1. Spirit Fanfics >
  2. Lovely Change >
  3. Instalando.

História Lovely Change - Capítulo 18


Escrita por:


Notas do Autor


EAI GENTE
momento de quarentena e nossa eu nunca, nunquinha achei q um dia passaria por isso. bom, pelo menos tenho mais tempo para escrever rs

boa leitura 💗

Capítulo 18 - Instalando.


[Lee Haechan]

- Todos concordamos que ele é do tipo que cria intrigas. Vejam só a paz do grupo desde que ele se afastou. – disse Jaemin comendo uma de suas batatinhas em seguida.

- Credo. Como pode dizer uma coisa dessas sendo que até então ele era nosso amigo? – perguntou Jisung incrédulo.

- Por eu ser amigo que eu digo. Não passo a mão na cabeça de nenhum de vocês não em. Eu também não sou nenhum santo e até gostava dos barracos que surgiam. Essa escola está um tédio. - bufou.

- Vocês eram horríveis. São horríveis.

- É, é falou nosso puro Jisung. – disse em um tom irônico. - Enfim não entendo o motivo de Jeno ter se afastado de nós do nada. Do grupo até sim já que eles eram bem falsos com ele, mas a gente?

- Você acha que foi por causa de Mark?

- Ah esse garoto. Não acho que seja ele, mas tenho minhas teorias. – suspirou. - E você Haechan? Vai parar de ficar olhando para aquela mesa e confessar logo que gosta do garoto ou o que? – perguntou Jaemin mudando rapidamente o foco do assunto.

- Que?

- Ai Haechan! – exclamou Jisung.

- Esse garoto não tem jeito. - riu.

Haechan olhou confuso para os amigos. Estava distraído demais pensando em outra coisa ou melhor, outra pessoa.

O dia havia começado estressante para si. Mark continuava o ignorando e ele que pensou que não ficaria afetado, ficou. Já era hora do almoço e Mark estava com Wendy em uma mesa não tão afastada da sua e ainda evitando Haechan por algo tão bobo.

- Haechan. – chamou Jaemin. – Confessa que está gostando desse garoto.

- Eu já disse que não-

- Para cima de mim? Sejamos sinceros. – disse ajeitando sua postura e olhando para Jisung que assentiu. – Você está com medo porque até agora era você que partia o coração dos outros e agora está todo derretido pelo quatro olhos ali.

- Jaemin!

- Desculpa Jisung, esqueci que você é o defensor dos oprimidos. – suspirou. – Enfim você está com medo do feitiço virar contra o feiticeiro não é?

Haechan ficou em silêncio. Estava chocado demais com o que acabou de ouvir para responder algo então preferiu se fingir de surdo.

- É isso sim. Porque se fosse o Haechan que a gente conhece você já tinha se ligado a muito tempo que esse garoto também te quer.

- Não exagera.

- Eu tô errado Jisung? – o mais novo negou com a cabeça dando uma pequena risada. – Se eu fosse você parava de drama e baixava logo esse aplicativo pra mostrar o óbvio.

- Óbvio para quem, hyung? – perguntou Jisung e o mais velho revirou os olhos.

- Eu mereço vocês e seus dramas adolescentes! – exclamou se levantando e em seguida e indo embora.

- Haechan, você sabe que ele está certo. – disse Jisung rindo e o outro garoto apenas assentiu com a cabeça, ainda olhando para a mesa de Mark.

Mal havia almoçado e já sentia como se tivesse levado um soco na boca do estômago.

[Kim Yerim]

Ten estava muito misterioso e Jeno, estranho. Os dois estavam escondendo algo e Yeri não estava nem um pouco contente com isso. Quando ela tentou tirar algo deles, ambos desconversaram perguntando se ela havia resolvido o assunto dos invasores do antigo esconderijo de Ten. Alguma coisa estava acontecendo e ela odiava não saber o que era.

De qualquer forma, pelo menos ela poderia se ocupar pensando em como descobrir o que eles estavam escondendo e esquecer o que estava sentindo. Ou tentar pelo menos.

