História Lovely...? Sycaro e TawUm - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Curto, porém, sensível...

Capítulo 2 - Segundo;;;


__ Autora

Quando Ycaro acordou, tomou um banho e foi para a sala, lá, viu um bilhete, feito com caneta esferográfica preta. A letra era redondinha, reconhecia de longe a letra de Rodrigo.

~Ycaro...

Preciso te contar isto, quando você falou pramim que me amava, eu também te amava, ainda amo... te falei que não podia retribuir seus sentimentos, pois sábia que o peruano te amava antes de mim, ficar com você seria mancada com ele. Mas quando eu descobri que ele tava namorando contigo e ficando com o MeiaUm ao mesmo tempo, foi a época que a gente começou a transar, Ycaro, eu te amo, muito! E eu quero muito ter um filho com você, por favor loiro, se àquela pílula que você tomou não funcionar, Não mata esse bebê... eu te ajudo a criar nosso filho, eu te amo tanto loirinho... tanto!

De seu anti social favorito, Saiko <3~

__ Ycaro

Caio em lágrimas, àquela pílula que eu tomei, era para dor, todos os remédios de aborto estão lá, ou seja, eu ainda estou grávido.

Eu preciso ir falar com o Saiko!

__ MeiaUm

Acordo e não vejo Tawan ao meu lado, logo fico triste, é sempre assim... é só uma noite de transa e ele some por uma semana, quando que ele vai perceber que o que eu realmente amo é ele e não o pau dele?

Sento na cama, abraçando meus joelhos e sinto um nó na garganta, meus olhos ardem e sinto lágrima quentes escorrendo do meu rosto.

Porquê eu não paro de ser trouxa!?

Fazem três fukings meses que eu tento falar pra ele! Três meses tentando arranjar um jeito de falar pra o Tawan que eu amo ele e que tô esperando um filho dele. Ele mesmo me disse que odiaria ter um filho com o Ycaro, pois sábia que o Saiko amava o loiro. Então nunca se relacionou sexualmente com ele sem preservativo, mas comigo!? COMIGO!? ELE SIMPLESMENTE TACOU O FODA-SE! EU SOU SÓ UM BRINQUEDINHO PRA ELE!

Quer saber? Eu cansei! Levanto da cama e calso minhas pantufas, pego uma mochila e coloco todo o dinheiro que venho juntando para algunha emergência, que no caso, são exatos 5 milhões e 500 reais, estava praticamente rico com esse dinheiro, imagina quando passasse no Banco e tirasse toda a herança que seus pais me deixaram... realmente, estava rico, e já sábia para onde iria, e não seria no Brasil. Não é?

__ Autora

Assim que pegou o dinheiro e trocou de roupa, peguou algunhas peças e coisas importantes para si, avisou a sua amiga, Luíza, que era sua vizinha, para doar todas as roupas, comidas e dvds para a caridade, ela aceitou de bom grado, MeiaUm foi em direção ao Banco com uma mala de rodinha e uma mochila, meio que grande e com espaço para mais dinheiro, ele não tiraria toda a herança, só um pouco, menos da metade, guardou na mochila e foi em direção ao aeroporto, por ser de manhã, estava até que vazio, foi comprar a passagem e despachou as malas, pegando um pouco de dinheiro -para comida- antes, por sorte, seu avião sairia em 5 minutos, então deu a última chamada para seu vôo, logo André entra no avião, na primeira classe, sentou-se na poltrona e pôs o sinto, pegou seu celular e entrou no WhatsApp, bloqueou o Loiro, o Saiko e principalmente; O peruano, apagou o número deles e depois desligou o celular, guardando o mesmo no bolso de sua mochila, -que veio com ele por segurança- logo sentiu o avião tremer, ele iria levantar vôo.

MeiaUm- Paris, je viens!(Paris, aí vou eu!)



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...