História (L.O.V.E) My Word, you rules , my pain - Red(HIATUS) - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Undertale
Personagens Alphys, Asgore Dreemurr, Asriel Dreemurr, Chara, Frisk, Papyrus, Personagens Originais, Sans, Toriel, Undyne
Tags Aus, Fell Sans, Spiwhirit, Underfell
Visualizações 22
Palavras 720
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Fantasia, Fluffy, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sadomasoquismo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


E mais um capítulo quentinho saindo do forno heh.. Quis deixar ele bem curto mesmo, afinal, quase todos serão assim.

Aproveite a leitura [email protected] torradinha melosa!~

W.B - Sim sim, aproveite a leitura!

Capítulo 2 - Sweet Winter Days


Ele observava pelo vidro da janela a neve caindo nas ruas vazias da Underground de Underfell, a mesma janela sendo embaçada pelos flocos de neve e impedindo-o de vislumbrar mais alguma coisa do outro lado. Afastou-se do vidro da janela e inspirou fundo, encarando a si mesmo por breves instantes antes de dar início a uma curta caminhada até o outro lado, a cozinha. Quando chegou no outro cômodo, se direcionou para a geladeira e a abriu, deparando-se com leite, biscoitos, chantilly e ovos podres. Deu de ombros e pegou os biscoitos e o leite, segurando a respiração para não ter de sentir o cheiro mofado que vinha da geladeira por conta dos ovos podres. Uh.. Teria de dar um jeito nos ovos podres e aquele cheiro impregnado na geladeira, se não o fizesse, seu chefe provavelmente iria puni-lo como sempre o fazia. Tirou os ovos podres de dentro da geladeira e os jogou fora, virando-se para a geladeira e limpando-a por dentro, não demoraria muito para que aquele cheiro de mofo desaparecesse. 

- Okay, agora irei fazer a pausa para um lanche. O chefe não está aqui mesmo.. — Pegou uma bandeja e depositou todos os biscoitos cobertos por chantilly nela, com o leite em um copo.

Teleportou-se para a sala com o lanche e colocou tudo sobre a mesinha de vidro no centro. Uma revista de quadrinhos rasgada estará jogada no chão perto do sofá. Deu de ombros e pegou o controle no sofá, ligando a tv digital. Havia diversos canais de desenhos animados passando, mas ele não tinha interesse naquela coisa infantil, tinha de ver alguns filmes de terror, era isto que levantava seu astral. Passou-se alguns minutos para que finalmente achasse um 'canal decente', onde um filme sobre uma máfia de assassinos estaria assaltando uma joalheira bastante refinada. Típico clichê, pensou o mesmo, sentando-se no sofá e pegando a bandeja de biscoitos juntamente do copo com leite morno.

 - Meh. Sempre tem essa coisa do chefe da máfia se apaixonar pela mocinha e tal, eles fodem, ela fica grávida e vivem felizes para sempre. urg..!.? Eu já estou cansado dessas mocinhas que não são nada mocinhas. São apenas um monte de putas que se entregam pra qualquer cara que encontram no caminho, porra! Até às putas são melhores que essas! — Exaltou-se falando consigo mesmo, claramente arrependido por este estresse repentino, pois acabou fazendo com que a bandeja de biscoitos escorregasse de suas mãos e caísse no chão, espalhando suas migalhas de biscoitos e sujando o chão com farelos.

Xingou-se mentalmente por ter deixado aquilo acontecer, tomando dum último gole do leite no copo e colocando o copo vazio sobre a mesinha de vidro. Usou de sua magia para fazer com a bandeja, as migalhas e farelos de biscoito desaparecessem e acomodou-se melhor no sofá. Desligou a tv já meio impaciente, nada de mais passando nela. O filme era chato e clichê como todos os outros, então não tinha mais porquê de ficar assistindo aquela porcaria. Ergueu-se do sofá e ajeitou o casaco vermelho de inverno, preparando-se para sair daquele local. Com um pouco de hesitação, teleportou-se para fora da casa, reaparecendo em uma das calçadas das ruas de Underground. Estava vindo uma nevasca...

- Hm... Mas que merda! Quando decidi sair daquele inferno vem este maldito temporal! Porra, vá se fuder tempo!! — Gritou aos quatro ventos.

Alguns monstros que passavam por ali o olharam com olhares incrédulos e desconfiados, nenhum deles se atreveria aproximar-se do esqueleto das vestes vermelhas. Todos dali nunca gostaram do mesmo, era sempre recebido com frases de desprezo e afastamento de diversos lugares. Ele não entendia, e nunca iria entender todo o ódio que aqueles monstros sentiam por ele, nunca fizera algo ruim para alguém. Talvez isso tivesse envolvimento de seu irmão, sabia como era temido por todos e em como matava e torturava aqueles que ousavam se aproximar de seus pertences. Mas ele não era um pertence

- Feliz nevasca então.. — Enfiou as mãos nos bolsos da jaqueta e saiu andando pela calçada, a atmosfera fria distribua calafrios nos meros tolos que não trouxeram seus casacos para aquecerem-se dos dias intermináveis de inverno.





.

Saber que nunca poderia ser aceito como era











o deixava extremamente frustado. 









 ...







E deprimente .....









Queria que tudo não tomasse o seu próprio rumo...





.


....







Queria que aquele inferno acabasse...






....






| Fim de capítulo 1 |


Notas Finais


Espero que tenhas gostado do capítulo! ^^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...