História Love You Betta (2yeon Intersexual) - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


oi kk.

EU particularmente dou muita risada com essa one. achei a cara desse casal mesmo.

lembrando: essa one shot NÃO é de minha autoria.

boa leitura.

Capítulo 1 - Capítulo Único


Fanfic / Fanfiction Love You Betta (2yeon Intersexual) - Capítulo 1 - Capítulo Único

POV Nayeon

Eu não suportava aquilo! Eu estava na festa de uma amiga e minha ex também estava lá... Com a nova namorada.

Elas dançavam e riam, pareciam o casal mais feliz do mundo. E eu tinha que engolir toda aquela PDA. E o pior é que a nova namorada de Jeongyeon era linda. Linda do tipo perfeita mesmo. Loira, olhos azuis, formação ossêa perfeita. Era o que se podia chamar de barbie humana. Eu odiava aquela garota. Ela era chata, tinha uma voz irritante, tinha um nome ridiculo e sempre era o centro das atenções. Mas o que realmente me dava raiva é que ela tinha a atenção de Jeongyeon.

Jeongyeon e eu namoramos durante três anos e terminamos por uma briga ridicula. Mas como tanto eu quanto ela eramos orgulhosas até dizer chega, não voltamos a nos falar para tentar resolver as coisas. Passamos meses sem nos ver. Jeongyeon foi pra casa dos pais e ficou lá um bom tempo e quando voltou, trouxe a barbie junto. Eu não conseguia aceitar aquilo. Eu ainda amava ela e eu sabia que ela também ainda me amava. Afinal foram três anos, ela não podia ter me superado tão rápido assim. Impossivel.

Eu fiquei num canto da boate que minha amiga havia alugado pra sua festa, olhando as duas se esfregando. A namoradinha dela estava grudada nela, rebolando e enchendo ela de beijos. E eu estava quase vomitando. Revirei os olhos e fui até o balcão, pegar outra bebida.

Depois de pegar a bebida, eu vi que a namoradinha de Jeongyeon desgrudou dela e foi ao banheiro. E eu sem perder tempo, aproveitei pra me aproximar a Jeongyeon. Eu fui até ela e segurei a mão dela, que me olhou com o cenho franzido e fui puxando ela pra uma zona deserta da boate.

"Nayeon, o que você pensa que está fazendo?"

Eu não falei nada, apenas continuei puxando ela até chegarmos na parte que estava fechada. Mas como não tinha ninguém vigiando, eu entrei com ela e deixei minha bebida em cima de uma mesa. Virei pra encará-la e antes de que ela pudesse dizer nada, eu segurei a nuca dela e beijei ela com vontade. No começo ela não me beijou de volta e tentava se afastar mas eu insisti, enfiando a lingua na boca dela e ela acabou se rendendo. Eu peguei as mãos dela e coloquei na minha bunda e ela logo apertou a mesma enquanto nos beijavamos como se o mundo fosse acabar. Eu sorri nos lábios dela e me afastei um pouco pra olhar ela nos olhos.

"Hoje eu vou te mostrar que por muito boa que ela seja, eu sou melhor!"

Dito isso, eu voltei a beijá-la e colar meu corpo no dela. Eu já podia sentir a ereção dela na parte baixa da minha barriga e aquilo avivou mais ainda meu desejo. Aquela namorada escandalosa dela podia até ser linda mas eu duvido que ela conseguisse deixar Jeongyeon preparada tão rápido assim.

Parecia até obra do destino que justo quando começamos a tirar a roupa, começou a tocar "Fuck u betta" da Neon Hitch. Eu dei uma risada da ironia da situação e Jeongyeon revirou os olhos ao perceber do que eu estava rindo. Eu tirei partido da música e fui cantando junto, enquanto abria as calças dela. Depois de abrir as calças dela, eu agarrei o cabelo dela, puxando pra trás e cantando no ouvido dela: "She's prettier than I'll ever be. Got yourself a beauty queen, yeah. But there's one thing I gotta say... She can fuck you good but I can fuck you betta."

Jeongyeon soltou um grunhido alto e me pegou no colo, me encostando na parede e voltando a me beijar com vontade. Eu continuava puxando o cabelo dela e me esfregando contra ela. Aquela música e o fato de saber que a namorada dela estava ali do outro lado daquela parede, me excitava mais ainda e eu já estava encharcada.

Jeongyeon não perdeu tempo em afastar minha calcinha pro lado e enfiar o pau duro na minha boceta de uma vez só. Eu gemi alto ao sentir ela entrando em mim depois de tantos meses. Naquele tempo eu até tinha transado com alguns homens e mulheres mas nada se comparava a Jeongyeon.

As estocadas dela eram rápidas e fortes, como se ela tivesse pressa em acabar. Mas eu não ia deixar ela controlar a situação, eu era quem ia estar ao mando ali. Eu empurrei um pouco ela, fazendo ela sair de dentro de mim e mandei ela sentar no sofá de couro que havia ali. Ela reclamou um pouco mas atendeu o meu pedido. Eu fiquei olhando ela, completamente vestida apenas com o pau pra fora das calças e sorri de forma sensual pra ela. Ela mordeu o lábio enquanto eu caminhava até ela e deu um largo suspiro quando me viu ajoelhar na sua frente.

