História Love of War - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Justin Bieber, Justine Skye, Marco Asensio
Personagens Justin Bieber, Justine Skye, Marco Asensio, Personagens Originais
Tags Justin Bieber, Justine Sky, Marco Asensio
Visualizações 50
Palavras 552
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


* Marco Asensio não interpretarar um jogador de futebol nessa fanfic
* Essa é minha segunda fanfic no Spirit
* Perdoem alguns erros ortográficos
* Vou me dedicar tanto nessa fanfic quanto na outra
* Se vocês me disseram que está gostando vai me encentivar muito
* Se eu demorar pra postar é por cauda do bloqueio de imaginação.

Espero que gostem, amo vocês

Capítulo 1 - Prólogo


Fanfic / Fanfiction Love of War - Capítulo 1 - Prólogo



Serena Mendes

Houston - Texas, Estados Unidos. 




Sabe quando você se ver no dever de defender alguém mesmo que não seja da sua família ou que não seja seus amigos, desde dos meus 18 anos eu defendo o país onde cresci, nasci em Madrid e aos 2 anos de idade vim morar com a minha mãe no Texas,meu pai morreu eu não era nem nascida, sempre fui apaixonada por armas e pelo exército americano, sonhava em um ir para guerra representando o Estados Unidos da América, quando era criança eu sempre fui viciada em filmes de guerra, me imaginava ali, imaginava como era sentir aquela adrenalina toda, sentir meu coração disparar no meio do campo de guerra, minha mãe sempre dizia que armas não era coisas de garotas e muito menos servir o exército,o típico de mãe de famíla tradicional. 

O sexo masculino não é o único que pode fazer tudo, hoje em dia o homem é o maior número no ramo de trabalho em qualquer profissão, a mulher é muito menosprezada na sociedade, isso não deveria ser assim, acham que mulher só foi feita para o sexo e para lavar a louça, não é bem assim, mulher é muito mais que peito e bunda, mulher tem cabeça para pensar, mulher é inteligente, mulher é ágil, a mulher tem várias qualidades, só basta enxergarem isso, entrei para o exército para mostrar que mulher pode sim servir o exército e não apenas os homens. 

Donald Trump depois de anos finalmente decretou que os sexos tanto masculino e tanto feminino, podiam servir o exército juntos, até porque juntos somos um só. 

Depois da junção dos batalhões, foi criada uma lei de que soldados não podem se envolver, caso isso acontecer as medidas tomadas são de expulsão, claro que no batalhão somos todos profissionais, e não misturamos as coisas. 

O batalhão feminino de Houston foi transferido para o batalhão masculino, no começo não aceitaram a nossa chegada e falaram que mulher  só sabia pegar na vassoura, mais quando ganhamos uma guerra contra a China, 79% dos sobreviventes, 45 eram mulheres. 

Tenho muito orgulho de mostrar que mulheres tem sim direito de ser o que quiser. 

A próxima missão é resgatar alguns sobreviventes da explosão da bomba na Síria, que no caso foi Donald Trump causou, diz ele que foi para mostrar para o ditador da Coréia do Norte quem é que realmente manda, ele só comprou briga com os terroristas e com a Coréia, onde já se viu primeiro matar pra depois ajudar? Não faz sentido.

Na missão passada o General Gilberto Asensio morreu salvando seus companheiros de guerra, inclusive eu, ele era uma ótima pessoa, deu a vida pelos amigos, nessa ida ele deixou 2 filhos, Igor e Marco. 

Muitas crianças e adultos morrem por culpa de uma richa entre países, quando eu entrei para o exército fiz um juramento que daria a minha vida para salvar as pessoas e é isso que vou fazer até a morte. 

Pelo que ficamos sabendo, Marco o filho mais novo de Gilberto irá assumir o lugar dele como General do batalhão, só espero que ele não seja arrogante e insuportável como a maioria dos soldados que tem o cargo um pouco a cima do nosso são, tirando o Gilberto, que era um dos melhores. 

Em nossas enternas memórias, Gilberto.




Notas Finais


Espero que gostem do prólogo
Até o próximo capítulo amores ♥


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...