1. Spirit Fanfics >
  2. "Love yourself" >
  3. Jogo de lacrosse.

História "Love yourself" - Capítulo 16


Escrita por: MaisQueUmaFic_

Notas do Autor


Heyy meus amores❤tudo bem com vocês?

Capítulo 16 - Jogo de lacrosse.


Fanfic / Fanfiction "Love yourself" - Capítulo 16 - Jogo de lacrosse.

Zayn on

Já conseguimos ganhar três jogos seguidos, se ganharmos hoje vamos passar para a final. Confesso que o time que iremos jogar hoje é muito bom, mas acho que nós conseguimos ganhar.

- Eiii, espera aí Ash!

Falei ao ver ela saindo de uma das salas de aula. Havia vários alunos por ali, era noite então não tinha aula. Eles estavam todos espalhados pela escola, inclusive nas salas de aula.

- O que você quer? Eu não tenho muito tempo...

Ela disse respirando fundo. Ta, ela tinha sido grossa, mas eu não tiro esse direito dela. Eu fui um babaca nos últimos dias, tudo porque eu estou com ciúmes dela com o Tyler.

- Será que podemos conversar?

Perguntei e ela cruzou os braços.

- Eu ja falei que não tenho muito tempo, e se for sobre aquela vadia da Maggie eu não quero saber.

Ela disse e eu neguei com a cabeça.

- É sobre você... sobre nós. Vai ser rápido, até porque eu já vou ter que ir pro campo.

Falei apontando para a sala de produtos de limpeza.

- O que? Você quer que eu entre ai? Não da, sou claustrofóbica.

Ela disse negando com a cabeça e então eu revirei meus olhos abrindo a porta em seguida logo entrando no quartinho. Depois que ela finalmente entrou fechei a porta e olhei a mesma.

- Eu estou sendo um babaca com você, me desculpe por isso... é só que...

Eu estava falando mas ela me interrompeu.

- "É só que" o que Zayn? Você vem me tratando feito seu cachorrinho há dias! Usou a Maggie pra me deixar com raiva e ainda zombou da minha cara! Eu espero que você tenha um ótimo motivo pra tere tratado assim, porque...

Ela estava falando mas eu neguei com a cabeça logo a interrompendo.

- Eu estava com ciúmes! Você e aquele Tyler começaram a ficar e então você só começou a dar atenção pra ele!

Falei e vi a mesma revirar os olhos.

- Eu dava em cima de você na sua cara, e nem era indireta Zayn! Você é muito lerdo! Quando eu ia te chamar pra ir na festa comigo você ficou todo cheio de gracinha, então o Tyler me chamou. Ele sim estava me tratando bem!

Ela disse e então eu arqueei uma das sobrancelhas.

- Pera ai... o que? Quando foi que você deu em cima de mim?

Perguntei cruzando os braços.

- Lembra aquela vez que eu falei " Você tem um mapa?" Aí você falou que tinha e então me deu seu celular no Google mapa.

Ela disse me olhando sem reação.

- Espera ai... aquilo ia ser uma cantada?

Falei fazendo uma cara de quem não estava entendendo. Até porque eu não estava.

- Ia. E lembra aquela vez que eu falei " Você gosta de Toddy?" E você simplesmente falou não.

Ela disse revirando os olhos.

- E o que você ia falar?

Perguntei arqueando uma das sobrancelhas.

- Você tinha que responder “Sim, por que?” aí eu ia dizer: “Se você quiser eu posso ser Toddynho seu.”

Ela disse e eu comecei a rir.

- Nossa Ash, que merda.

Falei e ela me olhou cerrando os olhos.

- Sério Zayn? Sério?

Ela perguntou negando com a cabeça e quando eu vi que ela ia abrir a porta, fechei no mesmo instante e a encostei ali.

- Gata, seu pai é um sonho?

Perguntei olhando ela.

- O que? Não. Por quê?

Ela falou arqueando uma das sobrancelhas.

- Porque você é um padeiro.

Falei e então ela começou a rir.

- An... a cantada não é assim.

Ela disse e eu arqueei uma das sobrancelhas um pouco pensativo.

