História Lover of Books -Jikook- ABO - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, D.O, Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kai, Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin)
Tags Abo, Abo Universe, Bts, Chanbaek, Exo, Jikook, Jimin, Jimin!bottom, Jungkook, Jungkook!top, Kaisoo, Lemon, Namjin, Saga, Taeyoonseok, Yaoi
Visualizações 215
Palavras 2.695
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Fluffy, Harem, Hentai, Lemon, LGBT, Musical (Songfic), Poesias, Romance e Novela, Saga, Terror e Horror, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi olha só quem apareceu depois de um mês, cacete a falta de criatividade foi grande em! Mano eu to falando sério, as porras das cenas estavam todas codcoradas na minha cabeça oca, mas eu não tive a porra da criatividade para escrever essa caralha, e xinguei meu computador, MANO COOOOOOOOOOOM CERTEZA A FIC TÁ MAIS FLOP QUE EU NO FACEBOOK, SENHOOOOOOOOOOR

Me internem

Capítulo 4 - 4 - Boatos insuportáveis


Já era um novo dia, mas um dia apenas que Jimin teria que aguentar, seus olhos continuavam fechados, a força parecia sumir de repente por causa da dor causada pelos raios solares do sol que batiam na sua cara através da janela enorme fazendo suas cabeças darem pequenos cliques fortes

O despertador mostrava ainda seis e nove, céus estava 'atrasado', Jimin quase que caiu da cama enquanto tentava se levantar, mas alguma coisa aconteceu que a suas pernas bambearam e de um segundo para o outro virarão gelatina. Mas oque mais lhe intrigava era: o porque de seu pai não ter lhe acordado, e agora precisava se arrumar bem depressa já que sempre sai de casa seis e meia da manhã

Enquanto se observava no espelho dava para notar as olheiras profundas que estavam a baixo de seus olhos, bem comum entre as noites mal dormidas, isso lhe chateava, se não se tocasse que teria apenas alguns minutos para ir para o ponto de onibus teria dormido apoiado na pia de porcelana dura do banheiro. Seus olhos estavam ardendo mais que pimenta e isso estava lhe incomodando bastante

Mas tudo pareceu passar

Pareceu

Assim que a água gélida do chuveiro caiu sobre o seu corpo lhe fazendo acordar no mesmo segundo o atrito causou dores em todas as partes de seu corpo totalmente roxeado, gemidos baixinhos de seus lábios saiam tentando liberar tudo que se era sentido dentro de si, suas lágrimas sairam e foram levadas com a agua do chuveiro que ao tocar no chão foram sugados pelo ralo na ponta do box

Jimin queria tanto que essa dor passasse, queria tanto que pudesse se mexer durante a noite sem que seu corpo doesse por conta dos diversos machucados, e foi ai que seu medo aumentou duas vezes mais e estava a beira de ter um ataque

Infelizmente hoje era aula de Educação fisica

E pior ainda era que hoje todos, mas todos da turma teriam que passar por meio de uma revisão, mesmo que todos que não participassem da aula teriam que fazer essa tao revisão, e isso fez instantaneamente Jimin congelar ente a água gelada que se chocava contra o seu corpo, e isso significava que qualquer pessoa, quem quer que fosse poderia ver essas marcas arroxeadas entre seus braços e costas, e isso lhe traria muito mais dor de cabeça

-Ai meu deus- falou para si mesmo enquanto desligava o chuveiro e começa a passar o sabonete em cheiro de morango pelo seu corpo atiçando ainda mais se cheiro amadeirado de morango, e havia notado que obviamente havia passado muito tempo dentro daquele comodo

Assim arrumado Jimin passou a alça esquerda da mochila pelo seu braço esquerdo pegando um livro qualquer, caso conseguisse evitar a 'revisão' do professor de Educação Fisica, um suspiro saiu dentre seus lábios rechonchudos, sentia um pressentimento ruim, nada por qual não estivesse acostumado já que seus dias nunca foram lá dos melhores, e continha uma certa noção disso

Jimin apenas pegou uma maçã já que a cozinha estava vazia e agradeceu mentalmente por isso, não queria ver o rosto daqueles que dizem seus pais e que lhe trazem tanta dor e sofrimento

Como já não a dor de cabeça que estava, ainda teria de aturar o alfa machão da escola que na noite anterior havia lhe beijado

E de repente esse pensamento passou e fixou pela sua cabeça lembrando-se do beijo que havia dado em Jeon, na verdade ele quem lhe beijou mas isso não fez tanta diferença no momento. Seu olhar foi dirigido ao relógio da parede marcando seis e vinte e sete, ele tinha exatamente três minutos para chegar no ponto que era apenas uma quadra longe de sua casa antes dele partir

E foi isso que o mesmo fez, correu igual um maluco até o próximo quarteirão, contando os milésimos para não perder o transporte

