História Love Story -JunHao - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Seventeen
Personagens Boo Seungkwan, Hansol "Vernon" Chwe, Hong Jisoo "Joshua", Jeon Wonwoo, Junghan "Jeonghan", Kim Mingyu, Lee Chan "Dino", Lee Jihun "Woozi", Lee Seokmin "DK", Personagens Originais, Seungcheol "S.Coups", Soonyoung "Hoshi", Wen Junhui "JUN", Xu Ming Hao "THE8"
Tags Jihancheol, Junhao, Meanie, Seokchan, Seventeen, Soonhoon, Svt, Verkwan
Visualizações 24
Palavras 979
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Ficção, Ficção Adolescente, Ficção Científica, LGBT, Romance e Novela, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oioioi!
Mais um capítulo hoje e provavelmente mais um amanhã, tô bem inspirada kekekeew'♡~

Capítulo 2 - Soulmates.


Fanfic / Fanfiction Love Story -JunHao - Capítulo 2 - Soulmates.

Como já contei como o conheci melhor —melhor, pois sempre o vigiava no fim das tardes quando ia jogar basquete na quadra do prédio (qual é? Ela fica de frente pra janela do meu quarto e ele é muito lindo suado e sem camisa!); vou contar agora como nós começamos a conversar.

Wen Junhui sempre jogou basquete com outros alfas e betas no fim das tardes (como já expliquei), mas dessa vez foi diferente.

Eram exatas 05:30 P.M e eu voltava da casa com meu melhor amigo, Kim Mingyu, ele era meio atirado na época e amava jogar basquete, sempre o admirei por não ligar para a opnião alheia sobre ser um ômega.

Estávamos prontos para entrar quando o "grupinho" de garotos que jogavam basquete no prédio, incluindo Junhui, estava saindo para ir jogar, foi então que meu melhor amigo parou de tagarelar sobre como nossa professora de inglês era uma alfa linda e agradável de conversar e ficou olhando sério e atento para um alfa que passava conversando com meu vizinho, ele morava no 206 e tinha um sorriso bonito.

Lembro de ver os olhos de Mingyu ficarem verdes, como de um rio, logo o alfa olhou para trás, provavelmente percebendo os olhares em si, percebi que havia ficado estático também e seus olhos também trocaram de cor, meu vizinho estranhou o amigo e virou de costas seguindo seu olhar.

Eu estava confuso, mas o Wen parecia feliz, ele riu e batru no ombro do outro, que sorriu e desviou o olhar do meu amigo, esse que também parecia acordar do transe, eles vieram até nós sorrindo.

— O-oi...

Disse o meu vizinho de prédio, até então desconhecido, ele coçava a nuca e corava parecendo nervoso, seus olhos já tinham voltado ao normal, assim como os do Kim.

— Oi!

Respondeu o poste sorrindo, pela primeira vez na vida vi Kim Mingyu envergonhado.

— Me-meu nome é Je-Jeon Wonwoo.

—Kim Mingyu.

O cara de fato não parava de gaguejar e isso era até fofo, então notei um olhar sobre mim, ergui a cabeça e vi Junhui indicar para sairmos dalí com a cabeça.

Apenas assenti e caminhamos atê a quadra, já que ele ainda iria jogar.

— Encontro de almas gêmeas.

Ele disse do nada e eu o encarei confuso.

— Como?

Junhui me encarou e riu, andávamos devagar até o local.

— Acontece quando duas almas destinadas se encontram, seus olhos mudam de cor e eles se conectam, no futuro tem capacidade de se conectarem ao ponto de doar um pouco de energia para manter o outro vivo por um tempo, é um pouco raro acontecer, mas quando acontece pode ser tanto uma benção quanto praga, pois no caso da morte de um o outro fica muito fraco e geralmente vem a óbito também, principalmente se o que restou for beta.

Explicou, eu o ouvi atentamente e assenti.

— Interessante. Como sabe disso? Tem uma também?

Perguntei no automático, estava interessado em um cara com uma alma gêmea? Lembro de alguma coisa sobre isso nas aulas de biologia do ano passado.

Ele apenas riu e negou com a cabeça.

— Na verdade apenas gosto de medicina e leio alguns livros, em um deles, "Soulmates" de Na Minjae, ele explica sobre isso e como podemos usar para salvar pessoas, ele conta que seu próprio filho encontrou duas almas gêmeas e que não soube o que fazer sobre, então ele próprio escreveu um livro para que outras pessoas não passassem pelo mesmo. Recomendo bastante.

Já tinha ouvido falar desde livro, para falar a verdade havia ganhado de aniversário, mas nunca gostei muito de ler, então ele ficou empoeirado e largado por aí.

— Entendi. Qualquer dia o procuro e leio, parece interessante.

Paramos de frente a quadra e ele me "puxou" para entrar.

— Ele é bastante, talvez depois de ler nós podemos debater sobre. Amo debater sobre livros e você parece ser um bom... amigo.

Sentamos nas arquibancadas, os outros caras já jogavam uma partida para aquecer, ele sorriu e eu assenti, naquele momento algo me fazia sentir diferente, nunca fui fã de ler, mas queria ler meu livro empoeirado, apenas para ter o que conversar com ele.

— Parece uma ótima idéia, eu amo debates.

Ele parecia animado com a ideia.


Já eu só fui perceber a burrada que fiz quando entrei no mru apartamento com um Mingyu apaixonado logo atrás. Aquela foi meu primeiro ato mpulsivo depois de conhecer Wen Junhui, nunca havia lido o livro, não gostava de ler e nunca ganhei debates com ninguém, nunca defendi uma causa sem ser no twitter, estava nervoso ao extremo.

Havia passado um tempão conversando com meu vizinho, parando apenas quando o chamaram para treinar, mesmo assim ele veio me deixar na porta de casa conversando sobre assuntos aleatórios, assim como o Jeon fez com Mingyu.

Passei a noite inteira pensando naqueles braços dele e em como era atraente, ele quase não transpirava, descobri que aquele suor todo que eu via pela janela era água gelada que jogava para esfriar um pouco o corpo.

Wen Junhui com toda certeza era o caminho para o inferno, e estava óbvio, mas eu não conseguia ver isso.

Tive que ouvir do Kim toda a história dele com o Jeon, meu amigo sorria como nunca sorriu antes, dizia como Wonwoo era fofo de forma espontânea e coisas do tipo. Eu fingia ouvir tudo e comentava algo aleatório, mas minha cabeça não saia de um lugar.

Meus pensamentos estavam na casa ao lado e em seu morador, agora não só em como seu corpo e face eram lindos, mas em como ele era de verdade.

Nessa conversa unilateral, deram dez da noite e eu fiz Mingyu me deixar dormir, ele foi rindo até o quarto e eu fiquei pensando, pensando em Wen Junhui.

Assim eu tive uma certeza, eu precisava ler o livro dos soulmates.


Notas Finais


Foi bem pequeno, mas espero que gostem!x


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...