História Loved Me Back To Life. - Capítulo 15


Escrita por:

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Alvo Dumbledore, Cornélio Fudge, Draco Malfoy, Gina Weasley, Harry Potter, Hermione Granger, Lilá Brown, Lílian Evans, Lord Voldemort, Minerva Mcgonagall, Narcissa Black Malfoy, Personagens Originais, Rúbeo Hagrid, Severo Snape
Tags Drama, Romance, Snamione
Visualizações 212
Palavras 1.458
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção Adolescente, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá pessoal quero pedir mil desculpas pela demora em postar,infelizmente não conseguir escrever antes,espero que não tenham desistido da história..

Capítulo 15 - Nem sempre temos uma segunda chance.


Jane Granger havia jogado o fósforo no chão sem pensar duas vezes.


O fogo já começava a consumir o quarto quando Severo lançou um feitiço contra a mulher que bateu as costas na parede.


Hermione sentia seu corpo cada vez mais fraco após perder tanto sangue,seus lábios estavam ressecados e frios.


De repente a grifinória ergueu os tristes olhos castanhos fitando o homem com tristeza.


-Salve minha mãe Severo..por favor não a deixe morrer!-diz a garota revirando os olhos e desmaiando em seguida.


Severo rapidamente se apressou para apagar o fogo que consumia o quarto cada vez mais rápido.


O professor se aproximou da senhora Granger desmaiada cujo o rosto estava bastante queimado.


John Granger também havia sofrido muitas queimaduras mas havia sido socorrido por Jeffrey.


Severo rapidamente se aproximou de Hermione a pegando no colo e se retirando do quarto que estava com muita fumaça.




Pov Severo.



Eu havia levado Hermione e seus pais para um hospital trouxa, juntamente com a senhorita weasley que ainda estava desmaiada após ter batido a cabeça.


Eu aguardava ansioso por notícias de minha irritante sabe-tudo,porém nenhum médico havia aparecido.



Potter estava ao meu lado bastante preucupado com as garotas,Weasley também estava bastante angustiado,confesso que pela primeira vez sentir pena dos cabeças-ocas.


Mas minha maior preocupação era com Hermione,ela havia perdido muito sangue após tantos cortes pelo corpo,meu coração se quebra quando me lembro do estado que a encontrei.


Eu jamais iria me esquecer daqueles olhos castanhos molhados por lágrimas,de seus braços e pernas cobertos por sangue,eu jamais iria me perdoar por não a ter protegido.


Eu não poderia perder aquela garota que eu tanto amava,apesar de eu ser um maldito comensal da morte,eu tinha planos de me casar com ela,de ter filhos com ela,pois somente Hermione Granger me fazia sentir vivo.


Jeffrey logo se aproximou bastante sério.



-John Granger está em estado grave e não sabem se ele conseguirá sobreviver..



Severo apenas assentiu com a cabeça indiferente.


-Este homem merece sofrer dolorosamente pelo o que fez Hermione passar..e quanto a mãe dela?


-Devido ter sido atingida por fogo Jane Granger sofreu queimaduras diretamente nos olhos,está completamente cega,mas ainda gritando que quer matar Hermione,decidiram interná-la em um hospício!-diz Jeffrey suspirando.


Severo se levantou passando as mãos pelos cabelos.


-Hermione ficará arrasada quando descobrir..ela me pediu para salvar a louca da mãe dela!-diz o professor angustiado.



-Hermione irá entender que você não teve culpa de nada..



Potter se levantou ficando de frente para o jovem Snape.



-Acho que você já pode ir para casa,não tem nenhum familiar seu aqui!-diz Harry secamente.



-Ficarei aqui até saber que Hermione e Gina estão bem,estou aqui para apoiar meu irmão,aliás o hospital é público sabe Potter?-pergunta Jeffrey irônico.



-Ninguém precisa da sua presença insuportável!Gina tem a mim que sou o namorado dela!-respondeu Harry irritado.



-Vá sonhando Potter..



-Já chega dessa discussão infantil!Minha irmã está internada e minha amiga em estado grave!Se não calarem a boca agora vou expulsar os dois daqui!-disse Rony surpreendendo a todos.



