História Love Of Blood - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Diabolik Lovers
Personagens Ayato Sakamaki, Beatrix, Christa, Cordelia, Laito Sakamaki, Personagens Originais, Reiji Sakamaki, Shu Sakamaki, Subaru Sakamaki, Yui Komori
Tags Romance
Visualizações 93
Palavras 1.338
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Hentai, Luta, Mistério, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Segue com narração do Subaru:

Capítulo 4 - Subaru


Fanfic / Fanfiction Love Of Blood - Capítulo 4 - Subaru

Estava no meu quarto naquela manhã, sentia que hoje seria mais um dia chato porém eu escutei um carro na frente da mansão e fui ver. Ninguém percebeu que eu estava lá nem mesmo quem acabara de entrar aqui. Estava com neblina baixa e essa pessoa não me viu. Eu estava logo atrás olhando para aonde ia, quando percebi que estava chegando na entrada eu parei. Pude ver que era, uma garota de cabelos platinados. Ela olhou para trás e eu me afastei mais, ela tinha me visto? 

Ela depois de um tempo se virou e foi até a porta. Queria ver ela mais de perto então eu fui para dentro da mansão para atender. 

Ela bateu na porta e eu a abri. Quando ela entrou não gritou se alguém estava lá. Achei meio mal educada, ela andou mais alguns passos a frente, parecia encomodada, ela tinha me visto? Bem eu não aguentei e fui até ela, ela ia dar mais um passo mas eu a segurei pelo braço. 

-Quem é você?! -disse de uma vez. 

Ela ficou me encarando de volta e depois conseguiu se soltar da minha mão, ela é bem forte para uma garota. 

Ela apertou o pulso, vi que exagerei na força, quando olhei para seu rosto vi que sua bochecha estava vermelha. Alguém tinha batido nela? 

-Quem é você? -disse com a voz mais suave para aliviar o clima. 

Ela olhou para mim de novo, era minha imaginação ou ela estava triste? Seus olhos exalavam esse sentimento. 

-Ninguém o avisou?-ela pareceu decepcionada-ela desviou o olhar, eu também estava estranho clima-eu não sei por quê mas eles disseram que eu vou morar aqui de agora em diante. 

Entendi ela era outra noiva. Shu seu baka! "Esqueceu" de novo? 

-Tcs-porque eu ainda tô aqui? 

Eu saí e a deixei sozinha, que os outros tomem conta dela. 

Eu subi para meu quarto e me deitei na minha "cama". Mais uma garota para aguentar. Se passaram alguns minutos e eu vi que ela não tinha gritado nem nada. Ela tinha desmaiado? 

Eu comecei a ficar sonolento e quando me dei conta estava dormindo. 

Quando eu abri os olhos já estava de tarde. Eu me levantei e me dei conta de que não estava sozinho. 

-O quê é isso?! -Reiji,Laito e Ayato estavam no meu quarto me olhando. 

-Ela vai estudar com você-disse Laito-uma pena. 

A baba ovos vai estudar comigo? Não, não e não. Já não basta eu conviver com eles eu ainda vou ter que virar babá de uma humana? 

-Laito avise ela-disse Reiji, Laito sumiu e Ayato olhou para mim. 

-Ela também vai ter uma aula comigo e o Kanato, mas todas as outras vão ser com você... 

Ele sorriu e começou a rir. Eles sabem que eu sou meio anti social e não aguentaria ficar com uma pessoa no mesmo cômodo. Agora me vem essa. Eu fechei os olhos e respirei fundo e meu nariz pegou um doce aroma no ar... parecia... 

-Vocês sentiram isso? -eu olhei para porta era Kanato-Teddy também sentiu... 

Laito... 

Fomos para o quarto de Aiko, ele estava quase a mordendo de novo. 

-Eu te pedi para falar sobre as regras e não para fazer um lanche-disse Reiji, os dois olharam para ele. 

-Desculpa... -Laito se afastou rindo, ela colocou a mão no pescoço, patético. 

-Isso vai passar-respondeu Ayato para Aiko-por pouco tempo... 

-Vamos logo ao assunto-disse por fim impaciente. 

-Calma aí Subaru! -disse Laito. 

-As regras são o seguinte-começou Reiji finalmente-(1)você não pode sair da mansão de jeito algum ou sem que um de nós te acompanhe(2) você terá que se acostumar aos nosso horário, sempre optámos por estudar de noite para ser mais sigiloso e (3) nós somos seus donos. 

Eu percebi que Aiko ficou irritada com a última parte e quase ri com sua reação e seu punho se fechando. 

-Ótimo-falou Reiji. 

