1. Spirit Fanfics >
  2. Love to hate you (Jenlisa) >
  3. Capítulo 43

História Love to hate you (Jenlisa) - Capítulo 43


Escrita por:


Notas do Autor


Volteiiii depois de alguns dias cá estou com mais um capítulo. Boa leitura.

Capítulo 43 - Capítulo 43


Fanfic / Fanfiction Love to hate you (Jenlisa) - Capítulo 43 - Capítulo 43

                                          Pov's Jennie

Três meses depois...

Eu já me encontro com três meses de gravidez, a Lisa, a Jisoo e a Rosé já voltaram para a Coréia do Sul já que as aulas já voltaram. Eu venho me comunicado com a Nayeon, com a Minnie, com o Jungkook, com o Jimin, com a Nancy, com a Yuqi e de vez em quando com a Miyeon também.

Eu finalmente descobri o sexo do meu bebê ou melhor, minhas bebês.

A Lisa tinha vindo assim como ela faz praticamente todo mês, ela diz que não tem problema e tem o seu próprio jatinho pra isso. Quando eu descobri que eram duas meninas, fiquei muito feliz e até chorei de emoção igual a Lisa.

Abri a minha lojinha finalmente, comprei móveis delicados, coloquei várias flores em homenagem a minhas filhas já que o nome das minhas princesas serão Yasmin e Jasmim o significado de ambas é uma espécie de flor. (A entrada da loja é a foto da midia)

                   Quebra de tempo

Completei sete meses de gestação e minha barriga já está bem grandinha e evidente, eu e a Lisa ficamos bem mais próximas novamente, mas não estamos juntas nem nos beijamos ou coisa assim. O meu negócio está tudo bem, eu ia trabalhar sempre que podia e quando não podia os funcionários ficavam lá por mim.

A Lisa entrou de férias de verão então ela resolveu vir pra cá ficar comigo e perguntou se eu deixava ela ficar aqui em casa, claro que deixei.

Hoje a Lisa vem pra Londres e eu estou esperando ela no aeroporto para irmos pro meu apartamento juntas no meu carro já que eu comprei, uma BMW branca. Logo vejo a Lisa vindo na minha direção com um sorriso de orelha a orelha.

Lisa - Nini!- diz me abraçando forte deixando sua mala de rodinhas de lado e eu retribuo de imediato- como você tá? Como elas estão? Tá tudo bem? Tem sentido alguma coisa?- fala rápido me fazendo soltar uma risada e ela me olhar sem graça.

Jennie - tá tudo bem, elas estão bem e eu só tenha ficado enjoada de vez em quando, que bom que você veio porque vamos começar a comprar as coisas delas.

Lisa - sério?- perguntou animada e eu assinto com a cabeça- você já foi na sua consulta?

Jennie - não, é só amanhã.

Lisa - então vamos pra casa- diz entrelaçando nossos dedos com uma mão e com a outra leve sua mala.

Fomos até o meu carro, mas quando eu ia me sentar no banco do motorista ela negou com a cabeça e se senta no meu lugar me obrigando a me sentar no banco do passageiro ao seu lado.

Jennie - eu posso dirigir muito bem ok?- resmungo colocando o cinto de segurança.

Lisa - não pode não, e se você passar mal enquanto dirigia? E sofrer um acidente? Gosto nem de pensar- diz dando partida com o carro enquanto eu reviro os olhos.

Seguimos o caminho para casa com uma conversa agradável e colocando as novidades em dia, quando chegamos no condomínio, ela estacionou o meu carro na calçada em frente ao prédio que eu moro assim como todas as vezes, aqui tem estacionamento mas eu não tô em condições de caminhar até o outro lado do condomínio apenas para pegar meu carro.

O condomínio era tipo um mini morro com vários prédios idênticos e de luxo, você entrava por um portão moderno branco que era aberto pelos guardas de seguranças quando identificavam a placa do carro.