-Mas Rony eu sou seu melhor amigo!-disse Harry indignado.



-Chega!Estamos em um hospital esperando notícias pelas garotas que eu mais amo,Gina e Hermione estão internadas em estado grave assim como várias outras pessoas!Tenham um pouco de dignidade e respeitem a situação!-disse Rony ríspido.



Harry e Jeffrey apenas se olharam envergonhados e se sentaram um longe o outro.



Algumas horas se passaram e a família Weasley estava reunida no hospital aguardando notícias.


Molly e Arthur estavam horrorizados com a verdade sobe a família de Hermione,o casal estava perplexos com a história,jamais imaginavam que Hermione era vítima de torturas e maus-tratos.



Gina havia sido operada após uma hemorragia na cabeça devido a pancada.



Uma jovem médica apareceu pronta para dar notícias.



-Ginevra teve uma hemorragia na cabeça,mas graças a operação nós conseguimos estabilizar,as próximas vinte e quatro horas serão decisivas!-diz a médica em tom profissional.



Molly Weasley solucava abraçada ao marido.



-Minha filha pode morrer?É isso que pode acontecer?Esses trouxas são todos inúteis!-diz a senhora chorando.


A médica franziu o cenho estranhando ter sido chamada de "trouxas",porém resolveu ignorar.


-Teremos essa resposta daqui a vinte e quatro horas..mas peço que tenham esperança estamos fazendo nosso melhor!-responde a médica se retirando em seguida.



Molly e Arthur apenas voltam a chorar sendo amparados pelos filhos.




Pov Severo.



Eu estava no quarto onde Hermione estava internada,seu rosto estava extremamente pálido,e seus braços com algumas queimaduras leves.


Ela parecia tão bonita dormindo serena,como se fosse uma criança descansando após ralar os braços.


Mas infelizmente a realidade era outra,Hermione perdeu muito sangue e isso explicava a palidez,e seus braços levemente queimados pelo quase incêndio provocado pela própria mãe.


Eu segurava em sua machucada mão tentando conter minhas lágrimas.


-Preciso que abra os olhos irritante sabe-tudo..me diga que vai ficar bem..que vai superar tudo isso..não me deixe sozinho por favor!


Eu sabia que estava me comportando como um grifinório,e pela primeira vez não me importei.



De repente Hermione abriu os olhos confusa.



-Severo..você me encontrou!-diz a jovem fracamente.



-Eu sempre vou encontrar você!-digo emocionado.



-Onde estão meus pais?Você os salvou não é?-pergunta preucupada.


-Não se preucupa com isso agora meu amor,você precisa apenas descansar,vai ficar tudo bem!-responde Severo depositando um beijo suave em sua testa.



Hermione sorriu fechando os olhos ao sentir o toque suave.



-Eu te amo Severo Snape..e vou lutar por nós dois!-responde adormecendo em seguida.


-Como uma verdadeira grifinória!-diz o professor sorrindo admirado.



No dia seguinte Severo ainda estava no hospital quando encontrou seu irmão que havia passado a noite no local.



-Agradeço por ter passado a noite aqui mas acho que já está na hora de ir pra casa!Tobias deve estar preocupado com você!-diz Severo angustiado com a proximidade da verdade.


Afinal ainda não havia contado que brigou com o pai e negou o perdão que tanto ansiava.


-Eu estava mesmo indo pra casa..estava pensando depois de tudo isso passar,você poderia visitar nosso pai,ter a oportunidade de conhecer melhor o novo Tobias!-diz Jeffrey animado.


Severo apenas forçou um sorriso desviando os olhos.



-Seremos uma família unida,e mais uma vez obrigado por ter perdoado nosso pai!



Severo abaixou a cabeça se sentindo desprezível.



-De nada.



Por Jeffrey.



Cheguei em casa entusiasmado para ver meu pai,conhecendo aquele velho ele deve estar preocupado por eu ter passado a noite fora.


Porém o encontrei caído no chão da sala sem conseguir levantar.


-Papai!O que houve com o senhor?-pergunta levitando o homem até a cama do pequeno quarto.