- O que você está lendo? – perguntou Yeri se aproximando e sentando ao lado de Seulgi no pátio da escola.

- Um mangá.

- É? E qual o nome?

- Girls of Dreamland.

- Nossa. Isso parece... Infantil.

- Cala boca. – disse rindo e batendo em Yeri como o mangá.

- Ei! Se ofendeu porque falei do seu mangá de garotas do sonho?

- Ai como você é ridícula! – exclamou cruzando os braços.

- Seulgi. – chamou e a garota virou seu rosto ainda com uma expressão de falsa irritação, fazendo Yeri rir. – Você vai ser nossa oradora não vai?

- Argh.

- Vai sim. Diz que pensou bastante sobre e decidiu que vai. – disse Yeri puxando o braço de Seulgi que ficou sem jeito.

- Eu, eu...

- Por favor!

- Yeri eu-

- Olá!

De repente, uma pessoa não tão agradável resolveu interromper o momento em que Yeri se dedicava em convencer Seulgi.

- Ah o-oi Joohyun.

- Tenho um convite para vocês.

- Convite? – perguntou Yeri surpresa.

- Hoje eu e as outras meninas vamos ir experimentar vestidos para o baile. Estão convidadas para ir depois da aula.

- Tá bom. – respondeu Seulgi dando de ombros.

- Yeri?

- Eu? Eu já tinha combinado de ir com Haechan que é meu par. – mentiu.

- Você vai deixar ele saber como será seu vestido? Que sem graça.

- É que iremos combinando. – Joohyun olhou para Seulgi que já havia aberto seu mangá novamente e foi embora. Yeri deu um longo suspiro e Seulgi uma pequena risada.

- Que foi?

- Combinando?

- Ai fica na sua. – disse Yeri batendo no mangá de Seulgi que derrubou ele, xingando a garota em seguida.

Yeri não queria ir pois com toda a certeza do mundo Joy estaria incluída entre essas garotas. Ela já estava indo muito bem em não ter tido nem sinal da garota hoje. Na verdade, era um pouco preocupante para si não ter visto Joy ainda, porém preferia fingir que não.

- Não acredito que já bateu. – disse Seulgi se espreguiçando.

- Não é? Mal sai do grêmio e não acredito que demorei tanto lá.

- Problemas lá?

- Só o de oradora sabe...

- De novo isso? – perguntou Seulgi se levantando.

- Seulgi, você pode fazer isso. Por favor!

- Tá. – disse já caminhando para dentro do prédio da escola.

- O que? – perguntou Yeri quando alcançou a garota, parando na frente dela dentro do saguão da escola.

- Eu disse tá.

- Sério?

- Se continuar eu vou mudar de ideia.

- Não, não. – Yeri ficou em silêncio por alguns segundos olhando a garota que ficou sem entender nada. - Ai não acredito! – exclamou abraçando Seulgi.

A garota ficou parada. Parecia ter levado um susto com a aproximação repentina de Yeri que apenas riu da garota e continou a abraçando.

- Yeri. – chamou baixinho depois de alguns segundos sendo abraçada por ela.

Yeri se afastou acabando com o abraço e então olhou na mesma direção que Seulgi. Joy estava lá e foi embora rapidamente quando viu que notaram sua presença. Pelo menos agora ela sabia que Joy havia ido à aula.

[Lee Haechan]

- Tá. Agora é sério. Eu vou baixar. – Haechan disse para si mesmo pausadamente enquanto enchia sua garrafa com água do bebedouro. – Eles falam, falam, falam quando vê é verdade né? Eu já enrolei tanto...

- Essa sua nova mania de ficar falando sozinho é muito esquisita. – disse Jeno dando um susto em Haechan que não havia notado que o garoto estava ali.

- Faz quanto tempo que você está sendo enxerido?

- O suficiente. Já terminou? Quero tomar água hoje ainda.

- É todo seu. – disse Haechan abrindo os braços para o bebedouro e em seguida se afastando para ir embora.