Depois que entramos no meu apartamento, a Lisa foi levar sua mala direto para o quarto de hóspedes enquanto eu me sento no sofá encostando minhas costas no acolchoado do sofá com uma dor na mesma insuportável jogando minha cabeça para trás enquanto fecho os olhos relaxando.

Não é fácil carregar duas bebês pra lá e pra cá.

Um tempo depois, ouço passos se aproximarem já sabendo que é a Lisa mesmo sem ter aberto os olhos pelo seu cheiro e confirmar quando ela se senta ao meu lado e fala.

Lisa - tá sentindo alguma coisa?- pergunta e se senta ao meu lado enquanto acaricia minha barriga coberta por uma blusa de manga curta branca com finas linhas douradas.

Jennie - só dor nas costas- falo sem abrir os olhos com uma careta no rosto.

Lisa - eu falei que não precisava me buscar, vocês estão bem princesas? Vocês estão muito pesadas pra mamãe, ela não tá aguentando vocês, mas ela é fraquinha então não a culpem- diz acariciando minha barriga enquanto fala carinhosamente mas eu abro os olhos olhando pra ela incrédula.

Jennie - eu não sou fraquinha! Eu queria ver se você iria me chamar de fraca se estivesse carregando dois seres humanos dentro de você por vinte quatro horas por sete meses!

Lisa - tudo bem, me desculpe- diz e dá um beijo na minha barriga e logo na minha bochecha sabendo que não dá pra discutir comigo grávida que eu começava a chorar- amanhã você tem consulta então a gente pode sair pra comprar os móveis do quarto delas depois de amanhã?

Jennie - eu pensei que tínhamos combinado de comprar pela internet.

Lisa - e vamos os móveis, só que eu queria comprar as roupas, as coisas pessoais das meninas e os brinquedos pessoalmente.

Jennie - sobre os brinquedos…- digo comprimindo os lábios enquanto a Lisa me olha atentamente- eu não vejo necessidade de comprar brinquedos, elas nem vão brincar por agora e eu sei que ela vai ganhar muitos brinquedos de presente das nossas famílias, dos nossos amigos e dos seus fãs que já até enviaram algumas coisas.

Lisa - como assim Jennie? É claro que vamos comprar brinquedos! Quando ia me contar essa decisão que você tomou sozinha?

Jennie - ei calma aí mocinha.

Lisa - eu não deveria saber das decisões sobre elas e tomarmos sempre juntas?- pergunta com um bico nos lábios- elas são minhas filhas também Nini!- diz de cabeça baixa e eu sorri pelo seu jeito manhoso.

Jennie - eu não tô tirando elas de você ok? Elas são suas filhas e isso nunca mudará, eu não estou tentando tirar elas de você muito menos tomando decisões pelas suas costas, apenas acho desnecessário o excesso de brinquedo.

Lisa - eu posso comprar pelo menos um pouquinho?

Jennie - tudo bem, mas não muito!

Lisa - ok mas agora que tal pegarmos o seu notebook e começar a pesquisar os móveis do quarto, a cadeirinha do carro, a cadeira de alimentação, o bebê conforto…- diz animada.

Jennie - andou pesquisando?

Lisa - um pouquinho, eu gosto de estar informada e prevenida.

Jennie - ok, mas você poderia pegar o notebook pra mim? 

Lisa - claro- levantou em um pulo me fazendo rir.

A Lisa trouxe o notebook e  nós duas começamos a olhar tudo, eram muitas coisas um tanto fofas e lindas fazendo o espírito de consumista da Lisa tomasse posse dela e mesmo eu querendo comprar tudo, não podia.

Eu ficava repetindo pra Lisa que não podemos comprar tudo, principalmente quando era algo caro, eu quero que minhas filhas fiquem confortáveis e tenham coisas de qualidade, mas a qualidade não precisa custar cinco mil libras em um berço imagina dois? (Libras é o nome do dinheiro de Londres e 5 mil libras vale 38.051,32 reais)

A verdade é que mesmo com a minha loja vendendo bem, os gastos ficam cada vez maiores, as contas são caras, o condomínio é caro, os impostos são caros, as compras do mês são caras, os custos da loja são caros e a gasolina é cara.