- Quer saber? Foda-se, acho que já perdemos tempo de mais com cantadas, não é?

Perguntei olhando ela e a mesma afirmou com a cabeça olhando nos meus olhos.

- É... é né?

Ela perguntou e então ficamos em silêncio durante alguns segundos, não foi constrangedor, foi um silêncio digamos que, bom. Sem perder mais nenhum segundo, selei nossos lábios e dei início a um beijo calmo. 

HARRY ON

- Não acha que devíamos dar um passo à mais nessa nossa relação? Eu acho que estamos tempo de mais juntos.

Falei olhando o bolinho de chocolate em minha mão.

- Harry? Você ta bem?

Ouvi a voz da Holland e então afirmei com a cabeça voltando a olhar o bolinho.

- Sim. É que eu comprei esse bolinho na cantina, eu queria comer mas ele é tão bonitinho que dá até dó... estou tentando um diálogo para ser menos doloroso.

Falei e então ouvi passos e senti ela pegar o bolinho da minha mão.

- Tudo bem... eu como.

Ela disse e em um movimento rápido deu uma mordida no bolinho.

- O que? Não acredito nisso...

Falei batendo a mão no rosto enquanto negava com a cabeça.

- Huum... É gostoso, experimenta!

Ela disse enfiando um pedaço do bolinho na minha boca.

- Meu Deus, Holl...

Falei mastigando o bolinho enquanto limpava ao redor da minha boca.

- Bom... Vamos deixar isso pra la... eu quero conversar com você.

Ela disse e eu afirmei com a cabeça.

- Tudo bem, pode falar.

Falei olhando ela e a mesma negou com a cabeça.

- Aqui no refeitório não Harry. É uma conversa séria sobre nós dois.

Assim que ouvi o que ela disse engasguei com o bolinho e comecei a tossir. Nós nunca tínhamos falado sobre "nós dois". Eu nem sabia que pra ela exista nós dois.

- Ai meu Deus! Você tá bem?

Ela perguntou dando alguns tapas na minha costa. Afirmei com a cabeça parando de tossir aos poucos e então olhei ela.

- Sobre nós?

Perguntei e ela afirmou com a cabeça.

- Sim. Pode ser depois do jogo? Ou sei la.

Ela falou e eu afirmei rapidamente com a cabeça.

- Claro. Sim, a hora que você quiser. Eu vou ficar esperando.

Falei rapidamente e vi ela soltar um leve riso. A mesma sorriu e então saiu dali. Pisquei algumas vezes e até me belisquei para ver se não estava sonhando.

"Não se anime, Harry. Você não sabe sobre o que exatamente ela vai falar."

A voz da minha cabeça ficava repetindo e isso me fez respirar fundo e me levantar para finalmente ir até o campo aonde seria o jogo.

LOUIS ON

- Ai garota, você me irrita tanto! Como consegue ser tão irritante assim, Calder? Fez curso?

Perguntei revirando os olhos. Há alguns instantes atrás ela estava conversando com aquele Froy. Ela é burra ou só se faz? Eu tive que tirar ela de perto dele a força...

- Agora eu não vou responder, porque estou ocupada respirando.

Ela disse com aquele sorrisinho sarcástico.

- Por que me tirou de la? Eu só estava conversando com ele!

Ela disse revirando os olhos.

- Olha, calder, eu não vou estar sempre aqui para te impedir de fazer burrada. Você ta aí se iludindo pensando que ele mudou em alguma coisa.

Fechei meus armário do vestiário e percebi ela revirar os olhos.

- E o que te importa se eu quebrar a cara ou não?

Ela perguntou batendo a mão na porta do armário fazendo um barulho um pouco alto.

- Eu gosto de você, porra!

Falei e então vi a mesma ficar paralisada me olhando.

- O que?

Ela perguntou e eu dei um sorriso.

- Acreditou... por favor Calder. Você é a última pessoa que eu ia gostar nesse mundo.

Falei e então saí andando.

- EU TE ODEIO GAROTO!

Ela gritou com raiva. É claro que aquilo que eu falei era mentira, mas é melhor deixar pra la...