-Ótimo-respondeu Aiko. 

-Sua roupa-falou Ayato apontando para a cama dela, ela ficou parada olhando um pouco para ela, com certeza não havia gostado. 

-Saia? -ela disse indignada, ela olhou para nós que a fuzilamos com os olhos-eu "amo" saia-com certeza estava sendo sarcástica. 

-Até daqui a pouco Aiko, diz tchau Teddy! -quando Kanato disse isso todos foram embora, mas eu fiquei. Minha garganta estava seca. 

Ela me viu no canto da parede. Eu saí e comece a andar na direção dela. A sede estava me matando e o cheiro do sangue dela não saía da minha cabeça. Tenho que admitir que queria ser o primeiro a experimentá-lo, sua pele parecia tão macia. 

Quando eu ía puxar ela, eu recuei. Meu estômago embrulhou. O que diabos estava acontecendo com meu corpo? Só depois de um tempo percebi que ela me olhava, com um olhar profundo, um olhar triste. Eu parei, e me assustei com minha reação. Parecia que eu tinha visto um fantasma para ela por que ela se virou com um olhar de culpa. Eu balancei a cabeça e saí daquele cômodo o mais rápido o possível. 


Eu fui para a parte de trás da casa. Eu não acredito no que eu fiz, na verdade, nem sabia se era eu que estava no controle. Eu não quis beber o sangue dela? O que estava acontecendo? Eu fiquei com pena de uma noiva? Porque? 

-Sobrinho-eu olhei para trás era Richter-quanto tempo. 

-O que você quer?-respondi com frieza. 

-Eu só vim dar uma visita-ele colocou as mãos nos bolsos-então...por que você não a mordeu? 

Eu gelei e comecei a suar frio. 

-Então estava me vigiando? 

-Não posso mentir, fiquei curioso ao ver a cena-ele olhou para a mansão-ela é uma bela garota, não estrague tudo. 

-Como assim?-eu me virei e ele não estava mais ali. 

-Vai entender-ouvi sua voz sendo levada pelo vento. Eu não tenho nenhum sentimento por aquela baka. 

Eu entrei pra dentro da mansão angustiado. Tio imbecil. 


Quando me dei conta já estava de noite e eu estava faminto. Eu desci e fui direto para a cozinha, tinha sido o último a chegar, mas ali do outro da mesa Aiko tinha acabado de se sentar. Atrasada. Eu olhei mais detalhadamente para ela e seu rosto. Ele tinha razão ela era bonita. 

-Subaru?-perguntou Laito. 

Eu apaguei essa última parte do meu cérebro e me sentei na única cadeira vaga que por acaso era do lado de Aiko. 

-Itadakimasu-disse Aiko quase em um sussurro com as mãos em forma de oração. 

Reiji se sentou a mesa e todos começamos a comer. Eu não consegui direito, era estranho me sentar do lado dela depois do que havia acontecido mais cedo. Laito e Ayato começaram a conversar e Kanato foi embora com Teddy pois disse que "todos estávamos olhando para o Teddy com cara de idiotas". Ninguém o impediu, ele era meio estranho às vezes. Depois de um tempo eu comecei a me sentir sendo vigiado, e quando eu olhei para o lado Aiko estava com os olhos fixados no meu rosto e não pareceu envergonhada quando eu percebi. Eu engoli a comida e saí da mesa, pouco depois eles se levantaram. 


-Gochisousama-foi o que eu ouvi de Aiko antes de me levantar. 

Eu fui para o banheiro e depois de um banho demorado e fui dormir na minha "cama". Não estava nem um pouco ansioso com a aula de amanhã. 



Eu acordei mais cedo do que eu esperava. Primeiro dia de aula lá vamos nós. Quando terminei de me arrumar peguei uma maçã que estava no meu quarto e a comi. Suspirei. Ainda não tinha conseguido chegar perto dela. 

-Vamos Subaru!-disse Laito batendo na minha porta-não quero deixar minhas fãs à espera. 

-Tcs, baka. 

Quando desci o clima estava bem tenso, quando vi o motivo parei na escada. Era Aiko que estava com a roupa da escola. Ela não tinha colocado ela direito mas isso a deixou mais bonita pelo o que se dá para ver. Quando eu cheguei mais perto fomos para fora. 


Eu entrei primeiro, depois Kanato, Ayato, Laito, Reiji, Shu e por último Aiko que permaneceu calada olhando para a janela a viagem toda. 




Notas Finais


Itadakimasu=é dito antes de se servir significa "obrigado pela comida".

Gochisousama=é dito após terminar as refeições significa "obrigado por esta refeição".


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...