Eu sei que poderia pedir dinheiro pra minha família, amigos e até pra Lisa, mas eu não quero e meu orgulho não permite, minha preocupação ficou assim como a felicidade em dobro depois que eu soube que eram gêmeas.

Eu estou tentando economizar o máximo e mesmo a Lisa oferecendo pagar tudo para as duas desde as roupas até os móveis eu me neguei, permiti que ela pagasse metade e eu metade e ela nem discutiu por ver que eu não mudaria de idéia.

Depois que terminamos de fazer as compras online já eram oito da noite já que a Lisa chegou às quatro da tarde, eu resolvi tomar um banho quente para relaxar meus músculos e logo vesti um pijama fresquinho pela recém chegada do verão e vou para a cozinha ver o que tem pra comer mas encontrando a Lisa atacando meus chocolates de avelã recheados de menta com nozes.

Jennie - ei! Pare de comer isso imediatamente! Você sabe o quão importantes eles são pra mim? Pensou nos meus sentimentos ao comer meus chocolates?- digo irritada a vendo bufar e revirar os olhos.

Lisa - são só chocolates Jennie, você pode comprar outros.

Jennie - mas eu não quero outros! Esses são chocolates especiais!

Lisa - e por que eles são especiais?- ela pergunta de pé com os braços cruzados.

Jennie - porque eu que fiz e acabou os ingredientes- digo triste de cabeça baixa e ela vem até mim me dando um abraço sem encostar seus dedos sujos em mim.

Lisa - own me desculpe, não fica triste, meu objetivo era comer só um mas depois que eu provei essa maravilha dos deuses não consegui parar, me fala os ingredientes que eu compro tudo e até prepararia se não soubesse que não vai chegar nem perto do seu.

Jennie - deixa, depois eu vou no mercado e compro- respondo tentando me animar um pouco- eu tô com fome então vou ver algo para jantar.

Lisa - o que você tá com vontade?- diz ficando atrás de mim apoiando sua cabeça no meu ombro enquanto coloca suas mãos na minha barriga.

Jennie - deixa eu pensar- digo pensativa- pizza de leite moça e banana!

Lisa - o que?- diz se curvando para olhar pra minha cara com uma expressão estranha- tem certeza?

Jennie - absoluta.

Lisa - tudo bem, se é isso que você quer é isso que você vai ter- ela diz e dá um beijo na minha testa para logo pegar o celular do próprio bolso e discou o numero da pizzaria enquanto eu fui pra sala ligar a televisão.

Ouvi a Lisa gritando com a atendente por telefone e dizendo que não se importava se não tem esse sabor e era para eles darem um jeito mas ela só conseguiu depois de oferecer 50 libras e eles aceitaram.

Jennie - você tá doida minha filha?- digo depois que ela desligou o celular.

Lisa - o quê?- pergunta um tanto confusa.

Jennie - gastar 50 libras em uma pizza?- (50 libras vale 380,51 reais)

Lisa - eu não quero correr o risco das minhas filhas nascerem com cara de pizza de leite moça e banana e outra, eu tenho dinheiro sobrando assim como já pedi pizzas mais caras que essa.

Jennie - tudo bem mas essa é a última vez combinado?!

Lisa - combinado- diz sorrindo e sentou do meu lado no sofá- o que vamos assistir?

Jennie - Light Up the Sky.

Lisa - eu nunca assisti isso, o que é?

Jennie - é um documentário musical de um grupo de k-pop muito famoso, Preto&Rosa.

Lisa - acho que já ouvi a música desse grupo tocar na rádio do meu carro.

Jennie - muito provavelmente sim, elas são muito famosas.

Logo a pizza chega e como ela inteira já que a Lisa não quis nem tocar nela, provalvelmente pelo sabor peculiar. Assim que acabo de comer fico assistindo tv com a Lisa por altas horas.

Jennie - eu já vou pra cama, boa noite- digo me inclino até ela a dando um selinho mas arregalando os olhos logo em seguida- me desculpe- digo sentindo minhas bochechas queimarem de vergonha.