- Espera. O que você disse que vai baixar?

- Eu não disse. – respondeu dando um pequeno sorriso. Quanto menos Jeno soubesse, melhor.

Após ter pensado um pouco sobre o que Yeri, Jisung e Jaemin disseram, Haechan resolveu parar de enrolar e baixar logo o Love Alarm. Se quisesse respostas era essa a maneira de conseguir né? Haechan não tinha muita certeza se queria respostas, mas estava começando a ficar curioso.

Era incrível como em apenas quase um ano o Love Alarm tivesse mudado tanto a relação das pessoas entre si. Em outro momento, a forma de demonstrar sentimentos por alguém jamais dependeria de um aplicativo de celular. Apesar de parecer mais simples assim, ainda era um pouco surreal para Haechan que as relações se tornaram tão... Isso. “A moda antiga" agora seria apenas dizer que gosta de alguém já que com o aplicativo nem é necessário mais dizer algo. Um simples apitar e um coração na tela já diz muita coisa. Não era possível só Haechan achar isso estranho.

- Haechan. – chamou Yeri se aproximando. A ida ao bebedouro que seria rapidinha estava rendendo encontros.

- Oi.

- Vamos escolher nossas roupas para o baile hoje?

- Hoje? – a garota assentiu. Por alguns segundos Haechan até havia esquecido que tinha que ver isso das roupas para o baile. -Ah claro.

- Tá bom! – exclamou Yeri já se virando para ir embora.

- Tudo bem?

- Sim.

- Você está com uma cara...

- Nada demais. O de sempre na verdade. – a garota deu um pequeno sorriso. – Te espero na saída então.

Haechan assentiu e Yeri foi embora.

O garoto então suspirou. Haechan não conseguia acreditar que o Love Alarm dela não apitou. No dia do piquenique Joy parecia cheia de ciúmes de Yeri com Seulgi, além de depois a garota ter lhe contado do beijo que aliás Haechan ficou espantado. Imagina conseguir finalmente beijar quem queria e segundos depois alguém se matar.

Haechan resolveu parar de ficar passeando pela escola e ir logo para a sua horrenda aula de biologia antes que o professor que já não gostava muito si fosse o procurar pela escola.

[Kim Yerim]

- Não acredito! Você vai baixar? Só acredito vendo. – disse Yeri enganchando seu braço no de Haechan.

As últimas aulas haviam acabado mais rápido do que a garota imaginou e agora ela já caminhava com o amigo em direção a entrada da rua onde ficava as lojinhas de comércio do centro da cidade.

- Eu vou mesmo dessa vez.

- É? E se a gente achar uma loja com Wi-Fi, você baixa?

- Credo que desconfiança.

- É que não é a primeira vez que eu te escuto dizer isso sabe...

- Hum, mas agora eu quero saber como você conseguiu convencer sua mãe de sair em um dia de semana em dona Yeri?

- Ah... Eu expliquei que hoje as meninas viriam e que era muito importante para mim escolher não só meu vestido de baile, mas de formatura também com elas...

- Ah então você mentiu? – perguntou e Yeri assentiu. – Para alguém que não te deixa fazer nada, até que ela anda sendo boazinha te deixando dormir fora de casa em dia de semana, hoje sair...

- Acho que ela percebeu que eu finalmente cresci.

- Será? – perguntou e Yeri revirou os olhos.

- Na verdade não fazia diferença vir hoje ou no fim de semana. – disse brincando com os dedos.

- As meninas realmente vieram hoje?

- Sim. Por quê?

- As meninas significa Joy. – Yeri rapidamente se virou para olhar o garoto, mudando sua expressão e fazendo Haechan rir. – Você sabe muito bem o motivo de querer vir hoje.

- Olha ali! Vamos começar por aquela loja. – disse Yeri apontando. Tudo para mudar de assunto.

Haechan não estava errado em pensar que Yeri só quis ir hoje ver as roupas do baile para talvez encontrar Joy, porém não era necessário admitir em voz alta. Yeri ainda tinha um pouco de dignidade.