Agora seria o nosso jogo, só precisamos ganhar esse pra chegar na final. Eu acho que vai ser fácil.

[...]

- FALTA! ESSE JUIZ ESTA ROUBANDO!

O treinador gritou enquanto o Zayn rolava no chão de tanta dor. O cara do outro time bateu com o bastão na perna do Zayn. Corri até o mesmo assim como os outros jogadores do nosso time, fazendo com que o juiz parasse o jogo.

- Me ajuda aqui Niall, vamos levar ele até a arquibancada.

Falei ajudando o Zayn a se levantar e então caminhamos com ele até a arquibancada.

- ESSE JA É O NOSSO TERCEIRO JOGADOR, JUIZ! DAQUI A POUCO VAMOS FICAR SEM TIME!

O treinador gritou e então o juiz negou com a cabeça. Estávamos jogando com três jogadores a menos, e isso não é bom.

O jogo tinha voltado ao normal, estava até que indo tudo bem se não fosse aquele desgraçado do outro time vindo arranjar briga comigo porque segundo ele o gol que eu fiz não valeu.

- Como assim não valeu? Bebeu? Tá com medo de perder agora?

Falei jogando o taco no chão e em seguida tirando o capacete indo pra cima do garoto, igual ele estava fazendo.

- Você ta roubando cara! Você fez falta no nosso jogador quando pegou a bola!

Ele falou me empurrando.

- Então os três jogadores que saíram do nosso time foi acidente?

Perguntei sarcástico empurrando ele também. Foi quando ouvi o apito do juiz e então ele nos expulsou do campo.

- Isso não cai acabar aqui...

O garoto falou me olhando.

- Estou morrendo de medo disso que você chama de ameaça.

Falei sorrindo e então fui pro banco.

- TOMLINSON! JA TEMOS TRÊS JOGADORES FERIDOS, VOCÊ AINDA DA UMA DESSAS!

O treinador gritou mas eu nem liguei me sentando em seguida. O jogo foi rolando e nós conseguimos ganhar, o que pro outro time não foi nada bom. Agora eles estavam com mais raiva ainda, e eu to é rindo.

Os jogadores e algumas das pessoas que estavam no campo foram todos para o refeitório, ja que no campo estava muito frio por ser de noite.

- Te achei Tomlinson.

Ouvi a voz do garoto que veio discutir comigo no campo e então olhei para trás vendo ele e mais uns sete caras. Eu não estava por baixo não, todo o time estava reunido ali na cantina, e quando eles viram os garotos do outro time se aproximaram de mim rapidamente.

- Nossa Carter, só sete?

Falei me referindo aos garotos que estavam com ele.

- Só sete ja é necessário.

Ele disse com um sorrisinho no rosto, o que me fez rir.

- Acho que você vai precisar de mais do que sete caras do time pra te defender. Porque o único motivo pelo qual eles estão aqui é pra não deixar que eu acabe com você.

Falei sorrindo e então vi mais pessoas se aproximarem para assistir o showzinho.

- Cara, você não devia ter vindo, tem quatro caras do time muito bravos com você e seus amiguinhos.

Zayn disse parando ao meu lado.

- Só quatro Zayn? Não é porque só quatro foram obrigados a se retirar no meio do jogo que o resto do time  também não está bravo.

Diego disse sorrindo enquanto olhava os outros garotos.

- Ei, o que vocês pensam que estão fazendo? Vão acabar sendo expulsos da temporada.

Eleanor disse aparecendo ali no meio da rodinha. Tinha que ser a estraga prazeres.

- Isso, ouçam essa vadiazinha indefesa aí e fiquem na de vocês.

Um garoto que pelo que eu li na camisa se chamava Christian disse olhando a Eleanor com um sorrisinho sarcástico.

- Ihhh... Você não devia ter dito isso.

Tyler falou e então a Eleanor virou com calma para o garoto.

- Repete.

Ela disse se aproximando dele.

- Vadiazi...

Ela nem deixou ele terminar e já meteu o soco no nariz do cara. O time todo da nossa escola não aguentou e começou a rir, inclusive eu.

