História Love Only Left Me Alone - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Skam (Vergonha)
Personagens Chris Berg, Christoffer "Chris", Eva Kviig Mohn, Jonas Noah Vasquez, Noora Amalie Sætre, Sana Bakkoush, Vilde Hellerud Lien, William Magnusson
Tags Eva Mohn, Evac, Noora, Penetrator Chris, Penetrators, Skam, Vilde
Visualizações 334
Palavras 1.685
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Festa, Ficção Adolescente, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oii ❤

Capítulo 2 - Forget


Fanfic / Fanfiction Love Only Left Me Alone - Capítulo 2 - Forget

SEXTA FEIRA 10:45

O clima hoje está agradável, e a empolgação comum da sexta feira toma conta da nossa conversa. 

- Então depois da aula vamos todas pra minha casa? - pergunto, confirmando o que foi decidido.

- Sim, a gente se arruma lá e depois vai pra casa do William - diz Noora.

- Passo pegar vocês as 17:50 hrs, em ponto, sem atraso, estejam prontas - diz Chris, não sei o motivo do mau humor, ele que se ofereceu pra nos buscar. Concordamos, nada de estresse hoje.


SEXTA FEIRA 16:07

Acabamos de chegar da escola, direto pra minha casa pra nos arrumarmos, já que minha mãe está sempre viajando e parece que não vai voltar tão cedo de sua última viagem 

- Quem vai tomar banho primeiro? Tem um banheiro aqui em cima e outro lá em baixo. - Sana e Chris se candidatam pra tomar banho.

Eu e Vilde vamos até meu guarda roupa, Noora trouxe a sua já separada de casa.

Depois de todas nós tomarmos banho, nos encontramos espalhadas pelo meu quarto, em um caos total. 

- Eva? 

- Sim Vilde - respondo terminando de colocar minha saia.

- Você sabe que vai encontrar o Jonas hoje né? Você já pensou sobre como vai ser?

- Na verdade não - eu suspiro - tenho evitado pensar sobre ele. Mas vão ter muitos outros caras lá também, preciso conhecer gente nova, nada de ficar sempre com os mesmos, preciso de novos ares.

- É o melhor que você faz mesmo - diz Chris - mas sabe o que eu reparei? - olho pra ela que está com um sorriso sacana no rosto - você e o Christoffer estão cada dia mais próximos, não?

- Claro que não -  respondo em um tom um histérico demais - é só que, é só que agora que a Noora e o William namoram os penetrators passam bastante tempo com a gente. Eu e Chistoffer juntos é algo que não vai acontecer nunca, sem chance. - elas riem e eu sinto meu rosto arder. Christoffer e eu somos só amigos, no máximo. Eu nunca me envolveria de outra forma com alguém como ele, frio e egocêntrico.

Exatamente às 17:50 hrs Chris buzina na frente de casa e, já prontas, saímos em direção ao seu carro.

Abro a porta do carro e lá está ele, deslumbrante, sorrindo pra gente. Pra quem olha assim até imagina que é um ser de paz e não a criatura que me tira do sério.

Sana se senta no banco do carona e eu, Noora, Vilde e Chris nos esprememos no banco de trás. 

- Olá meninas, pontuais vocês, não? Assim que eu gosto. - ele enfia o pé no acelerador e em menos de 15 minutos nós já estamos entrando na casa vazia, por pouco tempo, de William.

Mal tivemos tempo de entrar e Noora e William já estavam aos beijos, como se não se vissem a anos e as meninas já estão na cozinha a procura de bebidas. Sento no sofá para espera- las, Christoffer senta ao meu lado.

- Não que eu tenha reparado, mas você está bem bonita hoje - ele diz, se virando pra mim.

- Eu também não reparei, mas você está bem arrumado - dou um sorrisinho pra ele, ele conseguiu me deixar sem graça.

- Vamos beber!!! - Chris e Vilde voltam pra sala com  garrafas nas mãos e distribuem pra todo mundo. Pego uma garrafa de vodka, que aparentemente vou dividir com Christoffer.

Aos poucos outros  penetrators vão chegando. Chris me apresenta um deles, seu nome é Mike, ele é muito bonito, tem uma pele bronzeada e dourada ao mesmo tempo, olhos verdes e cabelos loiros na altura dos ombros. Meu Deus ele é lindo! Fico o olhando por tempo demais e quando percebo ja fui flagrada, ele apenas sorri e molha os lábios com a língua. Christoffer percebe os  olhares e rapidamente inventa uma desculpa para tira-lo de lá, ele diz que William estava o procurando. Mike vai embora, em direção a cozinha e eu olho com desaprovação pra Chris.

- William não o chamou. Ele deve estar lá em cima com a Noora.

- Você acha mesmo que ia ficar flertando com um penetrator na minha frente sem que eu fizesse nada? Por favor né Eva.

- Ciúmes Christoffer? Em uma festa? Me da licença né. - digo e vou para a cozinha a fim de reencontrar Mike. Não o encontro, mas pego uma nova garrafa e volto a beber.

A casa de William se enche de gente rápido demais, sem que eu perceba. Estou dançando descontroladamente com Noora quando vejo William e Chris se aproximarem. Eles dançam com a gente. Nesse momento já estou com muito álcool no sangue pra conseguir raciocinar. William puxa Noora pra longe, me deixando sozinha com Chris. Ele também está bem alterado, seus olhos estão vermelhos, assim como sua bochecha. Atrás dele avisto Mike, Chris segue o meu olhar e quando eu começo a andar em direção a ele Christoffer entra na minha frente e me beija. Correspondo ao seu toque. Estou bêbada demais pra lembrar de que não devo me deixar levar pelos seus encantos.