***

- Também não me interessei por nada daqui. – disse Haechan passando a mão pelos paletós.

Já era a terceira loja que eles haviam ido.

- São todos iguais Haechan.

- Que blasfêmia!

- Não são?

- O corte, o tecido, a cor, se vai combinar com a gravata que eu pretendo fazer com que combine com o seu vestido...

- O vestido sim que é difícil de achar um.

- Hum. É você quem está me atrasando para escolher um terno.

- Eu?

- Sim! Preciso saber a cor do vestido pelo menos!

- Não me coloca pressão! – exclamou e Haechan deu de ombros se afastando da garota.

“Desde quando ele é tão ligado a moda?”, pensou.

Yeri continuou olhando alguns vestidos até que seu Love Alarm tocou quando ela chegou perto de uma parte da loja onde ficava os provadores. A garota automaticamente pegou seu celular para ver o coração ali, dando um pequeno sorriso. Acabou se lembrando de Seulgi.

- Olha só quem está aqui. – disse Haechan surgindo por trás e colocando a mão no ombro de Yeri que levou um susto.

Yeri olhou na mesma direção que o garoto e viu Seulgi dentro nos provadores.

- Encontramos as garotas.

- É.

Seulgi ainda não havia notado que Yeri e Haechan estavam ali. Ela estava com um vestido azul escuro. Era lindo, Seulgi estava linda nele. Uma das garotas do grupo que estava com ela, ficava caminhando em volta tentando tirar uma foto com o celular de Seulgi que infelizmente não pareceu gostar tanto do vestido e logo entrou dentro de um dos provadores quando conseguiu pegar seu celular de volta, acabando com os dez metros necessários do Love Alarm. Fazendo o coração que estava  no aplicativo de Yeri sumir.

- Ela lida muito bem com isso.

- Oi? – perguntou Yeri se virando para Haechan.

- Ela gosta de você e sabe que não é recíproco, mas mesmo assim não parece se abalar muito.

- Não acho que eu mereça que ela faça meu Love Alarm tocar. – pensou Yeri em voz alta olhando para seu celular novamente.

- É, mas você não pode controlar.

- Sim...

- Enfim. – suspirou. – Vamos para a próxima loja?

- Ah! Espera! Me dá o seu celular.

- O que? Por quê?

- Dá logo. – Haechan pareceu meio receoso, mas entregou.

Yeri colocou depois de alguns segundos a senha do Wi-Fi da loja e então devolveu o celular para o garoto.

- Pronto. Agora baixa!

- Não acredito. Você não confia em mim? Achei que tivesse até esquecido.

- Eu esquecer? Jamais. Baixa, baixa!

O garoto fez uma careta e Yeri riu. Depois de alguns minutos pois o Wi-Fi não estava colaborando muito, Haechan finalmente havia instalado o Love Alarm. Agora, oficialmente ele havia se rendido ao aplicativo.

- Pronto. Feliz?

- Haechan. Por que meu Love Alarm não está tocando? Você não me ama? – disse Yeri fingindo estar magoada, mostrando a tela de seu celular.

- Acho que o problema é que você não soube fazer esse aplicativo direito. Por isso não mostra. Está com defeito.

- Ah sim. Deve ser.

Haechan riu e então colocou a mão por cima do ombro de Yeri.

- Vamos para as próximas lojas. Ainda temos mais três esperanças.

A garota assentiu, mas antes de sair deu mais uma olhada em direção aos provadores. Ela não viu Joy por lá.

***

- É só isso? – perguntou Haecham mexendo em seu Love Alarm enquanto caminhava pela rua com Yeri.

- Isso o que?

- Não tem mais nada de interessante além dessa coisa que parece uma bússola?

Yeri riu e olhou para a tela do celular de Haechan.

- Sim, somente isso Haechan.

- Sem graça.

- Queria o que mais? Minijogos?

