História Love Timeline - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Life Is Strange
Personagens Chloe Price, Maxine Caulfield, Nathan Prescott, Warren Graham
Tags Chloe, Lésbico, Life Is Strange, Max, Pricefield
Visualizações 76
Palavras 785
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Escolar, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 7 - Capítulo 7


Senti Warren selar meus lábios aos seus... fiquei paralisada com o acontecimento, era...estranho...não era como quando eu estava com a Chloe, as borboletas em meu estômago não estavam presentes... eu não..sentia nada...eu apenas não retribui o beijo.

Olhei para seu rosto que aparentava estar envergonhado, olhei fundo em seus olhos e percebi seu arrependimento

-Desculpa, eu...não queria ter feito isso -ele foi embora sem dizer mais nada.

me senti estranha em questão do que acabou de acontecer, o amor que eu sentia por Warren não era de romance, e sim de irmão...

Voltei despercebida para o quarto pensando no atual acontecimento, quando adentrei, percebi Chloe acordada.

-Porque está acordada?

-Eu perdi meu sono...onde você estava? Eu fiquei preocupada...

-Eu estava resolvendo umas coisas com um amigo.

Hum-foi o único som que ela emitiu -Ei, eu não sabia que você tocava! -falou ela se referindo ao violão que estava do lado de meu sofá.

-Quando eu tenho tempo livre, curto tocar e cantar, me ajuda a me distrair...

-Toca aí Maximus, vamos ver se você é boa mesmo.

-Eu não sei Chloe...

-Vai  Max! Por favor! -falou ela já empolgada

-ok... -peguei meu violão e me sentei no sofá

-Me faça uma serenata Mad Max!

-Essa sera única vez que eu farei isso -falei enquanto dedilhava cada nota para testar a afinação do instrumento

Chloe assentiu revirando os olhos

-Faz tempo que eu não toco, então caso eu errar alguma coisa...lamento.

-Ok, ok...só toca Max! Eu não aguento mais esperar!

Respirei fundo e fiz o que havia prometido para Chloe, mesmo estando nervosa, queria impressiona-la com minhas habilidades tocando .

You shout it out

But I can't hear a word you say

I'm talking loud not saying much

I'm criticized but all your bullets ricochet

You shoot me down, but I get up

De alguma forma, isso me acalmou, me trazendo confiança, fazendo eu ter coragem para continuar tocando.

You shoot me down but I won't fall

I am titanium.

Olhei para Chloe, e vi que sua expressão parecia surpresa, provavelmente ela teria gostado, e em seguida ela começou a cantar junto comigo.

Cut me down

But it's you who has further to fall

Ghost town, haunted love

Raise your voice, sticks and stones may break my bones

I'm talking loud not saying much

I'm bulletproof nothing to lose

Fire away, fire away

Ricochet, you take your aim

Fire away, fire away

You shoot me down but I won't fall

I am titanium

You shoot me down but I won't fall

I am titanium, I am titanium

Stone-hard, machine gun

Firing at the ones who run

Stone-hard, thus bulletproof glass

You shoot me down but I won't fall, I am titanium

You shoot me down but I won't fall, I am titanium

You shoot me down but I won't fall, I am titanium

You shoot me down but I won't fall, I am titanium

-Max! Isso foi íncrivel! -falou ela empolgada com o que tinha acabado de ouvir

-Valeu Chloe...

-Eu pensava que seria uma coisa mais você.

-Como assim? -disse sem entender

-Uma coisa mais "hippie"

-Ei! Eu não sou Hippie! -falei num tom raivoso, e brincalhão ao mesmo tempo

-Ah é? 

-Sim! 

-Ok MadMax, você não é Hippie...agora me explica, o que você estava fazendo com seu amiguinho? -Disse ela com um sorriso malícioso estampado no rosto

-Nada de mais...não pense nada adulto! -falei sentindo minha bochechas queimarem um pouco

-Tarde de mais Maximus, o que eu pensei, é bem adulto -disse ela num tom brincalhão, fazendo eu ficar envergonhada 

Dei um tapa forte em seu ombro, e ela começou a fingiu estar com dor

-Ai meu deus, que dor, eu tenho que ir pro Hospital Max! -falava ela com um tom sarcástico

-Ata!, vamos dormir, amanhã eu tenho aula e já são 1:40 da manhã. -falei me levantando do sofá e indo diretamente para a cama.

-Ah não Max! Não faz isso!

-Eu tenho aula amanhã Chloe. -falei tentando fazer com que ela entendesse

-Vamos assistir pelo menos um filme! -falou ela tentando me convencer, e ela conseguiu

-Certo... -Falei me levantando e pegando meu notebook e um DVD em cima da mesa, e colocando em meu colo, fazendo a visão ficar favorável para mim e para a Chloe.

-Blade Runner? Cara, quantas vezes assistimos isso? 10 vezes?

-É, alguma coisa por aí, porquê? Já enjoou?

-Não! Blade Runner nunca enjoa!

-Pois é! -Coloquei o DVD e começamos assistir.

Quando estavamos na metade do filme, senti a cabeca de Chloe se repousar em meu ombro, olhei para o lado e percebi que ela havia sido vencida pelo sono, cuidadosamente  fechei o computador, tirei ele do meu colo e auxiliei Chloe até minha cama. A cobri com um lençol e a deixei dormir, deitei no sofá e me cobri, a deixando sozinha na cama, tentei adormecer, mas não consegui por causa dos acontecimentos recentes.

O tio da Chloe se aproveitou dela enquanto dormia, Warren se declarou pra mim e me beijou, e por ultimo, tem esses poderes... 

Qual o propósito desses poderes? Será que devo usa-los? Por que tudo isso está acontecendo comigo?!














Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...