1. Spirit Fanfics >
  2. Love Me Like You Do >
  3. Ele quer me fazer de bobo

História Love Me Like You Do - Capítulo 12


Escrita por:


Capítulo 12 - Ele quer me fazer de bobo


Fanfic / Fanfiction Love Me Like You Do - Capítulo 12 - Ele quer me fazer de bobo

Ok. Não posso negar, ou tentar o fazer, mas com o passar dos dias, depois de retornarmos à empresa, eu pude notar que as palavras de Deokhwa hyung eram verdadeiras.

“ Após finalizar um dos trabalhos que Jisung hyung havia me dado, eu pedi licença para ir ao banheiro, continuávamos a trabalhar somente na sala do casal, evitando qualquer contato com o Hwang, aliás raramente saímos da sala por causa do Hwang e Seo.

Enquanto lavava as mãos, ouvi o som da porta ser aberta, eu torcia para que fosse qualquer pessoa exceto Hyunjin e Changbin, e felizmente era Deokhwa. Este ficou surpreso em ver-me ali, sorriu em seguida.

- Soube que ficaram apenas na sala de Minho e Jisung. – disse ele.

- Ah, sim. É para não ter o azar de encontrar o Changbin. – falei, agora secando minhas mãos.

- É o certo a se fazer, aquele cara pode parecer inofensivo, mas só Deus sabe do que ele é capaz. – assenti com a cabeça. – Ainda mais, se ele souber que o Hwang está deixando de gostar dele.

- Como assim?

- Você não reparou? – neguei com a cabeça. – Hyunjin está, pouco a pouco, se apaixonando pelo seu amigo.

Aquilo era sério? Não poderia ser, Deokhwa estava tentando me enganar. Hyunjin era perdido por Changbin, todos sabiam.

- Não diga bobagens Hyung.

- Não estou dizendo bobagens. – engoli em seco. – Hyunjin está começando a perceber também. Se fosse eu que tivesse “agredido” o Seo, como o mesmo disse para todos, acha mesmo que eu estaria aqui ainda? Não. Eu não estaria, aliás correria o risco de ser processado.

- Mesmo que ele goste de meu melhor amigo, Jeongin gosta do Félix.

- Será mesmo? – ele fez uma expressão de pensativo. – Repare, um pouco mais, em Jeongin. E depois me diga, como ele reage quando está com o australiano.”

E de fato, Jeongin já não agia com o Lee australiano como nos dias de escola. Era diferente. Era estranho olhar para eles, mesmo sendo namorados, eu já não via reciprocidade. O que aconteceu Jeongin?

Uma ideia maluca passou pela minha cabeça, de repente. Mas como eu disse, era loucura, até mesmo idiotice.

Mas...E se Jeongin estiver se apaixonando por Hyunjin?

Logo o Hwang. O homem que socou-o acreditando nas falsas palavras do Seo.

Mas por que Jeongin trocaria Félix por Hyunjin?

E como o Lee ficava nessa história, ele ama Jeongin, é visível. Mas Jeongin parecia não mais o amar.

Meu bom Deus!

Não, era loucura minha. E Deokhwa estava tentando me confundir. Sim, é isto.

Ao meio dia, Jeongin estava à espera do namorado na entrada do restaurante, eu, esperto, não ficaria parado ali, pegaria meu almoço e iria os esperar na “nossa” mesa.

Avistei Deokhwa, aproximando-se da mesa onde eu já me encontrava sentado. Detalhe, nem Jeongin, muito menos Félix, havia aparecido ainda.

- E então, Seungmin?

- Então o que? – olhei para ele, fingindo-me de desentendido.

- Notou algo de diferente em Jeongin? – perguntou ele. Aish, eu, sinceramente, não queria falar sobre aquilo.

- Nada ainda.

- Por que mente para mim? – What? Como ele sabe que estou mentindo? – O que notou?

- Eu não quero falar sobre isso, Jeongin é meu melhor amigo, não tem porquê eu duvidar de seus sentimentos em relação ao Félix. Você está tentando me confundir. – falei, ele arqueou uma sobrancelha, parecia surpreso.

- E quanto aos seus sentimentos?

- Meus sentimentos? Como assim?

- Não escolhemos quem amamos, Seungmin.

. . .♡. . .

“Não escolhemos quem amamos.”

Que bobeira é essa? Eu sei que não escolhemos quem amamos. Mas o que ele queria dizer com aquilo?

Deokhwa estava brincando comigo, era fato, seus enigmas eram a prova disso. Primeiro, ele diz que Hyunjin e Jeongin estão se apaixonando. Segundo, ele diz que não há mais sentimento algum entre Félix e Jeongin. Terceiro, ele me vem com essa frase. O que ele queria com tudo isso?

Ele não estava querendo dizer que....Ah não!

Ri com aquele pensamento.

De jeito nenhum, eu realmente amo o Innie...Mas não dessa maneira. Nunca vi Jeongin além de um irmão mais novo. Nada mais e nada menos. Putz Deokhwa, você se enganou, que pena para você.

