficar parados ai ou vão me ajudar? – Louis disse se referindo a mim e ao Niall parados em frente a porta. Falando em carona de hoje, devo desculpas a Laura, pela forma que agi em sua presença. A vadia da Elisabeth me tirou totalmente do ar.

- Cara, eu levo essas coisas para a cozinha e você ajuda o Louis. – disse pegando as sacolas que o Niall havia pego de mim a pouco tempo. Caminhei para a cozinha, deixando as coisas sobre a mesa.

- Para que tudo isso? – Arregalei os olhos vendo o Niall colocar uma caixa cheia de compras sobre a mesa.

- E você acha que isso é tudo? – ele começou a tirar as coisas da caixa – Até parece que não conhece o Louis.

- Será que vocês podem me dar uma mãozinha aqui – Louis apareceu na cozinha tentando equilibrar duas caixas, uma encima da outra.

- Cadê a Laura? – disse pegando uma das caixas do Louis.

- Está lá fora com o Liam.

- Será que eles vão fazer as pazes? – Niall perguntou colocando as bebidas no congelador.

- Acho que sim, o Liam é bom em pedir desculpas. Eu ainda não entendi porque eles estão brigados - Louis se sentou na cadeira. – E você, já conseguiu conversar com a Laura? – ele perguntou ao Niall.

- Acho que finalmente ela aceitou que não tenho nada a ver com o sumiço do celular dela – Acabei engasgando com a barra de cereal que estou comendo.

- Como é que é? – disse com dificuldades, não conseguindo evitar a tosse – o celular da Laura, sumiu? – Isso explica eu ter receber mensagens dela na noite em que me trancaram com a Elisabeth. Isso explica eu receber mensagens dela e ela não ter noção disso.

- Eu encontrei o celular dela, no canto do sofá depois que a Elisabeth foi embora. Você soube que ela estava aqui, não é? – Niall continuava guardando as coisas que precisam ir na geladeira.

- Eu soube – disse bebendo um copo de água, para ver se desengasgo – Porque deixou a Elisabeth entrar aqui?

- Ela me convenceu que você a agarrou a força – Arregalei os olhos, engasgando com a água.

- Eita, meu filho! Respira – Louis disse se levantando. Acabei cuspindo um pouco de água nele.

- Foi mal – disse com dificuldades, com os olhos lacrimejando, ainda tossindo por causa do engasgo.

- Essa vadia é muito baixa – Louis disse enquanto passa um pano secando os respingos de água em sua camisa.

- Cheguei – Liam apareceu na cozinha abraçado com a Laura. Pelo visto eles se resolveram. Só espero que ele não tenha dito nada sobre aquela ligação. Não dá mais para confiar nos meus amigos.

– Quem é baixa? – Laura disse pegando um pote de cerejas em conservas que eu trouxe. Sabia que ela iria gostar, são suas preferidas. Soltei um riso de lado.

Louis passou do meu lado trombando em mim de propósito.

- A bicha do Niall – Louis pegou uma assadeira de vidro, colocando frango frito, levando para o micro-ondas

- ah, pronto! Sobrou para mim – Niall reclamou enquanto lava algumas louças. Olhei para a Laura e ela está com dificuldades em abrir o pote de cereja.

- Eu vou ao banheiro - Liam saiu da cozinha.

- Alguém pode abrir para mim? – Laura apertava a tampa do pote tentando abri-lo.

- Estou ocupado – Louis disse vigiando o micro-ondas. Ele poderia abrir o pote, já que está com as mãos desocupadas.

- Minhas mãos estão molhadas, Lau - Niall disse enxaguando a louça.

- Deixa que eu abro para você – disse indo até ela.

- Não precisa, perdi a vontade - Ela largou o pote sobre a mesa, saindo da cozinha. Respirei fundo frustrado.

- O que deu na Laura? – Liam apareceu na cozinha.

- Frescura – Louis tirou o frango frito do micro-ondas, o colocando na embalagem balde para frango frito. Balancei a cabeça negativamente.

- Já que a Laura não está aqui, podemos conversar sobre certos assuntos – Liam se sentou na cadeira em frente a mesa.

Lá vem bomba.

- Como foi lá com a perua?

- Pior impossível, fui porquê não tive escolhas.

- E por que você tentou matar a Elisabeth?