- Se tivessem talvez eu achasse mais interessante e baixaria antes. – disse enquanto continuava a mexer no aplicativo até achar uma parte que nem Yeri sabia que existia. – O que é isso?

- Não sei. Deve ser atualização.

- E você não sabe de uma atualização? Logo você?

Yeri ignorou o comentário. Olhando com mais atenção, ali estava um texto falando sobre rejeição e no final dele indicações de influenciadores, youtubers e números de prevenção ao suicídio. Yeri deu um pequeno sorriso. Ten estava tentando. Será que era isso que ele e Jeno estavam escondendo dela?

- Isso é por causa da Jimin?

- Eu não sei... Pode se dizer que sim. Por ela e por todas as pessoas que já morreram por conta do aplicativo.

- Hum... Vocês estão tentando mesmo então.

- Não tem muito o que fazer eu acho.

- Realmente não tem.

- Vem Haechan, vamos entrar logo naquela loja! É a penúltima. – disse Yeri puxando o garoto pelo braço. Não queria mais falar sobre aquele assunto.

Quando eles entraram na loja, a atenção de Yeri rapidamente foi chamada por um vestido lilás. Ele não era de gala nem algo do tipo, mas era tão lindo e também simples. Ela poderia usá-lo em outras ocasiões também e não acabaria sendo um vestido que usaria uma única vez e acabou.

- Eu vou experimentar esse! – disse Yeri mostrando o vestido para Haechan.

- Nossa! Ele é...

- Que foi? Não gostou? – perguntou Yeri já mudando sua expressão.

- Que? Não! Só imaginei que você fosse querer um mais de festa.

- Nenhum daqueles me agradou. Esse é tão lindo e eu vou poder usar mais vezes!

- Ele é bonito mesmo. Vai logo provar! Quero ver como você vai ficar com ele.

Yeri sorriu e Haechan sorriu de volta para a garota que então seguiu em direção aos provadores da loja.

***

Havia várias risadinhas pelo provador feminino e Yeri estranhou, mas ficou quieta e apenas entrou em uma cabine que achasse que não tivesse ninguém.

Depois de um pouco de dificuldade para por o vestido, Yeri percebeu que não havia espelho na cabine e que se ela quisesse ver como ficou teria que sair e bem nessa hora algumas meninas saíram de dentro de suas cabines. Yeri não era do tipo de pessoa que era tímida, porém ela não queria sair e ver aquelas risadas parando automaticamente por não a conhecerem. É sempre desconfortável uma situação dessas.

- Para com isso! Demorou tanto para achar um vestido que agrade e agora vai ficar se fazendo? – disse Yeri para si mesma enquanto desvirava suas roupas, esperando que durante esse meio tempo as garotas voltasse para suas cabines ou fossem embora.

De repente, após ela por sua calça no cantinho da cabine, silêncio.

“Elas calaram a boca ou sumiram?”

- Melhor não pensar muito.

Assim, Yeri saiu da cabine e quando se virou viu que alguém também resolveu sair ao mesmo tempo que ela.

- Você?

- Pois é. – respondeu Yeri com uma risada nervosa e se virando de novo para a porta de sua cabine. – Não acredito nisso. – cochichou.

[Lee Haechan]

Haechan ficou entediado de ficar na frente dos provadores para ver Yeri com o vestido e então resolveu fazer algo de útil e procurar finalmente um terno que gostasse e que combinasse com o vestido da garota. Ele não sabia se ela ainda iria ficar com ele, mas era melhor do que ficar plantado lá sem fazer nada.

- Moça, tem uma gravata dessa em um tom de roxo mais fraco? Lilás de preferência? – perguntou Haechan depois de um tempo olhando as gravatas, até que olhou para a atendente e viu um rosto familiar. – Wendy!

- Dessa marca não. Talvez de outra eu possa achar.

- Você é amiga de Mark né? – perguntou ignorando totalmente o que a garota acabara de dizer.

- Eu sei que ele está te ignorando e não, não irei ajudar.

