1. Spirit Fanfics >
  2. Love me now >
  3. Feliz Coincidência

História Love me now - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Voltei galera bonita! Sentiram saudades? Eu sei que tem Telefone Removido38 fanfics para terminar, mas essa é especial e já está quase pronta, então me perdoem!!! >_<

Espero que gostem! Sugestões e comentários são bem-vindos!

PS: FIQUEM EM CASA! VAMOS NOS LIVRAR DESSA CRISE NOS PROTEGENDO!

Capítulo 1 - Feliz Coincidência


Fanfic / Fanfiction Love me now - Capítulo 1 - Feliz Coincidência

Os dias passavam iguais, sem emoção, sem razão. Trabalhar, trabalhar, trabalhar. Foi assim que fui criada por meus pais, hoje orgulhosos por ter sua filha formada em admistração de empresas e trabalhando como assistente do CEO da maior empresa de relações internacionais. Eu, S/N morava em Seul, capital da Coréia do Sul, em um flat. Levava uma vida relativamente estável e confortável, porém sem nenhuma aventura, amor, festas. Happy hour era algo inevitável em minha empresa, porém era sempre a mesma história. Quer ver?

- S/N hoje as 19h?

- Sim, no Houses?

- ISSO menina! Vamos arrasar! – dizia uma de minhas colegas empolgada

            Shots de soju, vodka, algumas cervejas. BUM! Olha eu novamente em casa. Pronta para tomar uma ducha e dormir. Daí você me pergunta: Nossa, e o final de semana S/N? E eu te respondo: Uma merda! Estou cansada dessa repetição frenética. Eu tentei ir para uma balada, mas sozinha não consegui nem passar da porta. Alguns caras mexeram comigo, não gosto nem de lembrar.

            Hoje, sexta-feira, eu prometo que quero algo novo! Prometo para mim, S/N que tudo irá mudar.

Infelizmente adormeci no sofá antes do filme chegar na metade. Sábado então começa com um Sol resplandecente em Seul. Felizmente estamos no Outono, gosto muito do clima mais ameno e da sensação de frescor. Decido caminhar no parque próximo de casa, como de costume. Faço um “rabo” se é que dá pra chamar de rabo o tuxinho de cabelo que tenho e coloco minha roupa de ginástica padrão, bermuda, top, tênis, sem maquiagem, meu rosto precisa respirar. Mal sabia eu que minha vida mudaria completamente nesse sábado, mas completamente de verdade. Será que ainda tenho vida? Não sei explicar.

            Caminhava em ritmo acelerado no parque, já havia completado 2km.

- Faltam mais 8km, força S/N! – disse para mim mesma

            Continuei andando e logo comecei a trotar. Meu trote se transformou em uma explosão e comecei a correr. O fio dos meus fones balançava junto de meus seios, que um pouco maiores do que a maioria das mulheres ficavam “molengas” em caminhadas. Eu estava escutando Happier do Marshmallow, meu coração estava acelerado. O dia estava prestes....

- EI CUIDADO! – gritou uma voz que fui incapaz de ouvir antes que....

*barulho de queda com coisas na mão*

- Aish! Que desastrada... me desc-.... – eu estava no chão e ele também, uma completa bagunça, todos seus papéis e sua bike estavam no chão, uma completa bagunça, seu cabelo, uma completa bagunça, seu rosto, uma completa bagunça... – eu-e-eu...

- Tudo bem, relaxa Noona! – disse piscando desajeitado começando a recolher os papéis espalhados, seu estilo era diferenciado, jovial, devia ter uns 18 anos, mas era lindo, emanava vida – Deixe-me ajuda-la!

- Está tudo bem... – disse tentando mostrar algum tipo de reação, bati nos joelhos a poeira do chão e fui levantando pegando alguns papéis do chão – Me desculpe pela trombada. – disse envergonhada

- A culpa foi minha, me distrai com seus peitos mexendo! – disse ele colocando os dedos e indicando o movimento que meus seios faziam rindo. Não resisti e soltei uma risada, embora não fosse do meu feitio, afinal eu era uma mulher séria, mas a forma fofa e inocente que ele disse me fez rir

- Aish! Não deve olhar os seios de mulheres mais velhas. – cruzei os braços disfarçando o riso e franzindo a sobrancelhas

- Ei, desculpe! Não quis constranger Noona! – ele diz fazendo careta e sorrindo tímido

- Tudo bem Sr. distraído! – digo soltando uma risada sem jeito, o que deu em mim? Ele é um adolescente e eu uma mulher, além de estar dando mole deixei ele falar de meu corpo....sinto então minha bochecha corar de vergonha

