1. Spirit Fanfics >
  2. Love Me Now Or Let Me Go >
  3. Capítulo 37

História Love Me Now Or Let Me Go - Capítulo 5


Escrita por: ritaar13

Capítulo 5 - Capítulo 37


Jasmine POV

Chegámos num armazém um pouco longe de onde eu morava, aquilo era sombrio, me arrepiei logo que cheguei e pisei aquele solo. O homem tocou em meu ombro e me fez sinal para eu avançar para dentro do armazém, no inicio eu hesitei mas logo respirei fundo e comecei a avançar sobre o olhar atento daquele homem de quem nem sabia o nome.

- Esses são meus capangas

- Que bom, já posso ir embora? - sorri sem vida

- Não se arme em espertinha comigo, pode sair-se mal senhorita - ameaçou

- Mas eu quero saber que porra estou fazendo aqui, porque você me escolheu para entrar nesse seu joguinho? Não estou gostando da brincadeira

Ele ia responder mas fomos interrompidos pelo meu celular, olhei rapidamente para o visor e vi "Briana" congelei porque para ela me estar ligando é coisa com o Justin... Não estava gostando nada disso.

- Tenho mesmo que atender essa, se não atender vão ficar preocupados comigo e vão vir à minha procura

- Não se demore - Me fuzilou e eu assenti

Chamada ON

- Fala

- Jas, o Justin está à porta de minha casa à sua procura e parece bem bravo, o que se passou? O que faço? Me explica..

- Ah Briana, preciso que você diga uma mentirinha sei lá, ai porra estou fudida

- Fudida porquê? Que houve, Jasmine?

- Ah... N-nada demais, eu depois conto tudo para você, mas tente segurar o Justin..

- Vou tentar, não prometo nada, ele parece estar mesmo bravo

Chamada OFF

- Estou de volta

- Demorou - Me fuzilou - O que houve?

- Nada da sua conta, minha vida ainda é comigo

- Olhe aqui mocinha, não vou estar aqui aturando suas respostas de mau gosto. Aqui você me respeita para ser respeitada, já lhe falei isso uma vez, da próxima vez que falar isso outra vez você não vai gostar - Apertou meu braço

Justin POV

Ainda estou pra ver a desculpa que Briana vai inventar para salvar a pela da amiguinha, Jasmine Jasmine, você não sabe com quem se meteu, você ainda não conheceu o verdadeiro Justin Bieber, ai não conheceu não.

- Justin? - Briana abriu a porta

- A Jasmine?

- Ah...E-ela...E-ela está passando mal, é isso

- Sério? Então deixa eu ver ela, ela deixa logo de passar mal

- Justin, é melhor, é coisa de mulher, é chato

- Ué, vivo com essa mulher todo dia, sei quando ela está com período

- Ah Justin! Não é isso, não dá para entrar agora, tá? - Ela ia fechar a porta bem na minha cara, coitada, meti o pé na porta, empurrei e entrei por aquela casa dentro. Fui até todos os quartos, todos os cantos daquela casa e nada de Jasmine. Eu sabia, vadia.

- Você tá louco? Entra na minha casa assim?

- Eu sabia que a Jasmine não estava aqui, você quer enganar quem? Você não, sua amiga! Ela pensa que se esconde de mim mas não esconde mesmo. Deixa só eu meter as mãos naquela va...

- Como é que é? Você está a pensar em bater na Jasmine? Eu ouvi bem? - Ela estava quase gritando, fiz merda

- Você tá louca? Eu não disse isso

- Você disse que se apanhasse aquela vadia...Nem acabou

- Eu digo isso de cabeça quente Briana, nada de grave, nunca toquei com um dedo na sua amiga, pode ficar descansada

- Espero bem que não Bieber, a Jasmine não sabe, mas eu sei bem o que você e os seus amiguinhos foram - Vadia do caralho, o que é que essa sabe também

- Como é que é?