Taehyung não estava no ponto então indagou que o mesmo já fora ido antes de si, oque era estranho já que ambos sempre embarcavam no onibus nesse mesmo horário

Jimin estava putamente nervoso, era a primeira vez em anos que iria para a escola sem a companhia de seus melhor amigo cujo um beta doente que tentava lhe animar a todo custo, ele iria querer a todo custo uma desculpa muito boa pelo beta ter te abandonado do nada

Céus a escola já era no próximo ponto e como Jimin estava? Irritado, cansado e muito irritado; por sorte as olheiras fundas estavam encobertas pelo excesso de maquiagem tacadas abaixo dos olhos e não teria quem lhe perguntasse

Após descer do onibus junto daquela multidão Jimin estava se dirigindo ao portão de madeira do colégio de alta classe, nem sabia para que todo esse paranaue da sua familia, uma escola normal estava ótimo, chamaria menos a atenção das pessoas mas antes mesmo de passar pelo portão Jimin é surpreendido pelo seu melhor amigo lhe abraçando por trás e gritando em seu ouvido chamando atenção das pessoas no lado do portão

-Demonio, porque não me esperou- bufou tentando desgrudar o beto de si- imbecil

-Foi mal o Yoongi hyung me chamou e pediu para eu vir cedo para ajuda-lo numa matéria- falou sorrindo lembrando do garoto

-Hum, sei tá- argumentou desconfiado

-Agora pode me explicando essa história toda sobre ter beijado Jungkook- falou sem perceber a aflição em Park, meu deus é hoje que alguém morre

-Como você sabe?- seus olhos estavam muito arregalados e sua garganta secou, queria sumir dali 

-Oras a escola toda sabe- sorriu- por que?

-Filho da puta, desgraçado AAAAAAH- gritou de raiva- e olha foi ele quem me beijou

-Então é verdade mesmo, ai não acredito meu melhor amigo beijou o garoto mais popular da escola- Taehyung de repente começou a sorrir alegre mostrando seu sorriso quadriculado- que orgulho

-Para de graça- bufou, seus olhos pareciam cuspir fogo, pareciam, e por dentro seu corpo estava inteiramente em chamas e aumentava cada vez mais quando via uma garota olhando para você rindo em seguida. Jimin com a plena certeza iria esquartejar Jungkook

-Jimin, melhor irmos para a sala- Taehyung falou chamando atenção do ruivo que assentiu irritado, céus se por acaso se encontra-se com Jeon iria picotar o mais novo. Sim, Jeon Jungkook era mais novo que Park, mas era adiantado um ano apenas. Ahh, mas Jimin não iria deixar que apenas um ano de diferença o impedisse de quebrar a cara do alfa

Ambos andavam pelo corredor. Jimin estava com os olhos esverdeados queimando, talvez podia-se ver fumaças saindo de suas orelhas ao ouvir risadinhas de garotas enquanto olhava o próprio andando pelo corredor, o mesmo tentava a todo custo se controlar para não avançar em todas as garotas que estavam presentes ali, agarradas nos armários. Algumas nem ligavam para oque estava acontecendo ali, e outras mexiam no telefone ou ouviam musica, também não ligando para oque estava acontecendo ali

Mas só foi uma maldita alfa falar um pouco alto de mais atraindo a atenção do omega

-Eca nunca que eu vou querer beijar esse cara- riu com as outras garotas sem perceber que havia falado alto demais, e de repente a atenção de Park e de todo o corredor ser dirigida a si

-Você beija super bem né -pronunciou o omega da sua melhor forma debochada possível para a alfa- todas vocês beijam maravilhosamente bem né?, Se acham as donas do mundo, caralho mano vão procurar um livro pra desenhar ou quem sabe uma creche, que escola é lugar para maiores de cinco anos e não para criancinhas que nem da fralda sairam, e quer saber, VÃO PARA PUTA QUE PARIU- ninguém se atreveu a falar algo, e isso aumentou ainda o ego do omega, e não ninguém da cordenação estava ali, apenas não tinham nada pra argumentar, céus Jimin estava tão puto mas tão puto que nem isso resolvia

O omega saiu dali rápido quase que correndo em direção ao banheiro, precisava tirar isso de alguma forma sem agredir as pessoas. Jimin queria bater em Jungkook mas ao mesmo tempo queria chorar, como sua vida não fosse ruim o suficiente ainda teria de aguentar boatos em relação a beijar, seus olhos estavam ardendo mais que o puro fogo, mas dessa vez não era de raiva e sim de tristeza

Se sentia incapacitado para fazer qualquer coisa, seu corpo estava prestes a desabar no chão, soluços baixinhos eram ecoados pelas paredes e pelo local vazio, Jimin queria gritar, queria apenas pegar um carro e dirigir sem rumo algum e se fosse pior batesse em uma árvore qualquer, mas infelizmente nunca poderia fazer isso.