- FICOU MALUCA GAROTA?!

Ele perguntou indo com seus amiguinhos para cima da Eleanor, provavelmente para bater nela e então nós todos fomos em sua defesa. Foi nesse momento que a pancadaria começou.

- Vai! Pega ele!

Eu pude ouvir a Eleanor gritar enquanto eu estava no tumultuo batendo em um garoto que havia ido pra cima dela.

- Ele é meu namorado sua vadia!

Ouvi alguém dizer e quando olhei para trás para ver quem era dei de cara com a Els e uma outra garota brigando, quando me virei para frente novamente recebi um soco na boca.

- MAS O QUE ESTA ACONTECENDO AQUI?!

Ouvimos a voz do diretor, mas aquilo não foi o suficiente. Ficamos por mais uns cinco minutos nos socando até que os seguranças chegaram. Quando finalmente nos separaram eu olhei ao redor procurando a Els e acabei vendo a Ash e a Holland todas descabeladas, o Harry com um corte na bochecha que estava sangrando e o Zayn com sangue escorrendo do canto do olho. Vi a Eleanor com o cabelo meio bagunçado e com a bochecha com uma leve marca de unha, quando olhei a garota que estava brigando com a Els fiquei surpreso ao perceber que ela estava com a boca sangrando e a bochecha mais vermelha que a da Els. Fui para perto da Eleanor e então segurei no rosto dela logo olhando a bochecha da mesma.

- Você ta bem? Se machucou?

Perguntei e ela afirmou com a cabeça.

- Eu To bem... Ela não sabia nem bater.

Ela disse revirando os olhos. A mesma colocou a ponta do dedo na minha boca e então eu soltei um gemido baixo. Aquilo havia doído, até porque estava cortado.

- VOCÊS FICARAM MALUCOS JOVENS? ISSO É UMA ESCOLA!

O diretor gritava enquanto dava sua bronca.

- EU VOU CHAMAR OS PAIS DE TODOS AQUI! OS ALUNOS QUE NÃO SÃO DESSA ESCOLA VÃO VOLTAR HOJE MESMO PARA SUAS CASAS!

Ele gritou enquanto alguns inspetores passavam perguntando nossos nomes.

- EU QUERO TODOS OS ENVOLVIDOS NESSA BRIGA AQUI NA CANTINA, ATÉ OS ALUNOS DA OUTRA ESCOLA!

Ele simplesmente saiu dali e fechou a porta deixando somente os seguranças e os inspetores.

- Quer gelo?

Perguntei olhando a Els que me olhou em seguida.

- Lou... É só um arranhão. Você devia era se preocupar com você.

Ela disse sorrindo e então negou com a cabeça. Me pediu para esperar ali e saiu andando.

ASHLEY ON

Quando a briga começou, uma garota veio pra cima de mim só porque eu falei pra ela "enfia um rojão no cu e saiu voando pela rua". A desgraçada fica querendo atenção e ainda reclama quando falo isso.

Eu deixei ela quase sem cabelo... idiota, vem brigar comigo. Logo comigo que tenho como amiga a filha de um policial. Quando a desgraçada caiu no chão implorando pra eu parar, eu vi o Zayn brigando com um outro garoto, sem nem pensar eu fui ajudar ele. Como o Zayn estava por cima só garoto, foi ele quem levou um chute meu. Coitado... É que o garoto se mexeu...

Depois que o garoto tinha dado risada do Zayn pelo que eu fiz, eu tratei de dar um soco na bochecha dele, foi nesse momento que o diretor chegou começando a gritar com todo mundo.

- Me desculpa... Eu não queria te chutar!

Falei ajudando o Zayn a se levantar. Ele olhou para o garoto no chão e deu um sorrisinho me olhando.

- Essa é a minha garota.

Ele disse me dando um beijo na bochecha, o que me fez sorrir.

HARRY ON

Quando eu vi toda aquela briga começando, senti um forte soco na minha bochecha e então me virei rapidamente olhando o garoto tipo "wtf?". Sem nem pensar duas vezes fui pra cima dele também dando vários socos no mesmo. Apanhando que eu não ia ficar!