- Sou Lee Tae-yong! – ele estica a mão para um aperto simpático – Mas me chame de Taeyong, ou Tae... – ele dá com ombros

- É....S/N! – digo apertando sua mão, seus dedos são longos e sua pele consegue ser mais branca que a minha – Eu não tenho apelidos. – ri sem jeito

- Que careta... – ele ri – Já sei! Sra. Peituda. Que tal? – ele gargalha como criança e as pessoas passando começam a olhar

- Ei... mais respeito, você não sabe se sou casada! – digo franzindo a testa

- Não tem marca de aliança. – ele diz se colocando totalmente ereto e passando seus dedos no cabelo – Isso me deixa intrigado... – ele sorri com um ar malicioso

- Co-oomo assim? – arregalo os olhos e coro

- Posso deduzir que você nunca teve nada sério, ou pelo menos nada que fosse bom o suficiente para você. – ele diz puxando meu lacinho e soltando meu cabelo se aproximando mais de mim

- E quem é você? Holmes? – digo tentando expressar alguma autoridade, ele era um adolescente enxerido, mas estava me deixando com as bases abaladas, de alguma forma, ele era sensual sem querer ser, seu cabelo platinado chamava atenção, seu estilo, sua maneira de se portar.

- Quase.. – ele disse chegando perto ao meu ouvido – Posso te beijar? – ele cola sua boca em meu ouvido e sinto meu corpo vibrar, nunca senti nada igual. A verdade é que ele estava certo, estudei tanto, me preocupei tanto com minha imagem que nunca tive nenhum tipo de aventura amorosa

- Garoto, por favor. – disse tentando me afastar

- Garoto?  - ele franze a testa e se afasta cruzando os braços

- Aish... – eu fico confusa – Você é garota?

- Não, mas garoto também não sou. – ele ri – Quantos anos acha que eu tenho?

- Amm.... – coloco a mão no queixo – 18? – digo sem certeza

- QUEM ME DERA! – ele cai na risada – Tenho quase 25, faço em Julho! – não era possível, ele tinha minha idade, apenas com alguns meses de diferença, pois eu acabara de completar 25 em março

- Nãaaao... – disse surpresa

- Não? Porque Noona? – ele diz confusa

- Pare de me chamar de Noona! Temos a mesma idade! – coloco as mãos na cabeça

- ÉEE? Mas você parece tão madura! – ele passa as mãos nos lábios

- E você parece ser um bebe! – digo e logo percebo no que disse tentando desfazer o bebe da frase

- Hum... se sou um bebe eu deveria poder mamar. – ele morde os lábios e diz sem vergonha alguma me deixando incomodada e ao mesmo tempo delirante para descobrir os segredos daquele homem

- AISH! Vou embora! – disse tentando não parecer fácil e nem me dignar a palavras tão “baixas”, embora a verdade era que é exatamente isso que eu queria

- Não Noona! Quer dizer, S/N! – ele diz pegando minha mão – Me desculpe, eu tenho essa mania.

- Típico de adolescente. – digo séria

- Aish. – ele abaixa a cabeça – Tenho que fingir que me importo não é? – ele sorri em seguida

- Que ousadia! – digo espantada

- A vida é curta gata, tem que se arriscar. Posso conhecer o amor da minha vida com meus papos “infantis” – diz ele fazendo gesto de aspas com as mãos – confesse, você gosta de ouvir algumas coisas mais ousadas, não é? Você não está com calor? – ele abaixa o tom de voz e se torna sexy, se é que há como ser mais do que ele já é

- *suspiro* - antes que eu pudesse tentar dizer algo sério começo a rir e ele me acompanha

- Eu disse... – ele arqueia a sobrancelha – Posso te beijar agora?

            Não sei o que havia comigo no sábado, mas simplesmente acenei que sim com a cabeça. Ele então soltou novamente os papéis, que caíram como nada no chão, as pessoas passaram olhando, mas felizmente fui entorpecida por seu gosto de menta e sua língua experiente. Eu não sabia exatamente como beijar, afinal de contas isso nunca foi prioridade em minha vida. Nós nos beijamos. Sem qualquer pudor ou vergonha suas mãos correram meu corpo, ali mesmo na praça. Eu tentei pará-lo, mas ele era mais rápido que eu. Entre um beijo e outro ele riu para mim malicioso e apertou minha cintura forte. Não resisti. Era isso que eu buscava.

 


Notas Finais


O que acharam? :9

Até o próximo capítulo! /o/

XOXO


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...