História Love of War - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Justin Bieber, Justine Skye, Marco Asensio
Personagens Justin Bieber, Justine Skye, Marco Asensio, Personagens Originais
Tags Justin Bieber, Justine Sky, Marco Asensio
Visualizações 33
Palavras 1.343
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 3 - A chegada e Recepção



Serena Mendes

Houston- Texas, Estados Unidos. 



Depois de conversar com a Cater eu fui até o centro de treinamento para ver se estava tudo aos conformes para a chegada do Asensio. 

E chego lá e os caras estavam fazendo qualquer coisa que não era o que eu estava pensando que estavam fazendo, que no caso se preparando para ir para fora para cerimônia de chegada do general. 


— Me ajudem a ajudar vocês, por que assim não tá dando, porra, o general chega daqui a pouco e vocês estão ai na farra, 5 minutos para todos estarem lá fora em formação. - Disse autoritária. 


Todos tomaram devidas posições e seguiram para fora, menos Bieber que eu ao menos sabia que estava ali. 


— Calma Serena, ninguém estava fazendo nada demais apenas treinando e jogando conversa fora antes da cerimônia. - Bieber juntou as sombrancelhas e levantou as mãos em rendimento. 

— Primeiro que aqui dentro você não tem intimidade comigo e segundo único nome que você deve me chamar é  Mendes, e você como capitão da divisão teria que dar o exemplo e começar a pensar selecionar os soldados para próxima missão e não ficar de bobeira e outra não me peça para ficar calma quando não é você que ficou encarregado de fazer a saudação para o General. - Desabafei. 

— Você está muito apreensiva, isso não faz bem para ninguém. - Bieber apoia as mãos no meu ombro. 

— Tá tão na cara assim?. - Suspirei. 

— Pra falar a verdade, tá estampada na sua cara, qual é, você vai se sair bem, só tem que relaxar. - Bieber me incentiva. 

— Quem vê você falando assim pensa que você se importa com alguém. - ri. 

— Eu me importo com você, do meu jeito mais me importo. - Bieber me abraça de lado. 

Antes de acontecer essa coisa toda comigo e com o Bieber sempre fomos muitos amigos, ele me apoiava em tudo que eu fazia, me incentivava na maioria das coisas, mas quando fomos pra cama a primeira vez achamos que isso iria abalar nossa amizade, mas apenas fortaleceu, se é que me entendem.

Temos uma amizade de uns 4 anos, entramos no exército na mesma época, desde então viramos amigos, não posso negar que Bieber é um homem e tanto, digamos gostoso pra caralho, não só gostoso é gostoso num nível que puta merda.


— Eu estou com medo de tudo dar errado, medo de não me sair bem. - apoiei o rosto na curvatura do pescoço de Bieber.

— Não tem como nada dar errado, sabemos do quanto você é esforçada, do quanto é capaz e adequada para isso e logo mais, você pode finalmente receber sua farda de tenente e quando isso acontecer eu vou estar aqui do seu lado. - abraço Bieber com toda força possível.

— Para de se aproveitar da situação para pegar na minha bunda, seu tarado. - ri e desfiz o abraço. - Obrigada pela tentativas de palavras de apoio. — Te amo seu babaca. 

— Também te amo seu posso de grosseria. - Bieber me deu um beijo na bochecha. — Estou te esperando lá fora. - diz e deixa o centro.


Talvez Bieber esteja certo, eu sou capaz para fazer isso se não nem aqui agora eu estaria, único problema que eu tenho comogo mesmo é autoconfiança, sempre penso que vou fazer algo para dar tudo errado.

Depois de uns 5 minutos pensando resolvi ir tomar meu lugar lá fora, está quase na hora. 


— Onde você estava, procurei você a uns 15 minutos e não encontrei. - Tyler diz ao me encontrar no corredor do batalhão. 

— Estava no centro de treinamento e acabei encontrando o Bieber. - disse. 

— Ele fez alguma coisa? - Tyler travou o maxilar. 

 — Olha aqui para de graça, ele é meu amigo igual a você e não, ele não fez nada. - O repreendi já irritada. 

Tyler não gostava do Bieber e muito menos Bieber gostava dele, os dois se estranham em qualquer ocasião, não sei o por que disso, parecem duas crianças. 