Parei de bater no garoto quando vi a Holland pulando nas costas dele.

- Vai Harry! Bate!

Ela gritou e então eu dei um soco na barriga dele, mas quando ia dar outro vi uma garota puxando a Holl de cima do garoto. Empurrei ele e corri até a garota que estava por cima da Holland dando tapas na mesma que estava se protegendo com a mão. Arranquei a garota de cima dela e então a mesma começou a me dar tapas quando a soltei. A Holland agarrou a menina pelos cabelos e a jogou no chão começando a bater nela, mas o diretor chegou e os seguranças separaram todo mundo.

- E eu pensando que você era indefesa...

Falei me aproximando dela.

- Aí meu Deus Harry... sua bochecha ta cortada e tá sangrando! Eu vou desmaiar.

Ela disse ficando branca que nem papel.

- Oush, que foi meu Deus.

Falei ajudando ela a se sentar.

- Eu odeio ver sangue Harry...

Ela disse me dando um leve tapa no ombro.

[...]

ELEANOR ON

- Estão vendo isso, pais? Os filhos de vocês parecem animais!

O diretor falou enquanto olhava para todos nós que estávamos no canto do refeitório.

- Eleanor! Vem aqui e sente-se ao lado do seu pai.

Ele disse apontando para a cadeira que estava ao lado do meu pai. Aquilo estava estranho. Tipo, todos os pais estavam em um canto, os alunos em outro canto e apenas duas cadeiras no meio do refeitório, meu pai estava em uma e eu ia sentar em outra.

- Mas a culpa não é dela!

Ouvi Louis dizer e então me sentei na cadeira.

- Calado Tomlinson! Sua vez vai chegar! Agora você vem até aqui, Madison!

Ele disse e então a garota ue brigou comigo caminhou até o lado dele.

- Olha isso senhor Calder! Olha o que sua filha fez!

O diretor falou e então meu pai olhou a garota e me olhou em seguida.

- Tenho certeza de que ela teve um bom motivo.

Meu pai falou e eu dei um sorrisinho voltando a olhar o diretor.

- Então por favor Eleanor. Explique.

Ele disse e eu me levantei.

- O garoto me chamou de vadia, eu não gostei e dei um soco no nariz dele, provavelmente quebrou, então é melhor ele ir no médico. O garoto veio pra cima de mim e os meninos foram me defender. De repente essa louca veio pra cima de mim e tentou me bater. Faltou eu dar um avisinho pra ela.

Falei sorrindo e então me aproximei da garota.

- Sou filha de policial, Baby. Pense bem da próxima vez antes de tentar me bater. Eu sei que pareço indefesa, mas as aparências enganam.

Falei baixo só pra ela ouvir e então a mesma me olhou com os olhos cerrados.

- Viu? A garota que bateu nela.

Meu pai falou e então eu sentei ao lado dele.

- Mas senhor Calder! Olhe como ficou a garota.

O diretor disse e eu olhei ela.

- Olha, acabada ela já estava quando chegou aqui. Eu só finalizei o processo.

Falei dando de ombros ouvindo risadas dos alunos. Ela cerrou os olhos vindo pra cima de mim mas então meu pai se levantou ficando na frente impedindo que ela se aproximasse.

- Certo... agora venham até aqui Louis Tomlinson e Carter!

O diretor falou e então eu e o meu pai caminhamos para o canto da cantina.

LOUIS ON

Quando o diretor me chamou eu vi minha mãe indo até a cadeira, eu conhecia aquele olhar "É melhor você ter um ótimo motivo pra ter feito isso".

- Eu ja vou adiantando o que aconteceu. Estávamos no campo, ele falou que eu roubei no gol e agora estamos aqui.

Falei deixando as coisas mais simples.

[...]

- O que eu falei sobre entrar em briga de novo garoto?!

Minha mãe perguntou e então eu dei um beijo na bochecha dela a abraçando de lado.

- Te amo minha velhinha.

Falei e ela me olhou com um olhar mortal.

- Velha é a sua bunda garoto!

Ela disse me fazendo rir.

- Minha bunda é grande e bem bonitinha. Você devia saber disso.