Jimin andou a poucos metros da pia que até o momento estava apoiado segurando-se na mesma para não cair logo se deixando deslizar na parede fria sentando-se no chão. Não deu meio segundo e lágrimas sairão de seus olhos, sua cabeça doia, seu corpo doia e pior de todos, seu coração doia. Era como se tivesse sido atingido por uma faca em seu peito, era uma dor incompreensível ao seu ver. Droga, odiava quando lhe julgavam por algo

Mas a pergunta que rodava em sua cabeça era: Será que eu beijo tão mal assim?, pensou milhares de vezes enquanto tentava limpar as lágrimas que caiam com a pouca força que tinha. 

Após o sinal de entrada ser tocado Jimin se levanta com pressa olhando o seu reflexo pelo espelho, seu estado estava deploravel, olheiras abaixo de seus olhos, nariz vermelho e olhos também vermelhos. Céus não podia sair daquele cúbiculo assim, quando criou coragem de sair daquele banheiro dá de cara com Taehyung com os olhos arregalados

-Oque foi?- perguntou estalando os dedos na cara do garoto

-Nada- sorriu- vem, temos que ir- agarrou os braços do omega logo correndo em direção a sala, mas ao invés de ir em direção a sala Taehyung virou um corredor indo para o lado contrário

-Taehyung a sala é para lá- advertiu mas o beta parou e começou a sorrir- o que foi doente?- fez a sua melhor feição de confusão

-Ora Park, quem disse que iriamos para sala- sorriu encarando a porta ao seu lado

-O que?- perguntou alto em um fio de voz

-Entre- puxou o braço do omega tacando-o dentro do comodo pequeno logo trancando a porta

-TAEHYUNG ME TIRA DAQUI- batia na porta com toda a sua força mas sabia que não adiantaria de nada pois sabia que já estavam em horário de aula e ninguém passava ali

-ele não vai te ouvir- falou uma voz grossa fazendo Jimin se arrepiar e ficar ainda mais nervoso voltando a bater na porta- pare de bater

Jimin queria chorar, suas mãos estavam tremendo muito, sua respiração estava se acelerando ainda mais. Cada tentativa de se acalmar era falho, o pequeno quarto parecia encolher ainda mais fazendo-o  virar a cabeça para um lado e para o outro nervoso tentando achar alguma coisa que lhe tirasse dali, mas naquele quarto só havia alguns baldes e uns esfregões

Jimin deixou seu corpo escorregar pela porta gélida abraçando o seu corpo botando a sua cabeça entre os braços.

-Jimin?- chamou a voz grossa

-Que foi Jungkook- choramingou levantando a sua cabeça levemente encarando o alfa levantado a sua frente com o seu semblante de sempre

-Você sabia que esse seu amigo doente iria nos trancar aqui?- perguntou Jungkook cruzando seus braços logo franzindo o cenho

-Obvio que não.-bufou, por um momento havia esquecido que aquele lugar era terrivelmente pequeno, só por um momento mesmo pois alguns segundos depois seus olhos arregalaram e suas mãos começaram a soar rapidamente

-Jimin- Jungkook o chamou notando a forma que o mesmo havia mudado de atitude tão de repente- Ei

-As paredes estão se fechando, me ajuda!- falou abaixando a cabeça e segurando a lateral de seus fios quase chorando, tua cabeça faltava explodir, e sabia que se olhasse pra cima o seu ataque ficaria mil vezes pior

-Olha pra mim- Jungkook aproximou-se de Jimin se ajoelhando a frente do omega que já estava a soltar lágrimas de seus olhos. Park não conseguia levantar sua cabeça, não conseguia olhar para o alfa, por mais que esteja quase surtando ainda tinha em mente que o próprio alfa que estava a sua frente falou para escola toda que haviam se beijado, e ainda por cima havia insinuado que o omega beija mal

-Por que Jungkook- falou baixinho- por que falar para todos que você me beijou, e pra que falar que eu beijo mal.- abaixou sua cabeça botando-a de volta entre os seus braços

-Eu fui forçado a fazer isso- suspirou abaixando a cabeça e voltando a encarar o omega- eles me forçaram a te beijar, me forçaram a te humilhar e se eu não fizesse isso, eles iriam te machucar- continuou encarando o omega que levantou a cabeça tombando a mesma para o lado

-Como eu posso acreditar em você Jeon? Como eu posso acreditar em alguém que vive me humilhando e que faz de tudo para me ver chorar para ver seus amiguinhos patéticos rindo? Em? me explica alfa- soltou cada palavra olhando fixamente para os olhos de Jungkook, o deixando frustado