Lisa - não precisa pedir desculpas- ela disse sorrindo me tranquilizando.

Jennie - tube bem então, Lisa sobre a consulta de amanhã…

Lisa - o que tem? 

Jennie - a Olivia também vai- digo receosa da sua reação.

Lisa - como assim ela vai? Por que chamou ela?

Jennie - nos dias que você não podia vir a Olivia ia comigo e hoje eu disse que ela pode ir.

Lisa - quando pensou em me contar sobre levar a Olivia pra consulta dos meus filhos?- diz até que calma mas como meus hormonios estão a flor da pele acabei me estressando.

Jennie - Lalisa desculpa mas você tá sendo uma puta egoista! Essas meninas não são só suas filhas não ok? Eu também sou mãe dela e se você se incomoda com o fato da Olivia estar presente na vida das meninas aprenda a lidar com isso pois é o que vai acontecer!- digo vermelha de raiva e levanto marchando em direção ao meu quarto deixando a Lisa plantada na sala.

A Olivia me ajudou muito todo esse tempo, claro que a Lisa vinha pra cá quando podia mas eu sou uma mãe de primeira viagem e precisava de ajuda então a Olivia tem sido muito importante pra mim.

Como eu já havia tomado banho, apenas escovei meus dentes, passei um hidratante corporal e um creme que minha obstetra recomendou para minha barriga não ficar com estrias o que ela disse que é muito comum na gravidez.

Me deitei na minha cama já fechando os olhos e me rendendo ao sono mais uma vez.

Dia seguinte...

Eu acordo com a luz do sol invadindo meu quarto junto a um cheiro de waffles e queimado? Logo a porta do meu quarto é aberta e uma Lisa sorridente entra com uma bandeja de café da manha com frutas, waffles e suco de maracujá.

Lisa - bom dia princesa- diz fechando a porta atrás de si com o pé e logo caminha até mim colocando a bandeja no meu colo comigo já sentada e ela dá a volta na cama sentando do meu lado com as costas no travesseiro.

Jennie - obrigada Lisa- digo sorrindo enquanto pego um morango- agora me fala o porque do cheiro de queimado- digo séria a vendo engolir seco.

Lisa - você sabe que eu não sei fazer muita coisa na cozinha, então deu algumas tentativas erradas do waffles perfeito- diz um tanto sem graça- me desculpe.

Jennie - tudo bem, pelo menos agora você sabe fazer.

Lisa - sim, mas e aí tá gostoso?

Jennie - tá muito bom Lisa, obrigada.

Lisa - é um incentivo pra você levantar, tomar um banho e irmos para sua consulta médica.

Jennie - tudo bem e sobre ontem, me desculpe por ter surtado e gritado com você.

Lisa - me desculpe você! Eu acabei pensando mais em mim e acabei esquecendo que não posso privar todos das nossas filhas, apenas tenho medo.

Jennie - medo? Medo de quê?

Lisa - você sabe, medo das meninas gostarem mais dela do que de mim ou algum dia ela estiver com uma das meninas no colo e nossa filha chamar a Olivia de mamãe.

Jennie - isso não vai acontecer, entendeu? Nós duas somos as mães delas e você só tá surtando com a ideia de compartilhar suas filhas com mais alguém.

Eu puxei ela para mais perto de mim enquanto ela faz um carinho na minha barriga e coloca sua cabeça deitada no meu ombro.

Eu pego um morango e levo até a boca dela a qual ela aceita e come fazendo uma careta pelo morango estar um pouco azedo e eu apenas ri. 

Lisa - é melhor você terminar de comer para não nos atrasarmos.

Após terminar de tomar café da manhã com uma pequena ajuda da Lisa, eu levantei, fui para o meu banheiro, fiz minhas higienes, tomei banho, vesti um short confortável e um vestido soltinho.

Jennie - já podemos ir.

Eu e a Lisa saímos do meu apartamento indo para o carro e ficamos ali esperando a Olivia aparecer já que ela mora no prédio da frente.