Mas devo admitir, a maneira como Hyunjin está olhando para Jeongin é diferente. Bem diferente. Até como se...Oh. talvez Deokhwa esteja certo sobre isso, mas somente sobre isso. Talvez Hyunjin esteja mesmo se apaixonando por Jeongin. Mas não que ele terá esse sentimento correspondido, conheço meu irmãozinho, e sei que sobre os sentimentos que ele nutri por Félix, e o mesmo por ele, e sei também que, principalmente depois do que o Hwang fez, Jeongin não se apaixonaria por alguém como este.

De certo modo, Hyunjin é um cara complicado. Veja bem, ao mesmo tempo em que ele bate em meu melhor amigo por causa do Seo, ele parece o querer para si. E isso é algo que eu definitivamente não consigo entender. E talvez nunca irei.

.

.

.

Jeongin e eu estávamos na fila para pegar um café e cappuccino, Minho e Jisung não haviam aparecido ainda, muito menos o Hwang. Meu melhor amigo contava-me sobre o trailer de um filme que já anunciavam a estreia para o fim do ano, e que os diretores prometiam ser algo que não iria decepcionar, quando avistamos o Seo, caminhando com um ar de soberania em direção ao elevador, não somente nós mas todos que estavam por ali, seja na fila da cafeteira ou não, olhavam com certo ódio para o Seo. Nada de anormal por aqui.

- O mesmo de sempre? – perguntou o Lee, sorrindo amigavelmente. Jeongin sorriu, como sempre sorria para ele, e nem precisou Félix sair de perto do balcão para fazer nossos pedidos, pois estes já estavam prontos.

Céus, como Deokhwa dizia que não havia mais sentimento algum ali? Eles estão tão apaixonados que só um idiota para não perceber.

Não demorou muito para que estivéssemos no nosso andar, Jeongin e eu falávamos o tempo todo sobre coisas aleatórias, até que vimos o Hwang sair de sua sala. O mesmo arregalou os olhos ao nos ver, e nós também ao ver, sabíamos quem viria depois dele, e não tínhamos como escapar. Ou melhor, temos como!

Puxei meu melhor amigo para dentro do banheiro, e nos trancamos dentro de uma das cabines, estaríamos até que o corredor estivesse seguro de ameaças. Vulgo, Hwang e Seo.

E bem, não adiantou muito.

- Espera Changbin! – ouvimos a voz do Hwang, parecia em total desespero.

- Eu só vou ao banheiro. – falou ele.

- Ah...Claro. - podia-se perceber alívio na voz do mais alto.

Jeongin me olhou, nervoso, fiz sinal para ele, para que o mesmo continuasse em silêncio, e ele assentiu, segurando mais forte o copo de cappuccino entre os dedos.

- Espero que tenha gostado da noite de ontem. – disse o Seo.

- Uhum.

- Devo admitir, você está mais obediente. – disse, normalmente, Changbin.

- Ok.

- Mas, algo estava diferente.

- Diferente, como? – perguntou o Hwang.

- Era como se seu corpo estivesse ali, mas sua cabeça em outro lugar. – e neste momento eu olhei para Jeongin. Ele tinha os olhos no copo de cappuccino, algo naquele olhar estava diferente. – Mas deve ter sido impressão.

- Com certeza. – falou indiferentemente Changbin ao Hwang. – Podemos ir?

- Sim. – fora a ultima coisa que ouvi. Logo a porta fora fechada novamente, e nós pudemos sair.

- Vamos logo, antes que os dois apareçam novamente. – disse Jeongin.

Mas antes que pudéssemos abrir a porta, a mesma fora aberta.

Deokhwa, este que sorriu ao nos ver.

- Oi hyung! – falou, Jeongin, animado.

- Olá Jeongin, como vocês estão? – perguntou ele, olhando de meu melhor amigo para mim.

- Ótimos. Acabamos de nos escapar do Changbin.

- Oh, ele já está aqui? – perguntou ele, franzindo a testa. – Podem ter certeza, quando ele vem cedo para cá, a coisa só complica pelo resto do dia. - disse o Park, massageando os cantos de sua cabeça.

- Nós vamos indo, hyung, temos um longo dia pela frente. – disse meu melhor amigo, passando a caminhar me direção a saída, e eu atrás de si.

- Oh, é claro. – antes que eu pudesse passar por si, ele segurou em meu ombro, encarando-me nos olhos.

- Não venha com seus enigmas, de novo. – falei, antes dele abrir a boca.

- Não são enigmas, mas sim a verdade. – ele sorriu de canto. – E posso afirmar que, você se apaixonou pela pessoa que menos esperava, mas essa pessoa já sabe que sente algo por você.

 


Notas Finais


Annyeon kaka
Então, eu quero avisar que se tem alguém que acompanha minhas outras histórias, eu irei as escrever sim. Mas não por ora, pretendo finalizar primeiramente Love Me Like You Do e depois irei finalizar outra e assim vai...
Pq isso? Então...Eu tô no 3rão aí é mais puxado, principalmente com a questão dos provãos.
Kkkkkk
🔺️MAS EU NÃO DEIXAREI FIC NENHUMA EM HIATUS.🔻
Kisses!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...