-Olha Jimin, eu não sou esse monstro que você pensa que eu sou, acredite, eu sou diferente.-abaixou a cabeça- eu sou diferente de que eu sou aqui nessa desgraça de escola, eu também sou humano, você pensa que eu não fico triste todas as vezes que eu vejo você chorando e sabendo que isso foi minha culpa. Eu tenho sempre que ficar fingindo que pego mulheres sendo que eu fico dentro do meu quarto jogando video-game- levantou a cabeça encarando o omega novamente, este que se encontrava confuso

-Então porque não para?- jogou a sua cabeça na porta

-Porque não dá, se eu não tenho eles, eu não tenho ninguém, meus pais nem sequer se preocuparam comigo, quando eu aprendi a andar de bicicleta ou quando aprendi a ler. Eles nem sequer notam que tem um filho, quem cuidou de mim foram os próprios empregados da casa. Eu não quero ficar sozinho- e uma lágrima caiu de seu rosto, dentre outras que começaram a descer em seguida

-Jungkook, eu quero que saiba que pode contar comigo- sorriu e abraçou o alfa sentindo o cheiro dele impregnado no casaco que usava- saiba que eu estarei aqui para oque der e vier, nós nem somos tão diferentes um do outro afinal- afastou-se sorrindo ainda com seus braços nos ombros largos de Jeon que sorriu dentre algumas lágrimas

-Posso te beijar- perguntou baixinho e brincalhão perto da boca do omega fazendo o mesmo abaixar a cabeça envergonhado

-Pabo!- bateu no ombro do alfa enquanto este ria baixinho- claro- abaixou sua cabeça novamente envergonhado

Jungkook segurou com delicadeza o queixo alheio levantando o rosto do omega levemente. Jimin era muito bonito e isso deveria admitir até para si mesmo, os olhos do omega tinha um brilho, um brilho tão diferente. Jungkook parou de encarar os olhos de Park e começou a encarar agora os lábios cheinhos aproximando seus rostos

Jimin estava a ponto de um colapso, nem acreditava que estava naquela mesma situação de novo. Coração errando as batidas, suor frio, nervosismo, tipicas coisas de pessoas apaixonadas

Seus lábios haviam se roçado levemente antes de se encostarem trazendo um alívio a ambos que não aguentavam mais esperar. Era apenas um selar, até Jimin pedir passagem com a lingua assustando um pouco o alfa que acabou cedendo.

Após Jungkook ceder a passagem de Jimin ambos iniciaram um beijo lento. Seus gostos se misturavam causando a si mesmos uma sensação gostosinha de sentir. Jimin levou suas mãos para os fios sedosos de Jungkook fazendo um aperto forte ao sentir o alfa chupar a sua lingua com ferocidade fazendo um estalo ecoar alto pelo quarto silencioso

Jimin já não aguentava mais, precisava respirar, seus pulmões queimavam em busca de ar. O beijo é acabado com um estalo alto. Jimin parecia desmaiar, tentava a todo custo regularizar a sua respiração mais que acelerada

-Neo babo ya- falou fazendo um biquinho fazendo o alfa rir baixinho

De repente a porta é aberta

-Jimin! anh.... Jungkook!- falou a pessoa surpresa- o que diabos vocês estão fazendo aqui?

-bem...-


Notas Finais


Mano, quinta feira foi muito engraçado, tipo, a minha professora de história estava dando esporro num dos alunos que estavam xingando, ai tá, para ela não repetir o palavrão ela falou "Ponte que partiu" todo mundo começou a rir e eu como tenho amigos retardados eles começaram a se xingar de forma muito engraçada como: Baralho, vai pra ponte que caiu (partiu), seu(a) pulgo(a)!, vai pra casa do baralho. E eu fiquei rindo igual a uma idiota

Mano eu sou tão doente que quando o meu professor de matemática estava na sala dos professores eu grudei minha cara na janela tentando assustar ele, e funcionou mas depois ele começou a rir de mim '-', ai na sala ele me chamou de doida e eu mesma fiquei rindo de mim enquanto riam de mim

Ah e meu professor é igualzinho ao BERLIM, SOCORRO, tipo agora ao invés de chamar ele de professor Bruno eu chamo ele de professor Berlim, e também fico perguntando se ele tem uma metralhadora ou se ele vai voltar na terceira temporada, e agora entrou uma garota parecida com a Nairóbi na nossa turma só faltava a nareba, Agoora só falta o RIO, e o moscou

Eu descobri mes retrasado que meu pc tem corretor '-'-''--'-''-'-'-'--'

CACETE AMANHA LANÇA A PORRA DO ALBUM. CARALHUUUUUUU MANO VOU MORRER. QUERO OUVIR FAKE LOVE CACETE, VAMOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO

(cara eu vou ficar das duas até as cinco da manhã acordada -não me perguntem o porque- kiss)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...