-O que aconteceu?Quer que eu chame a ambulância?-pergunto desesperado.



Tobias porém negou com a cabeça tossindo sangue.


-Papai me deixe te ajudar por favor..



Tobias abaixou a cabeça sentindo os olhos  cheios de lágrimas.



-Acabou Jefferson só lutei contra o câncer para rever seu irmão e tentar..me reconciliar com ele!-diz respirando com dificuldade-Mas Severo não conseguiu me perdoar..


Jeffrey percebeu que o nariz do pai sangrava.


-Como assim?Severo me garantiu que havia te perdoado!Ele me disse!-Jeffrey gritou indignado.



Tobias negou com a cabeça desolado.



-Ele não conseguiu me perdoar..não julgue seu irmão,Severo tem muitos motivos para me odiar..eu fiz muito mal ao meu menino..


Jeffrey sentiu as lágrimas escorrerem de seus olhos,se sentia traído pela mentira do irmão.


Como Severo pôde ter feito algo assim?Mentido e enganado sobre um assunto tão sério.


Jeffrey sabia que havia sequestrado o irmão e o pressionado,mas não esperava ser enganado.


-Eu amo seu irmão..fiz tanto mal ao meu garoto..e me arrependo amargamente disso,hoje eu sei que deveria ter feito tudo diferente..mesmo sendo tarde hoje eu tenho muito orgulho de Severo ser um bruxo..eu amo vocês dois!-diz o homem emocionado.


Jeffrey pegou sua varinha e sem pensar duas vezes mandou seu patrono para o irmão mais velho.




Enquanto isso Severo estava no hospital onde aguardava notícias,o professor estava angustiado pela demora dos médicos.


De repente um patrono em forma de rapoda adentrou a sala de espera que por sorte estava vazia.


"Nosso pai está morrendo,eu imploro para vê-lo pela última vez!"


Severo arregalou os olhos negros atordoado.


Percebeu o quanto a situação era séria,apesar de tudo Tobias era seu pai e estava morrendo,precisava pelo menos se despedir,afinal não haveria outra chance de fazer isso.


Severo aparatou rapidamente até o barraco trouxa.


Ao chegar ao quarto do pai encontra Jefferson chorando abraçado ao corpo do homem.


Seus olhos  se encontraram com os olhos de seu pai,negros como o seu,porém vazios para sempre.


-Você chegou tarde demais Severo nosso pai está morto!-diz Jefferson destroçado pelos soluços-Ele morreu sem conseguir o seu perdão,atormentado pela culpada que carregou a vida inteira.


Severo caminhava em direção a cama sentindo as mãos tremerem.



Jefferson se levantou tomado pela dor e tristeza se retirando do quarto.


-Foi ontem que eu vi seu rosto..você disse que estava arrependido..mas eu fui embora..quer saber o que sinto hoje?Eu iria segurar sua mão e afastar a dor intensa que sentia..eu perdoaria todos os seus erros!Isso traria alívio a sua alma e principalmente a minha..gostaria de lhe chamar para uma última conversa mas sei que nunca mais será possível..


Severo chorou molhando a face do falecido pai.


Havia desperdiçado a chance de o perdoar,havia se deixado levar pela mágoa e orgulho,e agora nunca mais poderia concertar isso.


No leito da morte de seu pai Severo jogou na cara todos os seus erros do passado,desprezando as súplicas e palavras de arrependimento,preferiu apenas virar as costas e ir embora.


Agora Severo sabia que seu pai havia ido embora,e jamais iria voltar.


































Notas Finais


Esse foi um capítulo bastante tenso e triste😔

Gostaram do castigo dos pais da Hermione?Na outra versão o John Granger morreu queimado,mas nessa ele vai viver mais um pouquinho...

Tobias morreu sem perdão!Acho que ele pagou caro por tudo que fez o Severo passar na infância...

Quero esclarecer que Severo não ama o pai e nem quis transformar o Tobias em vítima,apenas quis deixar uma lição:Não devemos nos deixar ser levados pelo rancor,pois nem sempre temos uma segunda chance..

Os próximos capítulos vão ser mais leves e não terão tantas tragédias..

Espero que tenham gostado❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...