1. Spirit Fanfics >
  2. Lovely >
  3. Dream come true

História Lovely - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Olá, essa é a minhas primeira estória. Caso haja irregularidade, peço que me indique nos comentários abaixo.
Pode acontecer que tenha algumas coisas inspiradas em filmes, séries, livros e até músicas. Quando tiver avisarei pelas notas do autor ou ficará implícito de alguma forma na própria narrativa.
Essa mesma fanfic está disponível no Wattpad, ou seja, você pode ler tanto aqui como lá.
Boa leitura, pessoal.

Capítulo 1 - Dream come true


Acordei com o despertador tocando, anunciando-me, talvez, o dia mais importante de minha vida acadêmica até então. Papai ficará uma fera ao descobrir que dormi menos de 3 horas, porém, não poderá falar nada, eu sou muito parecida com ele. Sempre que há algo de importante não conseguimos dormir direito na noite anterior.
  Levanto de minha cama e dirijo-me ao banheiro. Faço minhas higienes matinais e saio em direção ao guarda-roupa. Sorrio ao ver minha roupa dobrada e finalmente percebo que meu sonho está tornando-se realidade. Desde pequena sonhei com esse momento.
   Estava totalmente concentrada em pensamentos que nem notei meu pai com uma caixa retangular perto de minha cama. Ele carregava consigo um lindo sorriso.
-- Minha menininha está crescendo. Não consigo acompanhar. Parece que foi ontem que eu estava lhe segurando em meus braços pela 1° vez.-- Diz o mais velho emocionado, ainda com o sorriso genuíno nos lábios. O mesmo entrega-me o que estava segurando dizendo o que sempre dizia ao entregar-me algo, "Um presente para a minha dádiva mais preciosa".
-- Papai, não precisava.-- Falo o pegando e sentando na cama desembrulhando-o.
-- São lindos!--  Exclamo ao olhar o IMac Pro e o IPhone 11 Pro. -- Papai, não posso aceitar! Isto deve ter custado uma fortuna!-- Falo lembrando-me do preço de cada um no Brasil.
-- Querida, isto não é tudo.-- diz o homem em minha frente.-- Arrume-se, já são 6:20!
Pulo da cama correndo para o banheiro com minhas roupas em mão. Escuto sua risada e o barulho da porta se fechando, indicando que ele havia saído.
Após vistir-me, saio correndo para o 1° andar vendo o Sr. Joaquim sentado vendo a TV em um canal aleatório.
-- Vamos papai, vamos!-- Quase grito ao perceber que estava atrasada. O grisalho ri, mas logo levantando-se.
-- O senhor irá dirigir? Ou será Marcos-- (Nosso chofer) Falo ao perceber que não havia nenhum carro preparado ou algo assim.
-- Não, querida. A partir de hoje ele não te levará a lugar algum, a menos que seu carro tenha dado algum problema, é claro.-- Diz ele reprimindo um sorriso.
--Meu carro? Como assim? Papai! O senhor sabe que não gosto que gastem dinheiro comigo, além do necessário!-- exclamo, mas logo acalmo-me ao ver uma Hyundai Azera Chumbo perto do portão principal. Não consigo esconder meu espanto misturado com uma súbita felicidade que me preenchia cada vez mais. Aquele carro era meu sonho de consumo fazia um tempo. Não acreditava que papai havia o comprado para mim! Isso era demais! Eu não merecia tanto, todavia, ele era assim, gostava de me mimar sempre que podia, ou seja, a todo momento. Não que eu não gostasse, embora tudo tivesse seu limite resolvi não discutir.
Chegando ao automóvel, pude perceber quão lindo ele era. Bancos de couro legítimo, o painel mais atual junto com o típico cheiro de coisa nova. Liguei- o e coloquei em prática tudo o que aprendi na autoescola.
Chegamos a faculdade em 44minutos. Meu coração estava acelerado, como se tivessem milhões de borboletas em meu estômago. Segui ao estacionamento e deixei meu novo "filho" lá. Entrando na Universidade vi que, apesar de tão falada, haviam diversas incongruências como luzes queimadas e até mesmo sujeiras, no entanto, ainda estava completamente extasiada.
   Despeço-me de meu progenitor e vou em direção a minha sala. Ao entrar nela, vejo que 70% da mesma está completa, dado que atrasei-me 3 minutos. Sentei nervosa a mesa e comecei a batucá-la, faço isso quando estou muito nervosa. Estava em meus devaneios quando sinto alguém chamando-me. Viro para trás e...


Notas Finais


Bom, é isso, pessoal. Novamente lembro sobre a importância de críticas, construtivas é claro, em relação a minha obra. Ideias sobre o próximo capítulo e incentivos são bem-vindos!
Não tenho uma rotina para postar aqui, dado que é o 1° Cap ainda. No entanto, assim que eu o souber postarei nas Notas do Autor ou nas Notas finais.
Obrigada e até a próxima.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...