- É isso mesmo que você ouviu, as drogas, os negócios, as mulheres...Eu sei tudo Bieber, afinal quem não sabe né, só a Jasmine não sabe porque ela tá cega de amor, tá demasiado apaixonada por você. Vou ser bem sincera com você, eu nunca gostei dessa vossa relação, sabia que em uma hora você ia machucar a Jasmine, ou vai mudá-la...E quando esse dia chegar, eu acabo com você

- Eh piveta, se você sabe tão bem quem eu fui/sou, você também deveria saber que a mim ninguém me ameaça, muito menos uma menina como você

- Ué me ameaçando Bieber? Eu tenho Zayn para me defender - Sorriu cínica

- Com esse Zayn posso eu muito bem, já enfrentei muito pior que esse muleque, se toca Briana. Tou indo.

Saí daquela casa puto, essa vadia que nem pense que vai contar alguma coisa pra Jasmine, ela não pode saber nada porra. Mas eu esqueci o que tinha ido ali fazer, encontrar a Jasmine que não estava lá. Mas não vou nem procurar ela, vou para casa, esperar para ela entrar naquela casa feita vadia como se eu não soubesse nada.

Jasmine POV

Já estava cansa daquele lugar, não posso mais com aquilo, não posso mesmo. Me mostraram o armazém todo, as armas, tudo o que há para saber naquele lugar, era tudo tão estranho, não gostava daquele mundo, não gostava mesmo.

- Chegou a minha parte preferida - Ele sorriu vitorioso

- Que parte?

- Pega - Ele me deu uma arma para a mão e eu fiquei sem entender nada, o que ele queria que eu fizesse com aquela porra?

- Isso é para quê?

- Para matar ué, você vai matar o seu primeiro alvo que está fechado na sala ao lado

- Porque é que eu vou matar ele? Ele não me fez nada

- Resposta errada, aqui você mata quem eu mandar. Se eu mandar você matar o presidente da república você mata, entendeu? Agora pega nessa porra antes que eu faça algo que me arrependa

Nesse momento ele colocou a arma na minha mãe e eu senti um frio atravessar o meu corpo inteiro, meus olhos ficaram a olhar para aquela arma e meu coração acelerou. Fui conduzida até a uma sala onde tinha um homem amarrado a uma cadeira e estremeci com aquela cena

- Mata - Uma voz fria ecoou na sala

- Não posso, não devo - Choraminguei

- Se você começar a choramingar e falar esse discurso se tiver entre a vida e a morte e for obrigada a matar alguém você se fode menina. Mata logo.

- Não posso...

- MATA LOGO ANTES QUE EU MATE VOCÊ, APONTE A PORRA DESSA ARMA E MATE O CARA - Pegou no meu braço e esticou-o apontado a arma em direcção à cabeça do homem, quando de repente o meu dedo puxou o gatilho e ouvi um estrondo e um frio invadiu meu corpo e estremeci por completo - Custou? Aff, vá para casa..

Fiquei olhando para o homem, me ajoelhei ao pé dele com uma poça de sangue à volta da sua cabeça e as lágrimas cairam pela minha cara

- Me desculpe... - Sussurei

Fui para casa e quando cheguei à porta e meti a chave na fechadura me lembrei de que provavelmente iria levar uma boa sova por ter mentido para o Justin..

- Cheguei - Sussurei e fui até à sala onde o Justin se encontrava sentado no sofá a bater com o pé no chão e me fuzilou quando entrei

- Seja bem-vinda à sua casa donzela, já não lembrava que morava aqui? Ou já não lembra mais também onde é a casa da sua amiga Briana? É que você não esteve lá

- Justin, eu posso explicar...

- NÃO VAI EXPLICAR PORRA NENHUMA. QUANDO VAI ADMITIR QUE ME ANDA A FAZER UM BELO PAR DE CORNOS?

- EU NÃO TE TRAI JUSTIN, EU AMO VOCÊ COMO NUNCA AMEI NINGUÉM. SÓ PORQUE NÃO DIGO ONDE VOU NÃO QUER DIZER QUE ANDO COM OUTRO HOMEM! ENTENDE ISSO...porra.

- Ah Jasmine, custa muito voc...Que mancha é essa na sua calça?

- Que mancha Ju... - Olhei para a minha calça e tinha uma enorme mancha de sangue, provavelmente foi quando me ajoelhei ao lado do homem, merda

- Jasmine, que porra é essa? Como é que você fez isso?

Continua...


Notas Finais


Espero que tenham gostado meus amores <3 COMENTEM!
ASK DA JASMINE: http://ask.fm/jasminemarievluv
ASK DO JUSTIN: http://ask.fm/thejustindbiebs


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...