1. Spirit Fanfics >
  2. Love of Blood - Imagine Jeon Jungkook >
  3. IV. Party

História Love of Blood - Imagine Jeon Jungkook - Capítulo 4


Escrita por:


Notas do Autor


Oioi
Boa leitura

Capítulo 4 - IV. Party


Fanfic / Fanfiction Love of Blood - Imagine Jeon Jungkook - Capítulo 4 - IV. Party

 

Quarta, 06 de março, 15:46 P.M.

Coreia do Sul, Seoul.

— Tá aí o seu celular, então, não enche mais o meu saco, por favor. — falei assim que saímos da loja da Apple e ela mexia em seu IPhone 11 Pro super animada 

— Pode deixar! O melhor presente que eu recebi! — ela me abraçou fortemente e eu não fiz diferente — Agora, a gente tem que comprar alguma coisa né, não vamos ser às únicas que não vão usar nada novo hoje. — Alisson me puxou para outra loja de roupas, já que antes de irmos comprar o celular dela tínhamos ido em uma

— A gente não vai ser às únicas que não vão usar nada porque a gente já tem roupa. 

— Mas nada novo! 

— Achei que comprando o teu celular ia te fazer mudar de ideia enquanto a isso. — bufei

— Achou errado. — piscou para mim e uma atendente chegou para falar com a gente

Reviro os olhos já imaginado as horas que iríamos ficar nessa de escolher vestidos ou conjuntos para essa festa. Que a gente ainda tem coisas mais importantes para se preocupar, mas né. Como a Ali diz, também temos que viver a outra parte da vida.

Segui elas até uma área feminina que tinha vários tipos de roupa para festa e o provador era logo ao lado. Perfeito.

— Vamos escolher! 

Ela correu para olhar as roupas e ri com aquilo. Procurei algumas que me agradavam, que eram tanto vestidos quanto saias e blusas e colocávamos tudo perto do provador. Depois de olharmos tudo e escolhido as que gostamos, partimos para o segundo passo: provar.

Mandei Alisson começar e me joguei no sofá que havia ali e comecei a mexer no celular enquanto ela provava as roupas.

— O que achou desse? — ela usava um conjunto que era aberto no peito até quase a barriga

— Acho que valoriza muito os seus peitos. — comentei mas sem dar muita bola também — Você pretende pegar alguém lá?

— Sei lá, acho que não vai dar. — ri

— Pois é, eu acho que esse é o look perfeito para jogar o charme e pegar alguém. — ela se olhou no espelho e pegou outro conjunto — E nós não vamos lá para isso!

— Vamos deixar na lista dos prováveis. — fechou a cortina me ignorando 

— Prováveis que você também pode comprar pra usar em outra ocasião. — curti uma publicação sobre comida no instagram 

— Exato. — segundos depois ela saiu com um conjunto dourado brilhoso com preto — E esse?

— Diz muito “festa”, e é chamativo. Eu gostei até. — ela me olhou com cara feia e pegou outra roupa

— Não gostei do seu tom de voz, ele até que é bonitinho. — entrou para dentro do provador

— Eu não disse que não era. Até disse que eu gostei.

 Anna: Ooi

Estou de volta na cidade

O cara que estou seguindo vai para algum evento em Seul

Esse tal evento que ela está falando deve ser a mesma festa de hoje. Talvez, muito provável, possamos também ter que dar conta de outro problema hoje.

— O que foi? — vi Ali vestindo um conjunto preto em minha frente que me fez até esquecer o que eu estava fazendo por um segundo

— Pra mim esse foi o melhor. — ri—  Me fez até perder a minha linha de raciocínio.

— Claro, tem preto. — colocou às mãos na cintura 

— Todos os outros tinham também. — ela virou para o espelho — A Anna disse que voltou para Seul porque aquele cara que ela está seguindo vem para um evento aqui.

— A festa? — fiz uma careta como se eu dissesse “talvez” — Mais um motivo para estarmos aqui. Vamos matar hoje, literalmente. — sussurrou a última parte e eu bati nela

Ela experimentou mais alguns e eu nesse meio tempo tirei algumas roupas que eu havia escolhido para ter menos trabalho, já que eu teria que experimentar tudo. Coloquei vários tipos de roupa e eu já tinha dois na lista dos prováveis. Peguei uma das últimas peças e a coloquei já de saco cheio de estar aqui. Se eu tiver que experimentar mais uma eu juro que me mato. Mas antes eu mato a Alisson.