Falei e ela riu.

- Ei, Louis!

Ouvi a voz da Eleanor e então parei de andar com a minha mãe, me virando para trás em seguida. Ela estava se aproximando junto com seu pai.

- Oi, é... acho que você deixou cair isso na confusão.

Ela disse mostrando meu celular e então eu o peguei da mão dela.

- Obrigada, nem percebi que não estava comigo.

Falei e ela afirmou com a cabeça olhando minha mãe em seguida.

- Oi senhora Tomlinson.

Eleanor disse e minha mãe sorriu.

- Só Johannah, querida.

Minha mãe disse e eu arqueei uma das sobrancelhas.

- Sou a Eleanor.

Ela disse e minha mãe afirmou com a cabeça.

- Eu sei, o Louis me fala de você.

Olhei ela com os olhos arregalados.

- Fala é?

Eleanor perguntou arqueando uma das sobrancelhas.

- Eu falo o quanto você é insuportável.

Falei e então o pai dela pigarreou.

- Oi senhor Calder.

Falei e ele sorriu um tanto forçado pelo que eu percebi.

- Esse é o meu pai, John. Essa é a mãe do Louis.

Eleanor falou e ele estendeu a mão cumprimentando minha mãe.

- Nós temos que ir. Até amanhã.

Eleanor falou e então saiu dali com o pai dela.

- Fofa ela. Adorei.

Minha mãe falou e então eu olhei ela.

- Você não?

Ela perguntou sorrindo e eu revirei meus olhos.

- Sai fora mãe...

HOLLAND ON

Depois de todo o discurso do professor, ele finalmente nos dispensou e então eu, Harry, Zayn e Ashley ficamos conversando no corredor.

- Ainda bem que vocês ainda vão poder jogar o último jogo.

Ashley falou e Zayn afirmou com a cabeça.

- Se a gente não pudesse jogar eu ia embora era feliz. Que surra que nós demos neles.

Zayn disse me fazendo revirar os olhos.

- Aquela vadia quebrou a minha unha.

Falei indignada vendo ela passar na minha frente com algumas amigas para ir embora da escola com os outros.

- To falando de você mesmo vagabunda.

Falei e então ela me olhou, a mesma se virou dando passos na minha direção mas estão os meninos e a Ash entraram na minha frente. Me senti como nós filmes.

- É melhor eu não te pegar sozinha na rua, garota.

Ela disse e então eu arqueei uma das sobrancelhas.

- Encosta em um fio ruivo do cabelo dela e eu acabo com você garota.

Ashley disse indo pra cima da garota que deu dois passos para trás.

- Alguém segura a cadela raivosa por favor.

A garota disse andando rapidamente até as amigas, então a Ashley se virou para nós rindo.

- Certo... já deu por hoje, eu te levo pra casa.

Zayn falou olhando a Ash e então eles se despediram logo saindo dali.

- Então, Harry. Será que já podemos conversar?

Perguntei e ele afirmou com a cabeça.

- Eu te acompanho até sua casa e então vamos conversando.

O mesmo disse passando o braço por cima do meu ombro, logo começando a andar comigo.

- Então... acho que não conversamos direito no dia da festa.

Falei levando o olhar até o rosto dele.

- É, eu sei. Foi muita coisa para um dia só.

Ele disse dando um leve sorrisinho.

- E você já desistiu de mim?

Perguntei e então ele parou de andar ficando na minha frente.

- Holl, eu estou na sua há anos... Não vai ser agora, no último ano da escola que eu vou desistir.

Ele disse segurando minha mão, acariciando a mesma. Dei um leve sorriso e então olhei nossas mãos as entrelaçando em seguida.

- E você... Você estaria disposto a tentar algo? Sei la... tipo, vamos ver aonde isso vai dar.

Falei levando o olhar até o rosto dele e vi o mesmo abrir um sorriso enquanto afirmava com a cabeça.

- Sem nem pensar duas vezes.

Ele disse e então selou nossos labios iniciando um beijo enquanto abraçava minha cintura. 


Notas Finais


Espero que estejam gostando Xx.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...