SÁBADO 10:45


Abro meus olhos devagar ao acordar, a claridade faz minha cabeça doer. Não reconheço de imediato o lugar onde estou, demoro alguns segundo pra raciocinar. Algumas lembranças da noite anterior se manifestam. Festa na casa do William. Bebidas. Mike. Chris. Droga, Christoffer. A última coisa de que eu me lembro é de beija-lo.

Fecho os olhos com força e me viro pro lado, torcendo pra ele não estar lá. Que seja o Mike, que seja o Mike - penso.

Abro os olhos e me deparo com ninguém menos que Christoffer Schistad. Ainda tenho esperança de não termos passado dos beijos, mas ao olhar pra baixo me vejo completamente sem roupa, assim como Chris. Fecho os olhos e suspiro pesado.

Abro os olhos novamente e fico o olhando dormir por algum tempo. Ele parece tão sereno assim, tão calmo. Por alguns instantes até esqueço o quanto ele pode me machucar, o quanto um possível relacionamento pode doer e fico só a admirá-lo, assim sem máscaras, sem muros, só ele e só.

Mas tomo um choque de realidade e prometo pra mim mesma não me envolver. Me levanto, vou até o banheiro, tomo um banho bem rápido, coloco minhas roupas e me olho no espelho. Meus olhos estão vermelhos por conta  bebida. Enxáguo o rosto e volto pro quarto, apagando a luz.

Saio do quarto, pronta pra ir embora. Mas fico estática ao ver sentadas na mesa pro café Sana, Chris, Vilde, Noora e William. Todos me olham, sinto minhas bochechas queimarem. Não queria ter de explicar pra eles algo que nem eu sabia ao certo o que tinha sido.

- Bom dia - Noora me diz rindo - vem, estamos tomando café. Como foi a noite? -  todos dão risadinhas.

- Bom dia. Não sei, não me lembro.

- O que eu me lembro é de você e o Christoffer se beijando loucamente depois de você ter dito que nunca teria nada com ele - Sana diz com um sorrisinho no rosto, satisfeita com a minha cara de espanto misturado com vergonha e não sei como reagir.

- Ah você disse pras suas amigas que nunca teria nada comigo - ouço uma voz rouca atrás de mim e, com certeza, o dia de hoje não tem como piorar, e olha que ele mal começou.

- E você Vilde, como foi a noite com aquele gatinho? - pergunto tentando tirar o foco da conversa de mim e me sentando na mesa, o que me resta é comer. Christoffer também se senta.

- Foi maravilhosa, você nem imagina - ela me diz radiante e a conversa segue sem mais constrangimentos.


SÁBADO 15:15


Christoffer está me levando pra casa, porque disse a ele que nós dois precisávamos conversar.

- Uhmn, você lembra de tudo que aconteceu ontem? - pergunto pra ele.

- Sim, por que? Você não? - nego com a cabeça e o vejo me olhar com uma certa decepção. - não lembra de nada?

- A última coisa que eu consigo lembrar é de você me beijar.

- Sério? - eu concordo e aparentemente ele fica ainda mais decepcionado. 

- A gente pode, por favor, esquecer que isso aconteceu?

- Se é isso que você quer, então sim, a gente pode. - ele diz, trancando o maxilar, eu concordo e ficamos  em silêncio pelo resto do caminho.


SEGUNDA FEIRA 7:50


O dia está de um frio congelante, então esperamos pela primeira aula conversando no refeitório. Apesar do frio a conversa está bem animada e o tema principal, é claro, é a festa de sexta feira. Não tive notícias de Chris depois da nossa conversa em seu carro no sábado. Não sei o que eu esperava depois de ter pedido pra ele esquecer o que houve, é claro que ele não ia me enviar uma mensagem. Mas talvez eu estivesse esperando por uma. 

William, Chris e alguns outros penetrators se juntam a nossa conversa, pelo visto é um bom assunto pra todos. Olho pra Chris, que já está me olhando, e nossos olhares se cruzam, ele desvia o olhar e em momento algum, naquela conversa, o que aconteceu entre nós dois é mencionado. Mike se aproxima de nós também, assim que me vê abre um sorriso radiante que me faz sorrir em retribuição. Quando o grupo se separa pra ir pra aula Mike me alcança.

- Hey, a gente nem teve tempo de conversar direito no sábado.

- Pois é, William te chamou né - eu rio.

- Na verdade não - ele faz uma cara confusa - acho que Chris mentiu pra mim - ele ri pelo nariz e eu o acompanho na risada - acho que a gente pode marcar de se ver né? 

- Claro que sim, eu iria adorar!

- Hoje? Depois da aula?

- Combinado! - ele sorri e vai em direção a sua sala e eu me viro pra ir pra minha e me deparo com Chris, nos olhando, sério, muito sério. Acho que ele não gostou muito de nos ver juntos. Bom, paciência. Eu não tenho de agrada- lo. E eu prometi pra mim que não iria me envolver com ele. Promessa é dívida. Principalmente quando você as faz pra si mesmo.  

 



 


Notas Finais


Gente, gostaria de saber se vocês acham legal descrever a roupa que eles usam? Não em todas as situações, mas as vezes, tipo numa festa e tal. Porque eu gosto de imaginar, pra ter uma imagem melhor do personagem, mas não sei se é interessante na hora de ler.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...