História Love Never End - Capítulo 6


Escrita por:

Postado
Categorias The Walking Dead
Visualizações 18
Palavras 703
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Ficção Adolescente
Avisos: Linguagem Imprópria, Sexo, Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 6 - Vida


Carl


A guerra começou a quatro dias, sem parar, as pessoas de ambos os lados morreram. Meu pensamento a cada facada, a cada tiro, era a dor que eu queria acabar momento em que a merda de um Salvador atirou nela.


Os zumbis também entraram na luta, Shiva morreu tentando me salvar.


- CARL! - ouço Jesus me gritar - TENHO QUE TE CONTAR UMA COISA.


- ESPERO QUE.... SEJA ALGO IMPORTANTE, ESTOU OCUPADO AQUI.


- A AMANDA, ELA ACORDOU!


Aquilo me deu um estímulo à mais, todos os zumbis que estavam perto de mim morreram. Negan evacuou, sumindo com o povo dele, depois que ele quase foi morto.


Comecei a andar em direção ao carro, tinha um sorriso estampado no meu rosto, um sorriso verdadeiro.


- Onde você vai ? - meu pai pergunta.

- Ver a Amanda!

Ele parece ter entendido meu sorriso, e pediu para fazerem uma caravana para Hilltop. Meu carro estava na frente e eu não deixei nada me abalar, nem mesmo as hordas de zumbis que sempre apareciam.

   (...)


- Cadê ela? - pergunto ao Greg - CADÊ ELA?!


- Calma, ela está tomando banho.


Entro no casa em que ela estava e vou direto ao quarto onde ela estava. Encontro seu corpo de costas para a porta e totalmente nú.


- Mandy! - seu nome saiu em um sussurro.


Seu corpo se virou para o meu de uma forma totalmente perfeita. E eu pude sentir seus braços rodeando meu corpo.

- Eu senti tanto sua falta! - digo.

- Eu também senti! - seus lábios vem até os meus e nós beijamos. 

Minhas mãos passeavam por suas curvas com delicadeza.

- Carl, ainda não! - ela diz se separando. - Eu estou sem roupa e...

- Isso já ajuda. - me aproximo dela de novo.

- Carl, é  sério, eu acabei de acordar de não sei quanto tempo, quero apenas ficar aqui com você um pouco. 

Me joguei na cama e deixei ela vestir sua roupa, que na verdade não era dela, mais sim da Enid. Ela se aninhou no meu colo como um bebê, deixando sua cabeça apoiada sobre meu peito.

- Tenho uma coisa para te falar! - digo

- Eu também tenho!

- Pode dizer primeiro.

- Vamos falar juntos pode ser? - ela fala  e  eu apenas concordo com a cabeça.

Imaginem ele falando juntos no mesmo momento.

- Quer casar comigo?
- Eu vou ir para Washington!

- QUE? - falamos  juntos.

- Como assim você vai para Washington? Não, pode me deixar aqui.

- Você quer casar comigo?

- Deixa eu falar agora. Estamos no meio de uma guerra e você quer ir para Washington? Amanda você passou um ano em coma, e se....

- Eu não faço parte dessa guerra, minha guerra é  fazer a cura e salvar as pessoas que eu amo com ela.

Passei a mão no rosto tentando tirar tudo aquilo que eu estava sentido.

- Eu não estou acordada nem a 30 minutos e já tivemos uma discussão idiota. - ela fala - Desse jeito não tem como casarmos.

- Você... Você aceitaria casar comigo, é  isso?!

- Claro que sim...mas só depois que eu fosse para Washington e voltasse.

- Amanda, não...

- Você não pode decidir isso por mim, é  algo que eu sempre tive que fazer e fiquei enrolando. Eu só vou precisar de 3 pessoas para irem comigo ou até 2. São apenas 9 horas de viajem, claro vamos parar e tals, mais podemos conseguir coisas para as comunidades. Eu vou poder te imunizar Carl, você vai poder ser mordido ou arranhado que nada vai te acontecer. Vou poder dar uma outra vida para as pessoas que morreram nessa guerra.

- Vou conseguir viver sem você? - faço carinho nos cabelos dela, indo com a mão para a bochecha.

- Sim! Você é  forte e pode ficar mais um pouco sem mim.

A puxei ficando sobre ela, admirando aquilo que era meu, só meu.

- Depois eu coloco sua aliança!

- Quero que fique com ela, e me entregue quando eu voltar. Assim eu saberei que você sempre será meu e eu sua!

- Você é  incrível!

- Você que é  incrível! - ela me beija.



Notas Finais


Oiiiii

Amanda tá viva em ?!
E antes que eu me esqueça a Amanda será a interpretada pela Maggie Lindemann, as meninas do grupo que escolheram, por votação.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...