1. Spirit Fanfics >
  2. Love me Harder >
  3. Capítulo sete

História Love me Harder - Capítulo 7


Escrita por:


Notas do Autor


É com o coração apertado que anuncio que entramos na reta final dessa fic!

Capítulo 7 - Capítulo sete


- Filha! –Ele deu um sorriso e abriu os braços para me dar um abraço. –É tão bom te ver!

- Faz muito tempo, não é? –Jade perguntou dando um sorriso sem graça.

- Três anos... –Disse coçando a nuca. –Você não quis me ver ou sua mãe inventou mais uma mentira... –Ele deu um meio sorriso e abriu passagem para mim. –Entre querida! Mary está fazendo uma torta de maça e tenho certeza que ela vai amar ter você para nos acompanhar! –A garota sorriu e entrou no apartamento e assim que pisou o pé dentro do ambiente, ouviu passos e olhou para o rumo da escada e viu um menino de cabelos de fogo correndo em direção a ela.

- Jade! –Ela se agachou e deu um abraço no irmãozinho. –Que saudades!

- Oi Jeff! –Ela esfregou os cabelos do garoto e deu um sorriso. – Faz bastante tempo mesmo! Você cresceu garoto!

- Jadelyn que bom ver você! –Ouviu uma voz familiar que vinha da cozinha e desviou os olhos. –Não vai me dar um abraço? –A ruiva perguntou se aproximando da garota que se levantou imediatamente e lhe deu um abraço apertado. Jade sempre gostou de Mary, desde a época que ela não passava de uma funcionaria na empresa do pai e quando ele anunciou o divórcio com a mãe da garota, Jade já sabia que Mary estava no meio, mas ela não culpou a mulher e muito menos a odiou, foi o contrário, porém sua mãe não conseguiu aceitar que o homem estava melhor longe dela e não aceitou a ideia de que nem todas as enteadas odeiam suas madrastas. – O que devemos a honra dessa maravilhosa visita? –A mulher perguntou quando saiu do abraço. –Será que sentiu o cheiro da minha torta? –Ela arqueou uma sobrancelha e esposou um sorriso. –Me lembro que era a sua favorita quando mais jovem!

- Amo as suas tortas de maça! –Jade colocou uma mão sobre o estomago e deu um sorrisinho. –Mas o motivo que me trouxe aqui hoje não é tão bom...

- Vamos nos sentar na cozinha e você vai me contar tudo! –O homem tocou o ombro da filha.

- É um assunto um pouco delicado e não sei se vão querer que o Jeff escute... –Jade olhou para o irmão que fez uma careta.

- Legal! –Ela cruzou os braços. –Eu pego um pedaço da torta e vou para o meu quarto! –Apesar de ter apenas seis anos, Jeff era um garoto muito educado e compreensivo.

Os quatro foram em direção a cozinha. Jeferson fez o que foi combinado, pegou um pedaço generoso da torta e foi em direção ao seu quarto, mas cobrou que sua irmã fosse até lá depois para que eles pudessem jogar o novo game que ele havia ganhado. Os três se sentaram à mesa e Jade deu a primeira garfada na torta e sorriu imediatamente, já que o gosto levou ela a infância.

- Bom... –Depois que terminou de mastigar tomou coragem para falar. –A mamãe me expulsou de casa... –O pai dela colocou o garfo no prato e fechou a cara e dava para se notar que o mesmo estava bravo. –Ela me expulsou de casa, pois estou namorando... –A cara do pai se fechou mais ainda. –Estou namorando a Tori e o senhor já conheceu ela quando foi assistir minha peça...

- Quer dizer que sua mãe te expulsou de casa... –O Sr. West apoiou a cabeça em uma das mãos. –Só por que você está namorando uma garota? –A voz do homem saiu baixa e parecia que teria um ataque de nervos. –Onde você está morando? –A pergunta fez o sangue de Jade gelar.

- Ela me expulsou hoje de tarde e queria saber se posso ficar com você por um tempo, já que não tenho para onde ir! –Jade mexia na torta e buscava forças para continuar comendo, pois naquele o que ela mais queria era sumir.

- Não... –Mary disse e Jade sentiu seus olhos se enchendo de lágrimas. –Você não vai ficar conosco uns dias! Seu pai vai entrar na justiça para conseguir sua guarda! –Mary parecia muito irritada com tudo aquilo. –A partir de hoje, Jade essa é sua casa e se quiser ir buscar alguma coisa na casa da sua mãe, basta me comunicar que vou com você e aí dela se tentar encostar um dedo em você ou em mim! –Mary fez uma pausa para tomar um pouco do suco de laranja.

- Ela tem toda razão! –O Sr. West segurou a mão da filha.

- Pensei que teria uma resposta diferente... –Jade deixou algumas lágrimas caírem e se levantou para abraçar o pai.

- Você é minha filha e nunca te rejeitaria por algo tão banal! –Ele correspondeu o abraço e beijou o alto da testa da filha.

- E pode dizer para Tori que queremos ela aqui amanhã depois da escola para jantar conosco! –Mary deu uma garfada em sua torta. –Tenho que conhecer minha nora, não é? –A mulher sempre foi assim. Agia como se Jade fosse sua filha.

- Quer dizer que minha irmã está namorando? –Jeff entrou na cozinha com a boca toda suja.

- Você estava escutando pirralho? –Jade fez um cafune na cabeça do irmão e ele se encolheu um pouquinho.

Victoria Vega Pov’s

Era um pouco mais que uma da manhã e não havia sinal de Jade. Estava com o celular nas mãos e checava as mensagens de dois em dois minutos, mas ela nem sequer aparecia online e já sabia que pela manhã estaria com uma cara de peixe morto, porém não poderia faltar a escola.

- Espero que você não esteja na rua Jade... –Disse abraçando o travesseiro e já sentia algumas lágrimas brotarem nos meus olhos. –Eu deveria ter ido com ela, só para ter certeza que ela não ficaria na rua... –Fiquei pensando naquilo por longos dois minutos e só deixei os pensamentos irem embora quando peguei o celular novamente, mas não havia nada.

Quando fui bloquear a tela, ele vibrou em minhas mãos e o rosto de Jade desceu pela barra de notificação e fui mais rápida que o Flash para ver o que ela tinha a me contar.

[Jade West]

“Tori! Tenho ótimas notícias! Meu pai e a Mary vão me deixar morar aqui! ”

“Que bom! Meu amor isso é ótimo! ”

“Meu amor? ”

“Claro, não gostou? ”

“Claro que gostei Vega! Te pego sete e meia! E avisa os seus pais que você vai jantar aqui em casa hoje! ”



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...