— Você sabe que eu não gosto dele, e você insiste em ter amizade com ele. - Tyler se irrita. 

— Primeiro que nós nem namoramos mais para você querer selecionar que eu posso ou não fazer amizades e outra ele me conhece bem antes de você, não vou me afastar de amizades só porque você quer, vai cuidar do seu namoro e me deixa em paz. - O deixei falando sozinho. 

Era só o que falta me estressar logo agora. 

A General de divisão Khloé começou falar por uma espécie de auto falante 

— Todos em seus devidos postos, o General a Asensio já está a caminho. 

— A voz de puta encubada dela me irrita demais, chega a dar ânsia de vômito. - Cater fez uma careta e demos risadas. 

Os oficiais já se encontravam na frente, Cater ao lado de seu irmão Tyler, Ramos ao lado da Khloé, O Capitão Vegans e o Bieber lado a lado.

E só se enxergava uma bela e mais perfeita alianhação entre os soldados, alguns recrutas começaram a tocar as trombetas, os olhos de todos direcionados a mim e aos meus meninos.

Até agora não deu nada errado, espero que continue assim até o final da cerimônia. 

Avistamos o carro do Asensio e começamos a cerimônia 

Estava tudo nos confomes. 

General Asensio desceu do carro e não imaginava que ele pudesse ser tão...  Ann.  Bonito e um físico melhor ainda porém a aparência tão nova, e quem o vê não imagina o poder que esse rapaz tem nos campos de exército por ser tão novo. 

Comecei a puxar o grito da recepção da guarda. 

— SENTIDO. - todos colocaram a mão na altura das sombrancelhas e a puxaram para a diagonal. — OMBRO RETO. - Todos ficaram em perfeita postura. — ARMAS. - destravaram as armas e apontaram para cima. - um soldado começou a tocar novamente. — APRESENTAR. - Anunciei. — OLHAR A DIREITA. - Viraram as cabeças para a direita. — e de novo o som da trombeta prevalência. 


— Tiro de guerra boa tarde. - Asensio diz todo fardado ao seu uniforme de general e em forma de respeito todos colocaram as mãos na altura da cabeça. 

— BOA TARDE SENHOR GENERAL. - gritaram e tiraram as mãos da altura da cabeça. — ONDE SERVIMOS? - gritou General Asensio. — ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA. - respondemos e ele passou no meio da fila vindo na minha direção. 

— Bem vindo senhor general. - o comprimentei com um aperto de mão e caralho eu estava suando. 

— Muito obrigado Cabo Mendes pela recepção. - fez um comprimento de respeito e se virou para os soldados. 

— MUITO BOA RECEPÇÃO COMANDO DO EXÉRCITO, PODEM PROCEGUIR. - todos abaixaram as armas e seguiram devolta para o centro de treinamento. 

— Senhor general, agora que fizemos a sua recepção de boas vindas precisamos falar sobre a próxima missão. - Tyler explica. 

— Acho melhor todos os oficiais se dirigirem a base de combando e conversaremos sobre isso lá. - Coronel Ramos sugere e o general balança a cabeça positivamente. — Mendes você e o Bieber ficam e já começem o treinamento avançado com os recrutas que chegaram agora. 

— sim Senhor Coronel. - fizemos um sinal de respeito. 


Ramos e o restante dos oficiais incluindo Asensio foram para a base. 


— Nossa como eu odeio esse cara. - revirei os olhos. 

— Ele é legal vai. - Bieber ri e me empurra de lado. 

— Fala isso só por quê você é do mesmo saco que ele. - fiz uma careta de deboche. 

— como assim do mesmo saco que ele. - Bieber diz confuso. 

— Os dois são galinhas, mulherengos, piranhas da vida. - revirei os olhos e Bieber ri e seguimos para o centro.

— fez um bom trabalho hoje, falei que ia dar certo. - Bieber piscou. 

Graças a Deus deu tudo certo e eu tentei ser mais profissional o possível e consegui e não paguei mico. 




















Notas Finais


Espero que gostem desse capítulo.

Comentem se estiverem realmente gostando, até o próximo amores ❤❤❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...