"Nayeon, não temos muito tempo."

Eu tapei a boca dela com a palma da minha mão. "Cala a boca! Vai demorar o tempo que eu quiser."

Ela não falou mais nada e eu pisquei pra ela antes de passar a lingua pela cabeça do pau dela. Eu fiquei dando lambidas curtas apenas na cabeça antes de fechar minha boca ao redor da mesma e começar a chupar. Jeongyeon gemeu de um jeito que parecia que não faziam aquilo com ela a muito tempo. A princesinha dela realmente não tinha cara de quem fazia essas coisas. Ela devia estar super frustrada sexualmente e eu ia me aproveitar disso. Eu fiquei chupando apenas a pequena cabeça do membro dela bem devagar, quase parando. Ela soltava vários sons de queixa, implorando que eu chupasse ela direito em silêncio. E quando voltou a soar o refrão da música, eu quis que ela asociasse a letra com o que eu estava fazendo e comecei a chupar com vontade. Eu abri mais a boca, baixando a cabeça e engolindo mais da metade do pau dela.

Jeongyeon praticamente gritou, aproveitando que a música estava super alta e ninguém podia escutá-la. Seus dedos se entrelaçaram no meu cabelo, segurando minha cabeça ali durante por um momento. Eu olhei pra cima e vi que ela tinha os olhos fechados e a boca aberta. Assim que ela parou de forçar minha cabeça, eu voltei a subir, chupando seu membro com força. Ela gemia e suspirava enquanto minha cabeça subia e descia no seu pau, indo cada vez mais fundo até que eu tinha todo o pau dela dentro da boca. Eu fiquei um tempo sem fazer nada, apenas deixando ela desfrutar da sensação. Ela parecia que ia gozar a qualquer momento, estava quase chorando de prazer e pra deixar ela mais louca ainda eu comecei a massagear a cabeça do seu membro com os músculos da minha garganta. Jeongyeon gritou novamente, puxando meu cabelo com força. Eu percebi que continuasse ela iria gozar na minha boca e eu queria que ela gozasse dentro de mim. Eu dei uma última chupada no seu pau e levantei do chão para logo sentar em cima dela. Afastei minha calcinha pro lado novamente e posicionei o pau dela na minha entrada que praticamente pingava de tão excitada que eu estava. Eu fui baixando no membro dela aos poucos, até o talo. Quando ele já estava completamente dentro de mim, eu voltei a beijar ela. Eu chupava a lingua dela do mesmo jeito que chupei seu pau e Jeongyeon apertava minha bunda com força. Ela sempre gostou da minha bunda e devia sentir falta de pegar numa bunda de verdade, porque a barbie dela quase não tinha. Eu comecei a montar ela, cavalgando seu pau rápido e rebolando enquanto baixava no mesmo. Jeongyeon estava com os olhos vidrados nos meus o tempo todo e ficava alisando meu corpo mesmo por cima da roupa. Eu sorria pra ela e colocava minhas mãos por cima das delas enquanto quicava em seu pau.

Eu gemia cada vez mais alto, sentindo meu orgasmo se aproximando e Jeongyeon também. Ela voltou a segurar minha bunda, apertando com força e metendo em mim desde baixo. Eu me segurei na parte de cima do sofá e deixei Jeongyeon me foder. Ela segurou minha cintura, movendo meu corpo pra cima e pra baixo até que eu senti a porra quente dela me encher por dentro. Jeongyeon deu um gemido abafado e encostou a cabeça no sofá, enquanto eu continuava montando ela. Eu encostei rosto no pescoço dela e dei uma mordida bem forte e uma chupada, de propósito pra deixar uma boa marca ali pra princesinha dela ver. Assim que terminei o chupão, eu gozei, inundando o pau dela com meu gozo.

Jeongyeon ainda estava se recuperando do seu orgasmo quando eu relaxei o corpo em cima dela, encostando a cabeça no ombro dela. Ela ficou alisando minhas costas como sempre fazia depois de uma transa e eu sorri ao ver que ela não havia mudado. Eu fiquei dando beijos pelo seu pescoço e pelo seu peito, sentindo aquele cheiro gostoso que ela sempre teve. Seu pau continuava dentro de mim e nossas respirações voltavam ao normal aos poucos, entre caricias e beijos.

"Você sabe que ela nunca vai te amar como eu te amo." Eu sussurrei no ouvido dela.

"Nayeon..."

Eu já sabia o que ela ia dizer. Que estava namorando e que aquilo não podia voltar a acontecer. Por isso, eu coloquei o dedo indicador nos lábios dela, fazendo ela se calar.

"Eu sei." Dei um selinho nela, tirando seu pau de dentro de mim e arrumando a roupa antes de levantar.

"Só não se esqueça de uma coisa..." Encostei a boca em sua orelha e sussurrei: "Eu posso te foder melhor."

Dei um sorrisinho sacana pra ela e sai dali, como se nada tivesse acontecido. Jeongyeon voltaria a ser minha. Ah se voltaria!


Notas Finais


ela é menor que as outras mas eu gosto muito dela kkkk

qual vai ser o próximo casal galera??? agora é só pra amanhã.

até o próximo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...