- Nossa! Calma, só fiz uma pergunta. – disse engolindo em seco. Wendy realmente nunca foi uma garota muito fácil de lidar de qualquer forma. – Você trabalha aqui à noite? É difícil arranjar um emprego com o horário da nossa escola né?

- Essa loja é dos meus pais. Eu só ajudo aqui depois das aulas.

- Ah...

- Vai querer a outra marca?

- Vou só olhar mais um pouco.

A garota deu de ombros e se sentou numa cadeira ali perto para mexer no celular. Somente após alguns minutos é que ela abriu a boca novamente.

- Mark está vindo aí. Então se quiser tentar mais uma de suas tentativas frustradas de fazer com que ele volte a falar com você...

Haechan deu um pequeno sorriso. Apesar de curioso, preferiu não perguntar o motivo dele ir lá já que as chances de Wendy o xingar por ser intrometido eram grandes. Agora ele só esperava que Mark não chegasse depois que ele e Yeri fossem embora já que finalmente havia se rendido ao tal aplicativo, não tendo mais motivos para ser ignorado.

O garoto resolveu voltar para perto dos provadores. Não aguentava mais ficar parado no mesmo lugar por muito tempo então iria ficar caminhando de um lado para o outro ou algo assim. Estava começando a ficar ansioso.

“Por que ela tá demorando tanto?”, pensou quando chegou perto dos provadores pela terceira vez.

[Kim Yerim]

- Você disse algo? – Joy perguntou enquanto Yeri ainda estava parada e virada para a porta de sua cabine.

A garota apenas negou com a cabeça.

- Não sabia que iria te encontrar aqui hoje. As meninas disseram que você também viria escolher um vestido, mas seria com Haechan. Apesar da rua não ser tão grande, são mais de seis lojas de roupas especializadas em festa né?

Ela estava falando demais. Ela estava falando assim só para quebrar o gelo e Yeri odiava isso.

- Esse é o vestido que você vai ir? Eu posso... Ver melhor?

Yeri fechou os olhos com força. O quão constrangedor poderia estar sendo aquele momento?

- Eu sei que você não quer falar comigo. Eu vou voltar para a minha cabine. – disse a garota depois de alguns segundos com um tom de voz baixo.

E nesse momento, Yeri rapidamente se virou, olhando Joy nos olhos por apenas alguns segundos até olhar para o chão.

- Nossa. Ele é a sua cara mesmo. – deu uma risadinha. – Você devia se olhar no espelho. – disse apontando para o lado onde ficava uma parede de espelhos enorme.

Era ele. Yeri sorriu vendo a si mesma no espelho. Estava se sentindo bem com aquele vestido. Definitivamente era ele.

Yeri se virou para Joy sorrindo e foi aí que ela reparou no vestido que a garota estava usando. Era preto e bastante elegante. Joy havia ficado realmente linda nele.

Após olhar de cima a baixo, Yeri se virou rapidamente para o espelho e engoliu em seco. Joy deu uma risada e se aproximou, olhando-se no espelho também.

- Você ficou linda com esse vestido. – disse sorrindo.

- Você também ficou. – respondeu Yeri baixinho olhando para Joy através do espelho, assim como a garota olhava para si.

Parecendo ter acordado de um transe, Yeri olhou para si mesma novamente e então olhou para o chão, voltando rapidamente para dentro de sua cabine em seguida.

A garota respirou fundo e então se sentou no chão.

“Por que agora é tão difícil ficar perto dela?”

***

- Achei que ia morar lá dentro. – disse Haechan cruzando os braços depois que Yeri finalmente saiu do provador. – Ei, você não ia me deixar ver como fica o vestido em você?

- Ah eu esqueci.

Após ter dito isso as meninas que estavam no provador também acabaram saindo e obviamente isso incluía Joy e Seulgi.

- Entendi porque você esqueceu. Foi qual delas?

- Cala boca. – disse dando um tapa no braço de Haechan. – Mas o vestido ficou ótimo. Eu vou levar ele.

- Que bom porque eu já escolhi a minha roupa.

