História Love's Song - (Taekook - Vkook) - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Blackpink, Mamamoo, Monsta X, Neo Culture Technology (NCT)
Personagens Chenle, Doyoung, Haechan, Hansol, Hendery, Hwasa, Hyung Won, I'M, Jaehyun, Jaemin, Jennie, Jeno, Jeon Jungkook (Jungkook), Jisoo, Jisung, Johnny, Joo Heon, Jung Hoseok (J-Hope), Jungwoo, Ki Hyun, Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Kun, Lisa, Lucas, Mark, Min Hyuk, Min Yoongi (Suga), Moonbyul, Park Jimin (Jimin), Personagens Originais, RenJun, Rosé, Show Nu, Solar, Taeil, Taeyong, Ten, Wheein, Winwin, Won Ho, XiaoJun, YangYang, Yuta
Tags Taekook, Vkook
Visualizações 20
Palavras 1.605
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Esporte, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Ficção Científica, Hentai, Lemon, LGBT, Literatura Feminina, Mistério, Musical (Songfic), Poesias, Policial, Romance e Novela, Saga, Sci-Fi, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa noite,

Hoje vou começar uma nova fic.
1- Ela será narrada pelo Jungkook.
2- As partes de música no meio são pensamentos e sentimentos do Tae.
Espero que gostem.

Capítulo 1 - Someone's Someone


Fanfic / Fanfiction Love's Song - (Taekook - Vkook) - Capítulo 1 - Someone's Someone

O amor...

O que de fato é o amor? Acredito que o conceito de amor é algo meio distorcido e fantasioso, afinal o que se sabe sobre o amor aos 17 anos? Ainda sim meus colegas de colégio e amigos falam sobre ele como se fosse algo comprovado e simples, a verdade é que pra mim o amor é uma perda de tempo afinal não há provas de que isso exista.

Cheguei a conclusão que o amor na verdade é uma invenção das pessoas para defender suas ações ridículas.

Já namorei várias pessoas e mesmo assim nunca entendi o que tanto fantasiam sobre o amor, é bonitinho para músicas e livros, mas no final é apenas um monte de besteira.


“Talvez isso seja loucura

Louco só de pensar

Pensar se existe alguém

Destinado a você

Sol quando está chovendo

Chovendo sobre amantes

Amantes na sombra da cor azul

Há alguém para dar tudo?”


A única forma de amor que realmente conheço é o amor pela família, no meu caso tenho meus pais e meus três irmãos que são a razão pela qual eu sou feliz, porém a cerca de 4 meses meu irmão gêmeo Jungho sofreu um acidente de carro com meu pai e acabou entrando em coma, meu pai ficou na cadeira de rodas, mas se recuperou bem e voltou pra casa, por muito tempo vi a culpa estampada nós olhos dele principalmente quando olhava pra mim, a semelhança com Jungho deve machuca-lo muito. Minha mãe, meus irmãos e eu nos esforçamos para que meu pai não se sentisse tão triste pelo ocorrido e fazíamos visitas todos os dias para Jungho, acreditávamos que ouvindo nossa voz e sentindo nossa presença ele poderia acabar acordando, mas com o passar do tempo minha família foi perdendo as esperanças e então meus irmãos pararam de ir e depois meu pai, agora minha mãe só aparecia uma vez por semana no hospital e apenas eu vou todos os dias para falar com ele, sempre imagino se todos estão se esquecendo dele. Até mesmo o melhor amigo dele não toca mais em seu nome com frequência e as pessoas do colégio agem como se Jungho nunca tivesse existido.

E agora os integrantes da banda que Jungho havia montado estão na minha casa discutindo sobre arrumar um novo guitarrista para ficar no lugar dele, será possível que apenas eu ainda sinta falta dele?


“Todos nós queremos ser alguém

Queremos ser alguém de alguém

Com alguém que não podemos viver sem”


- Jungkook eu sei que você não quer falar sobre isso, mas precisamos arrumar um novo guitarrista – Namjoon se debruçou sobre a mesa da cozinha, seus cabelos platinados escondidos por uma touca e a expressão seria de um líder.

- Temos apenas 3 meses para encontrar alguém que participe com a gente do concurso de bandas – Jimin bagunçou seus cabelos alaranjados, ele parecia meio entediado.

- Jungkook... – Yoongi o melhor amigo do meu irmão segurou meu ombro tentando me confortar – Sei que acha que estamos tentando substituir Jungho, mas a verdade é que ele não gostaria de nos ver desistir. Sabe como ele é animado, nossa tristeza só o deixaria irritado.

Yoongi tinha razão, meu irmão é o tipo de pessoa sempre positiva que daria uma bronca em todos por desistir do concurso. Ainda sim escolher outra pessoa para a posição dele parecia tão errado.

- E se formos apenas com uma guitarra? – Falei esperando ter achado uma alternativa – Assim poderiam esperar por Jungho.

- Não vai dar certo – Hoseok meu melhor amigo e nosso baixista estava na minha frente do outro lado da mesa – Quando fizemos a inscrição eles pediram a quantidade de membros e seremos desclassificados se aparecermos com um á menos.

- É assim que eles garantem que a banda é sólida – Namjoon cruzou os braços, ele teve a ideia de criar a banda junto com meu irmão.

- Olha, podemos arrumar alguém temporário e quando Jungho voltar... Chutamos o novato! – Jimin deu um sorriso cheio de dentes.

- Tudo bem – Confirmei com um suspiro e os meninos sorriram de volta animados.

- Então Hoseok, Jungkook e Jimin ficam encarregados das audições – Namjoon escrevia o plano em um papel – Yoongi e eu vamos ficar na composição das músicas, precisamos de uma incrível pro concurso.