- Porque aquela vadia é culpada por tudo o que está acontecendo - ainda não contei para o Liam sobre a minha suspeita da ligação ter sido feita pela Elisabeth. Esse foi o ápice para eu perder o controle.

- Quando eu e a Laura chegamos lá, ela estava com os olhos esbugalhados e a língua para fora, até roxa - Louis dizia rindo – Hilário, mas na hora não foi tão engraçado assim, o Zayn mais parecia um exterminador do futuro, determinado a matar. Foi muito triste ter que fazer ele parar, mas se não fosse por mim, ele estaria vendo o sol nascer quadrado nesse momento.

- fato – Liam disse se sentando.

- Obrigado, Louis - disse sarcástico

- E você conseguiu tirar dela tudo o que precisávamos saber?

- Mais ou menos. Em resumo, ela disse que fez isso porque éramos amigos e depois me casei com a Laura e me esqueci dela, e que ela quer estar comigo, custa o que custar. Talvez ela seja louca.

- Terminei aqui. Vou ver a Laura – Niall disse secando as mãos no guardanapo. Logo saindo da cozinha.

Depois de mais algum tempo de interrogatório do Louis e do Liam, finalmente fomos para a sala. Arrumamos os comes e bebes na mesa de centro da sala, afastamos o sofá para trás, abrindo espaço, colocamos alguns puffs para nos sentarmos, pois não vai caber todos no sofá.

- E a Laura, Niall? - Louis disse assim que o Niall desceu a escada.

- Ela vai tomar banho – Ele pegou o controle da tv, se sentando no sofá. – Fizeram uma bela de uma bagunça por aqui.

- Pode agradecer – Louis disse irônico.

- Eu vou falar com a Laura – disse guardando o celular no bolso, me levantando do Puff.

...

Adentrei o quarto da Laura, que se encontra vazio, ouvi barulho de água caindo no banheiro. Como o Niall disse: ela está no banho. Me sentei na beira da cama, a esperando sair do banho. Peguei uma blusa dela sobre a cama, sentindo o seu perfume doce de baunilha. Fechai os olhos tendo a sensação de paz, de estar em casa e ao mesmo tempo explodindo de saudades.

- O que você está fazendo aqui e com a minha blusa? – A Laura saiu do banheiro enrolada em uma toalha branca e uma outra toalha enrolada nos cabelos.

- É, eu estava te esperando – disse simples.

- Cheirando a minha blusa? – ela indagou com a mão na cintura.

- Estava sentindo o seu perfume – me levantei da cama, caminhando até ela.

- Você pode me dar licença, preciso me vestir – ela passou por mim, me ignorando. Não aguento mais ser tratado como um trapo velho.

- Preciso me desculpar por ter sido grosso e ter agido daquela forma.

- Tá, Eu não me importo - ela disse indiferente, mexendo em seu closet.

- Laura, para com isso. Você não vê que isso dói? Para que você precisa me tratar assim?

- Há um mês atrás eu nem sabia quem era você. Eu mal te conheço. Você quer que eu te trate como?

- Pelo amor de Deus, Laura - exclamei não acreditando no que acabo de ouvir – Não faz isso comigo. Você me trata como se eu fosse um nada, um completo estranho.

- É o que você é para mim, um completo estranho. – Ela disse segurando uma muda de roupa, caminhando em direção ao banheiro.

- Laura – ela me ignorou entrando no banheiro, fechando a porta.

Abaixei a cabeça passando a mão no rosto, não sabendo o que fazer. Como lidar com essa nova situação de rejeição.

- Laura, vamos conversar - Bati na porta do banheiro – Laura - Bati novamente. Ia bater mais uma vez mas a Laura abriu a porta.

- Na boa, Malik. Sai do meu quarto.

- Não, a gente precisa conversar.

- A gente precisa conversar? Então, ok. – Ela se aproximou de mim desafiadora – Eu quero o divórcio.


Notas Finais


amores, dois capítulos em um dia. Eu não aguento. Espero que estejam gostando. Amores, tenho um pedido. Leitoras fantasmas, aparecem, please, a opinião de todas vcs são importantes. Então, se puderem comentar, me farão feliz.

Será que o Z, dará o divórcio a Laura? Será que essa reunião deles vai prestar? Vcs acham que a Laura deveria acreditar que o Niall é inocente em relação ao sumiço do celular dela?
...

É isso amores. Até o próximo capítulo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...