- Não vai experimentar?

- Eu sei que vai ficar bem em mim.

- Convencido em.

Haechan riu, mas depois ficou sério e Yeri estranhou.

- Mark está vindo para cá.

- Acabou de entrar.

- Que? – Haechan se virou e viu Mark caminhando em direção ao caixa da loja.

O garoto então se abaixou bruscamente, se escondendo em meio as roupas no chão.

- Qual o seu problema?

- E se ele me ver?

- E qual o problema?

- O Love Alarm é o problema!

- Cadê o Haechan convencido de alguns segundos atrás agora em?

Mark parecia estar esperando alguém e Yeri ficou curiosa.

“Era por Haechan que ele estava ali?”

- Quem ele está esperando?

- A Wendy.

- Ah.

- Ele já não foi ainda?

De repente Wendy apareceu e quando Mark se virou viu Yeri que então começou a fingir que estava vendo as roupas.

- Yeri? Já foram?

A garota não respondeu. Apenas deu um chute em Haechan.

- Ai! Pra que isso?

- Você quer ser descoberto? E sai desse chão que eles já estão na porta. – disse puxando Haechan que quando se levantou ficou olhando para a porta.

- Por que você não vai até lá? Só precisa de dez metros e ele nem precisa ver você.

- O que? Não! Outra hora. Agora não.

- Não acredito que você ficou com medo!

- Cala a boca e vamos logo para o caixa. Eu estou com fome!

Yeri riu e os dois foram para o caixa. Não podia acreditar que Haechan se prestou a se jogar no chão só para Mark não o ver. Só para não saber se o Love Alarm tocaria ou não.

Após alguns longos e tediosos minutos na fila para pagar pelas roupas, Yeri e Haechan voltaram a caminhar pela rua em direção a alguma lanchonete para comerem algo.

- Já está bem tarde.

- É. Minha mãe já mandou várias mensagens. Eu disse que só vou comer e aí vou para casa.

- Que chato.

- Enfim. – disse Yeri se virando para Haechan e não conseguindo esconder o sorriso surgindo em seu rosto. – Por que você desistiu aquela hora de falar com Mark? Era medo mesmo?

- Hum... Talvez.

- Sério Haechan? Ai é até meio libertador depois que finalmente você usar o Love Alarm. Eu ainda estou triste, mas pelo menos tenho uma resposta.

Haechan colocou o braço sob os ombros de Yeri que apenas sorriu para o garoto.

- Agora não era o momento. Tá?

- Tá bom.

- Olha ali a lancheira finalmente! Vamos logo que eu tô morrendo de fome. – disse saindo na frente.

Yeri riu e então seguiu o amigo.

Quando chegaram na lanchonete, Haechan rapidamente pediu uma porção de batatas fritas.

- Não acredito ainda que a gente vai ao baile juntos. – disse tomando um gole de seu refrigerante.

- Se me dissessem que isso aconteceria ano passado eu não acreditaria.

- E a ideia foi sua!

Yeri fez uma expressão que Haechan achou engraçada.

- A ideia era me afastar de Joy para ela não descobrir que eu comecei a gostar dela. Obviamente deu errado e agora ela sabe. – suspirou. – Mas pelo menos a gente se aproximou! – completou sorrindo e o garoto também sorriu.

Os dois continuaram conversando e rindo até as batatas chegarem. Novamente eles chegaram no assunto Haechan e Mark e novamente o garoto ficou desconversando.

Para Yeri a questão amorosa de Haechan tinha uma solução bem simples, mas sempre que ele chegava perto de resolver acabava ficando com medo e se fazendo de sonso. Enfim, isso era algo que só ele mesmo poderia resolver e Yeri estava ali apenas como espectadora.


Notas Finais


girls of dreamland é uma futura história que vai estar no wattpad que eu estou escrevendo junto com um amigo. ela veio de um surto criativo de dois fãs de madoka magica, por tanto é uma história de garotas mágicas e mundos paralelos.

até o próximo capítulo e éusguri


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...