- Mais que incrível, precisamos de uma música de impacto – Yoongi levantou determinado – Temos que chamar atenção.

- Então se tudo está decidido vou voltar pra casa, quero fazer o cartaz pro mural – Jimin também levantou para sair.

- Ah, Jimin... – Namjoon levantou ansioso – Se... Se quiser eu posso fazer, sabe o cartaz.

Jimin fez uma careta engraçada e arqueou uma sobrancelha, a jaqueta azul caída nos braços como sempre e a postura relaxada davam um ar de garoto problema, coisa que ele era com toda certeza. Talvez fosse isso que deixasse Namjoon tão interessado nele, porém Jimin não ligava ou simplesmente não se dava conta do que Namjoon sentia.

- Não precisa – Jimin respondeu e saiu da cozinha calmamente.

- Você é um idiota – Hoseok começou assim que ouviu a porta da casa fechar – Todos os dias quer fazer algo e Jimin nem liga, deveria cair fora.

- Não vou receber conselhos de uma pessoa que tem uma namorada por dia – Namjoon revirou os olhos.

- Ou namorado, não sou exigente – Hoseok riu.

- Hoseok não está errado Namjoon, realmente deveria desistir ou ser mais direto – Yoongi arrumou algumas partituras que havia trazido para ter ideias – Também tenho que ir, nos vemos amanhã.

Hoseok bagunçou meus cabelos e foi embora com Yoongi, deixando apenas Namjoon e eu ainda sentados na cozinha.

- E você também acha que eu deveria desistir? – Namjoon perguntou com um sorriso triste.

- Na verdade eu não me importo Namjoon, sabe que acho essas coisas uma perda de tempo e simplesmente você ficaria melhor parando de correr atrás de alguém que não te nota, mas isso é uma escolha sua.

Normalmente não sou uma pessoa tão agressiva, mas problemas de relacionamento geralmente me deixavam irritado, as pessoas sofriam por esse sentimento ou agiam como idiotas e nenhuma das duas versões era interessante pra mim.


“Tão completamente perfeito

Perfeito sem motivos

Motivos são para pessoas

Que você está destinado a perder

Alguém cheio de segredos

Segredos em suas sombras

Sombras com desculpas

Rompendo”


- Gostaria de saber se um dia você vai se apaixonar – Namjoon se apoiou na mesa e segurou o próprio rosto entre as mãos – Seria interessante ver.

- É isso que sente? Que está apaixonado por Jimin?

- Não sei direito, mas ele me intriga e me fascina, tudo nele é atrativo pra mim – Ele olhou para o teto lembrando – Até mesmo a personalidade irritada.

- Sinto muito por você então e sinceramente eu espero jamais passar por isso.

- Acho que se um dia você sentir algo assim por alguém vai fugir na mesma hora – Ele riu alto.

- Não acredito no amor Namjoon, então isso nunca vai acontecer comigo.

Ainda sorrindo Namjoon levantou para ir embora também, talvez acreditar que esteja apaixonado dê uma perspectiva diferente sobre o que eu falo, por exemplo Namjoon deve achar que eu sou idiota por pensar tão mal do amor, assim como eu acho que ele é um idiota por acreditar nesses coisas. Ainda sim só um de nós vai sofrer no final.

O sol já estava se pondo e não havia mais nenhum compromisso naquele dia, sempre reservo o horário depois das atividades do colégio para visitar Jungho, depois volto para os ensaios na casa do Namjoon e no final do dia posso descansar. Hoje meus pais foram ao médico, meu irmão mais velho Jin ficaria na faculdade o dia todo e depois sairia com os amigos e minha irmã mais nova Jennie estava no quarto estudando.

Me joguei no sofá e esperei que o sono chegasse, os dias estavam passando cada vez mais rápido, porém esse dia em específico estava devagar como se estivesse me preparando pra algo.

No sofá sonhei com Jungho, com o tempo em que éramos pequenos e corríamos na borda do lago da casa de nossa avó, lembro que naquela época olhavamos pro lago e dizíamos que haviam quatro de nós. Jungho meu irmão gêmeo, minha outra metade, o único que sempre sabe meus pensamentos e o único que entende tudo sobre mim, eu sinto tanto sua falta.


“Mas há alguém para dar tudo?

Todos nós queremos ser alguém

Queremos ser alguém de alguém

Com alguém que não podemos viver sem”


Acordei com minha mãe me chamando, meus pais haviam acabado de chegar e minha irmã Jennie estava sentada no chão a minha frente assistindo seu filme favorito “high school musical”, na cena um casal cantarolava “you are the music in me”, isso era uma besteira, afinal como alguém poderia ser a música em outra pessoa?

- Quanta besteira – Sussurrei e Jennie olhou para trás apenas para me mostrar a língua.

Jennie em seus 14 anos era uma menina apaixonada por histórias de romance e badboys que nunca se apaixonavam até encontrar a garota certa.

- Jungkook, levante já é hora do jantar – Minha mãe jogou um pano de prato na minha cabeça.

Levantei ainda sonolento para me juntar ao meu pai na mesa, ele sorriu animado enquanto contava sobre seu dia, Jennie sentou ao lado dele atenta aos detalhes pouco importantes, mas que meu pai fazia questão de sempre contar. Jin ainda não havia chegado, mas todos pareciam confortáveis e alegres, nem ao menos parecia que Jungho ainda estava no hospital dormindo sozinho.


“Alguém que não podemos viver sem

Alguém que não podemos viver sem”


DIAS ATÉ JUNGKOOK SE APAIXONAR: 59.


Notas Finais


Música: Someone’s Someone – Monsta X

Espero que gostem... Deixem comentários com suas opiniões!
Bjs!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...