Lisa - ela tá atrasando a gente- diz segurando o volante impaciente.

Jennie - não tá não- digo calmamente.

Lisa - é claro que tá- ela olha pra mim impaciente- e se tiver transito? Vamos perder a consulta.

Jennie - daqui a pouco ela chega tenha paciencia.

Lisa - ok- diz fechando os olhos e cinco minutos depois a Olivia aparece e entra no banco de trás junto com o seu filho Oliver que já tem dez meses.

Olivia - bom dia Ninie- ela se inclina e dá um beijo na minha bochecha fazendo a Lisa se remexer um pouco desconfortavel no banco- bom dia minhas princesas- diz acariciando a minha barriga coberta pelo vestido- bom dia Lalisa- diz voltando a se sentar na posição anterior.

Lisa - bom dia Olivia, demorou né?- diz indeferente e eu a repreendo pelo olhar.

Olivia - quando você tiver suas filhas você vai saber que o mundo gira em torno delas e elas não vão marcar um horário pra fazer coco na fralda e nelas todas tendo que tomar outro banho.

Jennie - me passa esse principe pra cá!- eu falo e pego o Oliver no colo deixando ele em pé no meu colo mas comigo segurando já que ele ainda não fica em pé sozinho- que é o menino mais lindo desse mundo?- perguntei sorrindo e ela ri montrando seus dentinhos.

Olivia - ai Ninie eu tô sofrendo, ele tá crescendo tão rapido que daqui a pouco já tá um homenzinho.

Jennie - eu não sei se vou aguentar ver minhas filhas crescerem na mesma velocidade que o Oli- falei o colocando sentado no meu colo enquanto ele mexe no meu cabelo solto- mas faz parte né, tem que aceitar.

Olivia - sim mesmo não querendo eles crescem, mas pelo menos agora vou ter duas bebês lindas pra mim apertar- diz me fazendo rir- já vamos?

Jennie - sim.

                     Quebra de tempo

Depois que chegamos no médico, eu fiz minha consulta normalmente e nós (eu e as gemeas) estamos saudaveis e bem, logo depois que saimos do médico, fomos para o shopping comprar algumas coisas para as gemeas e para mim já que minhas roupas não dão mais em mim.

Eu estou de mãos dadas com a Lisa que fica me puxando para ver as roupas de bebê que ela gostou e quer que eu ajude no tamanho enquanto a Olivia está na area dos meninos com o Oliver no colo olhando roupinhas pra ele.

Lisa - olha essa Nini! Vê se não é a coisa mais linda do mundo?- diz me mostrando um body de manga longa cinza com um rosto de um elefante bem fofinho no meio.

Jennie - é muito bonito mesmo.

Lisa - podemos levar dois iguais?- diz me olhando com aqueles olhos suplicantes enquanto sorri.

Jennie - Lisa nós vamos confundir elas, já são gemeas e com roupas iguais vamos acaber trocando o nome das duas. 

Lisa - eu já mandei fazerem cordões e pulseiras com a inicial do nome delas pra gente não confundir.

Jennie - tudo bem Lalisa podemos levar dois bodys desses- digo suspirando derrotada.

Lisa - obrigada, obrigada, obrigada- diz me dando varios selinhos mas depois que para me olha assustada- me desculpa, me desculpa, me desculpa, me desculpa!

Jennie - tudo bem, tá tudo bem- digo vendo ela ficar mais calma.

Lisa - me desculpa mesmo Nini, não me afasta por favor- diz de cabeça baixa.

Quando a Lalisa fodona que implicava comigo se transformou nessa Lalisa?

Jennie - eu não vou te afastar ok? Está tudo bem- sorrio a tranquilizando por completo- três a quatro meses.

Lisa - oi?- pergunta me olhando confusa.

Jennie - o tamanho que é pra você pegar- digo sorrindo mostrando todos os meus dentes e ela retribui fazendo o mesmo e pegando dos bodys do tamanho que eu falei.



Notas Finais


Eai sentiram saudades? Comentem o que acharam ai nos comentarios! ♡♡♡♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...