— Min Minah, acho que é esse. — Ali disse na hora em que eu sai — Não, eu tenho certeza total!

— Você acha? Vermelho não é muito a minha cara. — me olhei no espelho 

— Claro, sua bunda tá do tamanho do sol.  — ri soprado e entrei no provador 

— Então vamos usar roupas hoje que valorizam nossas melhores partes. Minha bunda e seus peitos.

— Exato amiga.

Assim que tirei a roupa e pegamos as que iríamos levar, fomos direto para o caixa pagar e sair daquela loja finalmente. Vi que eram quase seis e meia e puxei Alisson para sair de lá rápido. Era só o que faltava a líder chegar atrasada.

Chamei um Uber para nós duas e nós nos acomodamos nos bancos do carro pegando nossos celulares para mexer durante a pequena viajem. Nem acredito que eu realmente fiquei horas experimentando roupas para uma festa...

✘✘✘

Coloquei as sacolas com roupas na sala e fui para o nosso escritório, onde tinha a mesa para todos nós e alguns computadores com um projetor na sala também. Eu e Ali sentamos ali e Lin logo apareceu juntando-se a nós.

— Estava treinando? — perguntei 

— Só vendo se a minha mira está boa. — sentou-se em uma das cadeiras

— Aish, eu queria atirar um pouco, não deu tempo de praticar nada ontem. — Ali cruzou os braços emburrada

— Assim que terminarmos aqui você pode ir praticar, Ali. 

Deixei ela um pouco mais alegre do que já estava e conforme o tempo passava todos foram chegando e se sentando. Quando todos já estavam aqui e Misaki terminou de passar tudo para o projetor, logo a planta do lugar onde seria a festa apareceu no telão.

— Lá tem só duas saídas de emergência. Uma onde nós vamos entrar que tem todo aquele estacionamento para carros e a passarela e nos fundos, mas vai estar trancada. — Misaki explica 

— Ela da aonde?

— Na rua mesmo, só que do outro lado. — apontou no projetor — Aqui fica o bar, ali banheiros, tudo isso a pista de dança e a escada.

— Dois andares? — Peter perguntou

— E são daqueles que da pra ver de cima. — ela mudou de foto e deu para ver que uma grande parte não era aberta para baixa e outra, pequena, dava — Essa área circular menor são mais para olhar o andar de baixo e ali no canto mais banheiros. Na área maior tem, digamos uma sala grande com sofá e nesse corredor quartos e uma janela no fundo. 

— Todos podem entrar no segundo andar? — pergunto imaginando a resposta

— Surpreendentemente ela é VIP. — fez uma careta

— E nós não somos esse VIP, não é? — Marcy perguntou entediada e Misaki negou

Misaki e Peter trocaram de lugar e ele voltou para a primeira foto.

— A primeira rota de fuga mais óbvia e por onde entramos. Mexi os meus pauzinhos e vou conseguir colocar um dos meus carros bem na frente. Aqui. — apontou para a outra saída de emergência — Eu vou arrombar a fechadura e deixar a porta aberta caso precisarmos sair por ali e vai ter um carro nosso do outro lado na rua.

— Como você faz pra não roubarem os seus carros quando você deixa eles ali? — Misaki perguntou 

— Eu deixo alarmes ligados e tem câmeras no carro. Se roubarem eu mato. — piscou para ela — No segundo andar não tem muitas alternativas. — passou a foto — A única saída que eu achei foi pela janela. É uma queda não tão alta então não tem perigo, mas caiam direito, por favor.

Mordo o lábio pensando em tudo que Peter havia dito e logo ele foi se sentar. Suspiro fundo e tomo o lugar dele cruzando os braços. E vamos para outra missão.

— Nós podemos conseguir tudo o que queremos hoje, mas também nada disso pode acontecer. — olho para cada um — Quero que todos tenham foco total hoje, deixo vocês aproveitarem um pouco a noite, mas não esqueçam o real objetivo. 

— E a Misaki não pode beber. — Alisson falou e a garota revirou os olhos

— Ainda não, mas eu confio nela e sei que ela não vai tomar nada. — sorrimos uma para outra — Não esqueçam que vamos ter os nossos monoauriculares, qualquer problema ou notaram algo estranho, avisem. — todos assentiram — Para subirmos no segundo andar teremos que dar um jeito nos seguranças, mas isso vai ser o mais fácil. Ali e Marcy, prepararam tudo?

— Sim. — disseram juntas

— Está tudo dentro da bolsa na sala.

— Certo. — cocei a cabeça um pouco preocupada — Lembram do Park Jaebeom? — vi Alisson desviar o olhar por um segundo

— O idiota que quase tirou a minha perna fora? Óbvio. — Peter bufou

— Anna disse que voltou para Seul porque ele veio para cá para ir á algum evento hoje. — vi a expressão de todos mudar  e dei continuação — Então temos outra coisa para nos preocupar hoje, e vocês já sabem o que fazer com ele. — todos assentiram — Podem ir se arrumar.

Saímos da sala indo casa um para seu quarto colocarmos as roupas para a festa e fazer maquiagem também. Coloquei o conjunto que comprei hoje, botas pretas, deixei o cabelo solto e fiz uma maquiagem um pouco escura.

Desci para a sala, encontrando Lin, Peter é Marcy escondendo as armas nas suas roupas.

— Você vai conseguir esconder alguma coisa nessa roupa? — Peter perguntou para mim

— Você acha que essa bota está aqui pra nada? — coloquei uma arma na bota e uma faca na lateral da minha coxa escondendo com a saia — Cadê a Alisson?

— Praticando. — Marcy se jogou no sofá — E a Misaki já está chegando com os nossos trecos de ouvido.

— Você tá uma gata, Marcy. — dei um tapinha na coxa dela

— Digo o mesmo. Você sabe que pra gente se pegar só depende de você né? — gargalhei e Misaki chegou entregando os nossos “trecos de ouvido

— Ser pan é muito fácil, pega qualquer um. — Peter disse

— Qualquer um mas os idiotas a gente passa. 

— Vou chamar a Ali pra gente ir. — levantei do sofá e peguei o meu ponto — Misaki pega uma arma aí pra você também, e você tá linda.

— Valeu mãe. — disse pegando uma arma

Fui para atrás das escadas e coloquei o código para entrar na sala onde Ali estava. Caminhei até ela, que atirava sem nem se preocupar com o que estava em sua volta. Deixei que ela terminasse de atirar tudo que tinha no cartucho para chamá-la.

— Nós temos que ir. — ela vira para mim rápido e larga a arma — Peituda.

— Vamos bunduda. 

Saímos da sala de tiro e todos já estavam fora da casa entrando no carro de Peter. Ele deu partida com o carro e com a velocidade que ele dirigia chegamos em minutos na festa. O som estava bem alto, tinha várias luzes, muitas pessoas e carros entrando e saindo.

Peter estacionou no lugar que ele disse, e saímos do carro aos poucos e logo já estávamos indo para a porta de entrada. Segundos depois a conversa fora da festa tinha aumentado e as pessoas estavam olhando para alguma coisa no estacionamento.

Virei procurando o que elas tanto olhavam e  vi uma limusine parando e alguns homens saindo dela. 

— Não acredito. — digo chocada com quem eu via saindo dela

— Meu Deus, todo mundo parou só porque eles chegarem de limusine. — Alisson riu e continuou a caminhar

— Eu disse pra gente vir de limusine, mas você não quis. — Peter levantou os braços e correu para acompanhar a Alisson

Conforme eles iam saindo da limusine, minha raiva aumentava. Marcy me puxou pelo braço para parar de olhar para eles.

— Esquece isso. Deixa o BTS querer aparecer, só querem atenção e a gente não quer isso no momento. Então não dê a eles o que querem.

Dou uma última olhada, vendo o senhor intrometido cruzar o seu olhar com o meu, viro de costas para ele e volto ao meu caminho. Marcy tem razão, não vou dar a eles o que querem.

Mas o “BTS” já está me irritando, e até demais.


Notas Finais


Se quiserem ler mais fanfic’s minhas; @NinaaS2
Obrigada por me aturarem até aqui! 💕


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...